MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

ASSUNTOS QUE BREVE SERÃO PUBLICADOS

     ASSUNTOS QUE SERÃO PUBLICADOS OU ATUALIZADOS 

 

      Os seguintes temas serão abordados nos meus estudos e depois serão gravados em CD-ROM e publicados neste blog; posteriormente serão distribuídas algumas cópias em CDs, que poderão ser copiadas livremente e divulgadas para outras pessoas.

      A maioria das interpretações será de meu próprio cunho, pois não serão simples repetições do que outros teólogos e intérpretes da Bíblia já escreveram; eu tenho opinião própria; porém, tudo que for comentado será embasado na própria Palavra de Deus, a Bíblia, e no conhecimento que Deus me tem dado para interpretar os textos com uma visão diferente. Alguns assuntos serão complementados com dados extraídos de enciclopédias, dicionários e citações de livros diversos, mas serão indicados no rodapé. Porém, quanto a acreditar ou não nas informações que darei a respeito dos temas, isso ficará com a sua consciência. Meus comentários serão tratados dentro da exegese bíblica e orientações da hermenêutica. 

      ASSUNTOS:

1)      Estudo detalhado sobre a veracidade da Bíblia, provas da autenticidade das cópias mais antigas dos textos sagrados, a fidelidade dos escritos dos apóstolos e a preservação fiel desses escritos durante séculos. Mostrarei provas de que o Diabo, o grande inimigo de Deus, tem levantado muitos escritores na atualidade para desmentir a realidade e veracidade da Bíblia. Se não houvesse a Bíblia, o mundo não teria o mínimo conhecimento sobre o Deus verdadeiro e a verdade das coisas. A Bíblia tem instigado eruditos e cientistas a investigar os fatos históricos que nela estão contidos e outros fatos que somente os escritores bíblicos foram capazes de narrar com tantos detalhes. Se a Bíblia não existisse, talvez a raça humana não teria chegado à época atual e a este estágio de civilização, pois as nações teriam entrado num estado de barbárie total por causa da falta de temor a alguma divindade, ou temor a Deus, e falta de respeito à criatura humana por não haver nenhuma razão para a nossa existência. Se entre as nações não tivesse sido divulgado a existência de um Deus poderoso, Criador, a quem devêssemos temer, os homens já teriam todos se auto-destruído por causa da ambição e do egoísmo; ou, talvez, uns poucos ditadores estariam dominando a Terra e subjugando os demais seres humanos. Muitos eruditos ateus afirmam que a causa do atraso da humanidade em relação ao conhecimento científico e evolução cultural foi a invenção das religiões e o surgimento de livros religiosos, tais como a Bíblia, o Al-Corão, etc.  Mas, ao contrário, se os homens não tivessem nenhuma noção de Deus, não teriam nenhum temor, não teriam amor ou respeito pelos seus semelhantes, por não haver razão para a existência. E isso seria motivo suficiente para os mais fortes dominarem os mais fracos ou eliminá-los totalmente da face da Terra. Muitos ditadores, imperadores, reis e rainhas não cometeram maiores barbaridades ou extermínios de outras raças em razão de algum temor, fruto da crença em alguma divindade. Até mesmo os Israelitas, que sendo ordenados por Deus para exterminar todos os habitantes da terra de Canaã (porque eram grandes pecadores idólatras), não eliminaram algumas mulheres e crianças, porque tiveram pena ou algum temor. Se os Israelitas não tivessem conhecimento de Deus e tivessem tomado a terra dos cananeus, talvez a matança ou genocídio daquele povo teria sido muito pior. O menos cruel teria sido escravizar aqueles que sobrevivessem. Desde a 1ª Guerra Mundial, a idéia de Adolf Hitler era ser um grande líder e lutar pela eliminação ou escravização das raças inferiores, não-arianas. No seu primeiro livro ele já defendia a idéia da predominância das raças superiores. Se as raças inferiores sobrevivessem, teriam que ser subjugadas; trabalhariam como proletariados, mal-assalariados, ou trabalhariam simplesmente como escravos. Foi essa a idéia de Hitler ao assumir o poder do governo germânico como ditador. A primeira idéia de Hitler era usar a mão-de-obra barata dos judeus ou escravizá-los para construção de seu império mundial. Mas, os seus planos foram frustrados. Quando se viu perdendo a guerra, botou em prática o segundo plano: se as raças inferiores não servirem como escravos, terão que ser eliminadas. Então, ele tratou de ordenar aos seus comandados a eliminação dos judeus, pouco a pouco.

 

2)      Debate sobre a Teoria da Evolução das Espécies de Charles Darwin e o ensino das Escrituras sobre o Criacionismo de Deus. Provas que refutam a teoria da evolução e apóiam a teoria do criacionismo. Explicação detalhada sobre os dois relatos aparentemente confusos da criação do homem. E o caso de Deus ter feito aparecer a luz no primeiro dia da criação antes de ter criado o Sol e as estrelas no quarto dia.A narrativa a partir de Gênesis 2:4 é uma outra narrativa da criação bem diferente da primeira. A primeira narrativa termina em Gênesis 2:3. Quando Moisés escreveu sobre a criação ele se baseou em mais de uma fonte de informação. Na primeira narrativa diz que Deus criou os animais antes do homem ser criado (Gen. 1:20-25 e 1:26-28); na segunda diz que Deus primeiro criou o homem do pó da terra, e somente depois foi que Deus criou as plantas e os animais e os trouxe a Adão (Gen. 2:7 e 2:19-20). Enfatizarei testemunhos de grandes cientistas que eram declaradamente ateus, e que após estudar minuciosamente a realidade das coisas, passaram a acreditar em Deus e na criação, como por exemplo, o cientista FRANCIS S. COLLINS, Diretor do Projeto Genoma Humano. Este grande cientista, após passar vários anos com sua equipe tentando decifrar e mapear o código genético humano, encontrou evidências a favor da criação do homem por um ser inteligente. Concluiu que o designe do DNA é um “designe inteligente”, e não pode ter existido por acaso. Em 2006 ele publicou o seu livro (grande best-seller), intitulado “A LINGUAGEM DE DEUS – Um cientista apresenta evidências de que Ele existe”. O livro já foi traduzido para o português, pela Editora Gente.Fico admirado de ver renomados cientistas ateus escrevendo livros, contrariando a Teoria do Criacionismo de Deus, sabendo que outros cientistas cristãos tem provas contundentes a respeito da criação. A Teoria da Evolução não tem consistência e nem provas razoáveis. Os cientistas só especulam e acreditam nessa teoria apenas pela fé. O problema é que os ensinamentos da Teoria da Evolução prevalecem nos livros escolares do mundo todo, e o grupo dos cientistas ateus lutam diante dos governos para que prevaleçam esses ensinos nas escolas. Se eles cederem, a Teoria do Criacionismo de Deus será ensinado nas escolas e a Bíblia será muito creditada. Os cientistas ateus não querem que prevaleça a crença na veracidade da narrativa bíblica, porque há aqueles que estão a serviço de Lúcifer e o objetivo é confundir e fazer com que as pessoas desacreditem na Bíblia e na existência de Deus.

3)      Resumo da origem das grandes religiões do mundo e o que elas ensinam; e o que elas falam sobre Deus, Satanás, a Bíblia, Jesus, o final dos tempos, a situação após a morte, a ressurreição, o céu e o inferno, o juízo final, etc.

 

4)      Comentário sobre o Livro Sagrado do Islamismo, o Alcorão.

 

5)      Resumo da origem das principais seitas cristãs e evangélicas, após a Reforma Protestante, liderada por Matinho Lutero, e as que surgiram no século XIX e XX. Comentarei sobre outros segmentos filosófico-religiosos tais como: gnosticismo, arianismo, budismo, taoísmo, bramanismo, xintoísmo, etc.

 

6)      Resumo da origem das seitas evangélicas do movimento chamado “Neopentecostalismo” (que ensina a Teologia da Prosperidade), tais como: Igreja Universal do Reino de Deus, Igreja Internacional da Graça, Igreja Renascer, Igreja Sara Nossa Terra, etc. Essas igrejas estão pregando um outro evangelho, e tudo isso é cumprimento da Palavra de Deus. O Evangelho que Cristo ensinou e mandou pregar é totalmente diferente deste que as igrejas neopentecostais estão pregando. Jesus mandou pregar o amor ao próximo e a salvação da alma (não a quebra de maldições e aquisição de bens e riquezas para deleite nesta vida). Leia I Tim. 6:9-11,17; Mateus 6:20; Lucas 18:24. “A parte que caiu entre os espinhos são os que ouviram e, indo seu caminho, são sufocados pelos cuidados, RIQUEZAS, e DELEITES DESTA VIDA e não dão fruto com perfeição” (Luc. 8:14).

 

7)      Comentário sobre as origens da idolatria na Igreja Católica Romana, o Dogma da Assunção de Maria, e a origem da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O Imperador de Roma, Constantino, era idólatra e adorava ao deus-Sol, e como a adoração a esse deus era no domingo, ele determinou a lei, abolindo a adoração a Deus no dia de Sábado. Por causa disso, milhares de judeus foram mortos, perseguidos e massacrados pelos cristãos em toda a Europa. A veneração a imagens de ídolos na igreja é fruto dos cultos pagãos, porque os pais da Igreja Primitiva morreram e aqueles que os sucederam permitiram a veneração de ídolos, também por influência dos prosélitos, que não queriam deixar a velha prática de estar diante de um ídolo para fazer suas orações. A advertência expressa dada por Deus, na Bíblia, é que jamais se faça imagem de escultura de NADA, nem dos que estão no Céu. Leia Êxodo 20:4; Deut. 5:8. Repare que, não fazer “figura do que há em cima nos céus”, não se refere apenas aos astros (Sol, Lua, Planetas, etc), mas aos seres angelicais ou a própria divindade. Se não devemos fazer imagem dos que estão acima, no céu, muito menos devemos fazer imagem de homens ou mulheres e colocar na Casa de Deus para venerar.

 

8)      Explicação sobre sincretismo religioso; os deuses das religiões afro-brasileiras, que nada tem a ver com os santos da Igreja Católica e nem com Jesus ou Maria. Os cultuadores de demônios colocaram os nomes dos santos da Igreja Católica nos seus ídolos apenas para disfarçar, a fim de evitar a perseguição da Igreja contra as suas práticas demoníacas. Dizem que Yemanjá é Nossa Senhora, mãe da vida e que Oxalá é o próprio Senhor Jesus Cristo. Que absurdo! E a Igreja Católica deixou que fizessem isso, e ficou por isso mesmo.

 

9)      Síntese das principais Sociedades Secretas herméticas, que controlaram e ainda controlam o mundo; sua face oculta; suas origens e seus supostos objetivos: Maçonaria, Rosa-Cruz, Opus Dei, Golden Dawn, Cavaleiros Templários (escondidos na Maçonaria), Cátaros, Cabala, Crânios e Ossos (ou Skull & Bones Society), Illuminati, Ku Klux Klan, Seitas Dionisíacas, Nazismo, Os Bildenberger, A Comissão Trilateral, Bohemian Club, CRF – Conselho para Relações Exteriores, Liga Mundial dos Illuminat, etc. São as sociedades secretas que estão levando o mundo para o caos. Existem sociedades com fins políticos e econômicos; outras, com fins puramente religiosos, cristãos e não-cristãos. Os homens que governam e controlam o mundo são pessoas egoístas e mantêm sempre o espírito de conquista e domínio. Para as sociedades secretas que planejam conspirações, não existe conquista quando existe paz; não há força e domínio quando estamos em tempo de paz; então é preciso o mundo estar sempre em guerra, pois é ela que possibilita a conquista e o domínio; nunca existirá potência mundial ou império mundial se houver acordos de paz. São as sociedades secretas que instigam as guerras. São elas que estão impedindo as ações contra o aquecimento global. E nada podemos fazer contra elas; só Deus dará fim a esses terríveis homens, que tem suas mentes controladas por Lúcifer.Algumas sociedades interferem nas emissoras de rádio e televisão mais importantes do mundo; controlam os grandes bancos do mundo e o comércio entre as nações; controlam as bolsas de valores e o preço do petróleo; interferem diretamente nos governos das grandes potenciais mundiais. Um dos objetivos dos “Protocolos dos Sábios de Sião” é manipular as informações que são passadas ao público nas emissoras de rádio, TV e Internet.Por exemplo,  enquanto os cientistas da ONU, membros do IPCC, divulgam dados alarmantes sobre o aquecimento global e o clamor que fazem aos líderes de todos os países para que tomem medidas mais urgentes e eficazes contra o aquecimento da Terra, outros cientistas, ligados às sociedades secretas, aparecem na televisão e na Internet divulgando informações contrárias às informações dos cientistas da ONU, afirmando que o aquecimento global é uma farsa. A população da Terra deve ter em mente que um dos maiores objetivos das sociedades secretas é levar o mundo para o caos, porque homens egoístas têm fome de poder e domínio, e só poderão alcançar essas coisas se houver guerras, catástrofes, epidemias, endemias, conflitos entre nações. Se acontecer uma terceira guerra mundial, todos os tratados de paz que foram assinados na ONU serão anulados.As sociedades secretas não admitem que uma organização ou alguém possa ameaçar os seus interesses. Elas mantêm espiões em todas as partes do mundo, infiltrados dentro de governos e instituições, redes de jornais e televisão. Os líderes religiosos cristãos não incomodam muito as sociedades secretas porque são um bando de incompetentes, mal-informados. Os teólogos estudam apenas a superficialidade das doutrinas à luz da Bíblia e não procuram se aprofundar no conhecimento esotérico. Um dos maiores cientistas do mundo, Isaac Newton, estou mais do que nunca a Bíblia e suas profecias escatológicas, mas a teologia de Newton era Teologia Esotérica. Por exemplo, a Bíblia quase não fala nada sobre a realidade do Inferno, mas se você ler a obra “A DIVINA COMÉDIA”, de Dante, um dos grandes iniciados do conhecimento esotérico, você aprenderá mais sobre o Inferno do que lendo a Bíblia. Não quero dizer, com isso, que devemos relegar a Bíblia a um livro inferior. Ao contrário, falo dessa maneira porque certas doutrinas na Bíblia não são totalmente esclarecidas. Então é preciso tomar informações extrabíblicas para entendermos melhor a verdade e realidade das doutrinas. Posso citar um outro exemplo. No Antigo Testamento da Bíblia não há nenhum ensinamento sobre Inferno ou demônios; em nenhum dos salmos vemos o Rei Davi orando para Deus o livrar dos demônios ou de Satanás. O conhecimento que os judeus tinham sobre o Inferno e o Paraíso foi adquirido dos magos egípcios, dos magos da Pérsia, quando estiveram cativos na Babilônia e mais tarde, através do conhecimento que os gregos tinham sobre o reino dos mortos e o Inferno. Portanto, é preciso buscar conhecimento e muito conhecimento, para ficarmos atento ao que as sociedades secretas estão tramando. O Diabo quer enganar a humanidade e levar o máximo de seres humanos para a perdição; se os líderes religiosos fossem bem informados e organizados, poderiam evitar que milhões de pessoas sejam enganados. O meu trabalho tem este objetivo: esclarecer de forma clara e coerente. Sei que o que escrevo é uma gota d’água no oceano, mas já é o início. Sei que posso estar até contrariando os interesses de alguém, mas alguém tem que fazer alguma coisa.

BREVE COMENTÁRIO SOBRE A MAÇONARIA

A Maçonaria é formada por três Lojas básicas: a Loja Azul, o primeiro degrau que é dividido em três estágios ou graus; o Rito de York, composto de mais 10 graus, e o Rito Escocês, com seu total de 32 graus de iniciação. O 33º grau, que se atinge apenas por convite, representa a cabeça humana no topo das 33 vértebras da coluna. Este é o grau mais alto conhecido publicamente.A grande maioria dos maçons pertence à Loja Azul. Eles formam a base da pirâmide maçônica, que na verdade funciona apenas como fachada. A maioria dos membros encara a sua filiação à Maçonaria como algo não muito diferente de juntar-se a um Clube de Homens da Elite, que cultivam uma irmandade fraterna e solidária. Mas na verdade a maioria deles entra por curiosidade ou a convite de outros, sem saber a realidade do que os espera. Até mesmo a literatura maçônica deixa claro que somente os iniciados que progridem para além do status do 33º grau tomam conhecimento dos verdadeiros objetivos e segredos do grupo.O maçom do 33º grau, Manly P. Hall, escreveu: “A Maçonaria é uma fraternidade dentro de uma fraternidade – uma organização externa que esconde uma irmandade interna dos eleitos… Uma é visível e a outra é invisível. A sociedade visível é uma esplêndida camaradagem de homens ‘livres e aceitos’, dedicados a questões éticas, educacionais, fraternais, patrióticas e humanitárias. A sociedade invisível é secreta e a mais augusta fraternidade, cujos os membros são dedicados ao serviço de um… arcanum arcandrum (um segredo sagrado)”.A Maçonaria, a mais antiga e poderosa Sociedade Secreta na história do mundo, teve seu início na França, na Inglaterra e na Escócia e, quase ao mesmo tempo, plantou suas raízes na América, no século XVIII. Em 1826, estima-se que os Maços nos Estados Unidos da América chegavam a 50 mil, na maioria homens instruídos e profissionais liberais. Nesse tempo, o capitão William Morgan (primeira vítima da inquisição da Maçonaria) planejava publicar um livro revelando os símbolos, aperto de mãos, juramentos e propósitos secretos da Maçonaria. Morgan escreveu: “A ruína de nossas instituições civis é encontrada na Maçonaria, já muito poderosa e a cada dia aumentando o seu poder. Eu devo ao meu País uma exposição do perigo que ela representa”.Antes de o seu livro ser impresso, Morgan e seu editor foram seqüestrados em Batávia. Dias depois, o editor foi libertado, mas Morgan não mais apareceu. Anos depois, um maçom chamado Henry L. Valence confessou que ele e outros dois maçons tinham jogado Morgan no rio Niágara.Os rumores de que Morgan fora seqüestrado e assassinado pelos maçons se espalharam por Nova York, na Inglaterra e em outros Estados; e um escândalo de grandes proporções irrompeu. Segundo o reverendo Charles G. Finney, escrevendo em 1869, cerca de 45 mil membros deixaram a Ordem e mais de duas mil Lojas foram fechadas. “Milhares de maçons queimaram seus aventais. Em poucos anos, o número de membros nas Lojas de Nova York caiu de 30 mil para 300, como resultado direto do incidente com Morgan”.Em 1827, o livro de Morgan, “Illustration of Masonry by One of the Fraternity Who Has Devoted Thirty Years to the Subject”, foi publicado postumamente. Porém, como toda pessoa inteligente deve deduzir, os maçons deixaram o livro ser publicado, mas por certo, ordenaram ao editor que retirasse do livro tudo aquilo que não devia ser publicado.Que tipo de ambição leva homens, na maioria das vezes instruídos, a correr atrás de algo que não sabem se no final será bom ou ruim? Após galgar todos os graus de iniciação no ocultismo da Maçonaria (33º), o que tais homens pensam que vão conseguir? A salvação eterna por seus próprios méritos (obras) é certo que jamais alcançarão. Se for conhecimento a respeito de uma verdade oculta ou algum conhecimento supremo que eles procuram ou adquirem, que vantagens terão sobre os demais seres humanos tão instruídos quanto eles? Todos, igualmente, um dia morrerão não morrerão?Que tipo de ambição leva homens instruídos jurar diante de outros (com uma espada ameaçadora sobre o peito e uma corda no pescoço ou punhal na garganta) a guardar segredos do reino das trevas, a troco de quê? A troco de riquezas?Por que pretendem seguir a um Ser que só se manifesta nas trevas? Por que obram às escondidas, servindo ao reino das trevas? Será que as palavras de Jesus não foram suficientemente claras quando diz que “o julgamento é este: A luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que seja manifesto que as suas obras são feitas em Deus” (João 3:19-21). Por que os maçons obram às escondidas?

 

10)  Estudo detalhado sobre a música na igreja e a real adoração a Deus; a introdução dos ritmos mundanos na igreja como cumprimento das profecias da Palavra de Deus. Os antigos líderes já morreram e atualmente há uma nova geração de líderes e crentes da Nova Era, que não suportam a Sã  Doutrina. Não se conformam adorar a Deus em espírito de pureza, santidade e reverência na Casa de Deus, com um culto racional, e não se sentem satisfeito enquanto não sentirem excitação na carne. A adoração a Deus com um hino sacro, cantado a um ritmo moderado, reverente, não é suficiente. Tiveram que adotar o rock, o forró, o calypso, a lambada, o samba, o axé, para excitar a carne, pois são crentes carnais, crentes da Nova Era. Esses estão cumprindo a profecia bíblica e a recompensa deles todos é a perdição. Quem está em Cristo é nova criatura, as coisas velhas já passaram. Porém, os crentes da Nova Era não querem deixar passar nada, querem continuar dançando forró na igreja, querem continuar desfrutando os mesmos deleites do mundo. Por isso Jesus disse que a porta da salvação é estreita e são poucos os que podem passar por ela. Os crentes neopentecostais e os crentes da Nova Era querem TORNAR LARGA a porta da salvação, para poder passar com suas bagagens de ídolos, deleites e prezares, mas esta porta é fajuta e vai-se para a perdição. O caminho da vida eterna continua estreito. Leia Mateus 7:14 e Lucas 13:24.

 

11)  Refutação da dança na Igreja, mostrando que não existe base bíblica para ser adotada. A dança é expressão de cultura popular e seu objetivo é aguçar a sensualidade ou despertar o desejo sexual das pessoas que se divertem, e não pode ser usada de forma alguma na adoração a Deus. O crente pode dançar, sapatear, espernear e extravasar a sua sensualidade em qualquer lugar, menos na casa de Deus. Atualmente os crentes confundem os desejos carnais com os desejos de Deus. Deus é espírito e não sente os desejos carnais. Se a boa música sacra (hinos sacros) não agrada o crente, ele pensa que também não agrada a Deus. Mas, é aí que ele se engana. Os cantores evangélicos “mundanos” fazem música pensando agradar ao homem e não para agradar a Deus. A música de adoração a Deus deve ser santa, reverente e ser tocada num ritmo musical que não desperte a sensualidade e os desejos carnais. A música que agrada a Deus deve satisfazer a alma e o espírito e não aos desejos carnais.Ouvi, num programa de TV, um pastor “mundano” dizer que a música tocada em qualquer ritmo musical pode despertar o desejo sexual ou expressar sensualidade. Mas, isso é desculpa pra boi dormir! Isso é desculpa para crentes mundanos, ímpios pecadores, que não suportam a sã doutrina e não querem se firmar na verdade e na vida santa diante de Deus e dos homens. Uma música tocada em ritmo de marcha ou guarânea só irá despertar o desejo sexual se tratar-se de uma poesia com tons românticos. Como vamos admitir que o hino nº 15 do hinário da Igreja Assembléia de Deus, tocado em ritmo de marcha, irá despertar sensualidade? Os hinos que estão tocando em ritmo de forró na Igreja, devem ser tocados em ritmo de marcha.

12)  Estudo detalhado sobre Lúcifer ou Satanás, sua origem, sua rebelião e o seu papel no mundo; o tempo exato dado para agir no mundo; estudo paralelo com a Bíblia e livros sagrados do Hinduismo (Anurag Sagar do mestre hindu, Kabir), literatura do Teosofismo, e até a literatura Maçônica. Os maçons do 33º são os generais de Satã aqui na Terra. Os maçons do 33º fazem de tudo para confundir a humanidade, a fim de que as pessoas não acreditem na veracidade da Bíblia e na história de Jesus narrada no Novo Testamento. Eles bolam planos e mais planos para tentar confundir as pessoas no mundo.Por exemplo, sempre que surge um documentário na TV sobre descobertas arqueológicas ou documentais, contrariando a narrativa Bíblia sobre Jesus, está por trás disso tudo a mão de um maçom do 33º grau. O cineasta, diretor do filme “Titanic” (se não me engano, James Cameron), é maçom de 33º e ele fez um monte de pesquisas arqueológicas em antigos sepulcros da cidade de Jerusalém, e conseguiu desencavar (literalmente) uma suposta sepultura que seria de Jesus, Maria Madalena e seu filho Judá. Este homem teve a audácia de levar as urnas onde estariam depositados os supostos restos mortais de Jesus e colocar em exposição na Biblioteca de Nova York, em 2006. Antes disso ocorrer, ele já havia publicado na TV BBC de Londres um documentário sobre os referidos restos mortais de Jesus e sua esposa Maria Madalena. Porém, não existe prova de que aqueles restos mortais são do verdadeiro Jesus. Tudo isso é trama de maçons, generais de Satã, porque o objetivo deles é contrariar Cristo e fazer de tudo que possa desmentir as verdades da Bíblia.Só reiterando, um iniciado na Maçonaria pode galgar até o 32º. Mesmo que o iniciado alegue que já galgou todos os graus e que agora está preparado para entrar no  33º, ele não entrará para a elite, a não ser que seja convidado. Até o 32º, o iniciado passa por terríveis provas, e recebe muitíssimo conhecimento, mas se ele não tiver condições, se não sentirem firmeza nele, jamais será convidado a entrar para o seleto grupo. O verdadeiro segredo da Maçonaria está além do 33º. Os maçons de baixo são enganados pela elite da Maçonaria. E mais enganados ainda são os maçons da Loja Azul, que são a maioria. Um maçom do 33º raramente dá entrevista e evita responder perguntas. Porém, muitos maçons do 33º, em certos discursos que fizerem, em certas entrevistas, deixaram escapar (entre suas palavras) evidências de alguns segredos que eles escondem. Alguns maçons de graus abaixo do 33º tiveram conversas com maçons do alto escalão, e conseguiram tirar algumas informações. Com isso, muitos escritores, jornalistas independentes escreveram livros revelando detalhes de alguns dos segredos mais escondidos dos maçons. 

 

13)  Estudo sobre o significado do número 666, de acordo com os algarismos romanos (as 7 letras do antigo Latim) e o número sete; sua relação com a 6ª dispensação, o 6º milênio e o  6º reino na Terra. Sintetizando,  6 é o número do homem, é o número do limite do homem e de sua ação; é o número da paciência; é um número incompleto. O número 666 é a marca de Lúcifer e dos governos humanos. 666 ou 6,6666…, ou 6,666777888999… quer dizer a mesma coisa. Isso quer dizer que o homem nunca poderá atingir a perfeição, representado pelo número 7. O tempo do homem e de Lúcifer é 6. Quando chega em 7 Deus assume o controle. As seis primeiras letras dos numerais romanos somam 666 (I + V + X + L + C + D). Isso é a delimitação do tempo dos governos humanos (A BESTA DO APOCALIPSE) e o tempo de Lúcifer. O dragão (Satã) concede o seu poder à Besta. As bestas do capítulo 13 de Apocalipse não se trata de pessoa humana física, é apenas alegoria. É grande tolice dos teólogos que defendem que a besta de Apoc. 13 é uma pessoa, um governante ou ditador mundial, o tal Anticristo. Se eles se aprofundassem mais no conhecimento esotérico, não ficariam ensinando asneiras. As profecias estão se cumprindo nas suas barbas, nas pontas dos seus narizes, mas eles estão cegos, não enxergam nada porque se limitam a estudar um ensino teológico superficial. Alegam que não podem estudar além do que está na Bíblia. Enquanto isso, os iniciados da Maçonaria, os gnósticos, os teósofos e outros iniciados de sociedades secretas conhecem a verdade da Palavra de Deus, mas eles estão tramando para que o povo na Terra não perceba a verdade. Os teólogos das Igrejas Testemunhas de Jeová, Adventistas do 7º Dia, Assembleianos, Batistas, Mórmons, Espíritas, etc, ficam se digladiando, e não sabem de quase nada; ficam discutindo um monte de tolices que nunca vão dar em nada. No final, todos estarão enganados, e os inimigos de Deus se rirão deles. Que papel! 

 

14)  Estudo sobre anjos caídos ou demônios e suas atuações neste mundo sob o comando de Satanás. A origem dos demônios. O QG de Satã está nas profundezas da Terra, o antigo Hades ou Inferno. Os anjos caídos mais perigosos, que corromperam a humanidade antediluviana, estão presos no poço do abismo ou tártaros, região mais profunda dos infernos, e eles serão libertados, pois segundo o Livro de Enoque, eles ficariam presos por 70 gerações. E em Apocalipse capítulo 9 diz que um anjo caído do Céu (o Lúcifer), receberá a chave do poço do abismo e libertará essas terríveis criaturas, que atormentarão os habitantes da Terra  durante cinco meses. Se os demônios que existem hoje já causam grandes males aos seres humanos, imaginem o que não farão esses demônios das profundezas?! Agora, quando ocorrerá isso, eu só posso dizer que os estudiosos da teologia esotérica sabem. É só multiplicar 70 vezes o “X” de anos de uma geração. A contagem começa no ano de nascimento de Enoque. Neste CD-ROM há um texto onde comento com outros detalhes sobre a invasão dos seres infernais. Lembre-se que João visualizou os seres infernais como gafanhotos ou cavalos com cauda de escorpião aparelhados para a batalha, mas a aparência desses seres é apenas alegórica; quando esses seres infernais surgirem, ninguém os verá fisicamente, nem como fantasmas, pois eles agirão invisivelmente. João os visualizou porque estava tendo uma visão no futuro, e na visão podemos ver qualquer coisa. 

 

15)  Comentário sobre extraterrestres, discos voadores (que na verdade são anjos caídos ou demônios que infestam o planeta Terra; e o que a Bíblia relata sobre os “Filhos de Deus”, que pecaram). As naves ou discos que aparecem não são físicos; são projeções de energia e luz que os demônios emitem, para iludir os humanos, fazendo-se acreditar que são seres de outro planeta. Não há nenhum motivo para seres de planetas ou galáxias distantes vir ao planeta Terra apenas para ficar apenas assustando ou seqüestrando pessoas por aí. Existe uma espécie de plano das sociedades secretas, chamado “Protocolo dos Sábios de Sião” criado em meados de 1850, onde consta um dos objetivos que é enganar a humanidade com aparição de discos voadores. Os discos voadores existem, mas não são seres de outros planetas ou galáxias; são demônios a serviço de Lúcifer, e os tais mantêm contato com os serviços secretos dos militares americanos e serviços secretos dos militares de outros países, com o objetivo de conspirar e enganar a humanidade, fazendo as pessoas desacreditarem em Deus e na Bíblia.Não existe possibilidade de que seres de outros planetas ou mundos tenham vindo à Terra apenas para ficar assustando as pessoas por aí. Seres de outros planetas, se existissem, sairiam pelo Universo atrás de conquistar outros territórios, ou planetas, para a subsistência de seus povos. Por exemplo, atualmente o planeta Terra está com mais 7 bilhões de habitantes. Se se passarem mais duzentos anos, não haverá lugar habitável na Terra para abrigar tanta gente e todos os recursos naturais da Terra serão consumidos. Então os seres humanos terão que procurar outros planetas para explorar e habitar. Se existirem seres em outras galáxias, possa ser que eles tenham se multiplicado grandemente e estejam a procura de lugares habitáveis e com recursos naturais para a subsistência de seus povos. Para seres de outros planetas chegarem até nós, teriam que ter uma tecnologia bem avançada e se estivessem aqui na Terra, já teriam nos dominado.Aliás, os serviços secretos de todos os países, principalmente dos americanos, dos russos, dos chineses e até do Brasil já teriam descoberto alguma coisa real sobre ETs e alguém já teria feito furo de reportagem, ou feito algum roubo de informação. As informações secretas sobre ETs que os Ufólogos dizem ter roubado dos americanos não são convincentes e nem provas reais. Inclusive sabemos que pessoas a serviço das sociedades secretas criam ou montam farsas para que se pareçam com suposta manifestação de discos voadores. E os ufólogos pegam essas informações e ficam falando e divulgando tolices na TV, na Internet em revistas especializadas. . Outro detalhe importante é o seguinte. Será que se os americanos, russos e chineses tivessem contato com seres de outros planetas, que possuíssem tecnologia avançada, estariam gastando bilhões de dólares à toa para construir a Estação Espacial Internacional, em órbita da Terra? Por que gastam bilhões de dólares para construir foguetes pesadíssimos, se os ETs podem fornecer tecnologia muito melhor? As supostas aparições de ETs ou disco voadores são manifestações demoníacas. Os generais de Satã aqui da Terra mantém contato com os generais de Satã (anjos caídos poderosíssimos das regiões celestiais) e, junto com o alto comando militar de alguns países, trabalham mancomunados com o objetivo de iludir e enganar a humanidade, a fim que desacreditam em Deus, na Bíblia e em Jesus. Lúcifer sabe que o seu fim está determinado e foi lhe posto uma marca, o 666, que é o tempo determinado para ele agir. Satanás e seus anjos já lutaram uma vez contra Miguel e seus anjos, e perderam. Então, Satanás está contando com a ajuda dos homens para lutar contra o Criador, fazendo uso de material bélico, como a bomba atômica. Este será um dos motivos pelo qual haverá a grande Batalha do Armagedom. Ultimamente li um livro intitulado “O APÓCRIFO DO DIABO – Toda História Sempre Tem Dois Lados”, publicado pela Madras Editora em 2005, tendo sido publicado em inglês a primeira vez em 2002. O autor John A. De Vito diz ter encontrado no velho casarão, onde habitavam seus avós, uma parede onde estavam escondidos alguns manuscritos escritos em vários idiomas. Descobriu que os manuscritos pertenciam a um ex-padre pertencente à sua família, que foi excomungado da Igreja Católica por ter se envolvido com o ocultismo. Descobriu, também, que o ex-padre morreu de forma misteriosa. Mas teve tempo de esconder os seus manuscritos nas paredes do casarão. Então ele traduziu o manuscrito e ficou estarrecido com as suas narrativas. Depois que seus parentes descobriram do que se tratava os manuscritos começaram a rejeitá-lo e pedir para que John De Vito destruísse aqueles manuscritos. Mas ele não o fez e, contrariando sua família, publicou o livro, acima referido. O livro parece muito novelesco. No entanto, a minha conclusão a respeito deste livro é que se trata de mais uma investida de última hora de Satã para tentar confundir a mente das pessoas. O neófito ou incauto que ler este livro poderá até acreditar nas suas histórias. Resumindo, segundo o autor, os escritos encontrados nos pergaminhos foram ditados pelo próprio Satã, explicando que a realidade das coisas não é bem assim como a Bíblia ensina. Então Satã começa a explicar tudo, recontando os fatos na Bíblia, mas de forma diferente, alegando que quem é mau na verdade é o Deus Jeová, o Deus da Bíblia e que ele (Lúcifer) quer salvar a humanidade do grande HOLOCAUSTO para o qual está sendo preparada. Por isso a Bíblia diz que os que servem a Deus são chamados de OVELHAS, e que as ovelhas são preparadas para o sacrifício e não para viver no Céu. Perceba o leitor, que com essas afirmações, Satanás tenta, de última hora, se passar por bonzinho, afirmando que pode salvar a humanidade do grande holocausto. Ora, se esta é a verdade, por que somente agora ele aparece com esse livro? Logo, fica claro que todas essas coisas que surgem atualmente contra a Bíblia e contra Deus são artimanhas de Satanás. E ainda existem pessoas cultas e inteligentes que acreditam nas mentiras de Satã! Entenda, caro leitor, que Satã detinha todo o poder e direito sobre as criaturas inferiores (todos os habitantes dos planetas inferiores), mas Satã escravizava as criaturas. Satã tomava conta das almas dos pecadores penitentes no Inferno e as maltratava grandemente. Foi aí que Jesus Cristo apareceu para pôr fim ao domínio de Satanás sobre a morte e os Infernos. Por isso se diz no Livro de Apocalipse que Jesus tomou a posse das chaves da morte e do Inferno das mãos de Satã. A terça parte dos anjos de Deus que acompanha Lúcifer foi a herança que ele recebeu por ser Filho de Deus. Lembre-se da parábola do filho pródigo e da história de Caim e Abel, de Jacó e Esaú. Satanás saiu do Céu com seus anjos, mas não saiu condenado. Ele saiu como filho pródigo, seguindo o caminho que escolheu. Mas, ele não se contentou e continuou interferindo nas criações de Deus nos mundos inferiores (o nosso planeta). No Jardim do Éden transmitiu conhecimentos que não poderiam ser transmitidos a Adão e Eva, e por isso Deus o amaldiçoou. Quando Deus amaldiçoava a serpente, estava amaldiçoando o próprio Lúcifer. Não há lógica para afirmar que  Deus amaldiçoou uma serpente ou animal irracional. No Jardim do Éden Satanás foi amaldiçoado, mas nessa ocasião ainda não tinha sido condenado. A sua condenação só aconteceu no Céu, depois que os seus anjos (rebeldes e caídos) corromperam a humanidade antediluviana, fazendo com que Deus exterminasse todos da face da Terra. Por causa desse grave erro, Satã e seus anjos foram condenados ao castigo na prisão e posterior extermínio no lago de fogo. Porém, Deus ordenou prender no tártaro ou poço do abismo somente as castas  de anjos mais perigosas e alguns anjos líderes. Satã ficou solto, acompanhado de outros milhões de anjos caídos, que atualmente são chamados de demônios. Demônios são anjos caídos destituídos de seus corpos físicos. Satã permanecerá solto até o tempo determinado por Deus, o 666, para que a humanidade seja testada, e tenha como fazer escolha entre o bem e o mal, entre se submeter a Deus ou ao Diabo, entre se aperfeiçoar ou não querer se aperfeiçoar. O homem não pode ter livre-arbítrio definitivamente, porque após a morte, para onde o homem vai? Se Deus não direcionar o homem após a morte, qual será o destino de seu espírito? Por certo, Satanás escravizaria o espírito do homem após a morte se Deus não interviesse. Assim como Caim cometeu um grave crime e Deus não o matou e nem o prendeu, mas colocou no seu corpo uma marca, da mesma forma aconteceu com Lúcifer. A marca de Caim é uma alegoria da marca de Lúcifer, que é o número 666. Na verdade a serpente ou dragão (Lúcifer) nunca governa pessoalmente, mas como diz o Apocalipse, o dragão concede seu poder e autoridade à Besta, que são os governos humanos (Apoc. 13:2). 

 

16)  Estudo sobre os anjos de Deus, arcanjos, querubins e serafins, anjos da guarda, e o papel de cada grupo como mensageiros e guardiões dos filhos de Deus, e suas funções no governo divino em relação ao planeta Terra.  

 

17)  Comentário teológico e filosófico sobre a existência de Deus, a divindade de Jesus e o Dogma da Trindade, criada pelo Catolicismo Romano; refutação da doutrina da trindade com base bíblica, haja vista que nenhum apóstolo se ocupou em explicar sobre se a divindade é composta de três pessoas ou uma só; explicação clara e simples das duas pessoas da divindade: Deus-Pai e seu Filho Unigênito, Jesus Cristo. m tua aFico pensando que explicação irão dar os trinitarianos quando Jesus retornar pessoalmente a este planeta. A maioria dos evangélicos pentecostais, batistas, trinitarianos, acredita que Jesus Cristo reinará pessoalmente neste mundo durante mil anos. Se Deus é três em um, gostaria de saber se eles acham que quando Jesus aparecer a segunda vez na Terra, o Pai e o Espírito Santo também estarão ao seu lado, pois, como diz o dogma da trindade, todos os três são de uma mesma substância. Nunca vi tamanha tolice quanto o ensinamento da doutrina da Trindade. Porém, todo esse problema surgiu porque tinham que defender a idéia de que Deus é apenas UM SÓ, e que a religião Judaica e também o cristianismo tinha que ser religião monoteísta, que cultua a apenas a um Deus. Porém, esses teólogos que defendem o absurdo da trindade sabem que o apóstolo Paulo afirmou que o mistério que estava oculto durante milhares de anos havia sido revelado, que foi a aparição de Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus (Rom. 16:25; II Cor. 2:7; Efésios 3:4,9; I Tim. 3:16; Col. 1:26-27). O próprio apóstolo São João, no princípio do seu Evangelho (1:1) confirma que Jesus é uma pessoa totalmente distinta de Deus-Pai. Logo, Deus-Pai é Deus e Jesus, o filho Unigênito do Pai também é Deus. E os dois são dois Deuses e não duas pessoas em um único Deus. Os judeus rejeitaram Jesus porque Ele disse ser igual a Deus e perdoava pecados, coisa que só podia ser atribuída ao Deus-Jeová. Os judeus não reconheceram o mistério oculto de Deus, por isso rejeitaram Jesus. Mas os judeus tinham razão em rejeitar Jesus como um Deus, pois eles jamais poderiam adorar outro Deus além de Jeová. E Jeová não havia dito que tinha um Filho e que este podia ser adorado também. A doutrina da trindade tenta explicar o mistério para que os cristãos ocidentais não façam o mesmo que fez os judeus, rejeitando Jesus como um Deus. Vários profetas se levantaram em Israel, operaram milagres, ressuscitaram mortos, mas nenhum se auto-proclamou filho de Deus ou igual a Deus e nem perdoaram pecados. Como, pois, os judeus poderiam diferenciar o Filho Legítimo de Deus dos profetas que sempre apareciam? Os judeus aguardavam um Messias prometido, mas como uma pessoa de origem humana, da linhagem de Davi, e não como uma pessoa de origem divina. Se os judeus haviam passado 70 anos cativos na Babilônia por causa de idolatria, como poderiam cair no erro do politeísmo novamente, adorando Jesus, como um Filho de Deus?Apesar da rejeição atual de Jesus por parte dos Judeus, virá um dia em que eles verão aparecer o Messias, o Libertador tão aguardado por eles durante milênios. Sim, Deus ainda cumprirá com as suas promessas feita ao seu povo. A vinda de Jesus há cerca de dois mil anos atrás foi apenas um parêntese no cumprimento das profecias. Lembremo-nos que as profecias bíblias geralmente tem dois cumprimentos: um imediato e outro a longo prazo. A primeira vinda de Jesus não foi da forma aguardada pelos judeus, porque nessa ocasião o motivo da vinda do Messias era morrer pelos pecados da humanidade. Mas a segunda vinda é a vinda real, aguardada há muito tempo pelos judeus. Deus é fiel e cumprirá suas promessas. 

 

18) Explanação bíblica em defesa do Santo Sábado do Senhor, o dia determinado para descanso e exclusiva adoração a Deus (apesar de não pertencer à Igreja Adventista) e comentário sobre a validade indiscutível dos Dez Mandamentos; demonstração da diferença entre as leis cerimoniais, leis sacrificiais, leis morais, leis civis e leis do sacerdócio, que Paulo não distinguiu quando falava obsessivamente, nas suas 13 cartas apostólicas, contra a circuncisão, que foi defendida pelo apóstolo Tiago. Textos básicos: Isaías 56; 58:13-14; 66:23. Por que só a questão do dízimo de Malaquias 3:10 tem validade e as promessas de Deus para aqueles que guardam o santo Sábado do Senhor, no livro de Isaías, não tem validade? Malaquias tratava com judeus a respeito dos dízimos e ofertas, mas o profeta Isaías vai mais além; estende a guarda do sábado todas as nações.

“E acontecerá que desde uma lua nova até a outra, e desde um Sábado até o outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor”.

Caro leitor, saiba que durante o reino milenar de Cristo na Terra todas as nações do mundo serão convidadas a participar das festas do Judaísmo. Até nós, cristãos ocidentais orgulhosos, filhos da escrava, filhos adotivos, enxertados na oliveira (que achamos ter tomado o lugar do filho legítimo, os judeus), teremos que nos sujeitar ao Judaísmo, e todos os habitantes da Terra terão que guardar e respeitar o santo Sábado do Senhor. Isso é promessa e não haverá exceção. Duvido que alguém ousará perguntar a Jesus se os cristãos ocidentais podem comer carne de porcos. Deus é santo, determinou santidade no meio do seu povo; se Ele disse “sedes santo porque Eu sou santo”, por que ainda vamos ser rebeldes com os mandamentos de Deus. Deus até agora tem tolerado os cristãos ocidentais, mas virá a hora em que os desobedientes serão banidos da sua presença. As regras de santidade impostas por Deus aos judeus é espelho das regras impostas no Céu.  Leia no Livro de Jó 1:6-7 e 2:1-1. Nessas passagens, a expressão “filhos de Deus” refere-se aos anjos. No Antigo Testamento somente os anjos são chamados filhos de Deus. Essa aparição dos filhos de Deus para se apresentar e adorar a Deus não se deu na Terra, mas no Céu. Repare a pergunta que Deus fez a Satanás. A forma da pergunta nos dá a entender que o evento ocorria no Céu e não na Terra. 

 

19) Pesquisa sobre o estabelecimento do primeiro dia da semana, o Domingo, como dia de descanso, pelo Imperador Romano, Constantino, por solicitação do  Papa da Igreja Católica, a fim de combater as práticas dos costumes Judaicos, que mais tarde serviu de estopim para os cristãos perseguirem e matarem milhares de Judeus. Os cristãos são responsáveis pela morte de milhões de judeus. Não é somente Adolf Hitler o responsável pela morte de milhões de judeus. Os defensores da guarda do domingo preferem obedecer a mandamento criado por homem que obedecer a Lei estabelecida por Deus. 

 

20) Debate sobre a justificação pelas obras da lei sacrificial (que não vigora mais); a justificação pela fé (mas, também, pelas obras e pelo amor, pois a fé sem as obras é morta; mas, fé com obras, sem amor, também não justificam ninguém). Explicação da contradição entre Paulo e Tiago. 

 

21) Explicação bíblica e científica sobre a existência da alma e do espírito de cada ser humano; a condição da vida após a morte; quem vem nos buscar quando morremos: os anjos de Deus ou os demônios de Satã? Será que o Diabo e os demônios atormentam as almas dos perdidos que vão para o inferno? E se ninguém vir nos buscar após a morte, para onde iremos? O que faremos? Ficaremos perdidos no mundo invisível como almas penadas? Assim como existe o nosso corpo físico delineado, existe também o corpo espiritual ou etéreo, onde reside a alma e a consciência. Se os demônios são seres espirituais, aonde reside a sua consciência? Se Deus e os anjos são espíritos, aonde residem as suas consciências? Ora, bolas! Se não existe vida, espírito e consciência após a morte do ser humano, então é melhor apagarmos de uma vez por todas a idéia de Deus, de anjos e demônios. Se Deus existe, então existe o espírito consciente de cada ser humano após a morte.Podemos comparar a constituição do ser humano com uma “molécula” atômica. Por exemplo, os átomos da molécula da água, H2O, não se quebram (dissolvem) quando esta evapora. Assim é o ser humano: como uma molécula gigante, composta de corpo, alma e espírito (I Tessal. 5:23). A molécula da água só pode ser quebrada em laboratório, quando esta é submetida a uma reação química com outros elementos. Assim também somos nós. A alma e o espírito (corpo etéreo) estão ligados entre si, intrinsecamente (Heb. 4:12), e estes dois só se libertam do corpo quando este morre (Ecles. 5:6-7). A consciência não está ligada ao cérebro físico; está ligada ao corpo etéreo. O corpo humano é apenas uma “capa” para o corpo etéreo ou espiritual. A lembrança e o conhecimento que temos das experiências vividas durante a nossa existência na Terra, é armazenado no cérebro físico. Quando morremos, podemos permanecer conscientes da nossa existência, mas podemos não nos lembrar das experiências vividas na Terra. Você concorda? Mas, se após a morte ainda tivermos lembranças da nossa vida na Terra, essas lembranças podem desaparecer com o tempo. As habilidades que adquirimos durante a vida, como dirigir carro, pilotar avião, tocar um instrumento, ficam armazenadas no cérebro físico; ao morrermos, essas habilidades não permanecem na nossa consciência etérea. Por exemplo, podemos nascer e não aprender nenhuma habilidade; mas podemos estar plenamente conscientes. Logo, ser consciente não é algo que se aprende, não é uma habilidade, mas uma faculdade natural do espírito. Há alguns que questionam isso, afirmando que se fosse verdade que a consciência reside no espírito e não no cérebro físico, então as crianças recém-nascidas poderiam ter noção das coisas, poderiam falar, etc. 

22) Descrição do Inferno e o Paraíso e onde eles estão localizados atualmente; explicação da passagem de Apoc. 1.18, sobre o significado do poder de Cristo sobre as chaves da morte e do inferno. O estudo será feito paralelamente com a Bíblia, a literatura de grega, a islâmica e a hinduísta. 

 

23) Estudo detalhado sobre as profecias escatológicas dos livros de Ezequiel, Daniel e Apocalipse (principalmente aquelas que falam sobre o tempo do fim e o sétimo reino na Terra), confrontadas lado a lado com o as profecias Livro de Enoque, livro que foi excluído propositalmente da Bíblia por questões óbvias. 

 

24) Explicação detalhada sobre as profecias do Livro de Enoque. Se possível for, transcreverei todo o Livro de Enoque para o formato digital, para que todos possam ter acesso a leitura desse livro. Se não, citarei apenas partes mais importantes desse livro. 

 

25) Uma interpretação do Livro do Apocalipse diferente de todas que você já viu. Explicação das profecias que falam sobre os sete selos, as sete trombetas e os sete reinos na Terra, num estudo paralelo com os livros de Ezequiel, Daniel, Zacarias e Livro de Enoque.

26) Estudo detalhado sobre o significado do número do homem e de Satanás, o número 6 o número 666; o governo da Besta; quem é a Besta e o anticristo; a marca da Besta e a implantação do chip eletrônico obrigatório em todos os humanos. 
 

 

 

27) Explicação do significado das sete igrejas simbólicas do Apocalipse, que são espelhos das igrejas atuais. Atualmente muitas igrejas deixam de comparar a situação material e espiritual das sete igrejas, olhando apenas para a situação espiritual da Igreja de Filadélfia. Estão todos enganados. A situação espiritual e material de cada uma das sete igrejas do Apocalipse reflete exatamente a situação das igrejas de hoje. Foi essa a razão para Jesus ter ordenado João descrever a situação daquelas sete igrejas da Ásia Menor, para nos servir de espelhos. 

 

28) Explicação bem detalhada sobre o significado da mulher, do Filho, do Dragão e da guerra no céu, do capítulo 12 do Apocalipse. 

 

29) Explicação sobre as profecias que se cumprirão poucos dias antes do arrebatamento dos salvos (Joel 2.28-32) e a profecia que se cumprirá depois do arrebatamento (Amós 8.11-13). 

 

30 Explicação sobre a situação da nação de Israel, o povo judeu; a situação crucial desse povo no tempo do fim e que tipo de sinal o povo judeu indica para o tempo do fim. 

 

31) Comentário sobre as conspirações nos bastidores das grandes potências mundiais, que levarão o mundo a viver um suspense de ameaça nuclear jamais visto na História, que culminará com o ajuntamento dos exércitos para a grande batalha do Armagedom, a qual ocorrerá no final dos 7 anos que antecederão o retorno de Cristo para governar a Terra durante mil anos. Explicação sobre os sete países que detêm o poder da bomba atômica; a defesa a favor de Israel pelos Estados Unidos, França e Reino Unido contra a Rússia e seus aliados: Irã, Iraque, Palestinos e Árabes. 

 

32) A mais espetacular pesquisa sobre o número 7 (sete) e o seu significado na Bíblia, de Gênesis ao Apocalipse; estudo paralelo do número sete com seus múltiplos: 42, 49, 70, 420 e 490.
A chave que abre a resposta para o conhecimento das coisas futuras é o número 7. Somente os iniciados nos mistérios do conhecimento esotérico sabem dessas coisas, mas, como disse um sábio judeu sobre o livro da Cabala judaica, o livro de Zohar, uma pessoa atenciosa e intuitiva pode compreender o significado oculto das alegorias em textos dos livros da Torá, mas ela não deve revelar esses segredos abertamente.
      Existe na Internet o site de Moacir R. S. Júnior, cognominado Morganne, no qual ele apresenta um monte de pesquisas sobre o número 7 na Bíblia. Ele chega a achar que foi ele quem descobriu o segredo do número sete na Bíblia. Mas ele é apenas um rapaz ingênuo, pois os iniciados dos movimentos filosófico-religiosos conhecem desde séculos atrás todos os segredos do número sete, tanto na natureza e na criação, quanto na Bíblia. Na há conhecimento esotérico que não passe pelo crivo do número sete. O nosso mundo ou Universo foi criado no sistema setenário, por esse motivo Deus fez questão da guarda do Sábado, que evidencia o número sete, ou o sétimo dia.

(Incluo no CD-ROM cópias do conteúdo do site de Moacir Júnior, que vai numa pasta, onde ele faz inúmeras descobertas sobre o número sete na Bíblia. Porém, ele não faz nenhuma conclusão sobre o por que de tantas referências do número sete na Bíblia. Ele só faz especular e deixa a cargo do leitor a interpretação. Não devia fazer assim. Por isso, o estudo que estou preparando sobre o número sete é bem mais conclusivo e explicado. Deixo aqui alguns sites do Morganne para você acessar: www.777.blig.com.br , http://www.morganne.blig.ig.com.br , romancearquivo7.weblogger.terra.com.br e www.teologia7.weblogger.com.br).

Só lembrando: os iniciados das sociedades secretas sabem de todos os mistérios envolvendo o mistério do número 7 na Bíblia e na natureza, mas eles jamais revelam esse conhecimento aos profanos, aos neófitos e muito menos aos teólogos. 

 

33) Estudo detalhado sobre o Arrebatamento dos Santos e Eleitos e um estudo acurado sobre o capítulo 24 de Mateus; a data do arrebatamento dos salvos, que certamente ocorrerá 7 anos antes da instalação do sétimo reino, o reino de Cristo e a Igreja na Terra. Sabe-se que ninguém pode determinar nem o dia e nem a hora do arrebatamento, mas é possível determinar pelo menos o ano em que ocorrerá esse acontecimento, embora não seja fácil, pois já foram feitas muitas modificações nos calendários atuais, e agora é mais difícil fazer a contagem correta dos anos; além do mais, é preciso fazer muito estudo paralelos. Sabe-se que o Papa Gregório mandou o historiador Dionísio modificar o calendário a fim de desviar a atenção da humanidade para a contagem correta do tempo. O ano bíblico, profético, é o ano lunar, de 360 dias; para efeito de contagem dos tempos bíblico jamais se deve usar o calendário gregoriano, mas deve-se usar o calendário de Israel, o calendário lunar, judeu. Pelo calendário oficial judaico ainda não começou o 7º Milênio.

A Igreja entrará no período da Grande Tribulação, que se inicia com o princípio das dores ou Aquecimento Global. A multidão que ninguém podia contar, que aparece diante do trono de Deus no Céu, narrada no capítulo 7 de Apocalipse, refere-se aos salvos que foram arrebatados e os que foram ressuscitados. Repare que o anjo explica que eles (a grande multidão) vieram “de grande tribulação” e não “da grande tribulação”. Repare também que entre o sexto selo e o sétimo selo há um intervalo ou parêntese na narrativa, momento em que acontece o selamento  dos 144 judeus e, logo após, ocorre também o arrebatamento. O arrebatamento ocorrerá numa época de paz e tranqüilidade, quando Deus ordena aos anjos segurar os ventos dos quatro cantos da Terra, para que não causem nenhum dano até que sejam selados os escolhidos (Apoc. 7:1-4). As sete igrejas da Ásia foram escolhidas como espelhos das igrejas dos últimos dias. Jesus, pela sua onisciência, viu que a situação espiritual e material daquelas igrejas da Ásia se assemelhava com a situação espiritual das igrejas dos últimos dias. Observe que, das sete igrejas, apenas duas não receberam repreensão: igrejas de Esmirna e Filadélfia. Para os crentes da igreja de Esmirna é dito que alguns seriam presos e outros sofreriam uma tribulação de dez dias. Isso significa que os crentes fiéis terão que enfrentar o governo anticristão antes de serem arrebatados. Uma “tribulação de dez dias” significa uma breve tribulação. Ou, se considerarmos que cada dia equivale a 1 ano, então os crentes fiéis sofrerão uma tribulação de 10 anos, por causa da perseguição do governo da Besta. Para a igreja de Filadélfia há uma promessa de “guardá-los” da tribulação que há de vir sobre a Terra. Repare que a promessa não diz “levar, tirar da Terra os salvos”; a promessa fala de “guardar, de proteger os eleitos durante a perseguição do governo da Besta”. Pergunto a você: Se os cristãos do primeiro século da Era Cristã sofreram mortes cruéis nas arenas romanas, por causa da perseguição do Império Romano, por que nós, crentes atuais, seremos poupados da perseguição do Anticristo? Em que somos melhores que os crentes da igreja primitiva? Acredito que os crentes da igreja primitiva eram bem mais crentes do que nós, hoje. Se muitos não escaparam da perseguição dos romanos, por que nós teríamos exclusividade de não sermos perseguidos? Então, agora, entenda o porque do anjo dizer que a grande multidão de salvos que ninguém podia contar, que se encontrava no Céu, após o arrebatamento do capítulo 7 de Apocalipse, tinha vindo de grande tribulação. O apóstolo Paulo afirmou categoricamente que a igreja só seria arrebatada após a manifestação do Anticristo, isto é, do governo anticristão da Besta. Leia II Tessalonicenses 2:1-4. O sétimo selo do Apocalipse equivale aos 7 anos da grande tribulação. Durante o sétimo selo serão tocadas as sete trombetas, que trarão o juízo de Deus contra os filhos da ira. A tribulação que os crentes passarão antes do arrebatamento é o chamado “princípio das dores”, conforme Jesus narrou no capítulo 24 de Mateus. Essa tribulação se dará no final do sexto selo, ou seja, no final do sexto milênio, e se estenderá até o aparecimento do governo da Besta, o governo anticristão.

Os mortos que aparecem debaixo do altar na abertura do quinto selo, refere-se aos cristãos mortos no primeiro século da Era Cristã. Os conservos que deviam morrer como eles morreram, até que se completasse o número “X”, refere-se aos judeus que seriam massacrados e mortos durante vários séculos, até o ano de 1948. Durante a verdadeira Grande Tribulação, após o arrebatamento, haverá muitos salvos, mais não serão tantos a ponto de não poder contá-los. Em Apoc. 20:4 há uma referência clara sobre aqueles que serão martirizados e mortos durante a Grande Tribulação, por não adorarem a Besta e por não receberem a sua marca. Eles serão ressuscitados e se juntarão ao grupo dos eleitos, no Céu. 

 

34) Comentários sobre a corrupção nas igrejas evangélicas pentecostais, batistas e cristãs, e a desvirtuação e descaracterização do Evangelho de Cristo; a mudança dos bons costumes nas igrejas tradicionais, por costumes baseados no movimento “Nova Era”; o cumprimento das profecias sobre as modificações das leis estabelecidas por Deus, para satisfazer os desejos daqueles que não suportam a sã doutrina. Comentários sobre por que os líderes espirituais estão deixando as coisas mundanas serem introduzidas nas igrejas; como e por que apareceu o movimento da visão de igrejas em células, o G-12.  

 

35) Comentário sobre o movimento dos homossexuais e suas reivindicações, comparando com os relatos bíblicos sobre sodomia e corrupção do gênero humano; comentário criterioso sobre o problema da “degeneração” do gênero humano; comentário sobre a autoridade da Bíblia como constituição magna da Igreja e o poder que exerce a Igreja Católica até hoje para repudiar certas influências dos homossexuais. A base dos meus comentários será a seguinte: Se os homossexuais não querem receber nenhum tipo de discriminação ou comentários sobre as suas condições degradantes, devem, diante dos tribunais, processar a Bíblia e processar a Igreja Católica Romana, as igrejas evangélicas e a religião islâmica; se eles conseguirem por força de uma lei anular a autoridade da Bíblia, então nenhum crente poderá discriminar ou falar mal de suas práticas de vida degradante. Porém, advirto desde agora que não adianta criar uma lei apenas para processar pastores e crentes que falarem mal da prática dos homossexuais; eles têm que criar uma lei para abolir a autoridade da Bíblia. Os homossexuais estão procurando sarna para se coçar. Se criarem uma lei que possa anular a autoridade da Bíblia eles vão ver o que é perseguição! Preparem cadeias para prender crentes e pastores!  

 

36) Explicação sobre curiosidades científicas contidas na Bíblia; coisas que hoje a Ciência descobre que já estavam descritas na Bíblia há mais de dois mil anos. 

 

37) Explicação sobre pontos difíceis da Bíblia e aparentes contradições, tais como: 1) o por quê da doença e desgraça de Jó, já que ele era justo e inocente; 2) o por quê de Deus ter ordenado o genocídio dos cananeus para o povo de Israel tomar as suas terras; 3) o por quê dos judeus rejeitarem Jesus, já que o Antigo Testamento falava da vinda do Messias; 4) a contradição entre Paulo e Tiago sobre a questão da salvação somente pela fé ou pela fé e obras; 5) o que quer dizer o “espinho na carne” do apóstolo Paulo (muitos pastores e pregadores também têm os seus espinhos na carne); 6) explicação sobre Deus afirmar que faz a paz e cria o mal (Isaías 45:7); 7) explicação do por quê que Deus interferiu no coração de Faraó (endureceu-lhe o coração) para não deixar o povo de Israel sair do Egito, comparando com o fato de I Crônicas 21:1 e II Samuel 24:1 (Deus e Satanás são a mesma pessoa?); 8) a existência ou não da arca de Noé; 9) quem é a descendência da serpente (Satanás) de Gên. 3:15;  e outras aparentes contradições existentes nos quatro evangelhos sinóticos, como por exemplo: Pedro negaria Jesus três vezes antes que o galo cantasse a primeira vez ou antes que o galo cantasse a segunda vez? Mateus 26:34, 75; Marcos 14:30, 72; Lucas 22:34; foram dois cegos ou apenas um cego de Jericó que Jesus curou?

Em vista de um Deus justo e amoroso que a Bíblia apresenta, certas passagens na Bíblia deixam dúvidas sobre o caráter de Deus, como por exemplo, as passagens de Êxodo 33:19 e Romanos 9:15. Veja o texto: “Respondeu-lhe o Senhor (a Moisés): Eu farei passar toda a minha bondade diante de ti, e te proclamarei o meu nome Jeová; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem me compadecer. Ora, se Deus é justo e compassivo, por que nesta passagem Ele afirma que vai ter misericórdia  de quem lhe aprouver? Assim não, Senhor! Seja justo conosco!Muitas aparentes contradições na Bíblia parecem irrelevantes, pois o que interessa é apenas saber que o fato existiu, realmente; porém, temos que entender que, se ocorrem aparentes contradições em textos que apóiam base doutrinária, como vamos saber qual é a informação mais correta? Às vezes, as aparentes contradições são tachadas de irrelevantes porque não se tratam de pontos doutrinários. Existem muitos “enxertos” que não constam nos manuscritos mais antigos de alguns livros da Bíblia. Esses enxertos podem sustentar doutrinas heréticas. Por isso, é preciso estudar com preocupação as aparentes contradições da Bíblia e os “enxertos”. Por exemplo, se as versões da Bíblia traduzida por João Ferreira de Almeida foram “atualizadas” ou “corrigidas”, significa que continham erros; alguns vocábulos ou textos foram mal-traduzidos ou traduzidos de forma tendenciosa. Essas “correções” que fizeram na Bíblia não se tratam somente de erros gramaticais. Depois dessas correções na Bíblia evangélica, versão de JFA, foi feita outra tradução “de acordo com os melhores textos em hebraico e grego”, ou seja, foi feita nova tradução da Bíblia de acordo com as cópias mais antigas dos manuscritos mais aceitos pelos eruditos. Mesmo assim, ainda permanecem “enxertos” indicados entre parênteses, como caso do texto adicional de Marcos 16:9-20, onde o tradutor afirma que o tal não consta nos manuscritos mais antigos. Se esses “enxertos” não existem nas cópias mais antigas dos manuscritos sagrados, por que foram traduzir de manuscritos posteriores?

E existem outras contradições quase imperceptíveis entre as próprias convicções dos teólogos de plantão, e duvido se são capazes de dar uma explicação lógica e satisfatória! Em síntese, vou conjecturar dois casos, apenas:

1)      Em Apoc. 21:23 diz: “A cidade não necessita nem do sol, nem da lua, para que nela resplandeçam, porém a glória de Deus a tem alumiado, e o Cordeiro é a sua lâmpada”. E em Gênesis 1:2-4 diz: “Disse Deus: haja luz. E houve luz. Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas”. Ora, os teólogos não vêem que esses dois trechos da Bíblia se contradizem?! No livro de Gênesis diz que Deus criou o sol e as estrelas somente no quarto dia. Então, que luz foi essa que Deus criou no primeiro dia? Se Deus é luz e alumia toda a cidade santa (que creio que seja física e visível) como diz o Apocalipse, como Deus poderia dizer: “Haja luz”? Ora, se Deus disse “haja a luz”, significa que Ele estava em completa escuridão? E tem mais um problema: se Deus é luz, como podemos explicar o Gênesis dizer: “Viu Deus que a luz era boa”? Como que um Deus, que é luz e também onisciente, poderia se admirar da luz que havia acabado de criar e ainda dizer que era boa? E veja bem que, segundo alguns eruditos, a primeira luz que Deus criou não foi a luz do sol, não!

2)      Em Gênesis 3:4-5 diz: ”Disse a serpente à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal”. E no mesmo capítulo  (3:22) diz: “Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente”. A maioria dos teólogos diz, enfaticamente, que Satanás “mentiu” ou “seduziu” (enganou) Eva para que comesse do fruto da Árvore do Conhecimento do bem e do mal. Mas, no versículo 22 o próprio Deus Javé confirma que Satanás disse a verdade. Adão e Eva não morreram porque desobedeceram à ordem expressa de Deus; morreram porque Deus tirou-lhes apenas o direito de se alimentar do fruto da Árvore da Vida. Adão e Eva eram “mortais” no paraíso como qualquer um de nós. Quando o texto diz que eles perceberam que estavam nus, significa que eles passaram a ser “conscientes”. Em outras palavras, será que eles estavam sendo enganados por Deus Javé? Observe, ainda, que quando Deus amaldiçoa a serpente (que é o próprio Satanás), ele não a acusa de ter “mentido” ou enganado; apenas diz: “Porquanto fizeste isso, maldita serás…”. Ora, para que Adão não continuasse vivendo eternamente, Deus teve que tirar a Árvore da Vida do Jardim. E se Adão continuasse se alimentando da Árvore da Vida, ele não estaria vivendo até hoje? Será que Adão e Eva tendo a consciência de si mesmo e da sua realidade (conhecendo o bem e o mal), se tornariam uma ameaça para Deus, caso continuassem se alimentando da Árvore da Vida? Portanto, isso fica para os teólogos de plantão responder. 

 

38) Comentários sobre questões doutrinárias que mais causam discórdias entre os teólogos. 

 

39)   Comentário sobre a formação do Cânon das Sagradas Escrituras da Igreja Católica (73 livros) e o Cânon da Bíblia dos evangélicos (66 livros). Explicação sobre o caso da inclusão do Livro de Cantares de Salomão (Cântico dos Cânticos), que na verdade não deveria ser tratado como livro inspirado, mas como um simples livro de poesia lírica, romântica. Atualmente tem pessoas idolatrando mais a Bíblia do que Deus. Tem pessoas tão ignorantes e mal instruídas nas igrejas que chegam a ignorar outras versões da Bíblia em linguagem popular ou linguagem mais erudita. O livro de Cantares, na verdade, trata-se de um livro de cânticos românticos, retratando o amor carnal proibido entre um homem maduro e uma adolescente que nem mesmo tinha os seios formados (1:6; 8:1 e 8). “Os filhos de minha mãe indignaram-se contra mim, e me puseram por guarda de vinhas; a minha vinha, porém, não guardei”. Se o livro de Cantares estivesse retratando o amor entre Javé e seu povo, ou entre Cristo e a sua Igreja, os protagonistas teriam que ser adultos e casados. Aliás, muitos pastores e crentes mal-instruídos andam exagerando no seu relacionamento com Jesus, como se realmente fossem, individualmente, esposas de Jesus. Que calamidade! O nosso relacionamento individual com Jesus deve ser como um relacionamento entre dois amigos; se somos filhos de Deus, então o nosso relacionamento deve ser o mesmo de um filho para com o Pai. A Igreja (os crentes) como um todo é  noiva de Cristo, mas o crente individualmente não deve se comportar como se fosse uma noiva de Jesus. Aliás, isso só caberia bem para as mulheres. É constrangedor um homem se comportar como noiva de Cristo. Que coisa, não?! 

 

40) Explanações sobre outros temas atuais e palpitantes, que interessam ao povo de Deus.

 

    Manaus, 2007

  by Miquels.

Anúncios

11/03/2008 - Posted by | ESTUDOS DIVERSOS

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d blogueiros gostam disto: