MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

RESPOSTA AO ESTUDO DE UM TEÓLOGO SOBRE INFERNO E CONDENAÇÃO

RESPOSTA AO ESTUDO DE UM TEÓLOGO SOBRE INFERNO E CONDENAÇÃO

 

 

Visitando este site, deparei-me com este comentário lastimável sobre inferno e condenação eterna dos pecadores, e fiquei bastante chocado e revoltado com tanta falta de juízo, coerência, respeito pela criatura humana e amor de Deus no coração de certas pessoas que se dizem cristãs.

 

Vejo muita meninice dos teólogos evangélicos nestes tipos de comentários. E ainda usam recursos de apologética para enganar os fiéis com palavras persuasivas, palavras ludibriosas, cheias de veneno.

 

Eu não sei como uma criatura humana, que diz ter o amor de Deus no coração, pode ter peito de aço, insensibilidade no coração e na alma para comentar com tamanha frieza um assunto dessa natureza! Como alguém pode ter coragem de servir a um Deus, ao qual ele insinua ser carrasco, cruel, assassino frio e insensível, que não julga com justiça suas criaturas infiéis, mas joga todos num lago de fogo, de igual forma, sem fazer distinção de pecado e gravidade de pecado, condenando a uma pena eterna, que nunca poderá ser paga?

 

Nem mesmo os seres humanos, criaturas inferiores a Deus e aos anjos, são tão insensíveis e irresponsáveis de condenar alguém a uma pena eterna e ainda com sofrimento físico.

 

Será que a criatura humana sabe ser mais justa do que o Criador? Os humanos não julgam os seus criminosos de acordo com a gravidade do crime? Não existem os direitos humanos para os condenados, que mesmo presos na penitenciária não podem sofrer maus tratos?

 

Meu irmão que fez este infeliz comentário, da forma que foi exposto este assunto, você está defendendo um Deus terrivelmente cruel, insensível e carrasco. E ainda quer servir a Ele? Veja quão insensatas são as suas palavras! Você está cometendo um grande crime diante de Deus. Você está colocando atributos terríveis em Deus. Como você pode falar dessa maneira da justiça de um Deus que você, em outros comentários, o chama de bondoso, amoroso, justo, compassivo, misericordioso?

 

Será que você não enxerga que tipo de Deus você está mostrando com suas palavras? Coloque-se em lugar de Deus! Será que você queria que alguém falasse de você assim?

 

Existem teólogos bem mais informados sobre este assunto, mas não sei porque permitem que uma pessoa coloque na Internet um comentário dessa natureza, comentário frio e calculista.

 

Quando tratamos de um assunto dessa natureza, jamais devemos ser parciais. Temos que considerar todos os pontos que podem se tornar contraditórios.

 

Para comentar este assunto da maneira que foi comentado, só não tendo o amor de Deus no coração. Jesus, que é Deus, ao morrer, foi até o inferno e lá pregou uma mensagem de esperança aos espíritos em prisão. E sei que você conhece essa passagem bíblica, por isso não cito a referência.

 

Para comentar este assunto, primeiramente devia-se fazer distinção entre INFERNO e LAGO DE FOGO. Inferno é um lugar transitório, para onde vão os espíritos dos pecadores, tanto daqueles que nunca ouviram falar de Jesus e daqueles que rejeitaram Jesus. No livro de Apocalipse está escrito que, após o juízo final ou julgamento do grande trono branco, o INFERNO será jogado no lago de fogo. Isto é, cessará todo o sofrimento, pois tudo o que é mal será exterminado. O lago de fogo é um local comparável ao nosso Sol, e nada subsiste no Sol. Este local será o lugar de extermínio do corpo, da alma e do espírito, isto é, a “segunda morte”. Mas você não crê que o espírito possa se extinguir com o fogo do Sol? Entenda-me. Um corpo estelar pode se extinguir, uma estrela pode morrer, e quando isso acontece, tudo que estava presente neste corpo estelar também se extingue. Os cientistas dizem que quando uma estrela morre, em seu lugar fica apenas um vácuo ou vazio, chamado de “buraco negro”. Todo o calor, toda a energia, toda a matéria são dissipadas ou extinguidas para sempre. Em outras palavras, a matéria que Deus criou pode se extinguir. Da mesma forma, o espírito que Deus criou também pode se extinguir. De outra forma, Deus não seria onipotente. Não satisfeito você ainda vai retrucar, afirmando que “espírito” não pode ser afetado (danado) por fogo físico. Realmente, o espírito da criatura humana não pode ser afetado pelo fogo físico. Mas, eu lhe pergunto: Para que servirá a ressurreição do último dia? Será que servirá apenas para Deus ter o prazer de ver os corpos dos pecadores ardendo no lago de fogo? Quantas bobagens desses teóloguinhos! Como já disse, não só a matéria física será aniquilada junto com a extinção do Sol, mas até os espíritos que estiverem presentes nele serão aniquilados. De outra forma, como Deus pode criar um espírito e, depois, não tem poder para se desfazer daquilo que criou?

 

Alguém disse: “O que é perfeito não pode criar o imperfeito; se Deus é perfeito, porque criou coisas imperfeitas, coisas que se corrompem?” Eh, mas Deus não é burro, não. Como Deus vai criar uma coisa perfeita ou imortal para depois essa coisa se voltar contra o seu próprio criador e destruí-lo? Esse pensamento não tem cabimento. Deus criou um ser quase perfeito, conhecido atualmente como Lúcifer, e você sabe no que deu. Isso significa que Deus só cria coisas que possam ser destruídas, caso algo dê errado.

 

Alguns teólogos ingênuos dizem que a alma é eterna e não pode morrer, porque cada espírito é uma parte da essência de Deus. Mas, onde está este ensinamento na Bíblia? Antes, os teólogos haviam dito que só Deus era e é eterno. Que contradição maluca é essa? Outros ainda afirmam que os anjos foram criados, portanto não eram eternos; mas agora os anjos criados são eternos e não podem mais morrer. Ora, na Bíblia não existe este ensinamento. Se Deus criou os espíritos dos seres existentes, por que não pode destruir ou desfazer aquilo que criou? Se Deus não pode desfazer aquilo que fez, então ele não é onipotente coisa nenhuma. Portanto, se é assim que defendem os teólogos, eles estão em tamanha contradição!

 

Antes de falar sobre sofrimento no INFERNO, teria que dizer onde ele está localizado; se ele é físico ou espiritual. Teria que dizer que tipo de fogo é o que arde no INFERNO, e se as pessoas que vão para lá possuem um corpo físico ou espiritual.

 

Como um fogo físico pode queimar um espírito? No livro do profeta Isaías não está escrito que o fogo espiritual purifica, ao invés de danar?

 

Agora, responda-me uma coisa: O seu pastor ou teólogo que lhe ensinou essas barbaridades sobre o Inferno lhe explicou “por que os mortos precisam ressuscitar?” No livro de Hebreus não diz que após a morte, segue-se o juízo? Então, porque tanto salvos como pecadores precisam ressuscitar? Será que esse Deus que você tacha de cruel, insensível, injusto, não tem poder de dar um corpo espiritual novo para os salvos? Então, por que Ele precisa ressuscitar o velho corpo carnal? Não seria porque o espírito humano não permanece consciente após a morte, conforme ensinam os Adventistas do Sétimo Dia?

 

Então, por que Deus terá que fazer dois trabalhos ressuscitando o velho corpo humano? Não se ensina nas igrejas que o crente que morreu já está na glória, com Cristo, e os pecadores no Inferno, num tormento eterno, sem chances de salvação? Então, por que os crentes que morreram salvos precisam ressuscitar, meu caro? Você tem que explicar isso.

 

Explique que tipo de corpo os pecadores no inferno possuem e se o fogo de lá é físico ou espiritual. E se for fogo físico, como ele pode queimar um espírito? E se for espiritual, como a pecador sofre dano, se o fogo espiritual purifica?

 

E para concluir, responda para os seus leitores ingênuos se você acredita que Deus é o onisciente. E se você acredita que Deus é onisciente, por que você acha que Deus (que sabe tudo) ficará eternamente insensível a milhões de pecadores gritando eternamente aos seus ouvidos num lado de fogo? Que tipo de Deus é esse?

 

Será que, de um lado, Deus ficará eternamente se banqueteando com os salvos e terá o prazer de ver do outro lado os pecadores sofrendo um tormento eterno? E por favor, explique melhor para os seus leitores o que quer dizer “segunda morte”. E não venha com bobagens apologéticas, afirmando que segunda morte é a eterna separação de Deus. Que coisa no Universo pode ficar oculto aos olhos de Deus? Se Deus vai condenar milhões de almas vivas eternamente no lago de fogo, Ele estará fazendo justiça a quem? A Ele mesmo? Se for a Ele mesmo, que culpa temos de Ele ter nos criados? Que mal tão grande uma simples criatura humana pode cometer a ponto de sofrer uma punição que nunca poderá pagar? Isso é justiça? Onde estão os teólogos evangélicos competentes para defender, pois o que vemos são as mesmas baboseiras de sempre?!

 

Você sabe que na Bíblia está escrito que Deus quer que todos se salvem e tenham o pleno conhecimento da verdade. Mas, como pode ser isso, se milhares de pessoas partem para a eternidade todos os dias sem nunca ter ouvido falar de Jesus?! Será que essas pessoas não terão nenhuma chance de se salvar? Como você pode ter a insensatez de afirmar que todas essas pessoas que não aceitaram Jesus já estão condenadas? E se elas morreram sem ouvir a mensagem de Cristo, quem é o culpado? Não são os atalaias ou discípulos de Cristo? Não é você o culpado? Se Jesus disse “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”, então, se alguém morre sem ser evangelizado, quem é o culpado? E no livro de Ezequiel não está escrito que Deus vai requerer do atalaia indolente o sangue daqueles que morreram sem ter ouvido o Evangelho? Será que este “requerer o sangue” será apenas uma advertência verbal? Será que você também não corre o risco de ser condenado eternamente no lago de fogo se não pregou a palavra a alguém da sua cidade, que estava perto de você, e morreu sem salvação?

 

Por favor, retire este comentário horrível sobre o inferno e condenação, ou então procure explicar melhor as coisas. Procure dar esperança até para aqueles que morreram sem Cristo, pois, se você não dá esperança, subentende-se que você é um egoísta, e pensa que o Céu só pode pertencer a alguns. A maioria dos cristãos evangélicos tem um pensamento tão cruel que nem mesmo se importam se alguns dos seus familiares forem lançados no lago de fogo. São piores do que os seqüestradores e traficantes, que não têm nenhuma pena ou remorso por suas vitimas. Se pensam assim dos seus próprios familiares, imagina se eles se importam com os outros pecadores! São completamente egoístas.

 

Por exemplo, antes do descobrimento do Brasil, quem veio pregar o Evangelho para os índios? Será que os índios que morreram ser nunca saber que Jesus existia vão ser todos condenados igualmente no lago de fogo?

 

Se você entende bem de justiça divina, então me responda como Deus vai proceder com o caso de um jovem bondoso, educado e estudioso, de 15 anos de idade, de família não-cristã, que morreu na flor da idade, sem ter cometido pecados graves, e sem ter ouvido a mensagem do Evangelho. Você acha que esse jovem está condenado? Você acha que ele será jogado no inferno indiscriminadamente, juntamente com os grandes pecadores? Você acha que ele será lançado no lago de fogo para sofrer uma punição eterna juntamente com os outros que cometeram terríveis delitos? Ou você acha que ele terá que cumprir uma pena no Inferno (lugar transitório) e, depois, ser julgado no dia do juízo final e ter uma chance de salvação?

 

Eu espero que, depois de lido esta resposta ao seu comentário, você passe dias e dias com dor na consciência. E passe a ensinar que Deus é um Deus de bondade, justiça e amor, e misericordioso, e não um Deus cruel e vingativo, como foi comentado. E não se esqueça que se você se diz ser um ATALAIA de Cristo, lembre-se que ele vai requerer o sangue de todos os pecadores que morreram ser ouvir falar de Jesus, e que estavam ao seu alcance.

 

Sei que você irá retrucar os meus comentários, afirmando que o que você comentou sobre este assunto está de acordo com o que diz a Bíblia. Mas, por favor, entenda que nós não podemos comentar as coisas somente por um lado. Não devemos aceitar eternamente uma doutrinação que recebemos na Igreja, sem questioná-la. O mal dos teólogos é que eles costumam defender o ponto de vista doutrinário de suas denominações evangélicas, custe o que custar. Mas, isso é burrice, pois a verdade da Bíblia pode ainda ser revelada pelo Espírito Santo. Cada seita cristã ou evangélica tem suas ditas revelações e “interpretações” concebidas como corretas e inspiradas pelo Espírito Santo. Se isso é correto, então existem muitas verdades na Bíblia e cada um pode escolher a sua.

 

Quando comentamos sobre Inferno e condenação, devemos ter em mente os atributos de Deus, como justiça, misericórdia, amor, onisciência, etc. Se mal sabemos conceituar justiça humana, como vamos conceituar justiça divina? Se os homens sabem julgar e fazer justiça com coerência, será que Deus não sabe julgar bem melhor que as suas criaturas?

 

Perdoe-me por ter respondido com grosseria. Mas, todos precisam conhecer a verdade verdadeira e não mentiras descabidas.

 

Chega de tantas mentiras, ingenuidades, falta de conhecimento desses teólogos “papagaios”, que só ficam repetindo o que os outros falam. 

 

Que Deus possa nos iluminar e nos mostrar as verdades das coisas nestes últimos dias. Amém.

=============================================================================

Por Miquels  –  Manaus, 18 de agosto de 2008.

Anúncios

19/08/2008 - Posted by | TEMAS DIFÍCEIS |

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d blogueiros gostam disto: