MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

OS JORNAIS E SUA POSTURA APARTIDÁRIA NA DEMOCRACIA

***************************


.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

Caros amigos internautas, como sempre acontece em todas as eleições majoritárias em nosso País, os veículos de comunicação de massa (Rádio, TV e jornais impressos) desempenham um papel importante na divulgação de informações sobre o andamento das eleições, sobre pesquisas de intenção de voto, sobre propostas dos candidatos e suas agendas de atividades.

Mas sabemos também que algumas emissoras de TV e rádio tendem a dar preferência “disfarçada” a certo partido ou candidato, em detrimento de outros.

Os veículos de comunicação em massa, canais de rádio e redes de televisão (Globo, SBT, Record, Band, etc), receberam concessão pública do governo federal para funcionar, mas com certas restrições, principalmente na época das eleições, porque vivemos num estado democrático de direito. Só que esses veículos de comunicação tem que ser APARTIDÁRIOS, conforme determina a Lei eleitoral do TSE. Ou seja, o núcleo de jornalismo informativo desses veículos de comunicação não podem exercer militância para determinado partido político, mas devem, sim, dar espaço igual e democrático para todos os candidatos, e não podem exercer partidarismo para candidato A ou B. Os jornalistas devem desempenhar seu ofício pautado na ética jornalística e nos valores democráticos vigentes em nosso País.

No entanto, percebe-se claramente que o núcleo de jornalismo informativo de alguns canais de TV estão exercendo partidarismo disfarçado para favorecer certos candidatos. Alguns jornalistas da Globo, do SBT e da Band, velhos conhecidos do povo brasileiro, tem exposto, cinicamente, matérias tendenciosas ou colocam no ar justamente aquelas reportagens que possam prejudicar a imagem do candidato perante a OPINIÃO PÚBLICA, ao qual eles não simpatizam, a fim de favorecer o candidato de sua preferência ou quem quer que seja.

Muitos blogueiros exercem militância pró-Dilma e PT, mas não são afiliados a partido algum.

Nós, blogueiros exercemos militância independente. Não temos vínculo algum com partido A ou B. Apenas nos simpatizamos com partido A ou B e militamos em prol dos candidatos que achamos mais preparados para comandar os destinos de nosso País.

Os blogs e sites são mais isentos de restrições, porém, devem respeitar as leis vigentes do País. Podemos repassar informações ou emitir nossas opiniões pessoais, mas não podemos denegrir ou caluniar as pessoas.

As informações que exponho aqui sobre a postura de alguns jornalistas e telejornais são reais, e algumas estão em sites jornalísticos, e outras são de opiniões próprias, baseadas no que vemos diariamente nos jornais e telejornais. 

A concessão de uso de blog como canal de informação não tem as mesmas restrições determinadas pelo TSE aos canais de rádio e TV. Os blogueiros podem exercer militância, mas não podem postar informações mentirosas ou caluniosas.

Com a recente decisão do TSE, podemos agora trabalhar com informações humorísticas, mas sem denegrir a imagem dos candidatos.

Alguns jornalistas tem sentido que o povo não tem gostado da postura que eles vem desempenhando nesses últimos meses, e tem se recolhido ao seu ofício normal. Tenho percebido isso em alguns jornalistas da TV Band. Viram que a postura jornalística a favor de candidato A ou B estava diminuindo a credibilidade dos serviços prestados, e estava prejudicando a credibilidade da própria emissora.

Espero que os internautas abram o olho e percebam o que vem acontencendo com as informações que os canais de TV tem repassado para a opinião pública.

Cito, por exemplo, a informação repassada pelo JN de hoje sobre a filiação partidária das duas pessoas envolvidas na caso da quebra do sigilo fiscal da filha de Serra. Veja bem: Qual dos seus 5 CPFs o Atella usou para se filiar ao PT? Como acreditar em uma ficha de filiação de uma pessoa que tinha cinco CPFs? Qual a intenção de seis homens armados invadirem a sede do PT de Mauá? Não foi ato impetrado pelos partidários da oposição para plantar alguma prova ou roubar alguma informação de lá?

Um jornalismo decente, que se pauta numa postura ética, não se serve desse tipo de informação tendenciosa para prejudicar candidato A ou B. Tem muita coisa podre por debaixo dos panos, mas a mídia tendenciosa não espera as investigações e procura logo passar informação embaraçosa para a opinião publica.

Pense nisso, amigo navegante.

Diga não à manipulação!

***************************

Anúncios

03/09/2010 - Posted by | POLÍTICA | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: