MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

SAI AÇÃO CONTRA TORTURADORES DE DILMA

***************************
FOI OPORTUNA ESSA NOTÍCIA TER SIDO DIVULGADA DEPOIS DA ELEIÇÃO, POIS ASSIM NÃO CONFIGURA FAVORECIMENTO DE “A” OU “B”.

SÓ SEI DE UMA COISA: O ESTADO TEM O DEVER DE ZELAR PELA PROTEÇÃO DOS CIDADÃOS E ASSEGURA SEUS DIREITOS, SEJAM ELES DO BEM, CRIMINOSOS OU INSURGENTES.

NO CASO DA DITADURA, OS MILITARES TINHAM QUE ACATAR AS LEIS QUE GARANTIAM OS DIREITOS HUMANOS, MESMO PARA OS CRIMINOSOS. ERA DEVER ASSEGURAR OS DIREITOS E NÃO APLICAR JAMAIS A TORTURA, DE NENHUMA FORMA.

QUE HOUVE EXCESSO DOS DOIS LADOS, HOUVE SIM! MAS O ESTADO TINHA O DEVER DE PROTEGER A INTEGRIDADE FISICA DOS DESAFETOS E DOS INSURGENTES.
****************************

FONTE: Estadão

Sai ação contra torturadores de Dilma

Ministério Público Federal denunciou à Justiça três militares que participaram da Operação Bandeirantes nos anos 70

05 de novembro de 2010 | 0h 00

Fausto Macedo, Moacir Assunção – O Estado de S.Paulo

O Ministério Público Federal em São Paulo ajuizou ação civil pública visando a declaração da responsabilidade civil de quatro militares reformados – três deles integrantes das Forças Armadas e um da Polícia Militar de São Paulo – sobre mortes ou desaparecimentos forçados de pelo menos seis pessoas, além de tortura contra outras 20, todas detidas pela Operação Bandeirante (Oban), nos anos 70, auge da repressão. 

A Procuradoria da República cita como uma das vítimas a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), presa e torturada em 1970. Às páginas 30 e 31 da ação, o texto distribuído à Justiça Federal dedica capítulo a Dilma, ou Estella como ela se identificava na militância da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e da VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares).

São acusados na ação os militares reformados das Forças Armadas Homero Cesar Machado, Innocêncio Fabricio de Mattos Beltrão e Maurício Lopes Lima e o capitão reformado da PM de São Paulo, João Thomaz.

A procuradoria atribui “ao réu Maurício Lopes Lima” torturas em 16 dissidentes políticos, inclusive Dilma. Na ação é transcrito o relato dela registrado pela Arquidiocese de São Paulo no Projeto Brasil Nunca Mais, a partir do depoimento prestado à Auditoria Militar em 1970 no processo 366/70. Na época, Lima era capitão. “Pelos nomes conhece apenas a testemunha Maurício Lopes Lima, sendo que não pode considerar a testemunha como tal, visto que ele foi um dos torturadores da Oban; que, com referência às outras testemunhas nada tem a alegar; que tem, ainda, a acrescentar que, na semana passada, dois elementos da equipe chefiada pelo capitão Maurício compareceram ao presídio Tiradentes e ameaçaram a interroganda de novas sevícias, ocasião em que perguntou-lhes se estavam autorizados pelo Poder Judiciário e recebeu como resposta o seguinte: “você vai ver o que é o juiz lá na Oban”; (…) que ainda reafirma que mesmo no DOPS foi seviciada …).”

Hoje tenente-coronel reformado, Lopes Lima, que vive no Guarujá (SP), negou que tenha torturado a presidente eleita. “A própria Dilma já declarou que eu não a torturei. Ela esteve comigo somente um dia e eu não a agredi, em momento algum. No processo, ela diz que esteve 22 dias presa”, disse o militar.

Ele observou que não tem conhecimento da ação e que se defenderá quando for citado. “Acho isso (o processo) uma grande bobagem. Se a própria vítima diz que eu não sou o culpado, não há razão de haver ação alguma.”

O coronel reformado Innocêncio Beltrão não quis se manifestar. Os outros dois citados, Homero Machado e João Thomaz, não foram localizados.

A ação pede que os réus sejam condenados a pagar indenização à sociedade, tenham as aposentadorias cassadas e ajudem a cobrir os gastos da União com indenizações para as vítimas. Subscrevem a ação o procurador regional da República Marlon Alberto Weichert e os procuradores da República Eugênia Augusta Gonzaga, Jefferson Aparecido Dias, Luiz Costa, Adriana da Silva Fernandes e Sergio Gardenghi Suiama. Eles anexaram 39 documentos – o de número 30 é cópia do depoimento de Dilma.

(……)

Anúncios

05/11/2010 - Posted by | POLÍTICA | , ,

1 Comentário »

  1. Agora, como presidente, você acha que o veredicto não sairia? Sem falar nas outras coisas mais que ela conseguirá em virtude do poder. Coitadinha, perseguida na ditadura! Sorte teve ela. Sorte não tiveram os defuntos que foram mortos pela quadrilha dela.

    RESPOSTA:

    Mas, vc é mesmo um pulha! Não conhece a verdade e se baseia em boatos da midia golpista. Cara, vá trabalhar, estudar, se catar que é melhor do que ficar falando merda. Será que vc é tão tapado e não sabe o tanto de familias que são torturadas até hoje com o desaparecimento de entes queridos na época da ditadura, e que até agora os “perdoados” ditadores não foram intimados (ou não podem ser intimados por causa da Lei da Anistia) para dizer o que fizeram com as vitimas. Diga-me quantas famílias hoje reclamam suas vitimas da ação dos grupos rebeldes contra a ditadura? Os que existem são de familias com rabo preso, ligadas aos poderosos donos da imprensa golpista que apoiou os ditadores.

    Curtir

    Comentário por adriiiano | 17/03/2011 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: