MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

GAYS INSATISFEITOS COM A OPOSIÇÃO DE JÔ SOARES A RESPEITO DO PLC 122/06

***************************************************************
Jô Soares ainda colocou uma hipótese sobre a opinião das pessoas contra comportamento de homossexual. Disse que, se no caso do PLC 122 ser aprovado, se em um condomínio todos os moradores forem contra a “má” conduta de um homossexual e desejarem que ele se mude de lá, todos do prédio serão criminalizados e responderão pelo preconceito ou perseguição contra o tal homossexual? A entrevistada respondeu que, de certa forma, sim, todos irão responder…

Se o PLC 122/o6 for aprovado, até mesmo os humoristas ficarão proibidos de fazer piadas sobre homossexuais.

É o fim da picada.

Aproveito para deixar minha indignação aqui contra a “Maldita” Lei que beneficia réus primários confessos, assassinos, espandadores de mulheres. Um assassino confesso, que se apresenta espontaneamente, sendo réu primário e tendo residência fixa, pode pagar fiança e responder em liberdade. Ora, isso é o cúmulo do absurdo. Como nossos juristas, parlamentares e ministros do Supremo Tribunal tiveram a “sapiência” para aprovar (ou deixar aprovar) uma Lei tão absurda e vergonhosa como essa? Ora, essa Lei gera revolta nas vítimas, nos familiares da vítima, gera vergonha e até vontade de abandonar este país, e procurar um onde haja menos injustiça.
***************************************************************

Fonte: Blog Jovens Cristãos

GAYS INSATISFEITOS COM A OPOSIÇÃO DE JÔ SOARES A RESPEITO DO PL 122
.


.

Ontem, chegando em casa já tarde da noite, onde vinha de uma reunião recreativa com os amigos da igreja, liguei a TV no canal da rede Globo, onde passava o Jornal da Globo. Eu já estava com sono quando, no intervalo do Jornal, o apresentador Jô Soares faz a chamada em seu programa, dizendo que um de seus entrevistados seria uma advogada defensora especialista em direitos homoafetivo. Segurei o nosso para ver o desenrolar da entrevista sobre o assunto que está causando tantos rumores na sociedade.
.

Começando o programa, esperei pela entrevistada sentar no sofá do Jô, segunda entrevistada, Jô que em uma entrevista com um Ateu, ex-crente (04/06/2011), se colocou firmemente a sua crença em Deus e tendo conheicmento sobre vários assuntos como, o pentecostalismo por exemplo.. Jô anuncia: “Ela é advogada especialista em direito homoafetivo. Vou conversar com Maria Berenice Dias!” . Esperei uma conversa mais abrangente acerca do assunto, mas foi uma entrevista rápida, e sem muito o que discutir. Com muito humor e inteligência, Jô Soares entrou no assunto do polêmico Projeto de Lei 122/2006 (PL 122) visando os dois lados. Achei muito inteligente da parte de Jô Soares ressaltar também o lado negativo que esse projeto de lei pode proporcionar, não só aos evangélicos, como a qualquer ser humano que queira expressar em público algo relacionado ao homossexualismo. Jô, que é um bom humorista, contou piadas de gays, chamando de viado (a pronuncia comum de um homossexual), na qual a expressão é usada até pelos próprios homossexuais, chamando-os uns aos outros de “viado” ou “veado”.

Jô soares, até perguntou a advogada, com um mero tom de ironia na indagação: “Então, quer dizer que não podemos nem pensar?” (usando minhas palavras); a advogada defensora da homoafetividade encarou com espanto a pergunta e com tom de incerteza disse devagar arrastando a fala: “Éah… Pensar pode, mas não pode é falar”. O Jô Soares achou um absurdo, tão tal que durante o resto da entrevista, mostrou-se intrigado com o tal projeto que pode trazer aí a censura e o fim da liberdade de expressão. Jô Soares também ressaltou que tanto os homossexuais como qualquer cidadão, ao serem agredidos estão protegidos por lei, sem sequer distinção de pessoa, ou seja todo o cidadão.

Pesquisando hoje na internet sobre a entrevista de ontem, vendo as posições dos internautas a respeito, vi que publicaram esse absurdo que Jean Wyllys“Detonou” o apresentador, simplesmente por não concordar com o tal projeto, na qual o próprio apresentador mostrou-se preocupado com as piadas. E na internet muita gente começa entender o real significado do PL 122 exclamado: “Ninguém mais pode fazer nem cara feia para um gay, que será crime!” e muitas outras indagações e exclamações a respeito do tal projeto.Nos blogs pairam a notícia de que Jean Wyllys, inconformado com a posição de Jô, não gostou nada do que viu na entrevista. Eis a notícia: “Jean, um dos deputados mais engajados na luta pelos direitos LGBT no Congresso, disse no Twitter que o apresentador “acabou prestando um desserviço com suas intervenções equivocadas nas boas falas de Maria Berenice. Mostrou-se um conservador!”, reclamou.O deputado ainda acusou Jô Soares de preconceito. “O comentário final dele (Jô) sobre a homofobia foi tão equivocado e eivado de preconceito que não me pareceu ter vindo de um ilustrado”, criticou.Segundo Jean, Jô Soares tentou justificar sua atitude como uma “defesa do humor livre”, mas que ele não concordava com o argumento. “Humor que recorre à escatologia e a ofensa e humilhação de minorias é recurso dos sem-talento. Humor de gente de talento não precisa disso”, finalizou.

Jô Soares permaneceu firmemente no âmbito de que deveriam tomar mais cuidados a cerca do Projeto de Lei, pois traria uma sutil censura até mesmo para os humoristas ao fazerem piadas a respeito dos gays. A Advogada refutou fortemente: “Mas não é pra fazer piada sobre eles!” E vejo aqui que há piadas sobre todo tipo de gente, loira, sogra, cornos, papagaio, negros, índios e nem por isso expressa uma forma preconceituosa.

Achei justa a posição do apresentador, que ouviu a advogada, mas deixou clara a defesa do direito de liberdade de expressão e crítica. Não mencionou evangélicos nem católicos, mostrando que isso não vai contra só aos religiosos, e sim batendo de frente com toda a sociedade. Mostrando os dois lados, as conseqüências, tanto positivas (privilégio) para os gays, e negativas (para toda a sociedade, que será amordaçada se o tal projeto for aprovado), Jô soares terminou a entrevista com a defensora dos homossexuais.

http://www.youtube.com/watch?v=yqINeVV-akE

Gostei de ver o Jô, sempre ressaltando com cuidado os dois lados da moeda.

Verso para reflexão aos meus leitores: “Pois, quem quer amar a vida, e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano; aparte-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a.” (1Pe 3.10-11).

Na paz a todos

Neymarques Feitosa.
************************************************************
MiqueLS – 14/06/2011

Anúncios

14/06/2011 Posted by | CASOS POLEMICOS, OPINIÃO | , , , , | 3 Comentários

Pregador Americano, Harold Camping, Que Anunciou o Arrebatamento em 21 de Maio Passado, Sofre AVC e é Internado

******************************************************************
Os cristãos atuais pensam que vão escapar ilesos da tribulação. Não são mais merecedores do que os cristãos primitivos.
******************************************************************

Fonte: Uol Noticias Internacionais

Pregador americano que anunciou o fim do mundo sofre AVC e é internado

O pregador evangélico Harold Camping, 89, conhecido ao “prever” o fim do mundo para 21 de maio passado, foi hospitalizado após sofrer um acidente vascular cerebral, informou nesta segunda-feira (13) Tom Evans, porta-voz da rede Family Radio, fundada por Camping.

Harold Camping, em sua casa. Pregador não queria dar entrevistas logo após o não-fim do mundo
.

Camping passou mal na última quinta-feira depois de apresentar seu programa de rádio diário, o “Open Forum”, em Oakland, na Califórnia. Ele foi levado a um hospital na região da baía de San Francisco.

“Ele está bem e é tudo que queremos dizer agora”, disse Evans à Reuters.

A rede Family Radio tem mais de 150 estações e sua programação é transmitida em mais de 40 línguas. Famoso por usar a numerologia baseada na Bíblia para prever datas para o “fim do mundo”, Camping sofreu um baque ao notar que o mundo não acabou em 21 de maio de 2011 como havia dito.

No dia 23 de maio, ele usou o programa de rádio para se justificar, dizendo que não era “um gênio”. Depois acabou admitindo o deslize: “Sim, eu estava errado. Não sou um ‘CEO’, sou apenas um servo de Deus. Posso contar muitas histórias e estar errado sobre elas”, disse em resposta aos jornalistas.

Camping reclamou da pressão após a falha na previsão e disse que ficou dias sem dormir em sua casa, pois “o telefone não parava de tocar”. Mesmo assim, segundo o jornal “Washington Post”, ele afirmou que reinterpretou os fatos e anunciou, em seu programa de rádio, uma nova data para o fim do mundo: 21 de outubro.

**************************
Miquels – 14 de junho de 2011

14/06/2011 Posted by | CRISTIANISMO EM CRISE, ESCATOLOGIA BÍBLICA | , , , | Deixe um comentário

A “BUNDAMOLIZAÇÃO” DA MÚSICA, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA BRASILEIRAS

**********************************************************
Colunista do Yahoo! solta o verbo e critica o baixo nível intelectual da nossa geração, de cantores, compositores, e inclusive da juventude atual que assiste e ainda elogia essas produções mesquinhas e baratas.

A nossa juventude atual dificilmente presenciará um tempo de glória em que nossos artistas farão produções eruditas, de qualidade. Os nossos grandes artistas estão ficando velhos e indo-se… O que nos restará? Os jovens de hoje não querem se espelhar nos grandes poetas, cantores, compositores de grande renome.

Qualquer porcaria que andam colocando na Internet tem milhares de acesso, e inclusive há de milhares de elogios de pessoas de baixo intelecto, pois vemos que não tem noção do que seja algo excepcional, erudito, célebre, magnífico.

A nossa produção musical atual, tanto secular quanto cristã, evangélica, é uma verdadeira “pirataria” – isto é, coisa falsa, barata, imitação de péssimo gosto -, que devia ser tudo amontoado e passado um rolo esmagador por cima. Nunca se viu tanta produção musical de baixa qualidade como hoje.

Brevemente postarei aqui um artigo sobre o pastor, cantor e compositor Edilson Botelho. Este, sim, faz música cristã de qualidade. Pena que ele é pouquíssimo conhecido dos evangélicos.
**********************************************************

FONTE: Yahoo! Opinião via Fatos em Foco

A “BUNDAMOLIZAÇÃO” DA MÚSICA, EDUCAÇÃO E CULTURA BRASILEIRAS

Nesta altura do campeonato, eu e você já sabemos o que é A Banda Mais Bonita da Cidade e sua única música conhecida, “Oração”. Mas o que me deixou mais espantado foi como o vídeo desta canção (veja aqui) – na verdade, um plágio descarado do clipe de “There’s an Arc”, do sexteto canadense Hey Rosetta! (veja aqui) – conseguiu encantar tantas almas carentes. Talvez esta carência coletiva precise mesmo de um grupinho de amigos fofinhos, cantando dezenas de vezes uma mesma estrofe enquanto dão um rolê por uma casa que mais parece uma república de estudantes de alguma universidade no interior do Paraná, tudo como agente catalisador de uma pretensa “felicidade coletiva”, como se a vida fosse uma “festa de firma” universitária. Neste caso, o problema está justamente nas pessoas que deram crédito a esta pataquada.

Em uma época em que até o Ministério da Educação e Cultura imprime livros que incentivam erros de gramática, parece claro que, além de um processo de emburrecimento geral da população deste país, estamos assistindo também à “bundamolização” da música brasileira. Só isto explica coisas como Mallu Magalhães, Los Hermanos e outros grupos igualmente desafinados. Agora temos também A Banda Mais Bonita da Cidade e seu som zumbificante e plasticamente alegre, “cheirando a café quentinho e bolo de fubá”.

O que é mostrado no vídeo é, infelizmente, uma parte do retrato de uma grande parcela da juventude universitária brasileira. Uma outra parte, salvo raríssimas exceções, não passa de um bando de bebedores de cerveja quente e de meninas mais preocupadas em arrumar baladas para o final de semana. Duvida? Experimente passar perto de qualquer faculdade de uma metrópole como São Paulo e veja a quantidade de gente vagabundeando nos bares ao redor – em qualquer horário! E não adianta usar a desculpa de que “juventude é assim mesmo”. Não é e nem deveria ser.

 Um dos participantes de um dos fenômenos televisivos da atual cultura de massa: os reality-shows. No caso, um integrante do programa “No Limite” escolhendo um de seus desafetos, a participante “JULIA”, e revelando que o mesmo também é um desafeto da língua portuguesa. O pior não é isto: essa gente torna-se celebridade meteórica e passa até a dar palestras em faculdades, para explicar a alunos de propaganda e marketing, por exemplo, os meandros de se trabalhar em televisão…. ora, faça-me o favor!…

Assistindo a este insuportável trambique, fiquei com a sensação de que o tal clipe também prega uma volta aos “bons tempos”, em que pseudohippies de boutique usavam sandália de couro e barbinha “fundo de piscina infantil” e tinham no violão – sempre desafinado – uma arma para levar para a cama meninas vestindo batas indianas e alpargatas com espelhinho. Deus me livre disto!

E como se não bastasse a música aparentar ter a duração de uma aula de Educação Moral e Cívica – quem tem mais de 40 anos de idade lembra o suplício que era assistir a este troço, empurrado goela abaixo de crianças inocentes por um governo militar inescrupuloso -, a canção tem uma letra absurdamente miserável, que sugere que seu autor tenha passado recentemente por uma lobotomia. Qual a outra explicação para “Meu amor essa é a última oração/pra salvar seu coração/coração não é tão simples quanto pensa/nele cabe o que não cabe na despensa/cabe o meu amor!/cabem três vidas inteiras/cabe uma penteadeira/cabe nós dois”? A chatice e a infindável sucessão de sorrisos artificiais aumentam ainda mais a panaquice reinante.

Até mesmo a tentativa de convencer as pessoas de que tudo foi filmado em um único plano é uma farsa. Na verdade, as pessoas não se importam mais em serem enganadas. E elas até pagam para isto – tem gente que saiu de casa na semana passada, em uma noite de frio, para assistir a um “show” em playback da 79ª encarnação embusteira do Village People, não é mesmo?

Ando desconfiado que o mundo acabou mesmo na semana passada. A gente é que ainda não se ligou disso…

********************************************************
Miquels – Manaus, 03 de junho de 2011.

03/06/2011 Posted by | CULTURA, OPINIÃO | | Deixe um comentário