MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

Palestra do Dr. Pedroza sobre a Maçonaria realizada em Nova Iguaçu

*****************POSTANDO OS VÍDEOS******************
Palestra na íntegra do Dr. Renato Pedroza sobre a Maçonaria, realizada em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, em 09/07/2011 na Igreja Assembléia de Deus Ministério Adoração e Compromisso.
***********************************************************

PARTE 3 (Clique sobre a imagem para abrir outra página)

PARTE 4 (Clique sobre a imagem para abrir outra página)

Olha, para saber mais detalhadamente sobre o que pensa e ensina o Dr. Pedroza, é bom assistir ao primeiro vídeo desta série, onde fala sobre a Nova Ordem Mundial, Anticristo e a Maçonaria.

PARTE 1 (Clique sobre a imagem para abrir outra página)

XXXXXXXX

PARTE 2 (Clique sobre a imagem para abrir outra página)

XXXXXXXX

Neste vídeo percebi que o Dr. Pedroza não usa de bom senso e, de forma ingênua, chega a afirmar que esse tal Anticristo será uma “bicha”, um homossexual (veja em 21m:40s). Ora, isso é imprudência e falta de conhecimento. Ele cita Daniel 11:37, e faz uma interpretação absurda. Este versículo citado já foi traduzido de diversas formas, e sugere muitas interpretações. E cada grupo religioso traduz o texto da forma que possa sustentar suas doutrinas.

E [ele, anticristo] não terá respeito aos deuses de seus pais, nem ao amado das mulheres, nem a qualquer outro deus; pois sobre tudo se engrandecerá” (Dan. 11:37).

A versão que ele cita é esta:

E [ele, anticristo] não terá respeito ao Deus de seus pais, nem o desejo das mulheres, nem a qualquer deus, porque ele se engrandecerá acima de tudo” (Dan. 11:37).

Percebam a discrepância na tradução do texto bíblico!  Na verdade, o AMADO DAS MULHERES, trata-se de um deus (deusa) denominada RAINHA DO CÉU ou DIANA . E não se trata de rejeição do tal anticristo ao desejo por mulheres.

“Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha para fazerem bolos à rainha do céu, e oferecem libações a outros deuses, a fim de me provocarem à ira” (Jer. 7:18).

“E nós, as mulheres, quando queimávamos incenso à rainha do céu, e lhe oferecíamos libações, acaso lhe fizemos bolos para a adorar e lhe oferecemos libações sem nossos maridos?” (Jer. 44:19).

Então o escrivão da cidade, tendo apaziguado a multidão, disse: Homens efésios, qual é o homem que não sabe que a cidade dos efésios é a guardadora do templo da grande deusa Diana, e da imagem que desceu de Júpiter? (Atos 19 : 35).

Outros estudiosos afirmam que esta Rainha do Céu é a antiga deusa babilônica, Semíramis, cujo filho era Ninrode. E que atualmente equivale à Nossa Senhora (Maria), mãe de Jesus Cristo. No Egito eram conhecidos como Isis e Osiris.

Tanta informação na Bíblia e o “doutor” fica falando abobrinha!

Bom, se não é a Rainha do Céu o deus, Amado das Mulheres, há mais três hipóteses para se determinar quem era esse deus. Ou era TAMUZ, ou a IMAGEM DO CIÚME (deus das fortalezas), ou o SOL (deus Sol, ou Osiris, ou Orus, filho de Samíramis, o deus do Imperador Constantino).

5 Então me disse: Filho do homem, levanta agora os teus olhos para o caminho do norte. Levantei, pois, os meus olhos para o caminho do norte, e eis que ao norte da porta do altar, estava esta IMAGEM DO CIÚME [deus das fortalezas] na entrada.
6 E ele me disse: Filho do homem, vês tu o que eles estão fazendo? as grandes abominações que a casa de Israel faz aqui, para que me afaste do meu santuário; Mas verás ainda outras grandes abominações.
7 E levou-me à porta do átrio; então olhei, e eis que havia um buraco na parede.
8 Então ele me disse: Filho do homem, cava agora na parede. E quando eu tinha cavado na parede, eis que havia uma porta.
9 Disse-me ainda: Entra, e vê as ímpias abominações que eles fazem aqui.
10 Entrei, pois, e olhei: E eis que toda a forma de répteis, e de animais abomináveis, e todos os ídolos da casa de Israel, estavam pintados na parede em todo o redor.
11 E setenta homens dos anciãos da casa de Israel, com Jaazanias, filho de Safã, no meio deles, estavam em pé diante das pinturas, e cada um tinha na mão o seu incensário; e subia o odor de uma nuvem de incenso.
12 Então me disse: Viste, filho do homem, o que os anciãos da casa de Israel fazem nas trevas, cada um nas suas câmaras pintadas de imagens? Pois dizem: O Senhor não nos vê; o Senhor abandonou a terra.
13 Também me disse: Verás ainda maiores abominações que eles fazem.
14 Depois me levou à entrada da porta da casa do Senhor, que olha para o norte; e eis que estavam ali mulheres assentadas chorando por TAMUZ. [Talvez seja Tamuz  esse “Amado das Mulheres”, a qual elas ofereciam seus filhos em sacrifício].
15 Então me disse: Viste, filho do homem? Verás ainda maiores abominações do que estas.
16 E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor; e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e assim, virados para o oriente, adoravam o SOL [deus Sol, Osiris (ou Orus?)]. (Ezequiel 8:5-16).

“Mas em seu lugar honrará ao deus das fortalezas; e a um deus a quem seus pais não conheceram, ele o honrará com ouro e com prata, com pedras preciosas e com coisas agradáveis” (Daniel 11:38).

(Olha, só a título de curiosidade, o único governante que desrespeitou os deuses de seus pais e colocou um outro no lugar, para ser adorado, foi o Imperador Constantino. O deus de Constantino era o SOL. E qual foi o deus que ele colocou para ser adorado em lugar do deus Sol? Veja bem, se o deus das fortalezas era uma Imagem que provocava Ciúmes, então essa imagem não era propriamente um ídolo adorado pelos judeus. Só que Daniel 11:38 diz que esse “deus das fortalezas” seria adorado em lugar dos outros deuses. Temos que analisar estes pormenores.
Os teólogos e estudiosos da Bíblia não conseguiram descobrir até hoje onde se localiza essas “Fortalezas” ou “Fortaleza”. Imaginam cada coisa…! E na verdade a pista que nos leva a descobrir o que eram e onde se localizavam essas “Fortalezas” está no próprio livro de Daniel. Não é possivel que não consigam desvender este mistério!
“E estarão ao lado dele forças que profanarão o Santuário, isto é, a fortaleza [ou fortalezas], e tirarão o holocausto contínuo, estabelecendo a abominação desoladora” (Dan. 11:31).
Isso já aconteceu ou ainda irá acontecer? A Imagem do Ciúme estava nas Fortalezas.
Esses ocultistas do passado, iniciados nos mistérios (sacerdotes dos deuses) eram grandes safados e bandidos. Eles codificaram a história oculta de Jesus e Satanás (Lúcifer) nas mitologias. Nos mitos egipscios, romanos e gregos existe um conhecimento oculto, velado, que só os iniciados sabem desvendar. A história de Orus e Seth foi invertidda propositalmente para confundir os leigos e profanos. Na Mitologia egipcia, Horus, filho de Isis, era o deus do bem, e Seth, irmão de Osiris, era o Deus do mal e inimigo mortal de Horus. Só que os ocultista inverteram a história dos dois personagens. Na verdade, Seth é o Deus do bem, e equivale a Jesus; e Horus é o deus do mal, e equivale a Lúcifer, Azazel, Satanás. Quem não acredita, pesquise e descobrirás a verdade). Até na Wikipédia eles dão uma pista: “Seth é, na verdade, a representação do supremo sacrifício em prol da justiça”> http://pt.wikipedia.org/wiki/Seth . Não se confundam: OSIRIS/HORUS/LÚCIFER = SOL-36/666/999, JESUS = VÊNUS/ESTRELA DA MANHÃ-12/444/888 .
Vejam um resumo do livro de Albert Pike, o maior maçom de todos os tempos, feito pelo Dr. J. R. Pedroza – SIMCEROS – 2004; é claro que Albert Pike não revela tudo > http://www.cacp.org.br/seitasdiversas/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1876&menu=8&submenu=1 .
Os maçons adoram o SOL. Na verdade, “Sol” é só um nome alegórico para Lúcifer. Quando se diz que os maçons adoram ao SOL, quer dizer que adoram a Lúcifer.
A Maçonaria adora a natureza, especialmente o sol [pg 718, Vigésimo Oitavo Grau; pg 718 e 776, Vigésimo Oitavo Grau; pg 643-4, 672] – Resumo do Dr. Pedroza sobre o livro de Albert Pike > http://www.cacp.org.br/seitasdiversas/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1876&menu=8&submenu=1].

******************************************************************
Apesar de não concordar com muitas interpretações escatológicas que o Dr. Pedroza faz durante a palestra, acho válida a sua coragem em desmascarar os reais propósitos da Maçonaria. E é preciso muito conhecimento, muito preparo e muita coragem para peitar os maçons.

O Dr. Pedroza afirma que a maioria dos ministros do STF – Supremo Tribunal Federal é formada de maçons. E que são eles que estão aprovando essas leis que favorecem a união de homossexuais, inclusive casamento civil entre pessoas do mesmo sexo e adoção de crianças, por esses casais. Afirma, ainda, que cerca de 95% dos maçons pertencem à Loja Azul. Isso significa que a maioria dos maçons desconhece os reais propósitos da Maçonaria. Também fala que os líderes maçônicos dão dinheiro (“pagam”) para os grandes líderes evangélicos não falarem nada contra a Maçonaria. Entre esses líderes, ele cita o nome do Bispo Edir Macedo e o de Silas Malafaia. Relata, ainda, que muitas coisas que o ex-bruxo Tio Chico testemunhou são verdadeiras, em relação ao sacrificio de crianças em rituais maçônicos. Ele fala sobre os Illuminati, sobre o dinheiro emprestado para a construção de Brasília, uma cidade Maçônica; fala sobre conspiração das vacinas, etc.

Na verdade, a nação brasileira é dominada e controlada pela Maçonaria. Essa ordem secreta parece não exercer influência sobre a sociedade e a política, mas é aí que muitos se enganam. Eles estão entre os vereadores, deputados estaduais e federais, senadores, entre os juizes, desembargadores, promotores de justiça, entre os militares, entre os religiosos, etc.

Inclusive, fala-se que um dos ícones do meio evangélico, o Pr. Silas Malafaia, é maçom. Não só ele, mas outros líderes evangélicos também. Bom, se Silas Malafaia não é maçom, provavelmente ele tenha sido, mas talvez tenha se desligado devido a pressão de outros pastores. O que torna suspeito o apoio do Pr. Silas Malafaia aos maçons é o fato de ele não ter escrito nenhum livro falando contra a Maçonaria, e também, por não ter feito nenhuma pregação contra essa ordem secreta. Desconheço existir algum vídeo na internet do Pr. Silas Malafaia pregando contra os maçons.

A “verdadeira” Igreja Assembléia de Deus sempre foi zelosa na doutrina quanto a instruir seus membros a se afastar de associações mundanas, secretas, cujas práticas não se qualificam de acordo com a Palavra de Deus. Como sabemos, Silas Malafaia é um assembleiano desde o início de sua carreia ministerial. Por que ele não critica a Maçonaria? Será que ele apoia ou tem o rabo preso?

Muitos líderes evangélicos costumam criticar a Maçonaria e falar mal dos seus propósitos, mesmo não conhecendo a fundo a influência e o domínio que essa agremiação de Iniciados exercem em nossa sociedade. Poucos se aventuram a pesquisar a fundo sobre os segredos da Maçonaria, pois se contentam em apenas ler a Bíblia.

Mas o pior não é isto… O pior é a lambança que muitos lideres cristãos e até evangélicos estão fazendo ao se envolver com a Maçonaria, achando que ela preza o Cristianismo. Se soubessem que nos encontros reservados os maçons de nível mais elevado COSPEM na imagem de Jesus Cristo, eles nunca colariam o pé dentro de uma Loja Maçônica.  A maioria desses evangélicos maçons fazem parte da Loja Azul, que equivale aos três primeiros graus de iniciação nos ritos maçônicos. Ou seja, a maioria dos maçons são da Loja Azul, e eles formam a base da Pirâmide Maçônica. Os maçons da Loja Azul são enganados pelos maçons da elite. A religiosidade deles serve apenas de fachada, para não levantar suspeita sobre os reiais segredos e propósitos da Maçonaria.

[A Maçonaria mente para seus membros até que estejam prontos para “aceitar a verdade” [pg 224, Décimo Quarto Grau; pg 840, Trigésimo Segundo Grau; pg 103-5, Terceiro Grau; pg 329, Vigésimo Grau; pg 817, Trigésimo Grau]) – Resumo do Dr. Pedroza sobre o livro de Albert Pike > http://www.cacp.org.br/seitasdiversas/artigo.aspx?lng=PT-BR&article=1876&menu=8&submenu=1].

****

Para que muita gente tome ciência dos reais perigos da Maçonaria, transcreverei texto do escritor e repóter do jornal The New York Times, Jim Marrs.
********

O MOVIMENTO ANTIMAÇÔNICO 

A Maçonaria, a mais antiga e poderosa sociedade secreta na história do mundo, plantara raízes firmes na jovem América e desempenhou um papel significativo na Revolução Americana. Desempenhou um papel ainda maior na subsequente Revolução Francesa, que inicialmente foi recebida com grande alegria e aprovação nos Estados Unidos. O número de Lojas maçônicas aumentou e também a quantidade de membros. Em 1826, estimava-se que os maçons nos Estados Unidos chegavam a 50 mil, na maioria homens instruidos e profissionais.

Contudo, naquele ano, um maçom quebrou a hierarquia. Tornou-se conhecido o fato de que um certo capitão William Morgan, de Batavia, em Nova York, planejava publicar um livro revelando os símbolos, aperto de mãos, juramentos e propósitos secretos da Maçonaria. Morgan, um membro da ordem havia trinta anos, escreveu: “A ruína de nossas instituições civis é encontrada na Maçonaria, já muito poderosa e a cada dia aumentando o seu poder. Eu devo ao meu país uma exposição do perigo que ela representa”.

Antes de o livro ser impresso, Morgan e seu editor foram sequestrados em Batavia. Amigos e vizinhos irados perseguiram os sequestradores e conseguiram salvar o editor, mas Morgan não teve a mesma sorte. Ele jamais foi visto de novo.

Anos depois, um maçom chamado Henry L. Valance confidenciou a seu médico na hora da morte que ele e outros dois maçons tinham jogado Morgan no rio Niagara. Valance disse que desde aquela noite ele tinha a consciência pesada pela culpa – “a marca de Caim” – e buscava perdão para o seu pecado.

Porém, na época do sequestro, ninguém parecia conseguir uma resposta direta referente ao destino de Morgan. Segundo o reverendo Charles G. Finney, escrevendo em 1869, as rodas da justiça foram desaceleradas pelos maçons nas cortes e nos orgãos de aplicação da lei; e entre as testemunhas e jurados. Os rumores de que Morgan fora sequestrado e assassinado pelos maçons se espalharam por Nova York, Nova Inglaterra e em outros Estados; e um escândalo de grandes proporções irrompeu.

Devido ao ataque público contra o caráter secreto e exclusivo da Maçonaria, Finney alegou que cerca de 45 mil membros deixaram a Ordem e mais de duas mil Lojas foram fechadas. “Milhares de maçons queimaram seus aventais. Em poucos anos, o número de membros nas Lojas de Nova York caiu de 30 mil para 300, como resultado direto do incidente com Morgan”, escreveu o autor William J. Whaley.

Em 1827, o livro de Morgan, Illustrations of Masonry  by one of the Fraternity Who Has Devoted Thirty  Years to the Subject, foi publicado postumamente. Pela primeira vez, não-maçons poderiam aprender como a Ordem operava de dentro.

Os arrepiantes “juramentos de sangue” de punições por revelar os segredos da Maçonaria renovaram a crença de que Morgan fora assassinado por seus companheiros de Ordem. Morgan revelou que o iniciado na Ordem ou Primeiro Grau da Loja Azul jurava “me unir sob a penalidade de ter minha garganta cortada, minha língua arrancada e meu corpo enterrado nas areias do mar, onde a maré vaza e flui duas vezes em 24 horas…” As penalidades nos graus mais altos se tornavam mais assustadoras.

Em 1829, sobre pressão pública, o Senado do Estado de Nova York investigou a Maçonaria e relatou que os ricos e poderosos maçons eram encontrados em todos os níveis do governo. (…)

Os segredos da origem da Maçonaria foram fortemente mantidos, apesar da publicação de inúmeras obras a respeito do assunto. Walter Leslie Wilmshurst, maçom e autor de The Meaning of Masonry, escreveu: “A verdadeira história da Maçonaria nunca foi contada nem mesmo à Arte”. (…)
.

OS ILLUMINATI 

Embora conceitos Illuminati possam ser encontrados na história desde as primeiras seitas que alegavam ter conhecimento esotérico, a Ordem foi identificada publicamente em 1776 [Ano da independência dos EUA]. Em 1º de maio daquele ano – um dia há muito celebrado pelos comunistas que, segundo alguns, foramaram sua filosofia baseados na doutrina Illuminati -, a Ordem Illuminati da Baviera foi formada por Adam Weishaupt, um professor de Direito Canônico da Universidade de Ingolstadt da Baviera, na Alemanha.

(…)

Estudando para ser jesuíta, Weishaupt irritou-se com o banimento da Ordem por determinação do Papa Clemente XIV, em 1773. Embora essa decisão tenha levado Weishaupt a romper com a Igreja, ele continou fascinado pela teologia jesuítica. Também foi muito influenciado por um mercador conhecido apenas como Kolmer, definido pela autora Webster como o “o mais misterioso de todos os homens misteriosos”.

Kolmer, que muitos pesquisadores suspeitam ter sido o mesmo homem chamado Altotas, admirado e mencionado pelo mago da corte francesa Cagliostro, aprendeu o conhecimento esotérico do Egito e da Pérsia quando morou no Oriente Próximo por muitos anos. Kolmer pregava uma doutrina secreta baseada em uma antiga forma de gnosticismo chamada Maniqueísmo ou Mandaenismo, que usou a palavra “Iluminado” antes do seéculo III.

Supostamente, Kolmer conheceu Cagliostro na ilha de Malta, a antiga fortaleza dos Cavaleiros Templários, enquanto seguia para a França e a Alemanha no início da década de 1770. Cagliostro, o futuro revolucionário francêsentão se envolveu em atividades maçônicas com o famoso amante veneziano Giovanni Giacomo Casanova e o misterioso conde de Saint-Germain.

Na Alemanha, Kolmer transmitiu seus segredos a Weishaupt, que passou muitos anos buscando um modo de consolidar todos os sistemas ocultos na sua nova ordem dos “Iluminados”. A devoção de Weishaupt aos antigos mistérios da Mesopotâmia é demonstrada pelo fato de que os Illuminati adotaram o calendário persa.

Considerando seu profundo conhecimento jesuitico, Weishaupt pode ter retirado o nome “Illuminati”  de um grupo secreto separatista chamado “Alumbrados” (Iluminados), da Espanha, que foi criado pelo fundador da Ordem Jesuíta, o espanhol Inácio de Loyola. Os Alumbrados ensinavam uma forma de Gnosticismo, acreditando que o espírito humano pode alcançar o conhecimento direto de Deus e que os ornamentos da religião formal eram desnecessários para aqueles que encontravam a “luz”. Não é de admirar que a Inquisição espanhola publicou editos contra esse grupo em 1568, 1574 e 1623. Weishaupt escreveu que, com a criação dos “Illuminati”, ele também icorreu “na implacável animosidade dos jesuítas, a cujas críticas ele foi incessantemente exposto”.

(…)

Os Illuminati foram doutrinados com o antigo conhecimento esotérico e eram contrátios ao que consideravam tirania da Igreja Católica e do governo nacional. “O homem não é mau”, escreveu Weishaupt, “só que ele se torna mau pela moralidade arbitrária. Ele é mau por causa da religião, do Estado e dos maus exemplos que o pervertem. Quando, por fim, a razão tornar-se a religião do homem, então os problemas serão resolvidos”.

Weishaupt também evocou uma filosofia que foi aplicada com terríveis resultados por Hitler e muitos outros tiranos. “Veja o nosso segredo. Lembre-se que os fins justificam os meios”, ele escreveu, “e para fazer o bem, o sábio deve utilizar-se de todos os meios que os vis se utilizam para fazer o mal”. Assim, para os iluminados, qualquer meio utilizado para alcançar seus objetivos é aceitavel – ainda que seja mentir, enganar, roubar, matar ou fazer guerra.

(…)

Weishaupt não estava apenas determinado a enganar o público, mas lembrou aos seus principais líderes que eles deveriam esconder suas verdadeiras intenções de seus próprios iniciados, “falando às vezes de um modo, às vezes de outro, para que o propósito real permaneça impenetrável aos níveis inferiores”.

(…)

O maçom, fundador da República e ex-presidente Thomas Jefferson escreveu com admiração: “Weishaupt parece ser um entusiasmado filantropo. Ele acredita que promover a perfeição do caráter humano foi o objetivo de Jesus Cristo. Os preceitos [de Weishaupt] (sic) são o amor de Deus e o amor aos Irmãos”. Ou Jefferson não conhecia os ensinamentos internos dos Illuminati ou, como foi acusado em sua época, ele era um membro secreto.

(…)

Weishaupt alcançou tal poder criando uma cadeia piramidal de comando para assegurar que ninguém soubesse que ele era o líder dos Illuminati, até que as autoridades bávaras confiscaran os documentos internos da Ordem. Nesses documentos Weishaupt descreveu sua organização: “Tenho dois homens imediatamente abaixo de mim em quem sopro todo o meu espirito; e cada um deles tem mais dois sob seu comando, e assim por diante. Desse modo, eu posso colocar mil homens em movimento e agitação da maneira mais simples; e é desse modo; e é desse modo que se deve dar ordens e operar na política”.

(…)

No mesmo ano do congresso de Wilhelmsbad (1782), como nos ensina Still, “o quartel-general da Maçonaria Illuminada foi transferido para Frankfurt, a fortaleza das finanças alemãs, e controlada pelos Rothschild. Pela primeira vez, os judeus foram admitidos na Ordem. Antes disso, os judeus só eram admitidos em uma divisão da Ordem chamada “pequena e constante Sanhedrin da Europa”.

(…)

Com as questões de divisão resolvidas e os Illuminati escondidos com segurança dentro da Maçonaria, a Convenção de Wilhelmsbad provou ser um momento decisivo para a Ordem. Mesmo tendo os participantes jurado segredo, o conde de Virieu escreveu mais tarde em sua biografia: “A conspiração que está se desenrolando é tão bem planejada que será… impossível para a monarquia e a Igreja escapar dela”. (…)
.

A MAÇONARIA 

De acordo com a Nova Enciclopédia Britânica, a Maçonaria é a maior sociedade secreta mundial e se expandiu em grande parte devido ao avanço do império britânico no século XIX. Havia até Lojas maçônicas estabelecidas na China sob os auspícios da Grande Loja da Inglaterra, começando em 1788. A infame Sociedade Tríade Chinesa começou como uma ordem maçônica, junto com outra chamada Ordem da Suástica, como nos explica o autor de a New Encyclopedia of Freemasonry. Esses maçons chineses conduziram ritos idênticos, usavam símbolos semelhantes e aventais de couro. Eles se referiam à divindade como o “Primeiro Construtor”.

(…)

O mais famoso dos símbolos maçônicos – a letra G dentro de um quadrado e um compasso – na verdade significa a geometria, como ensina o historiador maçônico Albert Mackey, que acrescentou que os maçons aprenderam que “Maçonaria e geometria são termos sinônimos” e “os simbolos geométricos encontrados no ritual da Maçonaria Moderna podem ser considerados as ruínas dos segredos geométricos do maçom medieval, que hoje se admite estarem perdidos”. A geometria oculta, às vezes chamada “geometria sagrada”, há muito utiliza figuras geométricas como o círculo, o triângulo, o pentagrama, etc., como símbolos de conceitos metafísicos e psicológicos.

Os autores Christopher Knight e Robert Lomas apresentaram uma explicação interessante a respeito do conhecido símbolo maçom do quadrado e do compasso. Eles alegaram que o símbolo se originou como uma forma estilizada de um antigo símbolo do poder do rei – uma pirâmide com a base representando o poder terreno – sobreposta por uma pirâmide inversa que representa o poder celestial do sacerdote. Juntas, essas pirâmides de poder criam o símbolo que passou a ser conhecido como a Estrela de Davi. “Seu uso tornou-se popular primeiramente em várias igrejas cristãs na Idade Média; e, para nossa surpresa, os exemplos mais antigos foram encontrados em construções erigidas pelos Cavaleiros Templários. Esse símbolo foi usado nas sinagogas muito tempo depois”.

Uma tradição maçônica alegava que Abraão, o patriarca dos hebreus, transmitiu aos egipcios um conhecimento especial anterior ao Grande Dilúvio. Anos depois, esse conhecimento – apresentado como a obra do lendário Hermes Trismegisto – foi reunido pelo filósofo grego Euclides, que estudou o trabalho sob o nome de geometria. Os gregos, e depois os romanos, chamaram-no de arquitetura da disciplina.

Os críticos da Maçonaria alegam que o proeminente G significa Gnosticismo – uma filosofia das seitas gnósticas como os Alumbrados, que foi considerada ilegal nos primórdios da Igreja.

As autoridades discordam quanto à verdadeira origem da Maçonaria, mas todas reconhecem que ela é anterior ao antigo Egito. A tradição maçônica remonta à construção da Torre de Babel bíblica e ao Templo do rei Salomão em Jerusalém.

(…)

A maioria dos autores afirma que os segredos da Maçonaria remontam aos sacerdotes guerreiros das Cruzadas – os Cavaleiros Templários. Um escritor XVIII afirmou que a Maçonaria Moderna foi fundada por Godfrey de Bouillon, líder da Primeira Cruzada, que conquistou Jerusalém e supostamente foi também o fundador da misteriosa Ordem Priorado de Sião.

Os segredos da origem da Maçonaria foram fortemente mantidos, apesar da publicação de inúmeras obras a respeito do assunto. Walter Leslie Wilmshurst, maçom e autor de The Meaning of Masonry, escreveu: “A verdadeira história da Maçonaria nunca foi contada nem mesmo à Arte”.

(…)

Contudo, após um exaustivo estudo a respeito dos Cavaleiros Templários, os autores concluiram: “Agora podemos ter certeza, sem nenhuma sombra de dúvida, de que o local de início da Maçonaria foi a construção da Capela Rosslyn na metade do século XV”. Rosslyn, perto de Edimburgo  na Escócia, foi construída pela família Saint-Clair.  Os Saint-Clair eram ligados aos Cavaleiros Templários originais, e William Saint-Clair de Rosslyn tornou-se o primeiro Grão-Mestre da Maçonaria Escocesa. Catherine de Saint-Clair foi casada com o primeiro Grão-Mestre dos Cavaleiros Templários.

(…)

Depois de anos de choques com a Igreja Católica romana, os maçons da Inglaterra – agora sob a Igreja da Inglaterra – anunciaram em 1723 que a organização aceitaria pessoas de todas as religiões. Hoje [2005], há cerca de 6 milhões de maçons ativos e quase 100 mil Lojas.

A Maçonaria é formada por três Lojas básicas: A Loja Azul, o primeiro degrau que é dividio em três estágios ou graus; Rito de York, composto de mais dez graus; e o Rito Escocês, com seu total de 32 graus de iniciação. O 33º grau, que se atinge apenas por convite, representa a cabeça humana no topo das 33 vértebras da coluna. Esse é o grau mais alto conhecido publicamente.

A grande maioria dos membros encara sua filiação à Maçonaria como algo não muito diferente de juntar-se ao Lion’s Club, aos Otimistas ou à Câmara do Comércio. E, do ponto de vista deles, isso é verdade. Até a literatura maçônica deixa claro que somente os iniciados que progridem para além do status do 33º grau tomam conhecimento dos verdadeiros objetivos e segredos do grupo.

A hierarquia é prontamente admitida pelos autores maçônicos. “Sempre existiu uma doutrina externa, elementar e popular que serviu de instrução das massas que não são suficientemente preparadas para um ensinamento mais profundo”, escreveu o maçom Wilmshurst. “Sempre existiu uma doutrina interior, mais avançada; um conhecimento mais secreto, que foi preservado para mentes mais maduras e no qual apenas os candidatos proficientes e bem preparados, que voluntariamente buscam participar dele, foram iniciados”.

O maçom de 33º grau Manly P. Hall escreveu: “A Maçonaria é uma fraternidade dentro de uma fraternidade – uma organização externa que esconde uma irmandade interna dos eleitos… uma é visível e a outra, invisível. A sociedade visível é uma esplêndida camaradagem de homens ‘livres e aceitos’, dedicados à questões éticas, educacionais, fraternais, patrióticas e humanitárias. A sociedade invisivel é secreta e a mais augusta fraternidade, cujos membros são dedicados ao serviço de um… arcanum arcandrum [um segredo sagrado]”.

O proeminente maçom do século XIX Albert Pike admitiu que a Maçonaria tem “duas doutrinas; uma escondida e reservada para os Mestres…. a outro, pública…” O Grande Oficial Provincial Wilmshurst confirmou que “o primeiro estágio” ou graus iniciais da Maçonaria são “voltados apenas para os valores superficiais da doutrina”, e que “a maioria dos maçons, receamos, nunca passa para além desse estágio”.

Muitos maçons que ocupam posições importantes jamais são levados ao Círculo Interno do conhecimento. Em suas memórias, o famoso maçom Casanova escreveu: “Mesmo aqueles que ocuparam a Cadeira do Mestre [maçom] por cinquenta anos podem não conhecer ainda os seus Mistérios”.

Epperson fez a interessante observação de que todos os maçons negarão a existência de um Círculo Interno e um externo na Ordem, porque o “maçom médio” não conhece esse sistema, enquanto o “maçom iluminado” jura não revelá-lo. A segunda categoria é protegida por um juramento de segredo, o que significa que, se alguém sabe da existência desse sistema, estaria obrigado por juramento a guardar segredo”.

A estrutura de poder da Ordem também chamou a atenção de muitos pesquisadores. “A Maçonaria mundial é uma pirâmide massiva de manipulação”, escreveu Icke, que aborda o tema da conspiração. “A estrutura piramidal permite que a Elite – os poucos que estão no topo da Maçonaria – controle a maioria, enganando-a e mantendo-a desinformada”.

(…)

Referindo-se aos ensinamentos da Maçonaria como “velados” e “ocultos”, Wilmshurst escreveu: “O significado da Maçonaria… é um assunto que de modo geral jamais é exposto e, portanto, permanece em grande parte despercebido de seus membros, exceto daqueles que fazem desse significado seu objeto de estudo particular…”

Contudo, Wilmshurst deu algumas pistas acerca da história oculta da Ordem, quando escreveu a respeito de uma “Era Dourada” em que “os homens mantinham conversações conscientes com o mundo invisível e eram guiados, ensinados e orientados pelos ‘deuses’…” Ele observou que a humanidade perdeu essa habilidade após uma “queda” devido à sua tentativa de obter o mesmo conhecimento de seus criadores – um conceito comparável à “queda do paraíso” da Bíblia.

[Obs: O leitor deve entender que essa “era dourada” remonta ao tempo do paraíso criado por Deus aqui na Terra, quando o querubim ungido Lúcifer foi posto para tomar de conta]

Essa “queda” da humanidade, segundo Wilmshurst escreveu em 1927, não foi devida a nenhuma transgressão individual, mas a “uma fraqueza ou um defeito na alma grupal, ou coletiva, da raça adâmica”, de modo que “dentro do conselho Divino” foi decidido que “a humanidade deveria ser redimida e restaurada ao seu estado primitivo”, um processo que requeria “vastos ciclos de tempo para ser completado”. Ele acrescentou que essa restauração também exigia uma “habilidosa assistência científica” dos “deuses” [LEIA-SE SERES ALIENÍGENAS, LÚCIFER E SEUS ANJOS – grifo meu] e guardiões angelicais da raça pecadora, de quem falam todas as tradições antigas e escritos sagrados”.

O autor maçônico Manly P. Hall demonstrou que Wilmshurst não estava falando por meio de alegorias: “No passado remoto, os deuses andavam entre os homens e… eles escolhiam entre os filhos dos homens os mais sábios e verdadeiros”.

“Os deuses deixaram as chaves de sua grande sabedoria com esses filhos especialmente ordenados e iluminados… Eles ordenaram esses homens ungidos e escolhidos para serem sacerdotes ou mediadores entre eles – os deuses – e a humanidade, que ainda não tinha desenvolvido os olhos que permitiam ver o rosto da Verdade e viver… Esses homens iluminados fundaram o que conhecemos como os Mistérios Antigos”.

[Obs: Aqui ele deve estar falando de Enoque (Enoch), o primeiro iniciado. O nome Enoque significa “Iniciado”. Para os ocultisas, o primeiro mago iniciado foi Toth, considerado um semi-deus no antigo Egito. Os gregos deram outro nome a Toth, chamando-o de Hermes Trismegisto (três vezes grande). Mas, tudo indica que esse Toth era o mesmo Enoque da Bíblia, o qual andou com Deus, isto é, conversava com os deuses, ou seja, com os anjos. Enoque escreveu a história dos anjos caídos e entregou os escritos para seu filho. Acredito que os magos Caldeus (Persas)  apoderaram-se dos escritos de Enoque, e mais tarde os babilônios também tomaram conhecimento; e, por fim, os magos egipcios criaram o Livro dos Mortos, que o Faraó Ramsés II mandou destruir/queimar. Mas os magos fizeram o livro ressurgir. E para o livro não despertar novamente a ira do Faraó os magos o codificaram, escrevendo-o em forma de inofensivas lendas, que hoje são conhecidas como Mitologia Egipcia, Grega e Romana. Mais tarde, o mago e poeta grego Homero codificou a história dos deuses nas suas obras Ilíadas e Odisséia]

 Assim, um segredo interno maçônico está relacionado com o conhecimento deles a respeito dos “deuses” pré-históricos que transmitiram seu conhecimento a certos indivíduos, desse modo os iluminando. Esse conhecimento foi passado pelas antigas Escolas de Mistérios aos fundadores das religiões judaicas e cristã, cujas tradições foram aprendidas pelos Cavaleiros Templários e levadas para o centro da Maçonaria Moderna.

A transmissão das antigas sociedades secretas para as organizações secretas mais modernas foi reforçada pela introdução da Maçonaria “Iluminada” no século XVIII, sendo ela mesma uma mistura de conhecimentos esotéricos mais antigos com as tradições cabalísticas. Esses segredos ainda permanecem no cerne da Maçonaria, mesmo quando seus desinformados milhões de membros desfrutam de sua filantropia e camaradagem externas.

O pesquisador diligente pode começar a entender esses segredos antigos após um estudo laborioso e sério – muito ainda não é dito de um modo direto, como admitem os autores maçônicos.

************

Concluindo, sabemos que existem muitos líderes evangélicos que estão na Maçonaria, na Loja Azul. E se eles estão lá é por falta de conhecimento, por falta de estudo e esperteza. Outros estão lá porque foram convidados e iludidos por amigos que já eram membros. E ainda outros estão lá por que foram forçados a entrar, como o caso do Presidente Americano Barack Obama. E outros tolos entraram na Maçonaria simplesmente por curiosidade, ou por querer fazer parte da elite dos ricos e políticos poderosos.

Leia mais esta instrução de Albert Pike num concílio de maçons de alto grau:

“A religião maçônica deve ser, por todos nós iniciados do alto grau, mantida na pureza da doutrina Luciferiana. Se Lúcifer não fosse Deus, será que Adonai, cujas ações provam sua crueldade, porfídia e ódio pelos homens, barbarismo e repulsa pela ciência, e seus sacerdotes o caluniam?

Sim, Lúcifer é deus, e infelizmente Adonai também é deus. Pois a lei eterna é que não há luz se não houver sombra, não há beleza sem a feiúra, não há branco sem o preto, pois o absoluto só pode existir como dois deuses: as trevas são necessárias como moldura para luz assim como o pedestal é necessário para o que é imponente… Desta forma, a doutrina do Satanismo é uma heresia; a religião filosófica pura e verdadeira é a crença em Lúcifer, o equivalente de Adonai; mas Lúcifer, deus da luz e deus do bem, está trabalhando pela humanidade contra Adonai, o deus das trevas e do mal”.

A C. de LaRive, La femme et l`enfant dans la Franc, Maçonnerie Universele, Paris, 1889, pág 588.

*******************
Miquels – 27/11/2011

Anúncios

24/11/2011 - Posted by | CONSPIRAÇÃO, SOCIEDADES SECRETAS | , , , , ,

8 Comentários »

  1. O GOLPE ASSASSINO TRAMADO PELA MAÇONARIA PARA LEVAR O PT AO PODER. Lista de processos escondidos retirados da internet pelo Poder Oculto ( Maçonaria ), para ocultar as provas de seus golpes. Para comprovar que as denúncias efetuadas contra a Máfia dos Leilões de Imóveis que atua ( entre outros ) na Justiça do Trabalho é uma realidade, segue abaixo cópias dos processos para que possam ver por sí mesmos o tamanho da roubalheira. Isto é apenas uma parte, visto que a maioria dos processos não são de acesso público. Estes processos são referentes ao Escândalo dos Leiões de Imóveis ocorridos no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ( São Paulo ), todavia este golpe ocorre em todos os Tribunais do Brasil ( é um esquema colossal ). Muitos pais-de-família e portadores de doenças crônicas SUICIDARAM-SE ao vêrem-se roubados pelo próprio PODER JUDICIÁRIO e igualmente pelo Governo Brasileiro. Cada governante maçom deste país já entra no cargo com o propósito de assaltar o caixa da nação. Quando não é um compulsório imundo, é uma privatização sórdida ou até então como neste caso um roubo das próprias residências do cidadão brasileiro ( o que é proibido pela Constituição Federal que possui um valor igual ao do voto do cidadão, ou seja não vale porcaria nenhuma em um país manipulado conforme às vontades de sua elite maçônica ). Já no atual governo às gravíssimas denúncias do ASSALTO PROGRAMADO que é a COPA DO MUNDO DE 2014 são ocultadas dos principais meios de comunicação, toda controlada pela Maçonaria. Vocês poderão averiguar igualmente que estes dados deveriam estar disponibilizados no GOOGLE para acesso público e não está, assim poderão comprovar a cumplicidade deste motor de pesquisa com a corrupção assim como do site JUSBRASIL. O plano da Maçonaria de desmoralizar a Justiça deu certo mesmo. Conseguiram com uma corja de Magistrados safados e sem nenhum valor tornar a Justiça Brasileira corrupta, tirana, injusta e ASSASSINA. Quanto ao plano de desmoralizar a classe política nem preciso tecer comentários. Parabéns para Maçonaria, até a Igreja Católica pôde sentir sua atuação através da renúncia do Papa. Quando pensávamos que já tinhamos visto de tudo em termos de safadeza e pilantragem dentro do Poder Judicário nos deparamos com casos que custamos a acreditar que são reais visto o tamanho da sacanagem. Neste caso, um cidadão brasileiro que não possuía nenhum conhecimento dos golpes que vêm sendo aplicados na Justiça do Trabalho, mas sabia que havia algo de muito errado com o preço pelo qual seu imóvel foi arrematado. Não tendo ciência este pobre-coitado de que esquema começava com a avaliação inicial bem abaixo do preço de mercado pelo Oficial de Justiça, tentou obter a nulidade da arrematação e obteve uma condenação por “ litigância de má-fé”. Bem certo da forma como age esta quadrilha nunca será caracterizado preço vil, mas são muitos casos de contestação do preço de avaliação inicial pelos Oficiais de Justiça. Mais uma vez o precinho de amigo do imóvel vai para…… o Sr. ADAM BLAU, que coincidência ! Bem, é desta forma mesmo que agem os juízes e desembargadores mesmo tendo conhecimento do golpe existente neste MENSALEILÃO. Imagine a revolta deste indivíduo que além de roubado ainda foi condenado como forma de calarem sua boca e parar de incomodar os ladrõezinhos. Conhecendo bem o nível destes magistrados não fiquei nem um pouco surpreso pois tentaram fazer a mesma coisa comigo. Leiam e vejam que beleza está a Justiça Brasileira. PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACORDÃO Nº:SDI – 03156/2005-7 Nº na Pauta: 016 PROCESSO Nº:12246200300002004 Ação Rescisória AUTOR: IDEAL STANDARD ASSESSORIA EMPRESARIAL S/C LTDA. RÉU: DIOGO DE CASTRO E COMERCIAL & SERVIÇOS JVB LTDA.. EMENTA: AÇÃO RESCISÓRIA. EMBARGOS À ARREMATAÇÃO. PREÇO VIL. Não caracterizando preço vil aquele pelo qual foi arrematado o bem penhorado, eis que representava 50% do valor da avaliação, não se pode falar em nulidade da arrematação e da expediÁão da respectiva carta. Ação Rescisória julgada improcedente. AÇÃO CAUTELAR. REVOGAÇÃO DE MEDIDA LIMINAR CONCEDIDA. COGNIÇÃO EXAURIENTE QUE EVIDENCIA A AUSÊNCIA DE FUMUS BONI JURIS. IMPROCEDÊNCIA. A medida liminar concedida em cognição sumária, ou seja, em juízo de probabilidade, pode ser revogada a qualquer tempo (art. 807, CPC), mormente quando evidenciada a inexistÍncia de fumus boni juris em cognição exauriente efetivada no julgamento da ação principal. Ação cautelar julgada improcedente. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, julgar improcedentes a aÁão rescisória e a ação cautelar, revogando a tutela antecipada e a me dida liminar anteriormente concedidas, tudo nos termos da fu ndamentação do voto. Comunique-se, imediatamente, ao Juízo da execução sobre o teor da presente decisão. Custas pela Autora, calculadas sobre os valores de R$ 20.000,00 (vinte milreais) e R$ 1.000,00 (um mil reais) fixados às causas, nos r espectivos importes de R$ 400,00 (quatrocentos reais) e R$ 2 0,00 (vinte reais). São Paulo, 27 de Setembro de 2005 ______________________________ __________ PRESIDENTE WILMA NOGUEIRA DE ARAÚJO VAZ DA SILVA ______________________________ __________ RELATORA ANELIA LI CHUM ______________________________ __________ PROCURADOR ROBERTO RANGEL MARCONDES PROCESSO TRT/SP Nº SDI – 12246200300002004 AÇÃO RESCISÓRIA PROCESSO TRT/SP Nº SDI – 11958200300002006 MEDIDA CAUTELAR AUTORA/REQUERENTE: IDEAL STANDARD ASSESSORIA EMPRESARIAL S/C LTDA. RÉUS/REQUERIDOS: DIOGO DE CASTRO; COMERCIAL & SERVIÇOS JVB LTDA. AÇÃO RESCISÓRIA. EMBARGOS À ARREMATAÇÃO. PREÇO VIL. Não caracterizando preço vil aquele pelo qual foi arrematado o bem penhorado, eis que representava 50% do valor da avaliação, não se pode falar em nulidade da arrematação e da expedição da respectiva carta. Ação Rescisória julgada improcedente. AÇÃO CAUTELAR. REVOGAÇÃO DE MEDIDA LIMINAR CONCEDIDA. COGNIÇÃO EXAURIENTE QUE EVIDENCIA A AUSÊNCIA DE FUMUS BONI JURIS. IMPROCEDÊNCIA. A medida liminar concedida em cognição sumária, ou seja, em juízo de probabilidade, pode ser revogada a qualquer tempo ( art. 807, CPC ), mormente quando evidenciada a inexistência de fumus boni juris em cognição exauriente efetivada no julgamento da ação principal. Ação cautelar julgada improcedente. IDEAL STANDARD ASSESSORIA EMPRESARIAL S/C LTDA. ajuíza ação rescisória em face de DIOGO DE CASTRO e COMERCIAL & SERVIÇOS JVB LTDA., com o propósito de rescindir a r. sentença proferida pela 21ª Vara do Trabalho de São Paulo, no processo nº 3063/92, com apoio no inciso V do artigo 485 do Código de Processo Civil. Alega a Autora, ré na referida ação trabalhista, que a r. decisão rescindenda ( fls. 36/37 ), cujo trânsito em julgado encontra-se comprovado a fl. 40, violou a literalidade dos artigos 692, do Código de Processo Civil, e 888, § 1º, da CLT, bem como o art. 5º, inciso XXII, da Constituição Federal, eis que o bem imóvel levado a hasta pública foi arrematado por ‘ preço vil í. Juntou procuração ( fls. 22/23 ) e documentos ( fls. 24/59 ). Atribuiu à causa o valor R$ 20.000,00. Concedida a antecipação de tutela vindicada, nos termos do despacho de fls. 64/69. Citados os Réus, o primeiro se manifestou a fls. 74/76, concordando com a anulação da hasta pública e requerendo a designação de audiência de conciliação. A segunda Ré apresentou contestação a fls. 77/95 ( fac-símile ) e 96/124 ( original ) acompanhada de documentos, alegando, preliminarmente, a impossibilidade de concessão de tutela antecipada em ação rescisória e, no mérito, pugnando pela improcedência da ação e pela condenação da Autora por litigância de má-fé. Aduz que o valor da arrematação … VEJAM MAIS UM GOLPE DA JUSTIÇA ? ? ? DO TRABALHO. SÃO TANTOS PODRES QUE DÁ NÔJO DE VER COM EXISTEM SERES TOTALMENTE DESPROVIDOS DE CARÁTER E SEM O MÍNIMO RESPEITO PELO SEU PRÓXIMO. PESSOAS QUE COLOCAM O DINHEIRO ACIMA ATÉ DA VIDA HUMANA. PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 01161/2005-2 Nº na Pauta: 020 PROCESSO Nº:12382200400002005 Mandado de SeguranÁa IMPETRANTE: CAMEL DISTRIBUIDORA DE CALÇADOS LTDA E SEUS SOCIOS FRANCISCO. LAECIO SARAIVA LEMOS E MARLI DE MACEDO SARAIVA LEMOS. IMPETRADO: ATO DO EXMº JUIZ DA 13ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: COMERCIAL CONSTRUÇOES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA.. ACORDAM os Juízes da SeÁão Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, denegar a seguranÁa pleiteada, nos termos da fundamentaÁão. Custas pelos impetrantes, calculadas sobre o valor atribuído à causa de R$ 1.000,00 (mil reai s), no importe de R$ 20,00 (vinte reais). São Paulo, 26 de Abril de 2005 ______________________________ __________ PRESIDENTE WILMA NOGUEIRA DE ARAÚJO VAZ DA SILVA ______________________________ __________ RELATORA VANIA PARANHOS ______________________________ __________ PROCURADOR ALMARA NOGUEIRA MENDES PROCESSO TRT/SP SDI 12382200400002005 (2382/2004-5) MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRANTES: CAMEL DISTRIBUIDORA DE CALÇADOS LTDA. E SEUS SÓCIOS FRANCISCO LAÉCIO SARAIVA LEMOS E MARLI DE MACEDO SARAIVA LEMOS IMPETRADO: ATO DO EXMº. JUIZ DA MM. 13ª. VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO LITISCONSORTE: COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. CAMEL DISTRIBUIDORA DE CALÇADOS LTDA. E SEUS SÓCIOS FRANCISCO LAECIO SARAIVA LEMOS E MARLI DE MACEDO SARAIVA LEMOS impetram o presente mandamus, com pedido de liminar, contra ato do Exm º . Juiz da MM. 13ª. Vara do Trabalho de São Paulo, nos autos do processo n.º 536/1995, em que contendem JOÃO ALCÂNTARA DE SOUZA e CAMEL DISTRIBUIDORA DE CALÇADOS LTDA. Alegam os impetrantes que a D. Autoridade impetrada, nos autos acima mencionados, determinou a penhora de imóvel de propriedade de ambos, na qualidade de sócios da empresa reclamada, o qual foi avaliado pelo Sr. Oficial de Justiça no importe de R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais). Aduzem que constou dos autos da reclamação trabalhista que referido imóvel havia sido avaliado em R$ 420.000 e R$ 380.000,00, segundo laudo de imobiliárias da região, e que seu valor venal perante a Prefeitura de São Paulo atingia o valor de R$ 230.994,00. Não obstante, referido imóvel, levado à praça e leilão, foi arrematado por R$ 30.000,00 (trinta mil reais), pelo que ingressaram com Agravo de Petição, uma vez que o valor da arrematação não representa nem 10% (dez por cento) do valor de mercado do imóvel. Asseveram que o MM. Juízo impetrado negou processamento ao Agravo de Petição interposto pela executada sob fundamento de ser a medida utilizada incabível, sendo equivocado tal entendimento, uma vez que a matéria suscitada naquele recurso não é passível de discussão em sede de Embargos à Arrematação, nos termos do que dispõe o artigo … E ainda temos que chamar estas coisas de EXCELÊNCIAS… O que tem de excelente em um ladrão ? Aquí mais um absurdo do Poder Judiciário Brasileiro que é o primeiro a desrespeitar a Constituição Federal do Brasil. O cidadão brasileiro está sendo surrupiado de sua própria residência ( BEM-DE-FAMILIA ) e através de artifícios de sub avaliação por parte dos Oficiais de Justiça ainda por cima perdem seus imóveis a preço de banana. Os fatos estão aí e todos sabem e não existe nenhum órgão público capaz de agir com decência e punir estes bandidos. Todos estes casos já são notórios dos Tribunais e órgãos com autoridade e competência para punir estes magistrados e empresários corruptos. Existe uma rede de corrupção impedindo a apuração dos casos e muita gente implicada no escândalo. • Tribunal TST • Órgão Publicador DJ • N° Acórdão 10571/2006-000-02-00.5 • Data de Publicação 07/11/2008 • Data de Julgamento 07/11/2008 • Relator Pedro Paulo Manus RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA. AUSÊNCIA DE CÓPIA AUTENTICADA DO ATO COATOR. EXTINÇÃO DO PROCESSO. Cópia não autenticada do documento em que se registra o ato coator. Súmula nº 415 do Tribunal Superior do Trabalho. Impossibilidade de declaração de autenticidade das peças juntadas à petição inicial, ante a inaplicabilidade subsidiária, ao processo do trabalho, do artigo 365, inciso IV, do Código de Processo Civil. Correta a extinção do feito, sem resolução do mérito, na forma do inciso IV do artigo 267 do Código de Processo Civil. Recurso ordinário a que se nega provimento. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Ordinário em Mandado de Segurança nº TST-ROMS-10571/2006-000-02-00.5, em que é Recorrente LAERTE DE ARRUDA CORRÊA JÚNIOR, Recorrida COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA. e Autoridade Coatora JUIZ TITULAR DA 4ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. Laerte de Arruda Corrêa Júnior impetrou mandado de segurança (fls. 2/13), com pedido liminar, insurgindo-se contra ato do Juiz Titular da 4ª Vara do Trabalho de São Paulo, que determinou a penhora de imóvel (fl. 2) – sob o qual recai o gravame de impenhorabilidade, por se tratar de bem de família -, como forma de garantir a execução promovida nos autos da Reclamação Trabalhista nº 1648/1996. Liminarmente, requereu a concessão de liminar para suspender a praça e o leilão do imóvel em questão. A liminar foi deferida (fl. 217), e a autoridade coatora prestou informações às fls. 224/225. O Tribunal Regional do Trabalho, analisando o mérito do mandamus , denegou a segurança pretendida e cassou a liminar outrora concedida, por entender não ser o caso de mandado de segurança (fls. 458/465). O impetrante interpôs recurso ordinário (fls. 467/475). Reiterou as razões da petição inicial, pugnando pela concessão do mandamus . O recurso foi admitido (fl. 476), e contra-razões foram apresentadas (fls. 481/484 e 487/496). O representante do Ministério Público do Trabalho opinou pelo prosseguimento do feito (fls. 499/500). É o relatório. V O T O EXTINÇÃO DO PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO Como relatado, Laerte de Arruda Corrêa Júnior impetrou mandado de segurança (fls. 2/13), com pedido liminar, insurgindo-se contra ato do Juiz Titular da 4ª Vara do Trabalho de São Paulo, que determinou a penhora de imóvel (fl. 2) – sob o qual recai o gravame de impenhorabilidade, por se tratar de bem de família -, como forma de garantir a execução promovida nos autos da Reclamação Trabalhista nº 1648/1996. Liminarmente, requereu a concessão de liminar para suspender a praça e o leilão do imóvel em questão. A liminar foi deferida e posteriormente cassada. O Tribunal Regional do Trabalho, analisando o mérito do mandamus , denegou a segurança, por entender não ser a hipótese de impetração da ação mandamental. Passo à análise. Observa-se que o autor do mandado de segurança não trouxe cópia autenticada do ato impugnado (fl. 2). Preceitua a Súmula nº 415 deste Tribunal que, exigindo o mandado de segurança prova documental pré-constituída, inaplicável se torna o artigo 284 do Código de Processo Civil, quando verificada, na petição inicial do mandamus , a ausência de documento indispensável ou de sua autenticação, quando presente. Cabe ressaltar que não há previsão legal que autorize, em se tratando de mandado de segurança, a mera declaração do advogado, conferindo autenticidade às peças essenciais juntadas com a petição inicial. Afinal, o inciso IV do artigo 365 do Código de Processo Civil, cuja redação foi ampliada pela Lei nº 11.382/06, não é aplicável subsidiariamente ao processo do trabalho, em razão da existência de norma específica acerca da questão (art. 830 da CLT). Referido entendimento foi consolidado no âmbito desta Corte, por meio do Tribunal Pleno, em julgamento realizado em 04/10/2007, quando se reconheceu a inaplicabilidade, ao processo do trabalho, das inovações do Código de Processo Civil, no que concerne à desnecessidade de autenticação de documentos do próprio Tribunal recorrido. Ademais, a previsão inserta no art. 544, § 1º, do CPC, acerca da faculdade de o advogado declarar a autenticidade das peças trazidas em fotocópia, diz respeito apenas ao agravo de instrumento, o mesmo ocorrendo com a previsão contida no inciso IX da Instrução Normativa nº 16/1999. Da mesma forma, antecipadamente se assevera que não procede um possível argumento de que o Tribunal Regional ultrapassou a questão formal e adentrou o mérito da demanda e, por isso, não poderia esta Corte se ater à admissibilidade da petição inicial. Isto porque à instância ad quem cabe também verificar os pressupostos de admissibilidade da ação e do recurso, de forma autônoma, independente. Ante a ausência de pressuposto de constituição e desenvolvimento válidos do processo, decreto a extinção do mandado de segurança, sem resolução de mérito, com fundamento no artigo 267, inciso IV, do Código de Processo Civil. ISTO POSTO ACORDAM os Ministros da Subseção II Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho, por unanimidade, decretar a extinção do mandado de segurança, com fundamento no art. 267, IV, do CPC. Brasília, 04 de novembro de 2008. PEDRO PAULO MANUS Ministro Relator 808/2011 Tribunal Regional do Trabalho da 15ª REGIÃO 1157 Data da divulgação: Segunda-feira, 05 de Setembro de 2011 devendo permanecer o bloqueio de transferência até o pagamento integral do débito previdenciário Tornem os autos conclusos para formalização do referido procedimento Cumprido e nada mais havendo, dê-se baixa e arquive-se os autos definitivamente, nos termos do art 794, I, do CPC Santa Bárbara D’Oeste, 02/09/2011 VALÉRIA CÂNDIDO PERES Juíza do Trabalho Despacho Processo Nº RTOrd[rt]-24600-8719975150086 Processo Nº RTOrd[rt]-246/1997-086-15-003 RECLAMANTE Anastácia Agizzio Advogado Keyla Caligher Neme Gazal RECLAMANTE Maria de Jesus Ribeiro de Brito Ribeiro Advogado Keyla Caligher Neme Gazal RECLAMANTE Roselene Ribeiro de Almeida Advogado Keyla Caligher Neme Gazal RECLAMANTE Maria Lúcia Felipe Passini Advogado Keyla Caligher Neme Gazal RECLAMANTE Marina Batista dos Santos Advogado Keyla Caligher Neme Gazal RECLAMADO Alvesnyl Confecções de Roupas Ltda Advogado José Antônio Franzin RECLAMADO José Alves dos Santos RECLAMADO Maria Gil Alves dos Santos RECLAMADO Comercial e Serviços JVB Ltda Advogado Bence Pál Deák Tomar ciência do despacho de fls 2103/2104, abaixo transcrito: Ao(s) advogado(s) do(s) RECLAMADO(s): Conforme se verifica dos autos, o imóvel matriculado sob o n 25057 no 3º Cartório de Registro de Imóveis de São Paulo/SP, foi objeto de penhora, por ordem deste Juízo, junto à 67ª Vara do Trabalho da Capital, via Carta Precatória, com registro na respectiva matrícula (R10), e arrematado em 2005 a favor da presente execução que corre desde 1997. Todavia, posteriormente, processou-se junto à 51ª Vara do Trabalho de São Paulo, o feito de nº 2607/2000, cujo objeto da execução foi o mesmo bem imóvel (matrícula 25057) que, ao cabo, acabou sendo arrematado em 2007 pela Comercial e Serviços JVB Ltda, para a qual foi expedida carta de arrematação, levada a registro na referida matrícula (R13) Pretende o terceiro interessado – Comercial e Serviços JVB Ltda – a expedição de ofício ao 3º Cartório de Registro de Imóveis da Capital de São Paulo, por este Juízo, para que seja imediatamente cancelado o resgistro da penhora inscrita sob R 10 da matrícula 25057, articulando que, caso contrário, não pode exercer a propriedade em sua plenitude em decorrência da penhora antecedente Alega, outrossim, que pende sobre o imóvel imposto municipal, no importe de R$140000,00, que deve ser resolvido pelo terceiro interessado Considerando que os arrematantes do presente feito ingressaram com ação anulatória em face da arrematação levada à efeito nos autos de n 2607/2000 perante a 51ª Vara do Trabalho da Capital em 2007, dois anos após a arrematação formalizada junto à 67ª Vara de São Paulo em 2005, o terceiro interessado oferece um bem alegadamente livre e desimpedido com o escopo de caucionar a lide que recai sobre o imóvel 25057 que se encontra “sub judice”, uma vez que sobre a decisão que julgou IMPROCEDENTE a ação anulatório foi interposto recurso ordinário Neste trilhar e considerando que a Comercial e Serviços JVB Ltda informa que referida caução encontra-se registrada sob a matrícula nº 97415, junto ao 8º Cartório de Registro de Imóveis de São Paulo, cujo valor venal atinge R$845450,00, DETERMINO seja feita pesquisa junto ao sistema ARISP para verificar eventual existência de ônus sobre o bem Ato contínuo, acaso se encontre desembaraçado, deverá ser expedida Carta Precatória à Capital para avaliação, permitindo-se a retirada da Deprecata pela parte interessada, por economia processual. Cumpra-se Intimem-se Nada mais Santa Bárbara D’Oeste, 30/08/2011 VALÉRIA CÂNDIDO PERES Juíza do Trabalho PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20080956720 Nº de Pauta:127 PROCESSO TRT/SP Nº: 02346200107502003 AGRAVO DE PETICAO – 75 VT de São Paulo AGRAVANTE: COMPANHIA BRASILEIRA DE ALUMINIO AGRAVADO: 1. SEVERINO BERTOLDO DE SOUZA 2. ALINCO SA INDUSTRIA E COMERCIO 3. COML CONSTR SERV BLANCHARD (ARREMATANTE) ACORDAM os Magistrados da 10ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, dar provimento ao recurso interposto para anular os atos processuais a partir do primeiro edital de praça e leilão de fl. 174, oportunizando-se ao credor hipotecário, ora agravante, a ampla defesa. São Paulo, 28 de Outubro de 2008. SÔNIA APARECIDA GINDRO PRESIDENTE CÂNDIDA ALVES LEÃO RELATORA PROCESSO TRT/SP Nº. 02346200107502003 – 10ª. TURMA AGRAVO DE PETIÇÃO AGRAVANTE: COMPANHIA BRASILEIRA DE ALUMINIO AGRAVADOS: SEVERINO BERTOLDO DE SOUZA; ALINCO SA INDÚSTRIA E COMÉRCIO e COMERCIAL DE CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD (ARREMATANTE) ORIGEM: 75ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO Inconformada com a decisão de fls. 228/229 que rejeitou o pedido de anulação da arrematação, agrava de petição o credor hipotecário às fls. 241/247. Alega que é credora hipotecária do imóvel e não foi intimada de qualquer ato processual, principalmente na avaliação do bem, leilão e arrematação, sendo que somente foi cientificada após ter sido expedida a carta de arrematação. Aduz que há previsão no artigo 619 do CPC para a intimação do credor hipotecário quando da alienação judicial do bem que possui o gravame, cuja disposição também está no artigo 1501 do Código Civil. Assevera que o imóvel foi avaliado em R$ 250.000,00 e arrematado por R$ 140.000,00, mas na ação de execução que se processa perante a 3ª Vara cível do foro de Santo Amaro o imóvel foi avaliado em R$ 867.000,00, sendo que naquela ação cível a avaliação foi feita por perito engenheiro e não por oficial de justiça, como é o caso dos autos. Assevera que a venda ocorreu por 16,50% do valor de mercado, caracterizando preço vil. Contraminuta às fls. 285/289 e às fls. 294/314. Desnecessária a manifestação do Ministério Público do Trabalho. É o relatório. V O T O Leilão. Intimação do credor hipotecário. A agravante alega que é credora hipotecária do imóvel e não foi intimada de qualquer ato processual, principalmente na avaliação do bem, leilão e arrematação, sendo que somente foi cientificada após ter sido expedida a carta de arrematação. Aduz que há previsão no artigo … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20090386188 Nº de Pauta:152 PROCESSO TRT/SP Nº: 01721200705102003 AGRAVO DE PETICAO EM EMBARGOS DE TERCEIRO – 51 VT de São Paulo AGRAVANTE: Doraci de Almeida AGRAVADO: 1. Comercial e Serviços JVB Ltda. 2. Cecília Leodete de Orgaes ACORDAM os Magistrados da 5ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, não conhecer do agravo de petição da embargante. Ressalvado o entendimento dos Excelentíssimos Senhores Desembargadores José Ruffolo e Ana Cristina Lobo Petinati que acompanham por outros fundamentos. São Paulo, 19 de Maio de 2009. ANELIA LI CHUM PRESIDENTE CÕNTIA TÁFFARI RELATORA Inconformado com a r. sentença proferida a fls. 159 em Embargos de Terceiro ofertados a fls. 3/7, que os julgou extintos sem enfrentamento do mérito e cujo relatório adoto, o credor hipotecário oferece Agravo de Petição, com as razões de fls., pretendendo a reforma do decidido. Junta cópias da execução principal promovida sob nº 2607/2000 na mesma MM Vara de origem pela reclamante, ora 1ª embargada, em face de MICHELE INDÚSTRIA DE COMÉRCIO E CONFECÇÕES LTDA nas pessoas de seus sócios, JOSÉ ALVES DOS SANTOS e MARIA GIL DOS SANTOS. Alega não ter sido intimada da penhora e do praceamento, sendo nula a hasta pública e a arrematação nela realizada. O arrematante obteve o imóvel mediante o auto assinado em 16/02/2007, pó lance de R$70.000,00, em execução de processo iniciado em 2000 e que importava R$14.944, 69 em 31/10/2004, ao tempo da expedição do mandado de penhora. Trâmites para depósito e registro retardaram a realização de hasta pública (fls. 36 v-º e 37), cuja data foi devidamente publicada conforme fl. 39. Deferida a expedição da Carta de arrematação em março de 2007, conforme fl. 52, assinada e retirada no mínimo em 19/04/2007, conforme fl. 54. A pessoa jurídica arrematante veio em maio de 2007 a noticiar seu entendimento de que deveria ser intimada a credora hipotecária, o que foi tentado conforme fl. 63/64 e efetivado conforme fl. 73. Contrarrazões da reclamante às fls. 86/78 e da arrematante às fls. 89/97 com documentos, inclusive relativos a embargos à … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 02165/2005-0 Nº na Pauta: 033 PROCESSO Nº:12372200300002009 Mandado de Segurança IMPETRANTE: ELIANE MARGARIDA DE GODOY PATERNO. IMPETRADO: ATO DO EXMO SR JUIZ DO TRABALHO DA MM 67ª VT/SÃO PAULO. LITISCONSORTE: JOSE LUIS GOMES. COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. JOSE LUIS GOMES. EMENTA: Utilizando-se a Impetrante dos embargos de terceiro e encontrando-se suspensa a arrematação até o trânsito em julgado da execução, não se evidencia violação a direito líquido e certo. Segurança denegada. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, denegar a segurança. Custas pela Impetrante sobre o valor atribuído à causa de R$ 1.000,00, no importe de R$ 20,00. São Paulo, 16 de Junho de 2005 ______________________________ __________ PRESIDENTE WILMA NOGUEIRA DE ARAÚJO VAZ DA SILVA ______________________________ __________ RELATORA SONIA MARIA PRINCE FRANZINI ______________________________ __________ PROCURADOR ALMARA NOGUEIRA MENDES MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRANTE: ELIANE MARGARIDA DE GODOY PATERNO IMPETRADO: ATO DO EXMO. SR. JUIZ DA MM. 67ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO LITISCONSORTE: JOSÉ LUIZ GOMES E COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. Utilizando-se a Impetrante dos embargos de terceiro e encontrando-se suspensa a arrematação até o trânsito em julgado da execução, não se evidencia violação a direito líquido e certo. Segurança denegada. PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20100272732 352-ED PROCESSO TRT/SP Nº: 00464199638302010 EMBARGOS DECLARATÓRIOS – 03 VT de Osasco EMBARGANTE: ESPÓLIO DE JENNY MARIA VIEIRA MUNIZ EMBARGADO: V. ACÓRDÃO Nº 20091108572 DA E. 5ª TURMA PROCESSO TRT/SP Nº 5ª Turma EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM AGRAVO DE INSTRUMENTO (EM AGRAVO DE PETIÇÃO) 1.AGRAVANTE: ESPÓLIO DE ADEMAR VIEIRA MUNIZ 2.AGRAVANTE: ESPÓLIO DE JENNY MARIA VIEIRA MUNIZ 1.AGRAVADO: RICARDO CARIATTI 1.AGRAVADO: COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA ORIGEM: 03ª VARA DO TRABALHO DE OSASCO Embargos de Declaração ofertados a fls. 212/237, pelos agravantes em face do V. Acórdão prolatado nos autos, sob alegação de omissão, contradição e obscuridade, no tópico concernente a”autuação em apartado de exceção de suspeição “, de”vedação legal do julgamento pela própria relatora/excepto da exceção “e de”participação da relatora na decisão embargada e respectiva nulidade do acórdão, ora recorrido “. A partir de fl. 236, até fl. 269, juntam documentos (cópias extraídas de outro feito). Noticiam intuito de prequestionamento. V O T O Conhece-se dos embargos, por tempestivos. Determina-se o desentranhamento de fl. 236/269 com devolução ao d. patrono dos … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 03609/2005-7 Nº na Pauta: 017 PROCESSO Nº:12521200400002000 Mandado de Segurança IMPETRANTE: INA OUANG. IMPETRADO: ATO DO EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA MM. 36ª VT/SÃO PAULO. LITISCONSORTE: JORDANO GOMES E COMERCIAL CONSTRUÇÕES & SERVIÇOS BLANCHARD. COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD. EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA – DECISÃO TRANSITADA EM JULGADO. Considerando que as decisões proferidas em sede de embargos de terceiro, opostos pela impetrante, já transitaram em julgado, forçoso concluir pelo não cabimento da presente a9ão mandamental, entendimento esse, aliás, consubstanciado nas Súmulas 268 do STF e 33 do TST. Segurança que se denega. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, denegar a segurança. Custas, pelaimpetrante, sobre o valor atribuído à causa. São Paulo, 29 de Novembro de 2005 ______________________________ __________ PRESIDENTE WILMA NOGUEIRA DE ARAÚJO VAZ DA SILVA ______________________________ __________ RELATOR NELSON NAZAR ______________________________ __________ PROCURADOR ROBERTO RANGEL MARCONDES PROCESSO TRT/SP N.º 12521200400002000 MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRANTE: INA OUANG IMPETRADO: ATO DO EXMO SR. JUIZ DA MM. 36.ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO LITISCONSORTES: JORDANO GOMES e Comercial, Construções e Serviços Blanchard Ltda. E M E N T A Mandado de Segurança Decisão Transitada em Julgado Considerando que as decisões proferidas em sede de embargos de terceiro, opostos pela impetrante, já transitaram em julgado, forçoso concluir pelo não cabimento da presente ação mandamental, entendimento esse, aliás, consubstanciado nas Súmulas 268 do STF e 33 do TST. Segurança que se denega. MANDADO DE SEGURANÇA impetrado por INA OUANG, com pedido de liminar, contra ato do Exmo. Sr. Juiz da MM. 36.ª Vara do Trabalho de São Paulo, praticado nos autos da reclamação trabalhista n.º 498/02. Alega a impetrante, em resumo, que foi casada com o verdadeiro executado, Jean Claude Baily, dele estando separada há mais de vinte anos. Aduz que, da partilha de bens, passou a deter 50% (cinqüenta por cento) do imóvel localizado na Rua Cipriano Barata, n.º 1963/1981, no bairro do Ipiranga, o qual havia sido aquirido em sociedade com o então cônjuge, sócio majoritário da empresa reclamada, BARCEMÁ MÓVEIS E DECORAÇÕES LTDA. Relata a impetrante que, tomando conhecimento da arrematação do referido imóvel, que estava locado à empresa reclamada, ingressou com embargos de terceiro, na forma do art. 1046 do CPC, os quais foram rejeitados sob o argumento de intempestividade e de ocorrência de coisa julgada. Assevera ela que, ao contrário do entendimento … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 00658/2008-0 Nº na Pauta: 038 PROCESSO Nº:12045200500002009 Ação Rescisória AUTOR: ISAQUE DOMINGOS DOS SANTOS. RÉU: LECY DA MOTA MACIEL. COMERCIAL, CONSTRUÇOES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. EMENTA: Houve análise pela Turma, com apreciação dos fatos da citação, da falta de prova sobre a condição de bem de família e também a respeito do preço da arrematação, Assim, não houve qualquer falha que pudesse legitimar agora a invocação do artigo 485 do Código de Processo Civil. Não se confunde violação de lei com interpretação de fatos do processo e de teses legais controvertidas. Cautelar e Rescisória improcedentes. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, julgar IMPROCEDENTES a Cautelar ea Rescisória. Custas pelo Autor, sobre R$ 101.000,00, no importe de R$ 2.020,00. São Paulo, 30 de Abril de 2008 ______________________________ __________ PRESIDENTE MARIANGELA DE CAMPOS ARGENTO MURARO ______________________________ __________ RELATOR MARCOS EMANUEL CANHETE ______________________________ __________ PROCURADOR OKSANA MARIA DZIURA BOLDO PROCESSO: TRT/SP nº SDI-5 12045200500002009 (AR 2045/05-9) NATUREZA : AÇÃO RESCISÓRIA AUTOR: ISAQUE DOMINGOS DOS SANTOS RÉUS: LECY DA MOTA MACIEL e COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. EM REUNIÃO: PROCESSO: TRT/SP nº SDI-5 12467200500002004 NATUREZA: MEDIDA CAUTELAR REQUERENTE: ISAQUE DOMINGOS DOS SANTOS REQUERIDOS: LECY DA MOTA MACIEL e COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. EMENTA: Houve análise pela Turma, com apreciação dos fatos da citação, da falta de prova sobre a condição de bem de família e também a respeito do preço da arrematação, Assim, não houve qualquer falha que pudesse legitimar agora a invocação do artigo 485 do Código de Processo Civil. Não se confunde violação de lei com interpretação de fatos do processo e de teses legais controvertidas. Cautelar e Rescisória improcedentes. Alega o Autor às fls. 02/55 que a presente ação visa rescindir a Sentença proferida em sede de Embargos de Arrematação e ratificada por esse E. Regional, julgada improcedente, e que culminou com a expropriação de seu único bem imóvel por valor vil correspondente a 14% da avaliação; houve nulidade na intimação da penhora e do leilão que foram realizadas por edital sem a observância das prescrições legais, especialmente porque sequer foi tentada alguma diligência no seu endereço, aliás indicado pelo próprio … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20080302704 Nº de Pauta:148 PROCESSO TRT/SP Nº: 01074200105602006 AGRAVO DE PETICAO POR ARREMATANTE – 56 VT de São Paulo AGRAVANTE: COML CONSTRUÇOES E SERVS BLANCHARD LTDA AGRAVADO: 1. JOSE GLEIDSON LIMA BORGES 2. ALVARO DUARTE FERREIRA (CONDOMINO) 3. AUTO POSTO FAMILY ACORDAM os Magistrados da 1ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, negar provimento ao agravo de petiÁão. São Paulo, 10 de Abril de 2008. WILSON FERNANDES PRESIDENTE SANDRA CURI DE ALMEIDA RELATORA PROC. TRT/SP Nº -1ª TURMA AGRAVO DE PETIÇÃO DA 56ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO/SP AGRAVANTE: COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA (ARREMATANTE) 1º AGRAVADO: JOSÉ GLEIDSON LIMA BORGES (RECLAMANTE) 2º AGRAVADO: ALVARO DUARTE FERREIRA (CONDÔMINO) 3º AGRAVADO: AUTO POSTO FAMILY (RECLAMADA) Inconformado com a r. decisão de fl. 200/202, que acolheu o pedido de preferência do condômino -Sr. Álvaro Duarte Ferreira -de adjudicar o imóvel arrematado em hasta pública, agrava de petição a Arrematante, às fl. 218/225, argüindo que não houve nulidade na arrematação, haja vista que não há dispositivo legal que determine a intimação do condômino, o qual teve ciência da hasta pública designada, vindo a interpor embargos de terceiro antes de sua realização. Aduz, ainda, que não se há falar em direito de preferência ao após a arrematação do bem. Custas às fl. 226. Contra-minuta apresentada pelo primeiro agravado às fl. 238/240 e pelo segundo agravado às fl. 257/264. Sem manifestação da D. Procuradoria Regional do Trabalho, nos termos da Portaria nº 03, de 27.01.2005, da PRT e artigo 44, da Consolidação dos Provimentos da Corregedoria Geral do C. TST. É o relatório. VOTO PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20060422321 Nº de Pauta:044 PROCESSO TRT/SP Nº: 01096199901302002 AGRAVO DE PETICAO – 13 VT de São Paulo AGRAVANTE: MALHARIA CASSIA LTDA AGRAVADO: COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA ACORDAM os Magistrados da 2ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, negar provimento ao agravo. São Paulo, 08 de Junho de 2006. MARIA APARECIDA PELLEGRINA PRESIDENTE E RELATORA PROC. TRT/SP Nº AGRAVO DE PETIÇÃO ORIGEM: 13ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO AGRAVANTE : MALHARIA CASSIA LTDA. AGRAVADOS : 1. COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA. 2. SILVANIA JUSSARA DE CASTRO Inconformada com a arrematação do imóvel objeto da penhora de fls. 124, a executada interpõe agravo de petição, às fls. 228/241, sustentando a nulidade da arrematação em razão do excesso de penhora e preço vil, além do pagamento do principal. Contraminuta às fls. 289/296. O d. Ministério Público do Trabalho não se pronunciou. Relatados. V O T O O agravo de petição é o recurso próprio da fase executória, cabível contra as decisões definitivas proferidas, como a que decide embargos à execução ou à penhora. Dispõe o art. 897, § 1º, da CLT, que o agravo de petição somente será recebido quando o agravante delimitar, justificadamente, as matérias e os valores impugnados, permitida a execução imediata da parte remanescente até o final. No caso em tela o principal, conforme noticiado, já foi pago, eis que se debate a execução de despesas processuais pendentes. Referido artigo do Texto Consolidado, ao fixar as condições de admissibilidade do recurso, exige que a matéria trazida ao debate seja explicitada … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20090792925 Nº de Pauta:112 PROCESSO TRT/SP Nº: 00085199707802009 AGRAVO DE PETICAO – 78 VT de São Paulo AGRAVANTE: MARCIEL AROLDO FERREIRA DA ROCHA AGRAVADO: 1. CENIRO ESPERANÇA 2. TEATRO GARAGEM LTDA. 3. CRISTIANI DE SA GUIMARES 4. comercial construções blanchard arremata EMENTA Agravo de petição intempestivo. Negado conhecimento. ACORDAM os Magistrados da 3ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, não conhecer do apelo, nos termos da fundamentação do voto da Juíza Relatora. São Paulo, 22 de Setembro de 2009. SILVIA REGINA PONDÉ GALVÃO DEVONALD PRESIDENTE REGIMENTAL MARIA DE LOURDES ANTONIO RELATORA 3ª TURMA PROCESSO Nº AGRAVANTES: MARCIEL AROLDO FERREIRA DA ROCHA e OUTRO AGRAVADOS: 1. CENIRO ESPERANÇA 2. TEATRO GARAGEM LTDA 3. COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA ORIGEM: 78ª VT de São Paulo EMENTA : Agravo de petição intempestivo. Negado conhecimento. … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 01967/2008-3 Nº na Pauta: 014 PROCESSO Nº:13826200700002002 Mandado de Segurança IMPETRANTE: MARIA DE LOURDES BEJO VALLIUS. IMPETRADO: ATO DO MM JUÍZO DA 78ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: SEVERINO JOSE DOS SANTOS E COMERCIAL E SERVIÇOS JVB-ARREMATANTE. EMENTA: Carência da ação. A perda do objeto do mandado de segurança, gera sua extinção, sem resolução de mérito, conforma o art. 267, VI, do CPC. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, julgar extinto o presente Mandado de Segurança, sem resolução de mérito, por ausência de interesse processual, na forma do art. 267, VI, do C.P.C. , na forma do art. 267, VI, do C.P.C, divergindo quanto à fundamentação o Exmo. Desembargador Sergio José Bueno Junqueira Machado que entende ser incabível a ação. Custas processuais pela impetrante, calculadas sobre o valor dado à causa, de R$500,00, no importe de R$ 10,64. … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 00138/2005-2 Nº na Pauta: 006 PROCESSO Nº:10570200400002009 Mandado de Segurança IMPETRANTE: MARLENE KOCHER JAGGI, MONICA KOCHER PERCEQUILLO E RICARDO PE. RCEQUILLO. IMPETRADO: ATO DO MM JUÍZO DA 13ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: CLEMES BISPO DE QUEIROZ E COMERCIAL CONSTRUÇÕES SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA. DESINTERESSE PROCESSUAL. AUSÊNCIA DE CITAÇÃO DO LITISCONSORTE. EXTINÇÃO, SEM EXAME DO MÉRITO. Os impetrantes insurgem-se contra ato que deixou de homologar o acordo entabulado entre as partes, sob argumento de que já havia sido implementada a arrematação do bem imóvel penhorado. Tratam-se de ex-esposa, ex-cunhada e ex-cunhado do sócio da executada, que detêm a propriedade do aludido bem. Das informações prestadas pela d. Autoridade impetrada, verifica-se que, ao contrário do que alegam os impetrantes, a penhora subsiste somente com relação à parte do imóvel que pertence à ex-esposa do executado,tendo em vista a procedência parcial dos embargos de terceiro opostos pela ex-cunhada, sendo flagrante o desinteresse processual desta última e de seu marido. Ainda que a ex-esposa permaneça no pólo ativo do “mandamus”, verifica-se que, instada a fornecer o endereço atualizado do litisconsorte necessário, que figura como exeqüente nos autos originários, limitou-se a argumentar que o mesmo celebrou o aludido acordo com o executado, tendo recebido as parcelas mensais de pagamento e, portanto, não teria interesse em integrar a lide, sendo desnecessária a sua citação. Entretanto, tal entendimento malfere o disposto no artigo 19 da Lei nº 1533/51 c/c artigo 47 do CPC, eis que o resultado do julgamento do mandado de segurança interferirá diretamente nos interesses do aludido litisconsorte. Ausente o pressuposto legal de admissibilidade do feito, torna-se forçosa a sua extinção. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, acolher as preliminares argüidas pela d. Procuradoria Regional do Trabalho e julgar extintos mandado de segurança e medida cautelar, sem exame do mérito,com fulcro no artigo 267, IV e VI do CPC. Custas pelos impetrantes, calculadas sobre o valor atribuído à causa de R$500,00 (quinhentos reais), no importe de R$10,64 (dez reais e sessenta e quatro centavos), conforme o disposto no artigo 789 da CLT, alterado pela Lei nº 10.537/2002. São Paulo, 7 de Dezembro de 2004 ______________________________ __________ PRESIDENTE WILMA NOGUEIRA DE ARAÚJO VAZ DA SILVA ______________________________ __________ RELATOR DELVIO BUFFULIN ______________________________ __________ PROCURADOR ALMARA NOGUEIRA MENDES PROCESSO TRT/SP Nº 10570200400002009 (570/2004-9) MANDADO DE SEGURANÇA (em apenso Medida Cautelar nº 12785200400002004) IMPETRANTES: MARLENE KOCHER JAGGI, MONICA KOCHER PERCEQUILLO e RICARDO PERCEQUILLO IMPETRADO: ATO DO EXMO. SR. JUIZ DO TRABALHO DA MM. 13ª VT/SÃO PAULO LITISCONSORTES: CLEMES BISPO DE QUEIROZ e COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. MANDADO DE SEGURANÇA. DESINTERESSE PROCESSUAL. AUSÊNCIA DE CITAÇÃO DO LITISCONSORTE. EXTINÇÃO, SEM EXAME DO MÉRITO. Os impetrantes insurgem-se contra ato que deixou de homologar o acordo entabulado entre as partes, sob argumento de que já havia sido implementada a arrematação do bem imóvel penhorado. Tratam-se de ex-esposa, ex-cunhada e ex-cunhado do sócio da executada, que detêm a propriedade do aludido bem. Das informações prestadas pela d. Autoridade impetrada, verifica-se que, ao contrário do que alegam os impetrantes, a pe-nhora subsiste somente com relação à parte do imóvel que per-tence à ex-esposa do executado, tendo em vista a procedência parcial dos embargos de terceiro opostos pela ex-cunhada, sendo flagrante o desinteresse processual desta última e de seu marido. Ainda que a ex-esposa permaneça no pólo ativo do “mandamus”, verifica-se que, instada a fornecer o endereço a-tualizado do litisconsorte necessário, que figura como exeqüente nos autos originários, limitou-se a argumentar que o mesmo celebrou o aludido acordo com o executado, tendo re-cebido as parcelas mensais de pagamento … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20100326255 Nº de Pauta:004 PROCESSO TRT/SP Nº: 01508200900102007 AGRAVO DE PETICAO EM EMBARGOS DE TERCEIRO – 01 VT de São Paulo AGRAVANTE: Mirian Jaqueline Nemeth Macambira AGRAVADO: 1. Marconi Carlos de Lucena 2. Comercial Construções e Serviços Blancha Processo TRT/SP Nº 01508200900102007 (20100052538) AGRAVO DE PETIÇÃO EM EMBARGOS DE TERCEIROS Agravante: MIRIAN JAQUELINE NEMETH MACAMBIRA Agravados: MARCONI CARLOS DE LUCENA e COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD Origem: 1ª Vara de Trabalho de São Paulo Vistos, etc… Trata-se de agravo de petição interposto pela executada a fls. 98/102, nos termos do artigo 897, § 1º, ‘a’, do Diploma Consolidado, insurgindo-se contra a r. decisão de fls. 96 que julgou extinto sem resolução do mérito os embargos de terceiro , pleiteando sua reforma. O primeiro agravado apresentou contraminuta a fls. 109/111 e o segundo às fls. 112/120. Recurso subscrito por advogado com procuração nos autos. … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20050364582 Nº de Pauta:005 PROCESSO TRT/SP Nº: 02364200102202000 RECURSO ORDINÁRIO – 22 VT de São Paulo RECORRENTE: NILZA MARIA SANTOS BIAZZI RECORRIDO: 1. COML CONSTR & SERVIÇOS BLANCHARD LTDA 2. LEOPOLDO CORREIA DE LIMA ACORDAM os Magistrados da 7ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, NÃO CONHECER do recurso, porque deserto. São Paulo, 09 de Junho de 2005. LUIZ ANTONIO M. VIDIGAL PRESIDENTE JOSÉ ROBERTO CAROLINO RELATOR PROCESSO TRT/2ª REGIÃO N o RECURSO ORDINÁRIO ORIUNDO DA 22ª VT/SÃO PAULO RECORRENTE: NILZA MARIA SANTOS BIAZZI RECORRIDOS: COMERCIAL CONSTRUÇÕES & SERVIÇOS BLANCHARD LTDA e LEOPOLDO CORREIA DE LIMA A r. Sentença (fls. 43), cujo relatório adoto, EXTINGUIU o feito (CPC, 267, VI). Inconformada, a reclamante apresenta RECURSO ORDINÁRIO (fls. 48/64), insistindo na competência jurisdicional do MM Juízo a quo . Também pleiteia Tutela Antecipada. Parecer … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20090876622 357-ED PROCESSO TRT/SP Nº: 02370200804402000 EMBARGOS DECLARATÓRIOS – 44 VT de São Paulo EMBARGANTE: COMERCIAL CONSTR E SERVIÇ BLANCHARD LTDA EMBARGADO: V. ACÓRDÃO Nº 20090449902 DA E. 1ª TURMA ACORDAM os Magistrados da 1ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, acolher parcialmente os embargos de declaração opostos, apenas para prestar os esclarecimentos constantes do voto, mantendo íntegro o acórdão embargado. São Paulo, 07 de Outubro de 2009. LIZETE BELIDO BARRETO ROCHA PRESIDENTA BEATRIZ DE LIMA PEREIRA RELATORA PROCESSO TRT/SP N.º EMBARGOS DECLARATÓRIOS ACÓRDÃO TRT/SP 2009 044990 2 DA E. PRIMEIRA TURMA EMBARGANTE: COML, CONSTR E SERVS BLANCHARD LTDA. 1o EMBARGADO: NORA CHAPCHAP MARQUES COSTA 2o EMBARGADO: GILBERTO NARDI Comercial, Construções e Serviços Blanchard Ltda. opõe os Embargos de Declaração de fl. 251/260, alegando a existência de omissão no acórdão de fl. … • Tribunal TST • Órgão Publicador DEJT • N° Acórdão 1092300-70.2009.5.02.0000 • Data de Publicação 27/05/2011 • Data de Julgamento 27/05/2011 • Relator Maria Doralice Novaes • MANDADO DE SEGURANÇA – ATO COATOR CONSISTENTE NA DETERMINAÇÃO DE SE EFETUAR O DEPÓSITO (EM JUÍZO) DO VALOR MENSAL DOS ALUGUERES DO IMÓVEL PENHORADO NA AÇÃO TRABALHISTA PRINCIPAL – CABIMENTO DO -WRIT- – LEGALIDADE DO ATO COATOR – DENEGAÇÃO DA SEGURANÇA. 1. A Terceira Embargante impetrou mandado de segurança contra o despacho do juízo de 1º grau, proferido em sede de execução definitiva, que, acolhendo o pedido formulado pelo Arrematante do imóvel penhorado na lide principal, determinou que o valor mensal dos alugueres fosse depositado em Juízo até o trânsito em julgado da decisão na ação de embargos de terceiro. 2. Ainda que tenha firmado contrato de locação, a Impetrante, por não estar mais no exercício da posse direta ou imediata do imóvel penhorado, até porque detém a coisa em nome e à conta do Juízo, não pode usar e dispor do bem em nome próprio. 3. De fato, sendo necessário gerir o bem penhorado para que ele obtenha sua destinação econômica ou produza frutos e rendimentos próprios de sua natureza – como alugueres -, a administração da coisa deve ser orientada pelo juiz que conduz a execução. 4. Logo, estando a questão da propriedade do imóvel penhorado -sub judice-, não se revela ilegal o ato hostilizado. Recurso ordinário desprovido, por fundamento diverso. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Ordinário TST-RO-1092300-70.2009.5.02.0000, em que é Recorrente NORA CHAPCHAP MARQUES COSTA, Recorridos GILBERTO NARDI E COMERCIAL, CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. E LABORATÓRIO MESQUITA LTDA. e Autoridade Coatora JUIZ TITULAR DA 44ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. R E L A T Ó R I O Nora Chapchap Marques Costa, na condição de -Terceira Embargante-, impetrou mandado de segurança, com pedido liminar, contra o despacho do Juízo da 44ª Vara do Trabalho de São Paulo(SP), proferido em sede de execução definitiva, na RT-1.688/87, que, acolhendo o pedido formulado pelo Arrematante do imóvel penhorado na lide principal, determinou que o valor mensal dos alugueres fosse depositado em Juízo, até o trânsito em julgado da decisão na ação de embargos de terceiro (cfr. seq. 1, pág. 370). Indeferida a liminar requerida (cfr. seq. 1, pág. 435), o 2º TRT julgou extinto o processo sem resolução do mérito, por entender que: a) em que pesem as alegações no sentido de que os valores constritos sejam oriundos de alugueres pertencentes à Impetrante, ela denuncia a oposição de embargos de terceiro, pretendendo a liberação dos referidos valores, a qual se encontra pendente de julgamento no TST, em sede de agravo de instrumento, ou seja, os referidos embargos foram ajuizados em 17/03/09 e, em seguida, com o intuito de discutir o mesmo tema (impossibilidade de seus bens serem atingidos pela ação trabalhista), propôs o presente -writ-, em 27/04/09, o que se revela inaceitável, a teor da Orientação Jurisprudencial 54 da SBDI-2 do TST, no sentido de que “ajuizados embargos de terceiro (art. 1046 do CPC) para pleitear a desconstituição da penhora, é incabível a interposição de mandado de segurança com a mesma finalidade”; b) dos documentos juntados aos autos, vê-se que o acórdão proferido por esta Corte, em sede de agravo de petição em embargos de terceiro, foi nitidamente favorável à Impetrante, esvaziando o objeto da presente ação, de modo que o presente -writ- encontra-se fadado ao insucesso, seja pelo fato de a Impetrante ter oposto embargos de terceiro, seja pelo fato de já existir julgamento a ela favorável, com determinação do levantamento da penhora realizada sobre o imóvel objeto desta ação (cfr. seq. 1, págs. 472-474 e 478-479). Inconformada, a Impetrante interpõe o presente recurso ordinário, sustentando que: a) em contrariedade aos despachos anteriores que haviam determinado a suspensão da ação trabalhista principal até o trânsito em julgado da ação de embargos de terceiro, bem como o recolhimento do mandado de imissão de posse, o juízo da execução, acolhendo o pedido formulado pelo Arrematante do imóvel penhorado na lide principal, determinou que o valor mensal dos alugueres fosse depositado em juízo, até o trânsito em julgado dos embargos de terceiro; b) são distintos os pedidos formulados nos embargos de terceiro e no presente -mandamus-, pois naquele foi pleiteada a nulidade do ato de imissão na posse em favor do Arrematante, enquanto neste -writ- pleiteia-se a cassação do despacho que determinou o depósito mensal (em Juízo) dos alugueres do referido imóvel, bem como o levantamento dos depósitos já efetuados e para que a Impetrante receba diretamente os alugueres vincendos (cfr. seq. 1, págs. 484-488). Admitido o apelo, foram apresentadas contrarrazões (cfr. seq. 1, págs. 494-495), tendo o Ministério Público do Trabalho, em parecer da lavra do Dr. Antônio Luiz Teixeira Mendes, opinado no sentido do desprovimento do recurso (cfr. seq. 3). É o relatório. V O T O I) CONHECIMENTO O recurso é tempestivo, tem representação regular e foram recolhidas as custas, merecendo conhecimento. II) MÉRITO 1) ATO DA AUTORIDADE COATORA O ato impugnado pelo presente mandado de segurança foi o despacho do Juízo da 44ª Vara do Trabalho de São Paulo (SP), proferido em sede de execução definitiva, na RT-1.688/87, que, atendendo ao pedido formulado pelo Arrematante do imóvel penhorado na lide principal, determinou que o valor mensal dos alugueres fosse depositado em juízo, até o trânsito em julgado da decisão na ação de embargos de terceiro (cfr. seq. 1, pág. 370). 2) EXTINÇÃO DO -WRIT- DECRETADA PELO REGIONAL O acórdão recorrido julgou extinto o -mandamus- sem resolução do mérito, por duplo fundamento, quais sejam: a) a aplicabilidade da OJ 54 da SBDI-2 do TST, por entender que são idênticos os pedidos deduzidos na ação de embargos de terceiro e no presente -writ-, qual seja, a -impossibilidade de seus bens serem atingidos pela ação trabalhista- (cfr. seq. 1, pág. 473); b) o fato de o acórdão regional, proferido em sede de agravo de petição em embargos de terceiro, ter sido favorável à ora Impetrante, inclusive com a determinação de levantamento da penhora do imóvel, de modo que restou esvaziado o objeto deste -writ-. Sucede que, com a devida vênia aos fundamentos do acórdão recorrido, procede a pretensão recursal da Impetrante, no particular, pois o presente -writ- não merecia ter sido extinto sem resolução do mérito, por que: a) é inaplicável, -in casu-, o disposto na OJ 54 da SBDI-2 do TST, porquanto são distintos os pedidos formulados nos embargos de terceiro e no presente -mandamus-, pois naquele foi pleiteada a exclusão do imóvel constrito na lide principal (cfr. acórdão do 2º TRT proferido em sede de agravo de petição em embargos de terceiro, seq. 1, págs. 411-415), enquanto neste -writ- pleiteou-se liminarmente -o recolhimento do mandado de penhora dos alugueres- e, em definitivo, a concessão da segurança -impedindo-se o cumprimento e a continuidade da ordem ilegal perpetrada pela 44ª Vara de São Paulo, evitando-se a constrição dos alugueres a que a impetrante tem direito, por ser a real proprietária do bem, o qual se destina ao custeio de sua subsistência ao tratamento de sua filha doente-; b) a decisão proferida em sede de agravo de petição, conquanto tenha sido favorável à Impetrante, pois determinou a exclusão do imóvel constrito da lide principal e o levantamento de tal penhora, ainda não transitou em julgado, na medida em que a Arrematante interpôs agravo de instrumento em recurso de revista, ora pendente no âmbito do TST (cfr. seq. 1, págs. 452-453), de modo que remanesce o interesse da Impetrante alusivo à cassação do ato coator neste -writ-, já que os alugueres do imóvel em questão continuam sendo depositados mensalmente em Juízo, e não diretamente a ela. Desse modo, merece provimento o apelo, apenas no particular, para ser afastada a extinção do processo sem resolução do mérito, o que, todavia, não implica o retorno dos autos ao TRT de origem, já que a questão de fundo do -mandamus- é eminentemente de direito e está em condição de julgamento, razão pela qual passo de imediato ao exame do mérito propriamente dito. 3) DECADÊNCIA Como a decadência é questão prefacial de mérito, sinale-se que o ato coator é datado de 18/02/09 (cfr. seq. 1, pág. 370), sendo que o presente -writ- foi impetrado em 27/04/09, dentro, portanto, do prazo decadencial de 120 dias, de que cogita o art. 18 da Lei 1.533/51, aplicável à época da impetração. 4) DIREITO LÍQUIDO E CERTO Quanto ao mérito propriamente dito, no entanto, não merece provimento o apelo da Impetrante, pois o ato hostilizado não se revela ilegal, na medida em que: a) conquanto a Impetrante tenha logrado êxito em sede de agravo de petição, que determinou a exclusão da penhora do imóvel na ação trabalhista principal, tal decisão ainda não transitou em julgado, na medida em que pende decisão, no âmbito do TST, sobre o agravo de instrumento em recurso de revista interposto pela Arrematante (cfr. seq. 1, págs. 452-453); b) como já foi expedida carta de arrematação à Arrematante, a desconstituição da penhora do imóvel somente se perfaz com o trânsito em julgado da decisão a ser proferida na ação de embargos de terceiro, ora pendente de decisão no TST em sede de AIRR; c) em que pese o drama da Impetrante, que alega depender dos alugueres para sustento próprio e também para arcar com as despesas médicas efetuadas com o tratamento ininterrupto de sua filha doente (cfr. seq. 1, págs. 28-29), a determinação do recolhimento mensal dos alugueres em Juízo é medida que se impõe, justamente por se encontrar -sub judice- a questão acerca da definição da propriedade do referido imóvel, se da Impetrante ou da Arrematante; d) como o imóvel ainda está penhorado na lide principal, a Impetrante não dispõe do direito de uso, gozo e fruição do bem, razão pela qual os alugueres (sendo fruto do imóvel) devem ser depositados em Juízo para ulterior liberação ao real proprietário, o que somente será definido após o trânsito em julgado da ação dos embargos de terceiro, sob pena de a liberação para o não titular ensejar prejuízo irreparável ou de difícil reparação ao real proprietário. De fato, ainda que tenha firmado contrato de locação, a Impetrante, por não estar mais no exercício da posse direta ou imediata do imóvel penhorado, até porque detém a coisa em nome e à conta do Juízo, não pode usar e dispor do bem em nome próprio. Assim, sendo necessário gerir o bem penhorado para que ele obtenha sua destinação econômica ou produza frutos e rendimentos próprios de sua natureza – como alugueres -, a administração da coisa deve ser orientada pelo juiz que conduz a execução. Logo, estando a questão da propriedade do imóvel penhorado -sub judice-, não se revela ilegal o ato hostilizado. Afastada a extinção do processo sem resolução do mérito e em face da legalidade do ato coator, mister denegar a segurança. Ante o exposto, NEGO PROVIMENTO ao recurso ordinário, por fundamento diverso do acórdão recorrido. ISTO POSTO ACORDAM os Ministros da Subseção II Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho, por unanimidade, negar provimento ao recurso ordinário, por fundamento diverso. Brasília, 24 de maio de 2011. PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20070439316 Nº de Pauta:344 PROCESSO TRT/SP Nº: 00418200104902001 AGRAVO DE PETICAO – 49 VT de São Paulo AGRAVANTE: MILTON DA CRUZ QUEIROGA AGRAVADO: 1. COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERV BLANCHARD 2. FABIANA PEREIRA ACORDAM os Magistrados da 1ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, determinar que a Secretaria da 1ª Turma retifique a autuação e demais assentamentos, para fazer excluir, do pólo passivo do pedido revisional, o terceiro e quarto agravados, respectivamente, ARTS DE FRANCE LTDA. e QUEIROGA COMERCIAL LTDA.; não conhecer do agravo interposto, por irregularidade da representação processual, nos termos da fundamentação do voto. Custas processuais, a serem pagas ao final, no importe de R$ 44,26, consoante dispõe o art. 789-A, IV, da CLT, pelas executadas. São Paulo, 31 de Maio de 2007. WILSON FERNANDES PRESIDENTE LUIZ CARLOS NORBERTO RELATOR PROCESSO TRT/SP Nº (20060477916) – 1ª Turma AGRAVO DE PETIÇÃO 1º AGRAVANTE: MILTON DA CRUZ QUEIROGA 1º AGRAVADO : FABIANA PEREIRA 2º AGRAVADO : COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. ORIGEM : 49ª VARA DE TRABALHO da cidade DE SÃO PAULO RELATÓRIO … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 04832/2007-7 Nº na Pauta: 003 PROCESSO Nº:12013200400002002 Mandado de Segurança IMPETRANTE: ALBERTO CARLOS GOMES DA SILVA (+16). IMPETRADO: ATO DO EXMº JUIZ DA 36ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: BARCEMA MOVEIS E DECORAÇOES LTDA.. COMERCIAL CONSTRUÇOES & SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. COMERCIAL CONSTRUÇOES & SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. OMISSÃO. Não podem ser acolhidos embargos de declaração fundados na alegação de omissão do julgado quando, contrariamente à tese do embargante, toda a matéria devolvida mediante o ajuizamento da ação mandamental foi objeto de apreciação pela decisão embargada, o que se verifica no caso concreto. Embargos de declaração rejeitados. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, conhecer dos embargos de declaração opostos e, no mérito, rejeitá-los, mantendo, integralmente, as conclusões adotadas pelo V. Acórdão Embargado. São Paulo, 26 de Novembro de 2007 ______________________________ __________ PRESIDENTE NELSON NAZAR ______________________________ __________ RELATORA ANELIA LI CHUM ______________________________ __________ PROCURADOR OKSANA MARIA DZIURA BOLDO PROCESSO TRT/SP Nº 12013200400002002 MANDADO DE SEGURANÇA EMBARGANTES: ALBERTO CARLOS GOMES DA SILVA (E OUTROS 16) EMBARGADO: V. ACÓRDÃO Nº SDI-00079/2007-0 … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região ACÓRDÃO Nº: 20050772532 Nº de Pauta:245 PROCESSO TRT/SP Nº: 00616200001302004 AGRAVO DE PETICAO – 13 VT de São Paulo AGRAVANTE: ALECSANDER PAUL ANIELEWICZ AGRAVADO: 1. LUIZ CARLOS ARRUDA 2. COML, CONSTRUCOES E SERVS BLANCHARD LTDA ACORDAM os Magistrados da 1ª TURMA do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região em: por unanimidade de votos, negar provimento ao agravo de petiÁão interposto. São Paulo, 27 de Outubro de 2005. BEATRIZ DE LIMA PEREIRA PRESIDENTA WILSON FERNANDES RELATOR PROCESSO TRT/SP N.o 00616.2000.013.02.00-4 AGRAVO DE PETIÇÃO ORIGEM: 13 ª VT/ São Paulo – SP AGRAVANTE:ALECSANDER PAUL ANIELEWICZ (Reclamado) AGRAVADOS: LUIZ CARLOS ARRUDA eCOMERCIAL,CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. (Arrematante) Inconformado com a r. sentença de fls. 212/213, que rejeitou os embargos à execução opostos, apresenta o executadoagravo de petição a fls. 219/227, insurgindo-se contra a arrematação efetivada. Contraminuta a fls. 231/232 (Reclamante) e 233/243 (Arrematante). … PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 01021/2009-1 Nº na Pauta: 002 PROCESSO Nº:10539200800002001 Mandado de Segurança IMPETRANTE: ALOISIO FERREIRA DE LIMA. IMPETRADO: ATO DO MM JUÍZO DA 51ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: CONSIP ENGENHARIA SA E COMERCIAL CONSTRUÇOES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. ACORDAM os Juízes da Seção Especializada do Tribunal Regional doTrabalho da 2ª Região, em: Por unanimidade de votos, NEGAR PROVIMENTO aos embargos. São Paulo, 27 de Maio de 2009 ______________________________ __________ PRESIDENTE FERNANDO ANTONIO SAMPAIO DA SILVA ______________________________ __________ RELATOR JOSÉ ROBERTO CAROLINO ______________________________ __________ PROCURADOR OKSANA MARIA DZIURA BOLDO PROCESSO TRT 2ª REGIÃO SDI-2 Nº EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRANTE : ALOÍSIO FERREIRA DE LIMA IMPETRADO : ATO DO MM JUÍZO DA 51ª VT/SÃO PAULO LITISCONSORTES : CONSIP ENGENHARIA S/A E COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA. PODER JUDICIÁRIO Tribunal Regional do Trabalho da 2¬ Região ACÓRDÃO Nº:SDI – 01021/2009-1 Nº na Pauta: 002 PROCESSO Nº:10539200800002001 Mandado de Segurança IMPETRANTE: ALOISIO FERREIRA DE LIMA. IMPETRADO: ATO DO MM JUÍZO DA 51ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO. LITISCONSORTE: CONSIP ENGENHARIA SA E COMERCIAL CONSTRUÇOES CurtirCurtir

    Comentário por milton queiroga | 09/03/2013 | Responder

  2. 1. SorocabaNews
    Domingo 20/01/2013
    Da Redação – O STF e o CNJ recebem nesta segunda feira um dossiê contra a máfia dos imóveis vendidos por leilão pela Justiça do Trabalho do Estado de SP. A empresa Comercial Construções e Serviços BLANCHARD LTDA faz parte de um grupo de 8 empresas controladas pela mesma pessoa. Estas empresas juntas são responsáveis pela compra de 80% dos imóveis leiloados por determinação do TRT-SP para quitar dívidas trabalhistas. A denúncia envolve Juízes e Desembargadores, Diretores de Varas do Trabalho, Advogados e Corretores de Imóveis.
    Um flagrante foi engendrado por um dos prejudicados pela máfia; que conseguiu em menos de 30 dias alugar da própria empresa arrematadora o imóvel que lhe havia sido tomado por ordem judicial, mesmo com Embargo de Terceiros ( herdeiros que haviam juntado certidão de óbito da titular da residência ). E assim seguimos… Brazilzão!!!
    Acesse o link:
    https://www.facebook.com/SorocabaNews

    Curtir

    Comentário por Herve | 23/01/2013 | Responder

  3. OS AÇOUGUEIROS DE TOGA
    Meu nome é Hervé Durand e postei esta denúncia em vários blogs já faz bastante tempo . Pude constatar que a maioria das páginas simplesmente foram RETIRADAS da internet sem que houvesse nenhuma providência tomada. Lêiam e vejam a gravidade das denúncias.
    Esta denúncia foi escrita pela primeira vez com o título:
    “A JUST*ÇA DO BRAS*L MANCHADA PELO SANGUE”.
    Devido aos métodos extremamentes eficazes do Poder Oculto que controla TUDO que postado na internet decidi mudá-la para Os Açougueiros de Toga. Poderíamos também chamar de Os Açougueiros da Bucha. Se colocasse o título inicial os sistemas de contrôle informático detectaria este artigo e ele seria imediatamente classificado como SPAM. Os bandidos e corruptos que controlam o Brasil fazem isto com tudo o que lhes desagrada ou seja “ todas as denúncias graves de corrupção “ que atingem a banda pôdre maçônica seja de Magistrados, Políticos, Funcionários Públicos ou Empresários Maçons Corruptos. Mesmo assim o título ainda descreve bem a situação porquê são açougueiros ( sanguinários ), vestidos com o traje que outrora era sinônimo de prestígio e honra. Hoje tornou-se uma profissão detestada por muitos, odiada por diversos e menosprezada por uma grande parte da população que por causa de alguns pilantras classificam o Juiz pejorativamente, assim como a Camôrra de Cima e a Maçonaria conseguiram fazer com a classe política desmoralizando-a.
    Juízes e Desembargadores responsáveis por mortes:
    Após inúmeras denúncias e relatos de corrupção, fraudes em leilões de imóveis, venda de sentenças e formação de quadrilha entre outros ( denúncias estas retiradas da internet através da utilização abusiva do poder público e seus demais órgãos, assim como por intermédio da Advocacia Geral da União e atualmente até do Ministério Público, permitindo-se utilizar de ameaças contra indivíduos e entidades, com o intuito de proteger magistrados corruptos ), ainda nos deparamos com uma situação ainda mais grave.
    Mediante a descoberta de um esquema de fraude dos Leilões de Imóveis da Justiça do Trabalho do Estado de São Paulo e igualmente nos demais Tribunais existentes ( PRÁTICAS QUE OCORREM EM TODO O BRASIL ) que existe por pelo menos há mais de dez anos, senão até mesmo o dobro disto, o que antes em nós uma sensação de NOJO se transformou em REVOLTA E PERPLEXIDADE.
    Como relatado nas inúmeras denúncias anteriores os Juízes e Desembargadores estabeleceram uma máfia entre a Justiça do Trabalho e algumas empresas que conseguem arrematar imóveis a preços derrisórios ( e bota derrisório nisso ). O que deveria ser uma exceção para permitir a execução das ações tornou-se um hábito: a venda de imóveis pelo preço mais baixo permitido pela Lei [ em teoria o preço mais baixo permitido, mas como os Oficiais de Justiça realizam a avaliação inicial com um decréscimo de 30% ou mais, os preços de arremates reais caracterizam PREÇO VIL ( não oficialmente através deste artifício ) – esta é a grande sacada da bandidagem ]. O problema reside no fato de pessoas terem seus imóveis caindo neste sistema via um esquema de fraude na Justiça do Trabalho. Em leilões sem nenhuma transparência, uma grande quantidade de imóveis em bairros SUPER-VALORIZADOS foram vendidos a preços de amigo para algumas poucas empresas privilegiadas ( quadrilha que possui entre os seus integrantes o Sr. ADAM BLAU que utiliza-se dos nomes de sua esposa, ex-esposa e filhos ). Estas denúncias foram transmitidas ao Ministério Público Estadual e Federal, Conselho Nacional de Justiça, Ministério da Justiça, Ministério do Trabalho, Tribunal Superior do Trabalho, Superior Tribunal de Justiça, Polícia Federal, e Gabinete da Presidência da República entre outros ( lista não exaustiva ). Cabe ressaltar que desde o mês de maio de 2010 estas denúncias foram realizadas perante ao Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região e igualmente perante à todas Corregedorias da Justiça do Trabalho do Estado de São Paulo ( assim como esta denúncia também está sendo feita ). Apesar disto as operações de despejo e roubo de imóveis continuam.
    Mas o que era aparentemente uma sujeira tornou-se uma I M U N D Í C I E ! Descobrimos que pais-de-família e outras pessoas em situação de precariedade que tiveram o dissabor de cair nas mãos desta quadrilha da Justiça do Trabalho, ao realizarem o que estava acontecendo e verem o valor que o último bem que possuíam ( suas próprias residências ) havia sido arrematado, entraram em desespero e se S U I C I D A R A M . Logo que os Oficiais de Justiça efetuavam o arrombamento dos imóveis uma vez que ninguém abria a porta, deparavam-se com pessoas penduradas pelo pescoço em uma corda ou tecido, caídas no chão após terem envenenado-se, mortas depois de terem se matado através da utilização de armas……………
    O pior destes fatos é que n i n g u é m f o i i n d i c i a d o no primeiro desses casos por homicídio culposo e os fatos ficaram escondidos. Os Oficiais de Justiça sabiam do que estava ocorrendo e transmitiam os fatos aos Juízes e Desembargadores responsáveis e os despejos-assaltos continuavam impunemente, assim como os métodos hediondos para assegurar suas execuções ( utilização de força policial para colocar os proprietários assaltados NA RUA sem o direito de abrir o bico. Todos os órgãos de imprensa ( jornais, redes de televisão, rádios,revistas, etc ) CALARAM-SE mediante às denúncias.
    JUSTIÇA, esta é a palavra que pedimos para estas pessoas que foram empurradas ao suicídio por causa da ganância de Juízes, Desembargadores, Advogados, Empresários e Funcionários do Poder Judiciário corruptos.
    Hoje, visto a gravidade da situação e ao número de mortes que ocorreram não cabe-se mais um indiciamento dos integrantes desta quadrilha por homicídio culposo mas devido a crueldade com que agiram, com a premeditação, com a plena ciência dos fatos que ocorriam, com a utilização do Poder Judiciário mediante o prejuízo irreparável destes indivíduos cabe-se um indiciamento por HOMICÍDIO DOLOSO QUALIFICADO, visto os métodos que estes magistrados vem utilizando para assegurar a ocultação e a impunidade destes fatos com a plêna consciência da gravidade do que cometeram. Da mesma forma, os órgãos que vêm tendo uma participação direta através da defesa, ocultação, intimidação e dissuasão das pessoas que tentam obter justiça devem ser responsabilizados ( Advocacia Geral da União, AMATRA SP, Ministério Público Federal, Polícia Federal, Corregedorias da Justiça do Trabalho…. ) por terem uma ligação direta de cumplicidade efetuando tais atos, obstruindo o processo de transparência na investigação ou deixando de cumprir suas obrigações de apuração dos fatos.
    É necessário que efetue-se o indiciamento dos implicados por corrupção passiva e ativa, falsidade ideológica, descumprimento da função, obstrução à justiça, improbidade administrativa e recebimento de propina. É necessário que os Juízes e Desembargadores investigados sejam afastados de suas funções para evitar que continuem obstruindo às investigações como vêm ocorrendo ja faz vários anos. Infelizmente, até as próprias corregedorias da Justiça do Trabalho estão infestadas de corruptos, que para obterem vantagens financeiras estão passando por cima não somente do sofrimento dos brasileiros, mas até de suas próprias vidas. Estas corregedorias não possuem mais legitimidade para exercerem suas atividades de contrôle, pois se juntaram com o que existe de pior no Poder Judiciário para desrespeitar, roubar e zombar dos pobres brasileiros.
    O PODER JUDICIÁRIO ESTÁ MANCHADO PELO SANGUE. O PODER JUDICIÁRIO ESTÁ INFESTADO DE BANDIDOS. Como podem continuar com tais práticas tendo ciência são eles próprios culpados destas mortes pela sua ganância e safadeza? Como podem continuar a fazer isto por dinheiro sabendo que pessoas estão suicidando-se pelo desespero que não somente foram roubadas mas o pior : O PRÓPRIO JUIZ É O LADRÃO. O que podemos esperar de um país onde até o juiz está ROUBANDO e é LADRÃO ? Deus, por favor acabe com esta terra pois não têm mais jeito então, está tudo perdido, acabou-se o Brasil. Como aceitar que Juízes e Desembargadores arranquem pessoas com sérios problemas de saúde de suas próprias casas, pessoas idosas e acamadas, somente para vender o seu imóvel e ficarem ricos ilicitamente.
    Provavelmente quando você estiver lendo este relato e os demais que já foram efetuados diversas associações internacionais de luta contra a corrupção, de luta pelos direitos humanos e pela justiça já terão recebido estas informações detalhadamente. Isto é um meio de mostrar ao mundo o que está acontecendo nesta podridão de país onde a vergonha e a decência tornou-se o maior artigo de luxo que existe naqueles que possuem o poder em suas mãos, e tudo leva-nos a crêr que raros são os que possuem.
    A nossa Justiça está suja pela corrupção, o nosso Judiciário está manchado pelo sangue, os nossos magistrados têm dívidas de almas para pagarem, nós temos Juízes que deviam estar na cadeia e estão proferindo sentenças.
    Segue abaixo o nome de algumas pessoas e autoridades implicadas neste escândalo:
    Juiz PAULO EDUARDO VIEIRA DE OLIVEIRA da 49a Vara do Trabalho do Estado de São Paulo, Sr. ADAM BLAU, de nacionalidade brasileira, CPF: 004.443.088-49, RG: 2.865.185-6 – SSP/ SP , residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, Dr. BENCE PÁL DEÁK (OAB 95409/SP), Dra PATRÍCIA KONDRAT (OAB 237142/SP), Dra VERUSCA SEMINATE LOURENÇO (OAB 254144/SP), Dr. JOSÉ CÁSSIO ALVES RAMOS – OAB/SP 109.017, Dra. ANA PAULA DAMICO DE SAMPAIO – OAB/SP 174.262 , Dr. STEFANO DEL SORDO NETO – OAB/SP 128.308, Dr. AGENOR BARRETO PARENTE – OAB/SP 6381 ( e respectivo escritório de advocacia e colaboradores ), Dr. MARCOS ROBERTO DORNELAS – OAB/SP 158.608, Dr. NELSON ROTHSTEIN BARRETO PARENTE OAB/SP 116.779, Desembargadora LIZETE BELIDO BARRETO ROCHA – Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região – 1a Turma, Desembargador LUIZ CARLOS NORBERTO – Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região – 1a Turma , Juíza ANDRÉA RENDEIRO DOMINGUES PEREIRA ANSCHAU da 49a Vara do Trabalho do Estado de São Paulo, Sr. GENIVALDO VALDIVINO AMARAL – Diretor de Secretaria do 49a Vara do Trabalho de São Paulo – Capital, Sra. MARIA HELENA DE ALMEIDA CUNHA – Secretária da 49a Vara do Trabalho de São Paulo, Desembargador DÉCIO SEBASTIÃO DAIDONE, Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região, Desembargador NELSON NAZAR , Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo – 2a Região, empresa COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA – CNPJ 59.377.572/0001-37 – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital, empresa COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA , Rua Caraça, 327 Vila Madalena – CEP 05.447-130 – Vila Madalena – São Paulo, empresa COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA sito à Rua Estados Unidos, 2280 – Mezanino – CEP 01427-002 – Jardim América – São Paulo – Capital, empresa GALERIA DE ARTE ANDRÉ IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO, COMÉRCIO DE QUADROS E TAPETES LTDA – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital, empresa TETRA EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA – CRECI 10.896-J – Av. Brigadeiro Luis Antônio, n° 733 – Loja 05 – CEP: 01317-904 – Bela Vista – São Paulo, Sr. SIDNEY PETRONI – CRECI 40.160, Juiz AMÉRICO CARNEVALLE – Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região de São Paulo, Juiz ARMANDO AUGUSTO PINHEIRO PIRES da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo, Juiz ANDRÉ CREMONESI da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo.Juíza ANA MARIA BRISOLA da 49ª Vara do trabalho de São Paulo, Juíza SUSANA CAETANO DE SOUZA da 49ª Vara do trabalho de São Paulo, Juíza JULIANA SANTONI VON HELD da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo, Juíza LETÍCIA NETO AMARAL da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo, Desembargadora BEATRIZ DE LIMA PEREIRA do Tribunal Regional do trabalho da 2ª Região, Juíza EDIVANA BIANCHIN PANZAN da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo, Sr. FELIPE ORESTE CAPOBIANGO da 49ª Vara do Trabalho de São Paulo, Sra. ISABEL LOPES DE SOUZA NÓBREGA, Oficial de Justiça do TRT da 2ª Região, Sra. RAQUEL DE MOURA COSTA E SILVA, Diretora de Secretaria do TRT da 2ª Região, Sr. EDUARDO F. C. DE PAULA FERNADES, Oficial de Justiça TRT da 2ª Região, Sra. THAÍS HELENA LUCHETTA, Secretária da 1ª Turma TRT 2ª Região, , Sra VALDICÉIA DE SOUZA BLAU, brasileira, empresária, CPF: 030.632.958-17, RG: 14.226.222-5 – SSP/ SP residente residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, Srta JULIANA BEATRIZ DE SOUZA BLAU, brasileira, CPF: 132.784.268-86, RG: 24.656.056-3 – SSP/ SP, residente residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, Sr. ANDRÉ PHILIPPE PAGLIUCA BLAU, brasileiro, empresário, CPF: 118.458.128-24, RG: 15.710.244 – SSP/ SP, residente à Rua Itaiteva, n° 206, Apto 11, Morumbi – CEP 05713-470 , Sra. ANDRÉA ANA HELENA PAGLIUCA BLAU DE PAULO, brasileira, CPF: 092.883.588-03, RG: 15.710.243-9 – SSP/ SP, residente à Rua Elias Cutait, n° 127 – Cidade Jardim, CEP: 05672-020, COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA – CNPJ 59.377.572/0001-37 – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital, empresa COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA , Rua Caraça, 327 Vila Madalena – CEP 05.447-130 – Vila Madalena – São Paulo, COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA sito à Rua Estados Unidos, 2280 – Mezanino – CEP 01427-002 – Jardim América – São Paulo – Capital, COMERCIAL, CONSTRUTORA E SERVIÇOS APB LTDA NIRE – 35215429647, sito ora à Rua Estados Unidos 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim América – SP ou Av. Brigadeiro Faria Lima 1616 – 2° andar – CEP 01451-001 – Jardim Paulistano – SP, empresa: COMERCIAL CONSTRUTORA E SERVIÇOS BLAU LTDA NIRE 35217523349 , empresa COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLAU LTDA NIRE 35600140708 ( transformada em Comercial Construções e Serviços Blau EIRELI na data de 03/09/2012 ) , empresa GALERIA DE ARTE ANDRÉ IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO, COMÉRCIO DE QUADROS E TAPETES LTDA – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital
    Se efetuarem buscas nos nomes das pessoas implicadas neste escândalo e aquí denunciadas, vocês poderão averiguar que inúmeras denúncias realizadas em sites somente aparecem à partir da terceira ou da quinta página dos nomes destes implicados ( isto quando não foram simplesmente retiradas) em motores de busca tais como GOOGLE , YAHOO, etc. Isto se deve pelo fato destes pilantras estarem somente buscando esconderem os fatos e sobretudo não responderem aos mesmos, fazendo como alguns juízes que há mais de 10 ( dez ) anos foram denunciados em jornais por corrupção e devido à safadeza e coporativismo existente no judiciário até hoje não foram responsabilizados pelos seus roubos e continuam exercendo descaradamente suas profissões ( e atividades criminosas ). A empresa GOOGLE está sendo conivente com este escândalo, escondendo às páginas de denúncias mais comprometedoras na rúbrica “AO PÉ DA LETRA”, sendo necessário ir até o fim desta rúbrica para ter a opção “RESULTADOS OMITIDOS”. Uma vez que têm-se acesso ao resultados omitidos e “escondidos” pode perceber-se uma grande quantidade de links vergonhosamente escondidos pelo GOOGLE. Uma vez que o GOOGLE terá acesso a esta denúncia mudará os links para outra rúbrica, é assim que o GOOGLE vêm sendo conivente com a ocultação destas denúncias de MORTES e deve ser RESPONSABILIZADO. Igualmente esta máfia que opera dentro do Poder Público possuí uma central de hackers para infectar e destruir os links comprometedores, os que eles não conseguem a empresa GOOGLE ocupa-se de fazê-lo ocultando. ESTAS DENÚNCIAS SÃO MUITO GRAVES.
    Todavia estamos falando de crimes de fácil apuração pois uma compra de um imóvel se faz mediante uma escritura e isto pode ser averiguado. Igualmente as mortes que ocorreram tiveram um atestado de óbito e estes podem ser confrontados com as datas das ordens de despejos efetuadas pela Justiça do Trabalho do Estado de São Paulo. Em resumo, a situação aquí encontra-se de fácil verificação e como o exemplo dado no caso da empresária Tânia Bulhões é possível averiguar os fatos em até bem menos de seis meses. Cabe ressaltar que já fazem mais de 2 (dois) anos que estas denúncias foram efetuadas pela primeira vez e os despejos continuam impunemente. Existem pessoas que lutam há anos contra esta quadrilha e não conseguem obter resultados.
    Pedimos aos sites e pessoas que recebam pedidos de retirada destas denúncias que PUBLIQUEM ÀS MESMAS NA INTERNET, para que possam ser responsabilizados os cúmplices que vêm ajudando estes bandidos a esconderem estas sujeiras e continuarem impunes ( como a ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO através da Dra MARCELA PAES BARRETO LIMA MARINHO Advogada da União – PROCURADORIA REGIONAL DA UNIÃO – 3ª REGIÃO / SETOR DE RECOMPOSIÇÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO E PROIBIDADE). Se vocês receberem cartas ou pedidos de órgãos do governo pedindo a retirada destas denúncias através de ameaças, como eles fazem usualmente, intimidando o cidadão brasileiro que paga impostos para manter os salários destes vagabundos corruptos que fazem isto, denunciem às mesmas e ajudem a tirar mais uns lixos da administração pública. Igualmente às ligações telefônicas por parte do Ministério Público ou de qualquer outro órgão do Poder Judiciário não devem ser aceitas uma vez que estes funcionários públicos têm plena ciência de estarem participando de um ato de corrupção através da utilização da máquina pública. Solicitem uma intimação formal POR ESCRITO com identificação do órgão e com o nome e cargo do responsável de MODO LEGÍVEL via correio, para que possam ter o nomes dos responsáveis que fazem parte desta quadrilha que está tentando ocultar este escândalo. Uma vez obtida por favor publiquem na internet. A verdade deve aparecer e não estamos buscando nada além da verdade. Os Juízes e Desembargadores estão tendo uma ótima oportunidade de mostrar ao povo brasileiro o que realmente eles andam fazendo com os poderes que lhes foram dados. E pelo jeito fizeram MUITA MERDA.
    Façam uma busca no GOOGLE dos nomes BENCE PAL DEAK, TETRA EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA, MARCELA PAES BARRETO LIMA MARINHO, ADAM BLAU ou um dos nomes citados acima e vejam a gravidade do que o GOOGLE está fazendo.
    Está mais que na hora do povo brasileiro mostrar que ele é mais forte do que esta corja corrupta que assola o Funcionalismo Público e a Política.
    Hervé Durand.

    Segue abaixo a lista de blogs contendo os processos. Para mais informações entrem em contato com o Sr. Mílton nos e-mails: milcq@live.fr ou miltoncq@gmail.com.
    http://www.uniblog.com.br/programapoder/227454/veja-detalhes-dos-recursos-contra-os-30-parlamentares-ameacados-de-perder-o-mandato.html
    http://blog.jornalpequeno.com.br/linhares/2010/07/09/denuncia-blog-descobre-ramificacoes-do-escandalo-euromar/
    http://blog.jornalpequeno.com.br/raimundogarrone/2010/02/20/mp-denuncia-26-por-suposto-envolvimento-em-esquema-de-corrupcao-no-tribunal-de-justica-do-espirito-santo/
    http://adotevereadorval.blog.terra.com.br/2009/03/08/trabalhos-do-vereador-val/
    http://bahiaempauta.com.br/?p=32126
    http://www.extralagoas.com.br/noticia/980/esta-semana-nas-bancas/2011/12/30/tj-rateia-r-20-milhes-entre-juizes-e-desembargadores.html
    http://controlesocial.blog.terra.com.br/2009/02/06/apelo-por-jorge-moreno/
    http://milkasantosmilka.blog.terra.com.br/2009/03/28/189/
    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/juizes-nao-sao-vagabundos-protesta-ajufe/
    http://zoabonito.com/fotos/pegadinha-da-nota-fiscal-paulista
    http://mdemulher.abril.com.br/blogs/jorge-brasil/geral/rodrigao-e-o-primeiro-sabotador-do-bbb11/
    http://v1.portalhoje.com/ofensa-a-dignidade-humana-stj-mantem-condenacao-do-apresentador-ratinho-por-materia-veiculada-contra-deficiente-fisico/144847
    http://www.luiscardoso.com.br/politica/2012/02/decisao-do-supremo-sobre-cnj-pode-levar-a-punicao-de-15-juizes/
    http://www.cambury.edu.br/blog/direito/2010/10/08/corrupcao-no-judiciario-ministra-eliane-calmon/
    http://blogducuelho.altoalegredopindare.com/?p=604
    http://controlesocial.blog.terra.com.br/2009/01/27/fraudes-em-concursos-no-maranhao/
    http://multiplosuniversos.com.br/site/archives/lu-ladrao-foi-esmagado
    http://sardinhainnaldo.blog.terra.com.br/2009/02/07/parabens/
    http://www.militarpos64.com.br/sitev2/?p=126
    http://www.edgarlisboa.com.br/?p=8473
    http://www.bancodepeticoes.com/?p=12603
    http://inaciovacchiano.com/2011/11/15/oab-vira-alvo-do-movimento-contra-a-corrupcao-examedeordempelomec-2/
    http://www.robertokenard.com/politica/2012/01/28/juizes-confundem-autonomia-com-soberania-diz-mendes/
    http://www.rededemocratica.org/index.php?option=com_k2&view=item&id=1163:estou-vendo-a-serpente-nascer-n%c3%a3o-posso-calar
    http://www.jornalnanet.com.br/publicacao/blog/45/pec-dos-vereadores–as-polemicas-so-comecaram!
    http://www.superperolas.com/lista-de-155-politicos-corruptos-que-voce-nao-deve-votar/
    http://blogs.lanacion.com.ar/vaso-medio-lleno/articulaciones-sociales/derechos-humanos-una-materia-pendiente/
    http://www.bemparana.com.br/tupan/personagem-do-escandalo-da-mafia-dos-pareceres-e-ligado-ao-ministro-dias-toffoli-do-stf/
    http://aposentadosolteoverbo.org/2010/03/11/deu-no-site-radio-camara-proposta-acaba-com-aposentadoria-compulsoria-para-juiz-que-praticar-crime/
    http://praiadexangrila.com.br/tj-reacende-polemica-entre-bm-e-policia-civil/
    http://www.largadoemguarapari.com.br/xlargado/?p=3233
    http://www.apostolado-angola.org/articleview.aspx?id=2830
    http://blogs.maiscomunidade.com/blogdocallado/2010/06/09/os-caminhos-de-uma-condenacao-judicial/
    http://politicos.blog.terra.com.br/2006/03/14/mensalaeiros-escandalo-mensalao/
    http://paginadoenock.com.br/bandidos-de-toga-no-tribunal-de-justica-de-tocantins-4-dos-12-desembargadores-montaram-um-esquema-de-venda-de-sentenca-com-a-cumplicidade-de-3-servidores-2-procuradores-e-7-advogados/
    http://lauritaarruda.com.br/dem-nao-convive-com-os-improbos-ao-contrario-do-pt/51575

    Curtir

    Comentário por Herve | 22/01/2013 | Responder

  4. A CAIXA DE PANDORA
    O Sistema CAPETALISTA com uma falsa DEMOCRACIA.
    Estamos vivendo em uma Ditadura Informal.

    “As coisas Ocultas, ou encobertas são para o Senhor Nosso D’us; porém, as reveladas são para nós e para nossos filhos para sempre, para cumprirmos todas as palavras da Torá”(Deut29:29).
    Realmente, na história recente da República poucas investigações conseguiram reunir tantas provas materiais e testemunhais como a OPERAÇÃO CAIXA DE PANDORA, que “TENTOU” derrubar a Camôrra de Cima ou os Canalhas de Cima, um esquema de Corrupção que já ocorre desde os relatos do nosso grande Historiador Gustavo Barroso em seus Livros, tais como, Sinagoga Paulista, História Secreta do Brasil, 1,2,3…. Até F.H.C na época falou que querem abrir a Caixa de Pandora, pois abrindo você descubrirá, porém, abrindo-a você saberá como começa, mais não sabe onde ou como termina, ou seja, a Caixa de Pandora cria o mal que não pode ser desfeito, quando aberta tudo é REVELADO, menos a ESPERANÇA.
    Será que o Bruxo Alaôr de Divinopolis poderá com sua bola de cristal, prever Dilma nossa ilustre Presidenta abrir a Caixa Oculta do Governo Paralelo? Será que nosso querido Gustavo Barroso ressucitará dentre os mortos e revelará mais uma vez a Sinagoga Paulista e suas Congêneres dentro de um Governo Oculto e Maçônico? Ou é coincidência mais um Maçon grau 3 ( José Roberto Arruda ) não sendo punido? A Pandora está vindo e assustando a elite, e a magia da anistia está acabando-se, e as mãos ocultas movem-se nos bastidores do sistema jurando silêncio eterno, pois temem o passado criminoso, de traição e do colarinho branco. Estão mexendo com forças ocultas do passado, e por isso os MAGOS DA POLÍTICA temem que o conhecimento proibido seja revelado, assim como as mortes de Tancredo, Ulisses e JK (Todos Maçons – rsrsrs). Agora, assim como Poder é conhecimento, o Conhecimento Revelado é o Poder Perdido. Leia o Livro 1984 – George Orwell O Partido – contra o presente alterando o passado, ou seja, querem reescrever a História… Quem controla o passado, controla o presente e o futuro.
    Nada fica ou ficará em oculto que não seja revelado, pois o que fizeram nos porões da DITADURA e dos GOVERNOS passados serão revelados ao público, pois o Reino Dividido não subsistirá. Leia o Livro ” A DIREITA EXPLOSIVA DO BRASIL” – José A. Argolo, Kátia Ribeiro, Luiz Alberto M. Fortunato – Edt. Mauad.
    Será que mesmo a Camôrra sendo denunciada, ninguém será punido? Até quando o FORO de SP e sua BUCHA Paulista estará no Poder? Até quando essa estrutura ficará de pé e a Ordem dominando o sistema? Cadê Olavo de Carvalho e suas colunas? Cadê Arnaldo Jabour com suas Colunas? Foram amordaçados ???? Hoje vemos fome, miséria, falta de saneamento básico, obras que não andam, inflação alta, reformas paradas, falta de médicos, hospitais, salário miséria, os pobres valendo milhões nas mãos dos banqueiros nacionais e internacionais, policiais corruptos e ineptos, falta de emprego e a alta corrupção ativa e passiva com seus políticos assaltando cofres públicos e nada melhora, pois estamos nas mãos do Sistema Oculto e Privado, onde ele usa tudo e todos para se beneficiar, colocando-nos numa Ditadura Informal, dentro desse Sistema CAPETALISTA com uma falsa DEMOCRACIA, é o retorno do PROTECIONISMO… Atentai-vos!!! Por um lado fico tranquilo, pois eles estarão prestes a encontrar o Rei de Israel, que com sua Vara de Ferro, surgirá e sentará no Trono de Davi, e todos estarão vendo que tudo foi ilusão, e aí a Palavra de D’us se cumprirá assim na Terra como no Céu.
    Só há Justiça e Juízo com Julgamento Perfeito sob a Luz da História, pois sem História não temos memória, e não sabemos de onde vimos, e nem para onde vamos, somos um Povo Alienígena, porém, sabemos que livros e documentos é a Tocha da Liberdade que deve ser acesa para iluminar a Grande Obra de Restauração dos Muros e Colunas deste País, desta Pátria mãe gentil. Temos que agir na Luz para sabermos quem errou e consertamos os erros para progredirmos em nosso caminhada, livres dos Inimigos Ocultos, pois são aqueles que não conhecemos e ficam no descohecimento da História. A Justiça e o Direto não julgam o presente, mas sim os fatos e atos criminosos do passado. Para encerrar faço uma pergunta: ” PORQUE O STF ( Superior Tribunal Federal ) ESTÁ QUEIMANDO OS ARQUIVOS DE CAUSAS QUE DEVERIAM SER MANTIDAS ARQUIVADAS PARA SEREM CONSULTADAS POR HISTORIADORES QUE REVELARIAM A ÍNDOLE DAS ELITES BRASILEIRAS ?????
    Carlos Martins Leonardo C. Santos
    Teólogos – Pesquisadores – Escritores
    carlos martins – Perfil do Autor:
    Nascido em 25/05/1976, Rio de Janeiro-RJ-Brasil, Membro da Assembléia de Deus – Ministério Madureira. Bacharel em Teologia. É Pesquisador, Jornalista, Cientista Político, e atualmente dedica-se aos estudos políticos, econômicos, sociais e seus fenômenos ligados a ciência da religião e a comparação filosófica entre conceitos teológicos das novas tendências da Nova Era e do projeto de construção do novo Governo Mundial, assunto escatólogico muito comentado nas igrejas e centros de estudos avançados do mundo inteiro, principalmente por países desenvolvidos.

    MILTON DA CRUZ QUEIROGA
    C.P.F. 683.674.306-20
    R.G. 36.739.719-5

    ———————————-
    RESPOSTA:

    Obrigado, Milton, por publicar essas informações aqui.
    Fico “p” da vida com esses jornalistas porcos, da mídia golpista, que vivem dia e noite catando coisinhas para ter motivos pra criticar o governo. E uma dessas críticas que fazem refere-se ao pouco investimento do governo em serviços essenciais básicos para a população, como saúde, segurança, transporte, educação. E afirmam que o governo federal tem tantos “milhões” no orçamento para empregar nisso e naquilo, mas só libera 10%, 15%, 20% da verba prevista ao ano. Só que o governo federal não governa sozinho, e depende dos governadores e prefeitos para empregar corretamente as verbas destinadas aos serviços públicos. O governo tem o dinheiro e tem a caneta na mão para liberar as verbas. Só que o governo federal não pode ser irresponsável de liberar verbas a torto e a direito para os governadores e prefeitos sem que eles apresentem os planos e projetos detalhados de como irão empregar as verbas recebidas. Se o governo depositar essas verbas destinadas para A, B, C, etc, nas contas dos governos estaduais e prefeituras, sem que haja um projeto definido, o dinheiro irá sumir no ralo da corrupção, e eles irão forjar prestações de contas fajutas, para justificar o mal emprego do dinheiro recebido.
    Concluindo, o governo federal tem muito dinheiro pra liberar para ser aplicado nos serviços públicos, mas ele não pode liberar essas verbas de qualquer maneira.

    Curtir

    Comentário por MILTON DA CRUZ QUEIROGA | 03/01/2013 | Responder


  5. O BRASIL CURVOU-SE DIANTE DA MAÇONARIA
    O CRIME ORGANIZADO QUE IMPERA DENTRO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO É MAIS FORTE QUE AS INSTITUIÇÕES DA REPÚBLICA BRASILEIRA.
    CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA É DERROTADO PELO CORPORATIVISMO DE MAGISTRADOS CORRUPTOS : CNJ NÃO POSSUI AUTORIDADE PARA COMBATER A CORRUPÇÃO DE BANDIDOS DE TOGA.

    Lamentável! Este é o termo que corresponde à capacidade das corregedorias dos diversos órgãos que compõe o Poder Judiciário Brasileiro. Reféns do poder da Maçonaria em todas às instituições do país e que encontra seu ápice na Justiça tupiniquim.
    Todos os órgãos do Poder Judiciário curvam-se diante da Maçonaria, seja pela composição de seus membros adeptos desta ou pela influência que ela exerce dentro deste Poder. Mesmo quando um membro do Judiciário dispõe-se a atacar esse câncer que alastrou-se dentro do Poder, às associações de Magistrados ( comandadas estas pela Maçonaria ) ou Magistrados que exercem funções estratégicas ( obtidas unicamente pelas suas afiliações à Maçonaria e respectivos serviços prestados a mesma ) insurgem-se para aniquilar essa manifestação. Ninguém pode fazer nada. O PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO É UM MERO SERVIÇAL DA MAÇONARIA. É apenas um escravo usado conforme às vontades desta oganização Luciferiana e malígna. Cabe apenas aos Ministros, Desembargadores e Juízes abaixarem suas cabeças servientes e cumprir o que lhes é mandado, esta é a pura realidade.
    Existem membros dentro do Poder Judiciário que não cederam às apetitosas propostas maçônicas de prosperidade, mas não representam uma força capaz de sequer incomodar os mandos desta “organização fraterna”.
    O Conselho Nacional de Justiça devido à pressão até que tentou fazer um gesto publicando em uma de suas páginas uma denúncia que relata uma pequena parte da podridão existente no ESCÂNDALO DOS LEILÕES DE IMÓVEIS DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Tentou, mas não conseguiu impor-se, porque não possui nem força e nem autoridade o suficiente para fazê-lo. O CNJ é apenas mais um dos meros serviçais da Maçonaria e da defesa dos interesses desta organização. Mas não é apenas o CNJ. Todas às instituições do Poder Judiciário curvam-se diante da Maçonaria, porque seus membros lhe são devedores. Por esta razão é que as mortes por suicídio que venho denunciando são acobertadas. Os Magistrados têm o rabo preso com a Maçonaria e não podem ir de encontro às suas vontades uma vez que isto custaria-lhes suas vidas. São meros escravos da Maçonaria, não possuem mais o direito à liberdade. Imagino o quanto deve ser triste sentir-se escravo mesmo atrás de uma cadeira de presidência e gozando de prestígio, ainda assim são meros e pobres escravos.
    Hoje posso compreender que após tantas denúncias NADA é feito e talvez NADA SERÁ FEITO. As correntes da escravidão que pesam sob os tornozelos da Magistratura devem ser um fardo nada agradável e talvez um erro do qual muitos arrependem-se. Contrariamente aos que muitos pensam, que faço estas denúncias motivado pelo ódio ou raiva, posso afimar com toda sinceridade que é mais por pena do que outro sentimento. Tenho muita pena das pessoas que se deixaram ludibriar por esta organização e que hoje encontram-se reféns da Maçonaria. Tenho ainda mais pena destas pessoas no dia em que forem acertar suas contas com Deus ( oro para que tenham fé para libertarem-se enquanto estão vivas ). Através de testemunhos de ex-maçons vejo quanto mal esta organização pode causar às vidas dos seres humanos, ao Brasil e aos demais países do planeta. Vejo através dos relatos de ex-membros como é a articulação desta organização, seus ritos e suas crueldades. Mas tenho uma fé que é grande e sei que tudo que está oculto virá a ser revelado.
    Segue abaixo o link que poderá comprovar que toda a nação brasileira através de suas instituições públicas curvou-se diante da Maçonaria. A Polícia Federal curvou-se diante da Maçonaria. O Ministério Público Federal curvou-se diante da Maçonaria. A Justiça Federal curvou-se diante da Maçonaria. Advocacia Geral da União curvou-se diante da Maçonaria. A Justiça do Trabalho curvou-se diante da Maçonaria. A Defensoria Pública da União curvou-se diante da Maçonaria. O Tribunal Superior do Trabalho curvou-se diante da Maçonaria. O Superior Tribunal de Justiça curvou-se diante da Maçonaria. O Conselho Nacional de Justiça curvou-se diante da Maçonaria. O Poder Judiciário brasileiro curvou-se diante da Maçonaria. MíLTON DA CRUZ QUEIROGA CURVOU-SE DIANTE DE DEUS E DE MAIS NINGUÉM.
    Se buscam explicação para entender o espetáculo midiático do MENSALÃO quando o Poder Judiciário faz ouvidos de mercador às denúncias da PRIVATARIA TUCANA, encontrem nos interesses da Maçonaria. Já não é tão mais segredo quem faz parte desta organização bastando apenas prestarmos atenção às atitudes e aos comportamentos que constatamos no Brasil.
    Tentem acessar o link com a denúncia para compovar quem realmente domina este país. Vejam a afronta a soberania nacional que a Maçonaria está impondo por aquí. Tentem acessar este link para entender que nem as mais altas instituições brasileiras estão livres deste domínio.
    http://cnj1.myclipp.inf.br/default.asp?smenu=noticias&dtlh=455839&iABA=Not%EDcias&exp=

    1. É preciso que o STF e a Polícia Federal apurem as … – CNJ na mídia
    cnj1.myclipp.inf.br/default.asp?smenu=noticias&dtlh…exp=Em cache
    2 dez. 2012 – Agora aparece mais empresas implicadas na pocilga: COMERCIAL CONSTRUTORA E SERVIÇOS BLAU LTDA NIRE 35217523349 além de …
    Talvez eles liberem-o por alguns dias seguinte esta denúncia e bloqueie-o novamente como fazem normalmente, e depois que a poeira abaixar recomecem . Agem desta forma com todos os links comprometedores.
    Esta organização Luciferiana está causando grande prejuízo à Nação Brasileira e tolos são àqueles que crêem que isto não passa de meras especulações. Entendendo-se melhor como funciona a Maçonaria poderemos entender melhor porque os políticos deste país favorecem tanto os interesses estrangeiros, porque nossas riquezas são dilapidadas sem trazer um real benefício aos cidadãos, porque apesar de tantas riquezas a maior parte da população vive em condições precárias, porque o funcionalismo público encontra-se tão imerso na corrupção, porque nossos meios de comunicação são tão omissos com denúncias tão graves e porque este país lindo e maravilhoso não é talvez nunca será uma real potência mundial.
    O BRASIL CURVOU-SE DIANTE DA MAÇONARIA…
    Para ter acesso aos processos e entender este caso entre nos links:
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profile/MILTONCRUZ
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profiles/comment/list?attachedToType=User&attachedTo=2gq4jialtmdmw&commentId=2806036%3AComment%3A186230&xg_source=activity
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profiles/blogs/denuncia-urgente?xg_source=activity
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profiles/blog/show?id=2806036%3ABlogPost%3A119418&commentId=2806036%3AComment%3A185851&xg_source=activity
    http://protogenescontraacorrupcao.ning.com/profiles/blog/show?id=2806036%3ABlogPost%3A148340&commentId=2806036%3AComment%3A185678&xg_source=activity

    Empresas e sócios implicados:
    Sr. ADAM BLAU, de nacionalidade brasileira, CPF: 004.443.088-49, RG: 2.865.185-6 – SSP/ SP , residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, empresa COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA – CNPJ 59.377.572/0001-37 – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital, empresa COMERCIAL , CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLANCHARD LTDA , Rua Caraça, 327 Vila Madalena – CEP 05.447-130 – Vila Madalena – São Paulo, COMERCIAL E SERVIÇOS JVB LTDA sito à Rua Estados Unidos, 2280 – Mezanino – CEP 01427-002 – Jardim América – São Paulo – Capital, COMERCIAL, CONSTRUTORA E SERVIÇOS APB LTDA NIRE – 35215429647, sito ora à Rua Estados Unidos 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim América – SP ou Av. Brigadeiro Faria Lima 1616 – 2° andar – CEP 01451-001 – Jardim Paulistano – SP, empresa: COMERCIAL CONSTRUTORA E SERVIÇOS BLAU LTDA NIRE 35217523349 , empresa COMERCIAL CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS BLAU LTDA NIRE 35600140708 ( transformada em Comercial Construções e Serviços Blau EIRELI na data de 03/09/2012 ) , empresa GALERIA DE ARTE ANDRÉ IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO, COMÉRCIO DE QUADROS E TAPETES LTDA – sito à Rua Estados Unidos, n° 2.280 – CEP 01427-002 – Jardim Paulista – São Paulo – Capital, e alguns dos seus respectivos sócios : Sra VALDICÉIA DE SOUZA BLAU, brasileira, empresária, CPF: 030.632.958-17, RG: 14.226.222-5 – SSP/ SP residente residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, Srta JULIANA BEATRIZ DE SOUZA BLAU, brasileira, CPF: 132.784.268-86, RG: 24.656.056-3 – SSP/ SP, residente residente à Rua Caraça, n° 327 – Vila Beatriz, CEP 05447-130, São Paulo – SP, Sr. ANDRÉ PHILIPPE PAGLIUCA BLAU, brasileiro, empresário, CPF: 118.458.128-24, RG: 15.710.244 – SSP/ SP, residente à Rua Itaiteva, n° 206, Apto 11, Morumbi – CEP 05713-470 , Sra. ANDRÉA ANA HELENA PAGLIUCA BLAU DE PAULO, brasileira, CPF: 092.883.588-03, RG: 15.710.243-9 – SSP/ SP, residendente à Rua Elias Cutait, n° 127 – Cidade Jardim, CEP: 05672-020 e igualmente da empresa TETRA EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA – CRECI 10.896-J – Av. Brigadeiro Luis Antônio, n° 733 – Loja 05 – CEP: 01317-904 – Bela Vista – São Paulo além dos advogados BENCE PÁL DEÁK (OAB 95409/SP), PATRÍCIA KONDRAT (OAB 237142/SP) e VERUSCA SEMINATE LOURENÇO (OAB 254144/SP).
    Existem mais empresas implicadas no caso e todas pertencentes ao mesmo sócio : O Sr. ADAM BLAU. Vejam como é a prosperidade maçônica.

    MILTON DA CRUZ QUEIROGA
    C.P.F. 683.674.306-20
    RG- 36.739.719-5

    Curtir

    Comentário por MILTON DA CRUZ QUEIROGA | 23/12/2012 | Responder

  6. [Parei de ler ai. Como um homem com uma bagagem intelectual desse senhor vai acreditar num farsante chamado Tio Chico?]

    Éh, Francisco, esse Dr. Pedroza parece não ser tão culto assim. Para o grau que ostenta de Doutor, achei muito fraco seus argumentos. Tem horas que ele manifesta certo fanatismo típico dos evangélicos radicais.

    Ele demonstra ter bastante conhecimento sobre Maçonaria, Illuminati, ocultismo, etc, mas parece que ele segue a mesma linha do polêmico Rubens (aquele que divulga na internet o DVD Prepare-se).

    Esse Dr. Pedroza deve ter bastante fontes de informação, muitos livros, mas parece que ele anda vendo os vídeos do Rubens, que só fala dos Illuminati e da Nova Ordem Mundial.

    Quando ele começou a falar sobre a conspiração das vacinas contra a gripe suína, percebi que ele anda lendo muitos boatos na internet. Aqui no Brasil o governo gastou dinheiro à toa pra produzir milhões de vacinas pra essa tal gripe H1N1, que serão jogadas no lixo.

    O Bill Gates realmente está doando muito dinheiro para a produção de vacinas em todo o mundo, principalmente na África. Os conspiracionistas acham que o motivo da aplicação de vacinação em massa é para diminuir o índice de natalidade da população. Colocaram esse negócio na cabeça de que há uma conspiração para reduzir drasticamente o população mundial, e atribuem isso a um plano desse tal Anticristo para estabelecer a Nova Ordem Mundial. Quanta insanidade!

    Ora, não vejo nenhum mal em reduzir a população mundial. Seria até bom que isso acontecesse.

    Esses malucos que ficam defendendo o aumento da população mundial são grandes irresponsáveis, e não sabem o que defendem. Será que todo o dinheiro de dízimos e ofertas que eles dão pros lobos devoradores vai ser empregado na compra de alimentos para essa multidão de miseráveis que tem no mundo? E ainda querem que nasça mais gente para viver na miséria e na calamidade! Apesar do índice de natalidade da maioria dos países estar sendo reduzido naturalmente, mesmo assim a população da Terra está aumentando dramaticamente. Em 2050 serão mais de 9 bilhões de habitantes no planeta, e haverá escassez de água e alimentos como nunca houve na história da humanidade. E esses evangélicos fanáticos acham que vão dar conta de produzir alimentos e água potável para toda essa população de miseráveis do planeta!

    Se o governo chinês não tivesse controlado o alto índice de natalidade, a população da China seria o triplo da que tem atualmente. Os chineses seriam o povo mais miserável do planeta, e talvez já teriam se auto-destruído.

    Ainda não tenho informações detalhadas sobre o Dr. Pedroza. Mas ele, sendo uma pessoa pública, deve estar assumindo um risco ao falar contra a Maçonaria.

    Curtir

    Comentário por Miquels | 25/11/2011 | Responder

  7. […]relata, ainda, que muitas coisas que o ex-bruxo Tio Chico testemunhou são verdadeiras[…]

    Parei de ler ai. Como um homem com uma bagagem intelectual desse senhor vai acreditar num farsante chamado Tio Chico?

    Curtir

    Comentário por Francisco da Silva Reis | 24/11/2011 | Responder

    • EM PRIMEIRO LUGAR QUERO DIZER AO DR,RENATO PEDROZA…
      ME DESCULPE MEU IRMÃO, MAS VC PRECISA SE CONVERTER,
      CMO VC TEM A OUSADIA, DE DIZER O QUE O PR.SILAS MALAFAIA E O PR.JOSÉ WELLITOM É MAÇOM?
      DE ONDE VC TIROU ISSO???
      EU SÓ ACREDITO SE VC PROVAR…FALAR É MUITO FÁCIL MEU QUERIDO.PROVE COM ALGUM VIDEO…MOSTRANDO ELES PARTICIPANDO DAS REUNIÕES MAÇONICAS…..
      VC ESTÁ PROFERINDO GRANDES HIMENS DE DEUS…QUE TEM ABENÇOADO VIDAS ATRAVÉS DA UNÇÃO DE DEUS NA VIDA DELES……
      EU VI O SEU DVD….SOBRE A MAÇONARIA…
      QUE CONFUSÃO FOI AQUELA Q VC FEZ???
      NÃO ENTENDI NADA!!E NEM QUERO ENTENDER..
      VAI ORAR IRMÃO…TOME CUIDADO COM A SUA VIDA!!!
      SE ISSO FOR VERDADE…PROVEE!!! E RETIRO TODAS ESSAS MINHAS PALAVRAS….OK…
      TCHAU…
      QUE DEUS TE ABENÇOE

      Curtir

      Comentário por Ana Paula Teixeira Nascimento | 07/05/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: