MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

O GRANDE EQUÍVOCO CRISTÃO – SAIBA PORQUE JESUS CRISTO, COMO CORDEIRO DE DEUS, NÃO PODERIA PADECER FORA DO SANTUÁRIO

****************************************************************************
(HAVIA PROMETIDO CONCLUIR ESTE ARTIGO, MAS AINDA NÃO TIVE MOMENTO FAVORÁVEL E CABEÇA FRESCA PRA ESTUDAR TODAS AS REFERÊNCIAS PARALELAS E ANALISAR COM CUIDADO OS TEXTOS BÍBLICOS, PARA ESCLARECER COM DETALHES OS PORMENORES DO ASSUNTO. SE EU NÃO CONSEGUIR CONTINUAR, PEÇO AOS ESTUDANTES DA BÍBLIA QUE SE INTERESSEM POR ESTE ASSUNTO, AQUI EXPOSTO, E ANALISEM COM CUIDADO CADA DETALHE QUE AQUI QUESTIONEI, E PROSSIGA NA MESMA LINHA DE RACIOCÍNIO, E DEPOIS PUBLIQUE UM TEXTO COM MAIS RIQUEZAS DE DETALHES. OLHA, O ASSUNTO OBJETO DESTE ESTUDO NÃO É BRINCADEIRA. ATÉ MESMO O PAPA, OS CARDEAIS E GRANDES PENSADORES DO PROTESTANTISMO SABEM DOS CONTRASTES QUE AQUI FORAM EXPLICITADOS, MAS ELES SE BASEIAM MUITO NA CARTA DE PAULO(?) AOS HEBREUS. A CARTA DIRIGIDA AOS HEBREUS NÃO FOI ASSINADA. O AUTOR PARECE QUE TEVE MEDO OU RECEIO DE QUE FOSSE ALVO DE CRÍTICAS SEVERAS E ATÉ ATENTADO, POR TENTAR JUSTIFICAR QUE AS PROFECIAS DO PENTATEUCO FORAM CUMPRIDAS NA PESSOA DE JESUS DE NAZARÉ. NA VERDADE, FORAM CUMPRIDAS EM JESUS, MAS HÁ UM MAL-ENTENDIDO NA FINALIDADE DA MORTE DE JESUS NA CRUZ. MAS ESSE É O MEU PENSAMENTO E A MINHA FORMA DE ENTENDER A RESPEITO DESSAS COISAS)
É INCONCEBÍVEL QUE CRISTÃOS ATUAIS – QUE AFIRMAM SER A BÍBLIA 100% INSPIRADA POR DEUS, E QUE CADA LIVRO DO ANTIGO TESTAMENTO FOI ESCRITO POR DIVINA REVELAÇÃO DO ESPIRITO SANTO – VENHAM DIZER QUE AS LEIS QUE YAVÉH DEU AOS HEBREUS NÃO TINHAM NENHUM VALOR PARA PERDOAR PECADOS.

“Porque é impossível que o sangue de touros e de bodes tire pecados [muito menos sangue de cordeiros]” (Heb. 10:4)

SERÁ QUE ELES ACHAM QUE O POVO HEBREU / JUDEU É TÃO TAPADO,  A PONTO DE ACEITAR E PRATICAR UM MONTE DE LEIS INÚTEIS? SE AS LEIS DA ANTIGA ALIANÇA FORAM INÚTEIS PARA SALVAR O HOMEM PECADOR, ENTÃO TODOS OS QUE MORRERAM DURANTE A VIGÊNCIA DA LEI DE MOISÉS ESTÃO CONDENADOS, ESTÃO NO INFERNO, INCLUSIVE MOISÉS, SAMUEL, DAVI, ETC. SERÁ QUE DEUS FEZ O POVO HEBREU DE PALHAÇO, EXIGINDO QUE SACRIFICASSEM MILHARES DE ANIMAIS EM RITUAIS PARA ALCANÇAR PERDÃO E PURIFICAÇÃO DOS PECADOS? E QUE TODOS AQUELES RITUAIS NÃO VALIAM DE NADA, E QUE O QUE VALE AGORA É O SACRIFÍCIO DE CRISTO? QUANTA TOLICE DESSES CRISTÃOS!!!!

JESUS CRISTO, COMO CORDEIRO DE DEUS, NÃO PODERIA PADECER FORA DO SANTUÁRIO PELOS PECADOS DA HUMANIDADE, AO CONTRÁRIO DO QUE AFIRMA O AUTOR DA CARTA AOS HEBREUS. A NÃO SER QUE ELE TIVESSE ASSUMIDO AO MESMO TEMPO AS FUNÇÕES DE NOVILHO E DE BODE EXPIATÓRIO.

SE OS RITUAIS DE SACRIFÍCIOS DE “CORDEIROS” DA ANTIGA LEI DE MOISÉS APONTAVAM PARA O SACRÍFICIO DE JESUS (CORDEIRO DE DEUS), ENTÃO A SUA MORTE DEVIA TER OBEDECIDO A UM RIGOROSO RITUAL DE SACRIFÍCIO DENTRO DO SANTUÁRIO, E NÃO FORA. JESUS TERIA QUE SER MORTO DENTRO DO TEMPLO, NO LUGAR SANTO. E SEU CORPO NÃO PODIA SER LEVADO PARA FORA, PRA SER PENDURADO NA CRUZ. A NÃO SER QUE ELE TIVESSE ASSUMIDO A FUNÇÃO DE BODE, OU DE NOVILHO OU DE SERPENTE.

MAS, SE JESUS ASSUMIU TODAS AS FUNÇÕES DOS RITUAIS DE SACRIFÍCIOS DE OFERTAS PELO PECADO, ENTÃO ELE TERIA QUE SER CHAMADO NÃO SOMENTE DE CORDEIRO DE DEUS, MAS TAMBÉM, DE BODE EXPIATÓRIO E DE NOVILHO EXPIATÓRIO. POIS O PRINCIPAL ANIMAL OFERECIDO PELOS PECADOS DO POVO ERA O BODE. E HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE BODE E CORDEIRO.

EXISTE UM GRANDE EQUÍVOCO SOBRE O QUE PENSAM OS CRISTÃOS A RESPEITO DA FINALIDADE DA OBRA DE CRISTO, AO VIR A ESTE MUNDO, PADECER E MORRER NUMA CRUZ.

O QUE MUITOS FICARÃO SABENDO, AQUI, É O GRANDE CONTRASTE EXISTENTE ENTRE OS RITUAIS DE SACRIFÍCIOS DA LEI MOSAICA E O SEU SUPOSTO CUMPRIMENTO NA PESSOA DE JESUS DE NAZARÉ.

O QUE VOU FALAR, AQUI, PODERÁ CHOCAR MUITAS PESSOAS. MAS, A INTENÇÃO DESTE BLOG É REVELAR FATOS SOBRE A BÍBLIA QUE OS PADRES E PASTORES NÃO TÊM CONHECIMENTO, E SE OS TEM, NUNCA FALAM PARA OS FIÉIS.

MAS, NÃO SE DESESPERE! NADA ESTÁ PERDIDO! A HISTÓRIA DE CRISTO É VERDADEIRA. O SEU SACRIFÍCIO NA CRUZ FOI REAL. MAS O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE SUA MORTE AINDA É DESCONHECIDO PELA MAIORIA DOS CRISTÃOS.
***************************************************************************

Novilho Ruivo

.

.

.

.

.

PRIMEIRA PARTE

A prática de sacrifícios de animais remonta aos primórdios da humanidade. E praticamente todos os povos da antiguidade praticavam rituais religiosos, e um deles era de sacrifícios de animais.

Ninguém sabe exatamente quando e onde se originou a prática de sacrifícios animais, inclusive de humanos. Alguns garantem que Yavéh (YHWH), o Deus dos hebreus, era um dos deuses do panteão caldeu, na Mesopotâmia. E que a exigência de sacrifícios de animais que Ele fazia aos hebreus era a mesma praticada pelos deuses da Caldéia.

Terá, pai de Abrão, era de Ur dos Caldeus, e foi com sua família habitar em Harã, terra de Canaã (Gênesis 11:31). Foi lá que Yavéh apareceu a Abrão e o instruiu a sair da casa de seu pai para habitar em uma terra mais distante (Gênesis 12). Logo de início, Abrão sacrificou a Yavéh, pois o relato bíblico diz que ele ergueu um altar (Gên. 12:7-8). Em Gênesis 15:7 Yavéh diz que foi Ele quem tirou Abrão de Ur dos caldeus, para lhe dar a terra de Canaã em herança. Em seguida, vemos Yavéh citando os nomes dos animais que deveriam ser imolados em sacrifícios: uma novilha de três anos, uma cabra de três anos, um carneiro de três anos, uma rola e um pombinho. Porém, estes animais não eram para ser oferecidos como oferta pelo pecado, mas, sim, imolados e sacrificados em holocausto, como cheiro suave ao Yavéh. Na ocasião, o sacrifício de Abraão foi oferecido em holocausto, pois, já quase à noitinha, desceu fogo do céu e consumiu os animais.

“Quando o sol já estava posto, e era escuro, eis um fogo fumegante e uma tocha de fogo, que passaram por entre aquelas metades [dos animais esquartejados]” (Gên. 15:17).

Engraçado, que Abrão obedeceu a Yavéh, e inclusive lhe ofereceu sacrifício sem saber exatamente quem Ele era. Somente ao completar 99 anos, Yavéh aparece a Abrão, dizendo-se ser o Deus Todo-Poderoso, momento em que passa a chamá-lo de Abraão. Disse, também, que seria um Deus para Abraão e seus descendentes, e para isto, firmou um pacto, para que ele o obedecesse e o seguisse.

“Estabelecerei o meu pacto contigo e com a tua descendência depois de ti em suas gerações, como pacto perpétuo, para te ser por Deus a ti e à tua descendência depois de ti. Dar-te-ei a ti e à tua descendência depois de ti a terra de tuas peregrinações, toda a terra de Canaã, em perpétua possessão; e serei o seu Deus”. (Gên. 17:7-8).

Alguns estudiosos garantem que no texto original a frase é assim: “para te ser um deus a ti e à tua descendência depois de ti”.
 

A FINALIDADE DO DERRAMAMENTO DE SANGUE

Os cristãos sempre imaginaram que o derramamento de sangue dos animais em sacrifício fora exigido por Deus por causa do pecado de Adão e Eva. Mas a história não é bem assim.

Se fosse somente Yavéh que pedisse sangue de animais para remissão de pecados, estaria explicado este mistério.

No entanto, estudando os rituais das civilizações mais remotas da humanidade, podemos constatar que os desuses desses povos também exigiam sacrifícios de animais, inclusive sacrifícios humanos, de crianças, rapazes e moças virgens. E tais sacrifícios não eram nada para expiação de pecados, mas eram exigidos por puro capricho dos deuses, para satisfazer o ego ou aplacar a sua ira. Alguns garantem que o alimento dos deuses da antiga Caldéia, na Mesopotâmia, era sangue de animais. Por isso exigiam tantos sacrifícios.

Como prova de que os sacrifícios de animais não eram exigidos por causa dos pecados, vemos Yavéh afirmando que todos os primogênitos machos dos animais, como também dos humanos, seriam dele, e deviam ser oferecidos em holocausto. Note que estes primogênitos jamais eram oferecidos como oferta pelo pecado. Mas eram oferecidos como dádiva especial a Deus. (Ref.: Êxodo 13, Lev. xxx e Núm. 18).

“Separarás para o Senhor tudo o que abrir a madre, até mesmo todo primogênito dos teus animais; os machos serão do Senhor. Mas todo primogênito de jumenta resgatarás com um cordeiro; e, se o não quiseres resgatar, quebrar-lhe-ás a cerviz; e todo primogênito do homem entre teus filhos resgatarás. E quando teu filho te perguntar no futuro, dizendo: Que é isto? responder-lhe-ás: O Senhor, com mão forte, nos tirou do Egito, da casa da servidão. Porque sucedeu que, endurecendo-se Faraó, para não nos deixar ir, o Senhor matou todos os primogênitos na terra do Egito, tanto os primogênitos dos homens como os primogênitos dos animais; por isso eu sacrifico ao Senhor todos os primogênitos, sendo machos; mas a todo primogênito de meus filhos eu resgato”. (Êxodo 13:12-15).

A justificativa contida no texto bíblico, acima, parece ser razoável. E tudo indica que a prática de se exigir animais primogênitos em sacrifícios começou por causa da morte dos primogênitos da terra do Egito, tanto dos animais como dos homens.

Só que a verdade não é bem assim. Pois, logo no comecinho da Bíblia aparece Abel oferecendo em sacrifício os primogênitos do seu rebanho. Ora, não teria sido o próprio Deus Yavéh que teria instruído a Abel oferecer os animais primogênitos? Ora, se a ordenança da Páscoa e a lei de sacrifício dos primogênitos só aconteceram por causa da morte dos primogênitos do Egito, qual a justificativa para Abel ter oferecido os primogênitos do seu rebanho, e não outros animais mais velhos?

“Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta” (Gênesis 4:3-4).

Seria então este o motivo de Yavéh não ter aceitado a oferta de Caim, visto que não apresentou a Deus animais primogênitos, mas ofereceu os frutos de sua lavoura? Caim estaria procedendo mal por não ter oferecido sacrifícios de animais primogênitos?

“Mas para Caim e para a sua oferta [Yavéh] não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Então o Senhor perguntou a Caim: Por que te iraste? e por que está descaído o teu semblante? Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante?” – Gên. 4:5-7.

Muitos intérpretes afirmam que Abel não ofereceu os primogênitos de sua criação em holocausto, mas que apenas os apresentou como OFERTA diante do Deus Yavéh. Só que a expressão “e da sua gordura”, indica que Abel sacrificou, sim, os animais em holocausto e queimou a gordura sobre o altar.

Aos que ainda teimam em dizer que Abel não ofereceu seus primogênitos em holocausto, veja o caso de Noé, o mais próximo de Abel. De onde Noé tirou a idéia de sacrificar animais, se ainda não havia uma lei específica para isso? Quem o orientou a fazer isso? Não foi o próprio Deus Yavéh que o orientou a fazer isso?

“Edificou Noé um altar ao Senhor; e tomou de todo animal limpo e de toda ave limpa, e ofereceu holocaustos sobre o altar. Sentiu o Senhor o suave cheiro e disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem” (Gên. 8:20-21).

Quanto a Caim, pode ser que Deus não tenha atentado para sua oferta por ter tomado quaisquer frutos de sua lavoura. O que Yavéh queria eram os primeiros frutos da terra (as primícias). Em Êxodo 23:19 e Deut. 26:1-11 Yavéh determina que devam ser oferecidos as primícias da terra.

Parece até irônico Yavéh estabelecer a Páscoa em homenagem à morte dos primogênitos do Egito, pois disse que “por isso eu sacrifico ao Senhor todos os primogênitos, sendo machos”.

Na verdade, o que aconteceu no Egito, por ocasião da saída dos hebreus da escravidão, foi um GRANDE SACRIFÍCIO COLETIVO de primogênitos ao Deus Yavéh, que incluiu até os primogênitos dos homens.

E como forma de homenagear ou perpetuar o dia do grande sacrifício coletivo, Yavéh instituiu a Páscoa e a lei de oferta dos animais primogênitos dos filhos de Israel.

Simbolicamente, o sacrifício dos animais primogênitos do Egito funcionou como preço de resgate dos filhos de Israel, a fim de tirá-los da escravidão.

Mas, como se pode justificar que animais ou seres humanos inocentes tem que dar as suas vidas em favor de outros mais importantes?

*************************

SEGUNDA PARTE

(Esplanarei sobre os rituais de sacrifícios da Lei Mosaica) 

xxxxx

.

.

.

.

.

.

.

.

.

TERCEIRA PARTE

(Esplanarei sobre o sentido esotérico da morte de Cristo)

xxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Alguns itens:

* Jesus Cristo, sendo o CORDEIRO de Deus, não morreu pelos pecados do povo (humanidade), porque, na Lei Mosaica, “cordeiros” nunca foram oferecidos em sacrifícios como OFERTA PELO PECADO.

* Os animais que eram oferecidos como OFERTA PELO PECADO eram o BODE e o NOVILHO. Eram imolados sobre o altar dentro do Santuário, no lugar santo. E somente algumas partes das entranhas e a gordura eram queimadas em holocausto sobre o altar. Porém, suas carnes eram sacrificadas em holocausto fora do arraial e fora do Santuário.

* A seguinte frase proferida por João é um grande equívoco:

  “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

Cordeiro nunca foi usado como oferta pelos pecados do povo.

* Cordeiros ou carneiros eram oferecidos em HOLOCAUSTO, como ofertas pacíficas, e de suas carnes Arão e seus filhos podiam comer. Geralmente, toda a carne do cordeiro oferecido em holocausto era consumida pelo fogo. Veja o que diz Lev. 8:18-21. Carnes de animais oferecidos como oferta pacífica, podiam ser comidas pelos sacerdotes. Já na festa da Páscoa, as carnes dos cordeiros (e de cabritos também) eram assadas e comidas pelo povo. 

* A finalidade do sacrifício não consumado de Isaque, não era para que Abraão obtivesse perdão dos seus pecados. Os holocaustos de cordeiros tinham como finalidade honrar a Deus, demonstrar amor e dedicação a Deus; ou serviam para aplacar a ira divina, como no caso das ofertas pacíficas.

A declaração de Jesus em Mateus 26:28 só seria verdadeira se ele estivesse assumindo a função de bode ou de novilho expiatório.

“Pois isto é o meu sangue, o sangue do pacto, o qual é derramado por muitos para remissão dos pecados”.

Veja bem. Em Hebreus 13:12 é dito que “Por isso também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta”. Ora, os animais oferecidos em sacrifícios fora do arraial do Santuário eram novilhos e bodes. Cordeiros eram oferecidos sobre o altar dentro do Santuário.

O próprio Jesus chega a citar o caso do sumo sacerdote Zacarias, filho de Baraquias, que foi morto pelos fariseus entre o Santuário e o Altar. Ora, se Jesus devia padecer como um CORDEIRO, sua morte teria que acontecer pelo menos como aconteceu com Zacarias: entre o Santuário e o Altar.

“Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que mataste entre o santuário e o altar” (Mateus 23:35).

* Animais fêmeas, como cabras, vacas e ovelhas nunca foram usados em sacrifícios como oferta pelos pecados graves.

A não ser que aceitemos o sentido esotérico da coisa, aí sim, podemos compreender esse mistério. Mas a maioria dos cristãos, por preconceito, não atentam para esse fato.

* O sentido esotérico é este: Jesus Cristo, Cordeiro de Deus, assumiu a função de bode ou de novilho expiatório.

* A serpente de bronze que Moisés levantou no deserto para anular o veneno das serpentes abrasadoras não simbolizava Jesus Cristo. Mas, se atentarmos para o sentido esotérico, aí sim, podemos entender que Jesus assumiu a função de serpente, símbolo de Satanás, Lúcifer, o grande Dragão.

* Falarei sobre os dois bodes oferecidos em oferta pelo pecado, e o bode que era levado para AZAZEL, o espírito do deserto. (Lev. 16)

Muitos dizem que o Antigo Testamento não cita livros apócrifos. Só que a história de AZAZEL encontra-se no Livro de Enoch. Azazel era líder dos anjos vigilantes (anjos caídos), aquele que adentrou no Jardim do Eden e seduziu Eva, e a tentou, para que comesse do fruto proibido.

Azazel não é outro, senão Lúcifer. Jesus foi ao encontro de Azazel, no deserto, e lá foi atormentado por este espírito do mal.

* Quem devia levar os pecados da humanidade sobre si era Lúcifer (o bode), autor do pecado. Satanás não sabia que o motivo da vinda de Jesus ao mundo era para tomar o seu posto, e assumir o papel de bode expiatório em favor da humanidade.

* Animais fêmeas nunca foram oferecidos em sacrifício pelos pecados graves, mas apenas por por pecados menores e pela culpa.

* Saiba porque a citação de Atos 8:32 está errada e a de Isaías 53:7 está correta.

* O grande contraste: Jesus Cristo disse que “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna” – João 6:54.

Ora, pela Lei, da carne e do sangue dos animais oferecidos como oferta pelo pecado e cujo sangue era espargido no altar do Santo dos Santos, Arão e seus filhos não podiam comer, porque era abominação, e eram expressamente proibidos de se comer. Se Jesus Cristo se ofereceu em sacrifícios pelos pecados da humanidade, como podemos comer de sua carne?

* Por que na sexta-feira da paixão a Igreja Católica proibe os cristãos de comer carne? Seria pelo fato de Cristo ter morrido neste dia, sendo oferecido em sacrifícios pelos pecados do povo? Mas, se foi isso, por que servem a hóstia na missa simbolizando o corpo de Cristo?

* Falarei exaustivamente sobre o capítulo 27 de Levitico, especialmente sobre os versículos 28 e 29, comparando com o caso inusitado do oferecimento da única filha de Jefté em sacrifício a Yavéh (Juizes 11:30-38).

O capítulo 27 de Levítico trata da lei dos votos e das coisas que eram devotadas ao Deus Yavéh. Haviam dois tipos de votos: um simples, onde aquilo que se oferecia podia ser resgatado por certa quantia de dinheiro, e um  especial (sagrado), onde não havia preço de resgate. E que se fosse um animal (inclusive um ser humano) devia morrer (vide v.29).

Ora, se na Lei dos Votos está dito que uma pessoa devotada a Yavéh podia ser resgatada por certa quantia de dinheiro, por que então Jefté lamentou e chorou por ter oferecido a sua única filha em voto (sacrifício) a Yavéh, se ele mesmo podia resgatá-la, pagando certa quantia?

Se ele não podia resgatá-la, o caso era de um voto especial. E se foi um voto sagrado, então a filha de Jefté foi mesmo morta. Logo, este caso confirma Lev. 27:29??? Se confirma, então Yavéh aceitava sacrificios humanos. (Citarei referências onde Yavéh diz que nunca cogitou em exigir sacrifícios humanos).

Breve conclusão:

* Se Jesus Cristo se ofereceu como um CORDEIRO DE DEUS, então Ele não morreu pelos pecados da humanidade, porque na Lei, jamais cordeiros eram oferecidos como oferta pelo pecado.

Tem mais….

—————————————————————————-

A NOVILHA VERMELHA – UM SACRIFÍCIO ESTRANHO

Em Números 19:2-10 fala a respeito do holocausto de uma Novilha Vermelha. Mas, onde já se viu isso? Seria mesmo “vermelho” a cor deste animal? Ou seria uma novilha ruiva?

.

De acordo com Ezequiel 43:21 esse tipo de sacrifício teria que ser feito com um animal macho.

Se for novilha mesmo, este é o 4º caso de sacrifício pelo pecado, mas só que é um sacrifício diferente dos citados em Levítico 1 a 6, pois o todo o ritual é realizado fora do Santuário.

As cinzas dessa novilha serviam para purificar os utensílios do Santuário e também pessoas contaminadas.

Este é um caso estranho de sacrifício pelo pecado porque a gordura e os orgãos eram queimados todos juntos no altar fora do Santuário.

Há um hino evangélico que diz que Jesus é a Rosa Vermelha. Pura heresia, pois nem mesmo a Bíblia fala em rosa vermelha, ainda mais se referindo a Jesus. O certo seria dizer que Jesus é o Novilho Vermelho.

Alguns garantem que essa novilha vermelha foi sacrificada apenas uma vez, e que ela tipifica Jesus Cristo, que foi oferecido uma vez por nossos pecados e padeceu fora da porta.

De acordo com estudiosos judeus, 9 novilhas vermelhas foram sacrificadas durante a história de Israel, e que a 10ª está para nascer e ser sacrificada. Eles garantem que nos últimos anos já nasceram algumas novilhas vermelhas em Israel, mas elas tinham defeitos e não podiam ser usadas para sacrifícios.

Então, um dos sinais do fim dos tempos seria o nascimento dessa tal novilha vermelha???

Esse negócio de bezerra vermelha é algo estranho na Bíblia, pois, no Apocalipse fala-se de uma besta (animal selvático ou boi selvagem) de cor vermelha. Apoc. 17:3.

“E vi uma mulher montada numa BESTA cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e que tinha sete cabeças e dez chifres”.

Tem uma coisa interessante. Sabemos que o Santuário ou Templo dos judeus foi destruído no ano 70 d.C., a profecia diz que esse Santuário será novamente edificado e purificado. Mas, quando isso irá acontecer?

A purificação do Santuario, segundo a profecia de Daniel, aconteceria após 2300 tardes e manhãs.

“Até duas mil e trezentas tardes e manhãs e o Santuário será purificado” – Daniel 8:14.

Só após esse período é que deverá nascer a Bezerra Vermelha, para ser sacrificada, a fim de purificar o Santuário?

Em Levítico 8:15 fala do ritual para purificação do altar com sangue de novilho.

Aguarde, que tem mais….!

Anúncios

20/04/2012 - Posted by | CASOS POLEMICOS, ESTUDOS BÍBLICOS, TEMAS DIFÍCEIS | , , , ,

5 Comentários »

  1. Com relação ao Arrebatamento, ainda não está bem esclarecido porque vem a ideia da glorificação dos corpos físicos dos cristãos , e isso vai ocorrer quando, antes ou depois da grande tribulação. Porque se for antes, a bíblia diz que com esses olhos ninguém verá mais ao Senhor então, como poderíamos participar do milênio sem poder ver o Senhor?

    Curtir

    Comentário por Gerso Gama | 30/11/2014 | Responder

  2. Meu caro amigo sua lista de interrogações é muito extensa, mais vejo que vc precisa de esclarecimentos, porem não terei tempo de explanar tudo agora, e pelo o que estou vendo acho que vc nem utiliza mais este site, porem se vc utilizar gostaria de poder conversar com vc, meu email esta no textbox do seu site, me escreva.
    1- Agora a cerca da (Lei ou Decálogo) foi escrito com a finalidade de conduzir a nação de Israel até Cristo conforme escrito pelo apóstolo Paulo.
    2- O Velho Testamento é um livro recheado de Simbologias e Tipos, alguns ritos e sacrifícios aponta para as obras de Jesus, como o dia da Expiação prescrito em Levítico 16, este rito é uma simbologia da obra expiatória de Jesus na cruz.
    Ao se dar em sacrifício Jesus realizou a simbologia:
    * bezerra ruiva -> Se tornou impuro para purificar a humanidade
    *cordeiro sacrificado -> Simbolizando o derramamento do seu sangue em benefício a humanidade caída(Is53.7)
    *cordeiro expiatório -> Ele tomando sobre si nossas culpas, ofensas contra Deus e levando sobre si. (Is 53.4)

    3- A questão de se assemelhar Jesus com um cordeiro, não quer dizer que João esteja errado, pois quando Abraão, foi sacrificar seu filho Isaac a Deus (Sacrifício que Deus não aceitou por ser humano), o elemento preparado por Deus para o sacrifício foi um cordeiro,o qual foi uma simbologia da morte substitutiva de Cristo, em lugar do pecador.

    4- O episódio do Egito,foi pelo motivo de que Deus deu ordem ao povo de Israel que sacrificasse um cordeiro para cada família, e que o seu sangue fosse passado nos umbrais das portas, para fazer diferenciação entre egípcios e hebreus, este simbolismo esta relacionado diretamente com o sangue de Jesus, pois quem esta sob a Nova Aliança do sangue de Jesus a morte não terá poder sobre ele pois como esta escrito ” Ainda que esteja morto vivera..”

    Por esse motivo João não se enganou ao chama-lo de Cordeiro de Deus, pois é ele quem foi imolado para nos livrar da morte.
    5- A questão da serpente, mais uma vez estamos diante de uma simbologia da qual a nação de Israel por ter pecado passou a sofrer uma ação corretiva de Deus, agora entenda, Deus retirou suas mõas abençoadoras de sobre eles e eles passaram a ser acometidos por serpentes venenosas, então Moisés orou a Deus que se compadeceu de Moisés, e pediu para que ele fizesse uma serpente de bronze, para que todos os que fossem picados pelas serpentes olhassem para a imagem da serpente em uma aste e fosse curado do veneno das serpentes.
    Simbologia:
    Serpente bronze = Jesus
    Haste = Cruz
    Veneno = pecado
    olhar para a serpente na haste = Olhar para o sacrifício de Jesus na cruz, o qual anula o efeito do veneno(PECADO),
    em nossas vidas.

    6- Agora falar de Tipos no Velho Testamento poderíamos fala de inúmeros mas falarei de apenas um, Moisés:

    Dispensação Mediador Sacrifício da aliança Lei Sacerdócio

    Lei Moisés De animais (Ex 24.8) Decálogo Arônico
    Graça Jesus Próprio (Icor11.25) Lei de Cristo Sacerdócio de Jesus
    (Gl5.14 , Jo13.34) (Hb6.20)

    Qualquer dúvida entre em contato:
    evaldinholiveira@gmail.com
    Presbítero Evaldo

    Curtir

    Comentário por Evaldo Oliveira | 22/03/2014 | Responder

  3. Jesus Filho de Deus,o seu sacrifício;se foi fora ou dentro do santuário não há controvérsias,ainda que considere a Bíblia como papel higiênico observe como Nela tudo se encaixa.Deus poderia ter pedido a Abraão que fizesse um santuário para que ele ofertasse seu filho a Ele,mas Deus não o fez.Em salmos 22:7,16 e 18 confira,não estou querendo lhe converter a nada.Observe em Isaías 49:6/ João 19;/Isaías 53. Conheço muitos judeus que acreditam que Yesua é Jesus,mas não professam por medo de serem expulsos de suas congregações e até de suas famílias. Eis aí o milagre!Pois através de Jesus veio a salvação também para os judeus que o rejeitaram.Leia em Romanos 1:2 a 29.Felizes são aqueles que não viram,mas creram no sacrifício vivo de Jesus. Nossas palavras tem poder,e isto está escrito na Thorá. Quando Jesus estava na cruz os judeus disseram:Que o seu sangue recaía sobre nossas cabeças e de nossa descendência. Lembra o Hittler fez aos judeus?Cumpriu-se o que eles desejaram lá na cruz.O própio Moisés não cumpriu a lei,e o único que cumpriu foi Jesus,e até hoje os judeus vivem debaixo da lei.Quer ver uma verdade?Faça um teste com Deus,veja se Jesus é Baal ou se é o verdadeiro filho de Deus.
    Deus te abençoe!E que ele possa abrir seus olhos,os seus ouvidos para que você sinta alegria. Amém. João E. M.

    Curtir

    Comentário por João Evangelista Morais | 28/11/2012 | Responder

  4. nada do q acontece hoje faz sentido, muitas coisas mudaram depois que cristo padeceu por nós, e assim como ele padeceu por nós todos nós padeceremos por ele, na sua volta, como escrito na biblia está não haverá nenhum se quer com fé nisso, e é oq já vemos, muita sorte as pessoas q pensam como o autor desse blog e o seguem na hora do juizo final q já é proximo!! ainda há tempo se quiserem mudar, mas não acredito mt nisso p ser sincero… sem mais…

    Curtir

    Comentário por simão " o pedro" , no qual edificou a igreja catolica e hoje se decepciona pelas coisas q dizem contra ela!! | 04/11/2012 | Responder

  5. gosto muito deste blog, coisas que eu tinha duvidas, já me encontrei. uma grande benção.

    Curtir

    Comentário por nilton | 16/10/2012 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: