MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

DE ACORDO COM O GENUÍNO EVANGELHO DE JESUS CRISTO, TODO PASTOR QUE RECEBE SALÁRIO FIXO DA IGREJA É MERCENÁRIO

***************(CONCLUÍDO – RELEIA E COMPARTILHE)***************
ALGUNS PASTORES BLOGUEIROS, TEÓLOGOS DE ARAQUE, ESTÃO PRECISANDO LEVAR UMAS DURAS PALAVRAS DA VERDADE PRA VER SE SE MANCAM E PASSEM A ENSINAR O QUE O EVANGELHO ENSINA, E NÃO AQUELES ENSINAMENTOS TENDENCIOSOS QUE ELES APRENDEM NOS SEMINÁRIOS.
DEPOIS DE LEREM ESTE ARTIGO, OS PASTORES MERCENÁRIOS IRÃO SE CONTORCER PARA TENTAR MOSTRAR QUE ELES ESTÃO CERTOS EM RECEBER SALÁRIOS E O QUE JESUS DISSE EM JOÃO 10:10 NÃO SE APLICA A ELES, MAS, AO DIABO.
************************************************************

“Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim será salvo; entrará e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.  Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas”. (João 10: 8-13).

Um dos ensinamentos mais básicos e claros de nosso Senhor Jesus Cristo, narrado no capítulo 10 do Evangelho de João, é ignorado por quase todos os pastores e líderes evangélicos pentecostais.

Muitos leem João capítulo 10, mas não atentam para o significado da palavra “mercenário”. Jesus chamou os falsos pastores de mercenários.

O texto narrado no capítulo 10 de João é interpretado de forma tendenciosa pelos pastores mercenários. Eles polarizam a narração apenas entre Jesus X Diabo. Enquanto que a narração foca os maus pastores de Israel, os doutores da Lei, que após o cativeiro babilônico passaram a exercer funções políticas e a acumular bens e riquezas. Jesus afirmou que “todos os que vieram antes de mim” – referindo aos sumo-sacerdotes de Israel – “são ladrões e salteadores”. Citarei mais na frente referências bíblicas onde Deus envia palavras duras contra os pastores de Israel, através dos profetas, por terem apascentado a si mesmos, esquecendo-se do povo.

O meu objetivo, aqui, não é acusar TODOS os pastores que recebem salários fixos das igrejas de serem levianos ou desonestos. O objetivo é mostrar, à luz do Evangelho, que o simples fato de um pastor receber salário fixo da igreja já o caracteriza como MERCENÁRIO, independentemente do significado ruim da palavra.

Sei que boa parte dos pastores que recebem salários fixos das igrejas são pessoas comprometidas com o rebanho, que zelam por suas ovelhas e não buscam proveito próprio e nem ostentam riquezas. Porém, apesar de tudo, de acordo com o ensinamento de João 10, eles não têm como escapar da alcunha de “MERCENÁRIOS”, pois está escrito que quem recebe salário para exercer o pastorado é MERCENÁRIO. Embora grande parte deles seja de pastores fiéis e honestos, porém, devem carregar este peso na consciência. A função pastoral no Cristianismo não deve ser remunerada, pois é uma função VOLUNTÁRIA, vinculada pelo amor, abnegação e compaixão pelas almas.

“Aos anciãos [pastores], pois, que há entre vós, rogo eu, que sou ancião com eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, não por força, mas espontaneamente segundo a vontade de Deus; nem por torpe ganância [isto é, exigindo salário], mas de boa vontade” (I Pedro 5:1-2).

Se um pastor recebeu uma missão imposta por Deus para pregar o Evangelho, então ele tem o direito de cobrar salário para realizar a missão; ele tem o direito de ser mercenário. Mas, se ele se coloca voluntariamente à disposição para anunciar o Evangelho e pastorear, aí sim, ele não deve receber salário por isso; e isso o caracteriza como bom pastor e verdadeiro cristão.

Direito ao sustento todos os pastores têm, inclusive sua família, seja alimento, roupa e calçado. Mas isso não significa receber salário fixo, muito menos tirado do dízimo, pois o dízimo não foi ordenado para assalariar pastor. O dízimo foi ordenado para PROVER MANTIMENTO, isto é, ALIMENTO, para os que administravam as atividades no Grande Templo, em Israel, atividades estas que eram diárias, vinte e quatro horas por dia, onde se ofereciam sacrifícios e mais sacrifícios pelo povo. Atualmente a atividade pastoral não exige tanto esforço como o era antigamente, pois não se oferecem mais sacrifícios de animais no templo. O sacrifício pastoral atualmente é jejum e oração, pregação e visita aos necessitados, aos hospitais e presídios, MAS SEM COBRANÇA DE DÍZIMOS OU SALÁRIO FIXO PARA FAZER TUDO ISSO. Na dispensação da Lei era uma coisa; na dispensação da Graça o labutar pastoral é diferente.

“Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que servem ao altar, participam do altar? Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho” (I Cor. 9:13).

Os pastores mercenários ensinam que o que é “sagrado” é o dízimo em dinheiro vivo. Ora, EVANGELHO não é DINHEIRO, não é comércio, não é  atividade para se barganhar riquezas, não é atividade para que se tire proveito próprio. Viver do Evangelho é sinônimo de carregar a cruz; significa padecer por amor a Cristo e por amor às almas. Não é nada de vida fácil, tranquila e abastada materialmente.

Paulo foi uma exceção, pois a obrigação para pregar o Evangelho foi uma missão imposta por Jesus. Apesar disso, ele tinha plena consciência do ensino de Cristo, e não aceitou receber salário e nem receber dízimos. Paulo nunca recebeu dízimos. Se a antiga Lei tinha sido abolida, como ele mesmo falou, então estava também abolida a Lei dos dízimos. No Novo Testamento não há ensino sobre os dízimos. Se Paulo fosse mercenário, ele se ocuparia de escrever um livro ou um capítulo inteirinho falando sobre a prática dos dízimos. Atualmente, esse negócio de escrever sobre a validade dos dízimos é praxe dos pastores mercenários.

Embora Paulo tenha dito que a missão de pregar o Evangelho foi uma obrigação lhe imposta por Deus, por motivo de ele ter perseguido os cristãos, mas ele, tendo a consciência firme, não aceitou receber salário, pois, se recebesse, apenas estava incumbido de uma mordomia e não teria direito de receber recompensa no Céu, pois já teria recebido sua recompensa nesta vida. Por isso, a atividade pastoral deve ser isenta de remuneração, pois essa atividade deve ser VOLUNTÁRIA, caracterizada pela abnegação e pelo amor.

“Se, pois, o faço de vontade própria, tenho recompensa; mas, se não é de vontade própria, estou apenas incumbido de uma mordomia. Logo, qual é a minha recompensa? É que, pregando o evangelho, eu o faça gratuitamente, para não usar em absoluto do meu direito no evangelho” (I Cor. 9:17-18).

Paulo bem podia usar do seu direito no Evangelho como pastor mercenário, como ele próprio diz, para barganhar, para tirar proveito e pedir salário para cumprir a MISSÃO QUE LHE FOI IMPOSTA. Mas ele não se aproveitou do direito em que a missão imposta lhe garantia. O seu pensamento de pastor mercenário poderia ser assim: “Está bem, eu vou pregar o evangelho, mas quero ser bem pago, pois irei passar muita vergonha diante do povo, porque antes os perseguia e prendia, e agora me ordenas a fazer o contrário. Então, como recompensa, quero receber todos os meus direitos para realizar essa terrível missão que me é imposta”.

No final deste artigo irei indicar o que as igrejas devem fazer para auxiliar os pastores e suas famílias em suas “necessidades básicas”.

Continue lendo

Anúncios

24/08/2014 Posted by | MENSAGENS ESPECIAIS | | 6 Comentários

TEORIA DA CONPSIRAÇÃO QUE ENVOLVE MARINA SILVA

**********************************************************
O CONTROLE IMPERIALISTA DA GRANDE BESTA – OS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA DO NORTE -, SOBRE OS PAÍSES LATINOS AMERICANOS QUE NÃO REZAM NA SUA CARTILHA, MOSTRA MAIS UMA VEZ SUAS GARRAS AQUI NO BRASIL.

TEM GENTE OTÁRIA QUE CHEGA A IMAGINAR QUE A PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF TENHA MANDADO DERRUBAR O AVIÃO DO EX-PRESIDENCIÁVEL EDUARDO CAMPOS, PARA TIRAR PROVEITO POLÍTICO. MAS QUE VANTAGEM? QUE PROVEITO? PESSOAS QUE PENSAM ASSIM SÃO TÃO TAPADAS E DESINFORMADAS, QUE NÃO ENXERGAM UM PALMO ADIANTE DO NARIZ, EM SE TRATANDO DE POLÍTICA, NO BRASIL E NO MUNDO.

O EX-CANDIDATO EDUARDO CAMPOS SERIA O “HERDEIRO NATURAL DE LULA”. ELE NÃO GANHARIA A ELEIÇÃO ESTE ANO. MAS, PROVAVELMENTE, EM 2018, LULA O FARIA SER ELEITO PRESIDENTE DO BRASIL, PARA CONTINUAR O CICLO DE MUDANÇAS QUE O BRASIL VEM EXPERIMENTANDO DESDE 2002. EDUARDO CAMPOS ERA SOCIALISTA; SEU PARTIDO, PSB, É DE IDEOLOGIA SOCIALISTA/COMUNISTA, COM ÊNFASE NA DISTRIBUIÇÃO DE RENDA E NÃO-PRIVATIZAÇÃO DAS ESTATAIS.

O AVIÃO QUE VITIMOU EDUARDO CAMPOS, SEM DÚVIDAS, FOI SABOTADO. HAVIA INTERESSES ESCUSOS DE GENTE QUE NÃO QUERIA QUE ELE CRESCESSE, A TAL PONTO DE SE TORNAR UM SEGUNDO LULA. TIRANDO ELE DO CAMINHO DE MARINA, FICARIA MAIS FÁCIL TORNAR O BRASIL MARIONETE DOS AMERICANOS. MARINA NÃO É FLOR QUE SE CHEIRE.

EDUARDO CAMPOS DEVERIA SABER QUE O AVIÃO EM QUE VIAJAVA ERA DE FABRICAÇÃO AMERICANA. CULPA DELE MESMO, POR SER INGÊNUO.

MARINA SILVA, POR MAIS BOA INTENÇÃO QUE TENHA, TENTANDO SER PRESIDENTE DO BRASIL, NÃO PASSA DE UMA MARIONETE. É MUITO INGÊNUA.

MARINA SE METEU NUM NINHO DE COBRAS, DE POLÍTICOS PROFISSIONAIS. ELA ENTROU NA MAIOR ENRASCADA DE SUA VIDA. A MÍDIA GOLPISTA E JORNALISTAS MAL-INTENCIONADOS, TENTANDO USÁ-LA COMO “BOI DE PITINHA” – SÓ PARA DISTRAIR -, PARA LEVAR AÉCIO NEVES AO SEGUNDO TURNO, CONTRA A DILMA, DERAM TIRO NO PRÓPRIO PÉ; OU, O TIRO SAIU PELA CULATRA.

AGORA, O FEITIÇO VIROU CONTRA O FEITICEIRO. UM DOS BLOGUEIROS MAIS DESONESTOS COM A INFORMAÇÃO, PUXA-SACO DA DIREITA CONSERVADORA – REINALDO AZEVEDO -, VEM BATENDO NA MARINA TODOS OS DIAS EM SEU BLOG. PORQUE VIU AMEAÇADA A ELEIÇÃO DE SEU CANDIDATO, AÉCIO NEVES.

GENTE DO PSB JÁ DISSE QUE MARINA ESTÁ USANDO A SIGLA PARTIDÁRIA COMO “HOSPEDEIRO”. MARINA CRIOU PROBLEMAS NO PV. TENTOU CRIAR SEU PRÓPRIO PARTIDO, MAS NÃO TEVE ÊXITO. POR ÂNSIA DE SE TORNAR VULTO IMPORTANTE NA POLÍTICA NACIONAL, JUNTOU-SE A EDUARDO CAMPOS. A MÍDIA GOLPISTA TAMBÉM TEVE PESO AO FORÇAR MARINA A SAIR CANDIDATA, PORQUE SÓ ASSIM PODERIA LEVAR O CANDIDATO AÉCIO NEVES AO SEGUNDO TURNO. MAS, DERAM-SE MAL. MARINA ESTÁ NO MATO SEM CACHORRO. ESTÁ NUM NINHO DE COBRAS.

MESMO QUE MARINA FOSSE ELEITA PRESIDENTE DO BRASIL, ELA NÃO CONSEGUIRIA GOVERNAR DO JEITO QUE ELA PRETENDE. A PRIMEIRA COISA QUE OS SEUS CORRELIGIONÁRIOS IRIAM PENSAR ERA ATENTAR CONTRA SUA VIDA. MARINA NÃO É DO PSB. ELA É UMA CANDIDATA INTRUSA, NUMA SIGLA CUJOS CABEÇAS NÃO COADUNAM COM SUAS IDÉIAS. MARINA ESTÁ SENDO USADA E MANIPULADA. DEPOIS, ELA SERÁ DESCARTADA.

MARINA FICOU EM MAUS LENÇÓIS AO AFIRMAR QUE FOI A PROVIDÊNCIA DIVINA QUE A LIVROU DE TER ENTRADO NO AVIÃO JUNTO COM EDUARDO CAMPOS. SE ASSIM FOI, ENTÃO DEUS ENVIOU EDUARDO CAMPOS PARA A MORTE E LIVROU MARINA, A UNGIDA. ENTÃO É ISSO: DEUS TIROU EDUARDO DO CAMINHO DE MARINA SILVA, PARA QUE ELA TOMASSE O SEU LUGAR COMO CANDIDATA A PRESIDENTE. AÍ OS CRENTES DE ARAQUE ACHAM ISSO LINDO! BABACAS!

ESTOU RINDO À BESSA DOS LÍDERES EVANGÉLICOS DO BRASIL QUE APOIAM MARINA SILVA! POIS O CANDIDATO A VICE DE MARINA SILVA É A FAVOR DO HOMOSSEXUAIS E DO CASAMENTO GAY. ELES NÃO SABEM MAIS PARA ONDE CORRER: SE APOIAM MARINA SILVA OU APOIAM AÉCIO NEVES. SE CORRER, O BICHO PEGA; SE FICAR, O BICHO COME!

E PARA INFORMAR MELHOR, OS PREZADOS LEITORES, REPRODUZO AQUI IMPORTANTE ARTIGO SOBRE CONSPIRAÇÃO ENVOLVENDO A QUEDA DO AVIÃO DE EDUARDO CAMPOS. QUE ESSA INFORMAÇÃO FIQUE PARA HISTÓRIA.
**********************************************************

FONTE: Blog O Cafezinho

Uma boa teoria de conspiração

13082014124057 (1)

Continue lendo

22/08/2014 Posted by | CONSPIRAÇÃO, POLÍTICA | , , , , | Deixe um comentário