AS DIMENSÕES DA NOVA JERUSALÉM NÃO SÃO IGUAIS ÀS DO PLANETA TERRA

***(TEXTO ATUALIZADO E COM ACRÉSCIMO DE MAIS INFORMAÇÕES)***

As Dimensões da Nova Jerusalém Celestial NÃO são Iguais às do Planeta Terra

Li artigos na internet – que muitos ficam espalhando –, de que o volume da Nova Jerusalém Celestial (em forma de um cubo regular) é igual ao volume do Planeta Terra. Só que não é verdade. O volume da Terra é 100 vezes maior que o volume da Nova Jerusalém Celestial, se comparado com as descrições feitas pelo anjo no livro de Apocalipse de João.

No entanto, assim como a cidade de Grande Babilônia é símbolo do mundo caído, da Terra e seus sistemas políticos e religiosos, a cidade de Nova Jerusalém representa o mundo restaurado, o Novo Planeta Terra, que será o lar dos redimidos por toda a eternidade.

Mas, qual a finalidade deste artigo?

A finalidade é alertar os incautos sobre estudos comparativos das medidas da Nova Jerusalém Celestial que muitos andam divulgando com cálculos errados. O outro objetivo é mostrar que a cidade de Grande Babilônia (que representa o planeta Terra e seus sistemas de coisas) faz contraste com a Nova Jerusalém Celestial, que representa o Novo Planeta Terra Restaurado, lar dos redimidos. A comitiva dos 144 mil, que desce do céu como Noiva do Cordeiro, representa os Novos Governantes da Terra Restaurada.

A Nova Jerusalém

APOCALIPSE 21:9-17
9 E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.
10 E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a santa cidade de Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus,
11 tendo a glória de Deus; e o seu brilho era semelhante a uma pedra preciosíssima, como se fosse jaspe cristalino;

12 e tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.
13 Ao oriente havia três portas, ao norte três portas, ao sul três portas, e ao ocidente três portas.
14 O muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
15 E aquele que falava comigo tinha por medida uma cana de ouro, para medir a cidade, as suas portas e o seu muro.
16 A cidade era quadrangular; e o seu comprimento era igual à sua largura. E mediu a cidade com a cana e tinha ela doze mil estádios; e o seu cumprimento, largura e altura eram iguais.
17 Também mediu o seu muro, e era de cento e quarenta e quatro côvados, segundo a medida de homem, isto é, de anjo.

A MEDIDA DE DISTÂNCIA “ESTÁDIO”

João mediu a cidade até doze mil estádios, isto é, mediu apenas uma de suas três dimensões.

A medida linear “estádio” teve vários valores equivalentes em metros na cultura das civilizações antigas. Na Grécia um estádio equivalia a 175 metros; no Egito equivalia a 185 metros. Eratóstenes, o primeiro que calculou o diâmetro da Terra, usou o valor de 185 m. Ainda há outros valores para estádio: 192, 200, 210 e 222 metros.

Alguns exegetas bíblicos usam o valor de 200 metros para 1 estádio. Na Bíblia há várias passagens que falam dessa medida de distância: Lucas 24.13; João 6:19; 11:18; Apoc. 14:20; 21:16.

O CÔVADO HUMANO E O CÔVADO DIVINO

Em Apoc. 21:17 o texto diz que um anjo mediu o muro da cidade de Nova Jerusalém, que foi igual a cento e quarenta e quatro côvados, segundo a medida de homem, isto é, de anjo.

O côvado humano, usado por vários povos, e utilizado para medir as dimensões do primeiro Templo de Salomão, em Israel, equivalia a 48 cm. Na verdade esse valor variava entre 45 cm e 52 cm. Portanto, 48 cm seria a média do côvado humano.

Nos capítulos 40 a 48 de Ezequiel foram dadas as medidas do novo Templo que será reconstruído durante o Reino Milenar do Messias. Só que lá o côvado é maior. E é dito que é medida de anjo, assim como foi dito também em Apoc. 21:17.

Antes eu pensava que o côvado de anjo era maior por ele ter o braço maior que o do homem. Mas não é esta a explicação.

Na verdade, o côvado humano equivale a 6 mãos humanas (1 mão igual a 4 dedos, que igual a 8 cm). Então, o côvado humano seria de 48 cm. Já o côvado de anjo, ou côvado divino equivale a medida de 7 mãos. Portanto, o côvado de anjo seria de 56 cm.

O número 6 é relativo ao homem, ser imperfeito, incompleto. Porém, o número 7 é o número relativo a Deus e aos anjos, seres perfeitos. A Nova Jerusalém é uma cidade de perfeição. Por isso o côvado usado nas suas medidas equivale a 7 mãos. O côvado divino, ou de anjo, neste caso, mede 56 cm.

Pegue uma régua e meça. Você vai ver que 1 côvado humano é igual a 6 mãos, ou 48 cm.

**********
A MEDIDA DA ÁREA E DO MURO DA NOVA JERUSALÉM SEGUNDO O ENSINO ADVENTISTA

As medidas da Nova Jerusalém - Doutrina Igreja Adventista

Segundo a interpretação dos adventistas no manual de Estudos Bíblicos – Doutrinas Fundamentais das Escrituras Sagradas, da Igreja Adventista do Sétimo Dia (1984), o anjo só conseguiu medir a largura e o comprimento da Nova Jerusalém. Ou seja, os 12 mil estádios que ele mediu equivalem à soma das medidas dos quatro lados iguais. A altura, mesmo sendo igual, não foi incluída nesse número. Essas medidas são lineares. Sendo assim, cada lado equivale a 3 mil estádios. Os adventistas tomaram o valor de 200 m para a medida de 1 estádio: 3000×200=600000. Dividindo agora pela medida de 1 km, temos: 600000/1000=600. Ou seja, cada lado da cidade mede aproximadamente 600 km lineares. A área, portanto, mede 360.000 quilômetros quadrados. Se levarmos em conta que 1 estádio é equivalente a 185 metros, 12 mil estádios equivalerão a 2.220 km. E cada lado da cidade mediria 555 km lineares.

Você pode baixar esse Manual de Estudos Bíblicos dos adventistas no link, abaixo:

https://docero.com.br/doc/nns1cs1

No entanto, essa medida da área da Nova Jerusalém feita pelos adventistas é sem sentido. Pois, a cidade é um cubo. Essa área de 360.000 km2 refere-se apenas a uma das quatro faces do cubo. E uma população não pode ser distribuída nas partes laterais de um cubo. Se a cidade é um cubo, significa que ela tem a forma de um edifício quadrado. Neste caso, uma população teria que ocupar os andares do edifício. E quantos andares teria a Nova Jerusalém?

Considerando que a largura, comprimento e altura são iguais, e que cada dimensão mede 600 km lineares, e admitindo que cada andar seja de 3 metros de altura, temos: 600×1000=600.000 metros. Dividindo 600 mil metros por 3 m temos: 200.000 metros. Ou seja, a Nova Jerusalém teria 200 mil andares de 3 metros de altura. Agora, quanto ao número de quartos ou apartamentos em cada um dos andares, e quantas pessoas poderia comportar em cada quarto, não vou fazer estimativas. Tente você fazer. Segundo o cálculo errado dos adventistas, a Nova Jerusalém comportaria uma população vinte vezes superior à que hoje há sobre a Terra.

Porém, pode haver um erro de cálculo tremendo ou um equívoco sobre essas medidas da Nova Jerusalém dadas por João. O erro está na medida da muralha.

João disse que o anjo mediu a muralha, e ela tinha 144 côvados. Porém, ele não diz se essa medida foi do comprimento ou da altura da muralha ou de cada fundamento. Se esses 144 côvados referem-se à medida do comprimento da muralha, logo, percebe-se que tal medida é absurda. Pois, 144 côvados equivalem a 80 metros aproximadamente (144×56/100=80,64). E 80 metros de muro não dão para circular uma cidade 2.400 km de perímetro. Se esses 144 côvados (80 m) referem-se à altura do muro, tal medida não é tão absurda, nem desproporcional à altura do edifício, que é de 600 km. No entanto, esses 144 côvados pode estar se referindo apenas à medida de cada fundamento. Se são 12 fundamentos, ou seja, se a muralha tem 12 lados, então devemos multiplicar 144 por 12. Assim teremos 1.728 côvados, que dão 967,68 metros lineares. Mesmo assim, 968 metros são insuficientes para circundar uma cidade cujo o perímetro é de 2.400 km.

Quanto à minha interpretação, acredito que essa cidade Nova Jerusalém que desce dos céus, descrita por João pode ser duas coisas.

1) Pode ser uma cidade simbólica, descrita de forma fantasiosa por João, uma cidade toda feita de materiais preciosos, a qual representa o grupo dos salvos. As medidas dessa cidade estão relacionadas com o número 144, o mesmo número de judeus arrebatados (abduzidos) das 12 tribos de Israel espalhadas sobre a Terra. O número 144 é um número quadrado, o resultado da multiplicação de 12 por 12. Na descrição da cidade, João cita os números 12.000 (12×1000) e 144 (12×12). Portanto, esses números são relativos aos 144 mil judeus assinalados, os quais são a Noiva do Cordeiro. A Noiva representa a nata dos salvos. João foi levado pelo anjo a um alto monte e contemplou a santa cidade de Nova Jerusalém que descia dos céus sobre a Terra, como uma Noiva ataviada para o Noivo. Essa cidade simbolizava a própria comitiva dos 144 mil descendo sobre a Terra.

“E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. (…) E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro. E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a santa cidade de Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus” (Apoc. 21:2-10).

2) Pela descrição dada por João, podemos deduzir que essa tal cidade de Nova Jerusalém que ele contemplou descendo dos céus para a Terra, trata-se de uma grande nave-mãe, uma imensa nave de seres extraterrestres. Essa grande nave-mãe é o mesmo tabernáculo celestial contemplado por ele no capítulo 11, de dentro do qual ele viu sair a Arca da Aliança. Essa Arca da Aliança que ele disse ter contemplado, na verdade, trata-se do módulo espacial movido a propulsão, o qual transporta os seres extraterrestres para a Terra. A arca da aliança que Deus ordenou Moisés confeccionar era apenas uma réplica desse módulo espacial que transporta os seres extraterrestres. Essa nave-mãe não desce dos céus até tocar o solo. Ela fica suspensa no espaço. A claridade dela é tão forte que João disse que toda a Terra ficará iluminada e não haverá noite. Até o profeta Zacarias disse que quando Jesus retornar e pisar sobre o Monte das Oliveiras, haverá um grande clarão em toda a região do Oriente Médio, e não haverá noite. Esses seres alienígenas descem em módulos movidos à propulsão. Um desses módulos descia constantemente no Monte Horebe (Monte Sinai), o qual fazia grande estrondo e emitia muita fumaça. O profeta Ezequiel também contemplou esse módulo espacial vindo encoberto por uma nuvem de fumaça escura, o qual possuía turbinas que emitiam labaredas de fogo (Ezequiel 1 e 10).

“Abriu-se o santuário de Deus que está no céu, e no seu santuário foi vista a arca do seu pacto; e houve relâmpagos, vozes e trovões, e terremoto e grande saraivada” (Apoc. 11:19).

“Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; se o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, do oriente para o ocidente e haverá um vale muito grande; e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul. E fugireis pelo vale dos meus montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o Senhor meu Deus, e todos os santos com ele. Acontecerá naquele dia, que não haverá calor, nem frio, nem geada; porém será um dia conhecido do Senhor; nem dia nem noite será; mas até na parte da tarde haverá luz” (Zacarias 14:4-7).

“E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de luz de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumiará; e reinarão pelos séculos dos séculos” (Apoc. 22:5).

Veja este vídeo, onde um simples homem de Deus reconhece que a medida do muro da Nova Jerusalém é desproporcional ao perímetro da cidade. Ele entende que os 144 côvados se referem ao comprimento do muro, pois, o homem mediu primeiramente o comprimento e a largura da cidade. No entanto, se esses 144 côvados se refere à altura do muro da cidade, então, tal medida não é absurda. Na verdade, o muro teria que ter mais de 2.400 km de extensão para poder circular toda a cidade.


((https://www.youtube.com/watch?v=vp_-Yl8fiBM))

POR QUE A NOVA JERUSALÉM CELESTIAL PRECISA DE UM MURO DE PROTEÇÃO BEM ALTO, VISTO QUE NA NOVA TERRA NÃO HAVERÁ O MAL, NEM ALGO QUE POSSA AMEAÇAR OS REDIMIDOS?

O pastor Leandro Quadros, da Igreja Adventista, tenta justificar a existência do muro da Nova Jerusalém celestial com argumentos nada convincentes. Ele diz que a muralha serve apenas para dar impressão de segurança. Mas que na verdade a tal muralha não tem serventia para proteger os salvos contra supostos invasores.

E na verdade a Nova Jerusalém que desce dos céus pode ser uma grande nave-mãe extraterrestre. E a muralha pode ser apenas um adornou da cidade ou um elemento de segurança e proteção.

No entanto, essa Nova Jerusalém celestial também simboliza a velha cidade de Jerusalém aqui mesmo na Terra, durante o período do reino milenar do Messias, e também depois, quando a Terra for restaurada, após a guerra final do Armagedom. A cidade será fortificada com uma grande muralha, para que os redimidos possam habitar com segurança. Veja que João descreve uma muralha com 12 portas, e em cada porta havia um anjo para protegê-la da entrada de invasores indesejáveis. Em Apocalipse 21 diz que as portas da cidade não se fecharão, estarão sempre abertas. Porém, não poderá entrar nela nada impuro, e nada que a possa contaminar. A ela serão trazidas a glória e a honra das nações, ou seja, muitas riquezas, prestação de cultos e adoração ao Messias, o representante dos Deuses Santos na Terra.

“As nações andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória. As suas portas não se fecharão de dia, e noite ali não haverá; e a ela trarão a glória e a honra das nações. E não entrará nela coisa alguma impura, nem o que pratica abominação ou mentira; mas somente os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro” (Apoc. 21:24-27).

((https://www.youtube.com/watch?v=Gz3Hbst4nLI))

**********
O VOLUME DA NOVA JERUSALÉM E DA ESFERA DA TERRA

Considerando que a medida de 1 estádio equivale a 185 metros. Temos:

12000*185 = 2220000 metros lineares, que divididos por 1000 dão 2220 km.

Como a cidade é um cubo perfeito (Hexaedro Regular), o seu volume é obtido multiplicando-se as três dimensões: largura, comprimento e altura.

V = largura*comprimento*altura
V = 2220*2220*2220
V = 10.941.048.000 km3

       Nova Jerusalém Celestial                                     Planeta Terra
Cidade em forma de um Hexaedro Regular

Cubo               Esfera terrestre

      V = 10.941.048.000 km3                              V = 1.082.657.777.102 km3

O volume da Terra é 100 vezes maior que o volume da Nova Jerusalém, sem contar o volume da muralha.

Curiosidade: A largura da Nova Jerusalém mede 12 mil estádios. E o diâmetro do planeta Terra é de aproximadamente 12 mil km. Interessante relação!

A CIDADE INSCRITA NUM DODECÁGONO (MURALHA DE 12 FUNDAMENTOS)

A cidade de Nova Jerusalém é um cubo regular, e ele está inscrita num dodecágono, que no texto é dado por uma muralha de 12 fundamentos, cuja medida é igual a 144 côvados, isto é, 80 metros de altura (144*56 cm/100 = 80,64 m). No texto bíblico não está especificado se a medida da muralha, em côvados, refere-se à sua largura, ou à sua altura, ou a cada fundamento. Mas, acho que se refere à altura da muralha.

Se 144 côvados é a medida de cada fundamento, então, teremos 144*12 = 1728 côvados. Multiplicando-se 1728 côvados por 56 cm, teremos 96768 cm, que divididos por 100 vai dar 967,68 metros. Sendo, portanto, de quase 1 km o comprimento da muralha. Será que estou certo? No entanto, uma cidade de tão grande volume não pode ter um muro de 1 km de distância.

Muralha de 12 fudamentos e planeta Terra

VOLUME DO PLANETA TERRA

Agora vejamos o volume do Planeta Terra (volume da esfera terrestre).

O diâmetro polar médio da terra é de 12.713,56 Km; ou 12.714 km.

O diâmetro equatorial médio da terra é de 12.756 Km.

Como a Terra é um pouco achatada nos polos, o diâmetro polar é menor.

Outros afirmam que o diâmetro da Terra é de aproximadamente 12742 km (média).

Sendo, portanto, o raio igual a 6371 km.

Cálculo volume da Terra

Agora, vejamos o volume da Nova Jerusalém somado ao volume da muralha.

VOLUME DA ESFERA CIRCUNSCRITA AO CUBO DE ARESTA IGUAL A 2220 KM

Ocorre quando o cubo está no interior da esfera.
Vamos imaginar que a muralha de 12 fundamentos seja uma esfera igual a da Terra.

Cubo inscrito na esfera

O diâmetro da esfera é igual à diagonal do cubo.

A diagonal do cubo é igual a aresta vezes a raiz quadrada de 3 (a√3).

Diâmetro = a√3, e √3= 1,7.
D = 2220*√3
D = 2220*1,7
D = 3774 km. Logo, o raio da esfera circunscrita ao cubo é de 1887 km.

Portanto, o raio da muralha de 12 fundamentos é de 1887 km.

Sendo assim, vamos calcular o volume da cidade de Nova Jerusalém com sua muralha, imaginando que a muralha seja uma esfera.

Cálculo volume da N. Jerusalém com a muralha

Com isso, vemos que o volume da Nova Jerusalém sem as muralhas é de 10.941.048.000 km3 e com as muralhas/esfera é de 28.130.929.684 km3.

VOLUME DO CUBO INSCRITO NUMA ESFERA DE RAIO IGUAL A 6371 KM
OU VOLUME DO CUBO INSCRITO NA ESFERA DA TERRA

Cubo inscrito na esfera da Terra

O diâmetro da esfera é igual a diagonal do cubo, e a diagonal do cubo é dada pela aresta vezes a raiz quadrada de 3 (D=a√3).

Diâmetro é 2 vezes o raio. Logo, D = 12742 km. E o diâmetro é igual a diagonal do cubo.

Temos: 12742 = a√3
A raiz quadrada de 3 é aproximadamente 1,7.
Assim, a = 12742/1,7
Logo, 7495,3 km é o valor da aresta.

Como as arestas do cubo regular são iguais, temos que largura, comprimento e altura são iguais.

V = (7495)3 km3
V = 421.031.812.375 km3

Comparando:
Volume da esfera da Terra é de : 1.082.657.777.102 km3.
Volume do cubo inscrito na esfera da Terra é de 421.031.812.375 km3.

Concluímos que o volume do cubo inscrito na esfera da Terra é muito maior que o volume da Nova Jerusalém (10.941.048.000 km3), que é uma cidade em forma de cubo regular.

**********
A ANTIGA CIDADE DE BABILÔNIA E A NOVA JERUSALÉM

A antiga cidade de Babilônia faz contraste com a Nova Jerusalém Celestial.

Enquanto a Babilônia terrestre representa o mundo atual (a Terra e seus sistemas políticos e religiosos), a Nova Jerusalém Celestial representa o Novo Planeta Terra restaurado.

Vejamos o que se diz sobre a antiga cidade de Babilônia.

Babilônia (também chamada de Babele, Babel ou Babil) era uma cidade da Mesopotâmia, às margens do rio Eufrates, cujas ruínas hoje coincidem com a cidade de Al Hillah, capital da província de Babil, no Iraque a cerca de 80 quilômetros a sul da capital do país, Bagdá. Era a cidade sagrada do reino do mesmo nome em 2300 a.C. e capital do Império Babilônico em 626 a.C.. Babilônia foi um exemplo de uma grande metrópole, bem organizada e com um caráter multi-étnico e multi-religioso. A cidade foi conquistada por Ciro II da Pérsia, em 539 a.C., tornando-se a nova capital persa.[]

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Babil%C3%B4nia_(cidade)

Vejamos mais o que se diz sobre a grandiosa cidade de Babilônia:

A cidade estava situada em ambos os lados do rio Eufrates. Um sistema duplo de muralhas cercava Babilônia, fazendo-a parecer inexpugnável.

A fortificação interna, construída de tijolos de barro, consistia em duas muralhas. A muralha interna tinha 6,5 m de grossura. A muralha externa, situada a 7 m de distância, tinha cerca de 3,5 m de espessura. Estas muralhas eram reforçadas por torres defensivas, que também serviam para reforçar a estrutura das muralhas.

A fortificação externa ao leste do Eufrates foi acrescentada por Nabucodonosor II (que destruiu o templo de Salomão), cercando assim uma grande área da planície ao norte, ao leste e ao sul, para que aqueles que vivessem perto pudessem fugir para ali em caso de guerra. Esta fortificação externa também consistia em duas muralhas. A muralha interna, feita de tijolos não cozidos, tinha cerca de 7 m de espessura e estava reforçada com torres defensivas. Mais além dela, a uns 12 m, havia a muralha externa de tijolos cozidos, feita em duas partes, interligadas pelas suas torres: uma tinha quase 8 m de espessura, e a parte anexa tinha cerca de 3,5 m de espessura.

Nabonido ligou as extremidades da fortificação externa por construir uma muralha ao longo da margem oriental do rio. Esta muralha tinha cerca de 8,5 m de espessura e também tinha torres, bem como um cais de 3,5 m de espessura.

Heródoto, historiador grego do quinto século AEC, diz que o rio Eufrates era flanqueado em ambas as margens por um cais contínuo, separado da cidade propriamente dita por muralhas que tinham 25 portões. Segundo ele, as muralhas da cidade tinham cerca de 90 m de altura, 26,5 m de espessura e uns 95 km de comprimento. No entanto, parece que Heródoto exagerou os fatos a respeito de Babilônia. A evidência arqueológica mostra que Babilônia era muito menor em tamanho, sendo a fortificação externa muito menor em comprimento e altura. Não se encontrou nenhuma evidência para confirmar a existência dum cais beirando a margem ocidental do rio.

Havia ruas atravessando as cidades desde os portões nas muralhas maciças. O Caminho das Procissões, a avenida principal, era pavimentada, e os muros ao longo dela eram decorados com leões, dragões e touros, em símbolo dos deuses venerados. (FOTO, Vol. 2, p. 435) Nabucodonosor II consertou e ampliou o antigo palácio e construiu um palácio de verão a uns 2 km ao norte. Construiu também uma grande estrutura de arcadas, em fileiras sobrepostas umas às outras, conhecida como os Jardins Suspensos de Babilônia e famosa como ‘uma das maravilhas do mundo antigo’.

Esta vasta metrópole às margens do rio Eufrates era centro comercial e industrial de intercâmbio mundial. Além de ser importante centro manufatureiro, era depósito comercial para transações entre os povos do Oriente e do Ocidente, tanto por terra como por mar. De modo que suas frotas tinham acesso ao golfo Pérsico e aos mares longínquos.

FONTE: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000530#h=4

Observe que Heródoto estimou a altura da muralha em cerca de 90 metros.

A Nova Jerusalém, sem contar a muralha, tem um perímetro de 2.400 km (4*600), isso, considerando que a medida de 1 estádio seja de 200 m. Mas a altura da muralha não é especificada, embora acredite-se que seja de 80 metros (144 côvados, mas côvado divino).

===============================================================
OBS: Se tiver algum cálculo feito de forma errada, por favor, avisem-me. Se alguém souber de algum detalhe sobre as medidas da Nova Jerusalém que não falei aqui no post, por favor, indique para que possamos analisar.
===============================================================

————————–
Miquels7

Sobre Miquels7

Músico, educador, pensador, blogueiro irado. Quer saber mais? Então leia os meus artigos.
Esse post foi publicado em CASOS POLEMICOS, MISTÉRIOS DA BÍBLIA e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para AS DIMENSÕES DA NOVA JERUSALÉM NÃO SÃO IGUAIS ÀS DO PLANETA TERRA

  1. Shalom Aleichem!

    Irmão meu, por quê perturbar a tua alma contra YHVH Elohym? Por quê te levantas contra ti mesmo, condenando tua alma por um mero capricho? Ora, se és racionalidade pura, por quê então falastes tu, que os malachym, Hakodesh? Estes, que são os seres enviados das dimensões acima deste mundo para sustentarem cada um uma parte do universo em sua energia, fazendo o equilíbrio e a ponte entre os dois mundos, os quais trafegam por portais acima desta dimensão, que são os mundos superiores, os quais são 9, subdivididos em cada 3 partes para cada 1 mundo, os quais são limitados, cada qual para cada dimensão, segunda o seu nível de medida de Luz Divina, visto que YHVH os criou com medidas de glória diferentes. Ora, saiu o teu pé desta terra, e foi o teu espírito elevado até as alturas, para afirmar que não há Elohym nos céus? Teu espírito pois, contemplou os maravilhosos níveis diferentes de medida de Luz que são filtradas desde a Sala Do Trono, passando pelos pontos, pelas Shepyroth, até chegarem em nível tolerável na terra, para que a Glória da Luz Infinita do Ser Divino de YHVH não consumisse todo o universo em segundos? Pois, creio que tua afirmação esteja um tanto quanto equivocada, uma vez que, no início, falaste tu que esta é uma nova teologia, dizendo dela, que é uma visão totalmente racionalista a respeito da nossa Toráh, do Tanach e da Bryt Hadassah. Porém, a minha pergunta é simples: uma pessoa totalmente racionalista crê em anjos seres espirituais, os quais são os tais anjos que vocês chamam assim? Ora, pergunte a um ateu cientificista: – Crês em santos anjos? E ele lhe dirá – Isso é coisa da religião. Ora, a fé da Toráh não pode ser medida com simples religião. E, eu ainda irei além, e lhe direi algumas coisas, das quais talvez teu entendimento contradiga a si próprio em tua ignorância. Veja: que é ciência? Ora, ciência, traduzida do grego é conhecimento apenas; e não um método dogmático fantasioso de idealismo próprio de cada homem, os quais tentam achar respostas para o tamanho da sua insignificância diante a imensidão dos sentidos que proporcionam a vida. Chame isto de idealismo, de pré-suposições, de ideologia, de racionalismo científico, de filosofias racionais… Chame como quiser, menos de pura ciência. isto porque, ciência é apenas o estudo da natureza. O homem demanda alguma coisa no universo? Tolos! Pois não é o botânico maior do que a flor que ele estuda, a qual já contém em sua estrutura as respostas para a agitação desmedida do homem, o qual quer saber mais do aquilo que comporta o seu insignificante pensamento. Vós sois rebeldes contra YHVH Elohym! Sua verdade não entra em vós! Sois como gafanhotos voando e incomodando os ouvidos do nosso Senhor! E, eis que o mistério do sétimo milênio vem a vós; e o filho da perdição será revelado; e a ele, pois são homens materiais e não há nada de espiritual em vós, inclinareis os ouvidos para ouvir. Vossos corações são inclinados ao engano, a mentira; e por isso vós sois a geração do pecado, que afronta ao YHVH Eterno com vossas impertinências, sendo que sois meramente fracos, miseráveis, como formigas debaixo dos pés do Elevadíssimo YHVH Elohym, o qual no tempo certo, quando o tempo que está contado desde a eternidade debaixo dos céus se encerrar, então sereis esmagados sem piedade, pois sois maus; e por isso não merecem a glória prometida aos filhos da Luz. Não existe nada de racional na Toráh, pois os homens que a escreveram, assim como eu, fora do corpo viram e sentiram aquilo que escreveram em viagens celestiais do seu espírito, tendo seus espíritos arrebatados até os céus, ouviram e viram o que escreveram. Por isso esta palavra não entra em vós, pois sois carnais, materialistas e não há nada de luz em vós; mas sois filhos das trevas, todos vós que afrontais ao Criador YHVH Elohym.
    Teologia nova… Não há nada de novo em suas palavras: Hall’ el, que é Ha-Shatan, desde tempos memoráveis usa os seus filhos, que emprestam seus ouvidos e mentes a ele, pois não amam ao Senhor, para distorcer e escrever fantasias, que é um puro sincretismo e nada de racional tem, uma vez que mistura a questão filosófica com a questão espiritualista, desejando assim, por mera ciência racionalista, afrontar aos céus. Que YHVH tenha piedade da tua alma, por blasfemar contra El-Shadday, o YHVH Elohym, que é bendito eternamente. Amém!

    Curtir

    • Miquels7 disse:

      Vixe! Vc por acaso é um viajante do espaço? Um ser interplanetário? Vc já visitou outras dimensões dos céus para falar essas coisas, ou aprendeu tais maluquices na cabala?

      Rapaz, eu sou racional. Não ando fazendo minha cabeça com esses conhecimentos maléficos da cabala e do esoterismo. A kabbalah é um sistema de ensino da Besta 666. Procure no meu site o artigo onde mostro que a palavra Cabala significa 666. Para que a palavra Cabala dê o valor 666 os ocultistas a escreveram no alfabeto ocidental com dois B e um H no final: KABBALAH. Todos os sites que falam de Cabala empregam essa grafia Kabbalah.

      Para me conhecer e entender a minha linha de raciocínio vc tem que ler todos os textos deste site, os mais antigos.

      Boa leitura.

      Curtir

  2. NEILTON disse:

    então quer dizer que só o seu avião pousa de cabeça pra baixo, olhe bem se vc decola com o avião no polo norte e la na decolagem vc percebe que vc estar de cabeça pra cima, agora se vc viaja para o polo sul e o avião aterrissa na pista convém que vc está de cabeça pra baixo como é isso? isso sim que é doideira. portanto amiguinha se ligue enganaram vc desde o primário com a história de que a terra e bola, pense nisso! grande abraço a todos.

    Curtir

  3. Maycon Ventania da cunha disse:

    Gostei dos cálculos e a matemática prova que ela nunca erra, mas na tradução king james ele usa a média 185 nem tão exata pois no texto diz 2.200 km daria 183,3. E diz que na altura do muro da 65 metros

    Curtir

  4. Gui Lima disse:

    Só se esqueceram de uma coisa.
    Essa Nova jerusalém estará situada sobre “Novos Céus e Nova Terra”,ou seja,como diz nos textos,”As coisas antigas se passaram e eis que tudo se fez novo”.
    Dessa forma,essa Nova Jerusalém que João viu descer,ela desce numa configuração de Terra e Céu bem diferente do que vemos hoje. ( Novos ). Assim,não se encaixa nem no modelo Plano e nem Esférico.
    Essa Terra e céu como co nhecemos hoje vai passar,não existira mais…

    Curtir

    • Shalom Aleichem!

      Quando diz novos céus e nova terra, deves entender que está se referindo apenas a reorganização universal e a regeneração do próprio, pois eis que novamente haverá uma guerra santa. Porém, repare que, quando Yahuhanan está contemplando a cidade descendo, os tzadikim (justos) e kedoshim (santos) já estão dentro da cidade; e o Cordeiro está acima da cidade, pairando sobre o seu come com o seu ser de luz e corpo glorificado na unidão do Ser Divino de Luz do Pai, sendo novamente um Ser. E não, isto não quer dizer que Yahushua Hamashiach, este era O YHVH. Pelo menos não literalmente. Acontece que YHVH Elohym, fez do barro um corpo para si e pos dentro dele uma parte da Luz do seu Ser de Luz Infinita, para que a Luz de Eterno, bem como sua presença, estivessem na terra, porém, de maneira tolerável, para que não consumisse o universo imperito diante do fogo que de Luz que emana do seu Ser. Então, veja: Yahuhanan ainda diz: e eles cercaram a Santa Cidade, e fizeram guerra contro os kedoshim (santos) e contra o Cordeiro que estava acima dela. De maneira que, cuido eu, que se Adony Elohym não abreviasse aquele dia, eles entrariam na cidade e tomariam pela força. Não precisa muito: aqui Yahuhanan claramente relata que uma grande multidão de pessoas cercaram a Cidade Santa que desceu dos céus, já com os Kedoshim (santos) dentro dela, de modo que queriam fazer guerra contra eles. E, depois diz: mas Adonay Elohym fez fogo cair dos céus e os consumiu. Segue dizendo, depois disto, que foram abertos os livros, que é o das obras e o da vida. E, foram julgados segundo o que estava escrito nos livros. E, diz: e todo aquele que não estava com o seu nome escrito no livro da vida do Cordeiro, foi jogado no lago de fogo eterno, que arde com fogo e enxofre (esta é a segunda morte). Porém, ainda antes disto, houve a tribulação; e os anjos caídos, os quais aparecerão como as figuras terríveis do livro de Apokalypsy, assim como os gafanhotos medonhos, os quais também são anjos caídos, destruíram a terra. E, nisso, os Kedoshim estavam reinando com Yahushua nos céus durante 1000 anos (mesmo período em que se passa de paz na terra). Então, depois destas coisas é que, na ordem cronológica de acontecimentos, as quais a ordem bíblia não está, é que desde dos céus a Yahushalayym Shel Zahav (A Cidade Da Paz De Ouro De YHVH). Por isso, é que só depois do relato de Yahuhanan da descida da Santa Cidade dos céus, acontece o que relatei em cima, dos homens ímpios e filhos de satanás quererem fazer guerra contra o Cordeiro e contra os kedoshim (santos), justamente porque, quando a cidade desce dos céus, os justos já estavam lá dentro, pois já haviam sido arrebatados antes para lá, para com Yahushua reinarem por 1000 anos. Quando os 1000 anos se cumpre, aí então Yahushua, junto com os kedoshim (santos) dentro da cidade regressam para a terra, agora, para que se cumprisse o reino messiânico com os homens na terra. E, enquanto os justos e santos desfrutam de 1000 anos de reinado messiânico nos céus, na terra estará havendo o que as profecias chamam de falsa paz, que durará pouco. Sim, pois esta são as 70 semanas proféticas de Dany’ yahu, que, depois de tempos, tempo e metade de um tempo, a besta (o Anti Messias) que antes era um governador mundial pacífico, que aparentemente acabou com todos os problemas do mundo, fará cair sua máscara, revelando sua aparência medonha, perseguindo a todos. E, como é segundo a eficácia do próprio Ha-Shatan, tem controle das milícias de anjos caídos, os quais vão surgir aparentemente do nada. Quando Apokalypsy fala que deu a ele a chave do abismo; e do abismo saía fumaça e enxofre; e da fumaça que saia apareceram gafanhotos… E aí ele começa a tentar descrever a aparência dos supostos gafanhotos que via sair dele, ali não é gafanhotos, e sim uma classe de demônios. O Abismo, que ele abre é o próprio poço do inferno. E, quem abre é o próprio anjo do abismo (Satanás). Lembra, quando a Escritura Sagrada relata, depois que Yahushua Hamashiach ressuscita? Ele desce até o inferno, pisa na cabeça da serpente (figura simbólica de satanás), toma dele a chave do inferno e liberta almas em cativeiro. Ora, pois bem, esta é a mesma chave, que em Apokalypsy é dada ao anjo do abismo para abrir o abismo, de onde saem os gafanhotos, que na verdade são demônios. E, isto tudo acontecerá, depois das 70 semanas proféticas de Dany’ yahu. Este tempo, marca o tempo que levará para que o Anti Messias, o qual já estará governando sobre a terra, se revele como realmente é. E, aí então começará o verdadeiro Apokalypsy que lemos nas Escrituras, onde os homens não terão nem de dia e nem de noite sossego; onde procuraram, segundo o livro de Apokypsy a morte, se lançando de abismos, tentando tirar a própria vida, porém a morte fugirá deles… Temam, vós habitantes da terra que sois rebeldes contra YHVH Elohym! Pois estas coisas estão bem próximas de acontecer. E, este é o mistério que a mim revelou Adonay Elohym do sétimo milênio. Pois, quando o sexto milênio se findar, então já não haverá mais tempo para se arrepender. Pois está escrito: e eles clamarão, mas Eu não os ouvirei, pois os meus ouvidos estarão cerrados para o seu clamor. Estas coisas não aconteceram ainda. Mas, breve hão de acontecer. E, se quem mesmo saber, esperam, pois eu estou prestes a lançar um canal para revelar todas as coisas que O Senhor YHVH me revelou para este tempo. Pois eu sou judeu, nascido de mãe judia. Porém, fui adotado com os meus 2 anos de idade. Mas, sou um dos 7 mil remanescentes, preservado neste tempo para o cumprimento específico de conhecimentos celestes. Aqueles que quiserem ouvir as revelações específicas para este tempo; e os mistérios que fora do corpo a mim O Senhor revelou, me adicionem no Facebook ou no meu WhatsApp: 22998908294. E, chamem lá, pois estarei já montando uma lista de contatos, para que quando lance o canal, recebam o conteúdo de pronto. Bendito seja YHVH Elohym, O Majestoso e Glorioso Elohym, o qual não existe entre terra e céus, nem debaixo dela, nem em todo o universo, Elohym igual. Amém!

      Curtir

  5. aguimar disse:

    Parabéns pelos cálculos, isso nos dá uma dimensão da grandiosidade do nosso Deus e o que Ele tem preparado pra nós que o amamos acima de tudo e esperamos nEle.

    Curtir

  6. Luiz C Pirola disse:

    Embora a Nova Terra tem a aparência de um Cubo, não verifiquei sua área cúbica mas a área quadrada, espaço de superfície onde se pode andar. Como não há um padrão específico nem para estádio nem para covado. A bíblia N.V.I. (nova versão internacional) diz que 12.000 mil estádios corresponde a 2.200.000 metros já a B.V. (bíblia viva) diz que corresponde a 2.400.000 metros. Conta simples e rápida 2.400 km x 2.400 km = 5.760.000 km² cada superfície, são seis lados iguais portanto 5.760.000 km² x 6 = 34.560.000 km² segundo a Bíblia Viva.
    A área desta Terra é de 148.000.000 km² só de de superfície terrestre que corresponde a 29% de um total de 510.000.000 km².

    Curtido por 1 pessoa

  7. Edmilson Cruz disse:

    VALEU PELOS CÁLCULOS, TUDO NÓS LEVA A CRÊ QUE O PLANETA TERRA NÃO É UMA ESFERA DE ÁGUA, MAS PLANA COMO UMA PIZZA, A MAIOR PROVA É O QUADRADO PERFEITO DO TAMANHO DA CIDADE SANTA. ELA SÓ SE ENQUADRA NUMA TERRA PLANA. Sousa 100% terraplanista. A Deus seja todas as glórias.

    Curtir

  8. Otoniel Melo disse:

    Boa tarde. Interessante a abordagem matemática para buscar respostas na Bíblia. Gostaria de saber o nome do autor do artigo (só consegui identificar a o nome Miquels) e se confessa alguma crença e se essa crença aceita a Bíblia como Regra de Fé e Prática.

    Curtir

  9. Patrik Morais disse:

    Ola meu querido!!!
    Muito trabalho deve ter sido pra fazer tanta conta… Eu creio que devemos estudar as Escrituras. Mas não vamos tentar colocar a nossa sabedoria para interpreta-lá. Pois a sabedoria do Homem é loucura para Deus e também nós não entendemos a Deus (sabedoria de Deus é loucura para nós)
    Por isto devemos buscar Algo que é o Único que pode nos revelar. (Jesus disse: Quando o Espírito da verdade vier Ele vos guiará em toda Verdade… João 16:13) Então somente dessa forma (Receber o Espírito Santo) vamos poder entender os mistérios contidas nas Escrituras Sagradas. E Pedro após ter recebido Este Espírito Santo veio e mostrou a fórmula de Recebelo. (Atos 2:37 e 38).
    E sobre os 144mil só quero dizer que a Bíblia foi bem clara que não somos nós (Gentios) e sim judeus. (12 mil de cada tribo) A noiva é contida por todas as raças e de todas as nações da terra… Um forte abraço!!! Que Deus possa nos guiar por este caminho a nova Jerusalém.

    Curtir

  10. Debora disse:

    Eis que faço novos céus e nova terra.Isso muda tudo a nova jerusalém estará em uma nova terra portanto matemática nenhuma uma conseguiria definir pois ainda não sabemos o tamanho do planeta apos o milênio :) o importante é nos prepararmos para moral la amem.

    Curtir

  11. Antonio Mamede disse:

    Veja que matematicamente há uma relação perfeita entre a Nova Jerusalém e a circunferência da terra. A circunferência mede com perfeição o comprimento de 18 Novas Jerusalém segundo o lado do cubo. A diferença entre a perfeição matemática se dá por conta da largura do muro que não é mencionada. E depois a diferença pode ser atribuída a imperfeição do globo terrestre. Por outro lado a imperfeição de casamento dessas medidas se dá porque as medidas antigas tem variações entre si geográficas e temporais. Enfim as medidas de anjo e do ser humano são mesmo diferentes. Num caso o covado tipifica a distancia entre dedo da mão e cotovelo, assim é variável de uma pessoa para outra, embora a morfologia humana seja bem proporcional.
    Se víssemos um veiculo do futuro a que o compararíamos para explicar se dispuséssemos apenas da palavra escrita? Se víssemos uma arma de guerra compararíamos a dragões? O que significa esse cubo? Podemos dizer sem errar que significa um espaço dimensional onde as coisas acontecem. A forma dimensional é cúbica porém certamente adaptável a morfologia esférica da terra.
    Isaías explica que Deus criou inicialmente uma tenda para neles habitar. Veja a bíblia em Isaías lá pelo capitulo 40. Criou o céu e a terra. Os dois juntos. Um espaço dimensional chamado céu e um espaço chamado terra. Ali entendemos que uma tenda significa uma forma tipo uma calota? Por que não um cubo? A forma então é energética que depende da interação entre os elementos. Isso é fácil para Deus e difícil ao ser humano limitado entender.
    O que interessa entender é que a ação de Deus sobre a terra para não destruir a mesma numa ação de arrebatamento, para interagir apenas entre salvos e não salvos , atender a todas as regiões do planeta seja nas profundidade, superfície e altura da terra, num momento só dependerá de uma ação energética sobre a terra na qual os salvos terão suas energias recompletadas neste espaço que virá….Assim a Nova jerusalém virá sobre a cidade de Jerusalém e energeticamente agirá sobre toda a terra. A matemática das medidas aponta para isso.
    Enfim falaríamos muito sobre isso…mesmo que não provemos nada ou nossas especulações filosóficas redundem em nada, mostramos na verdade que amamos a Deus e que queremos entender suas ações presentes e futuras. Longe de querer mudar as escrituras queremos entende-las.
    Um forte abraço.
    Antonio F Mamede

    Curtir

  12. Abdeel disse:

    Cara depois de tanto calculo não entendi nada!era só dizer que a cidade equivalia a uns 8 ou 9 continente ameericano e colocasse quntos bilhoes de habitantes caberiam la: sua explicação cientifica me confundiu de vez

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s