MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

As Dimensões da Nova Jerusalém Celestial NÃO são Iguais às da Terra

As Dimensões da Nova Jerusalém Celestial NÃO são Iguais às do Planeta Terra

Li artigos na internet, que muitos ficam espalhando, de que o volume da Nova Jerusalém Celestial (em forma de um cubo regular) é igual ao volume do Planeta Terra. Só que não é verdade. O volume da Terra é 100 vezes maior que o volume da Nova Jerusalém Celestial.

No entanto, assim como a cidade de Grande Babilônia é símbolo do mundo caído, da Terra e seus sistemas políticos e religiosos, a cidade de Nova Jerusalém representa o mundo restaurado, o Novo Planeta Terra, que será o lar dos redimidos por toda a eternidade.

Mas, qual a finalidade deste artigo?

A finalidade é alertar os incautos sobre estudos comparativos das medidas da Nova Jerusalém Celestial que andam divulgando com cálculos errados. O outro objetivo é mostrar que a cidade de Grande Babilônia (que representa o planeta Terra e seus sistemas de coisas) faz contraste com a cidade de Nova Jerusalém Celestial, que representa o Novo Planeta Terra Restaurado, lar dos redimidos. A comitiva dos 144 mil, que desce do céu como Noiva do Cordeiro, representa os Novos Governantes da Terra Restaurada.

Apocalipse 21:9-17

9 E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.
10 E levou-me em espírito a um grande e alto monte, e mostrou-me a santa cidade de Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus,
11 tendo a glória de Deus; e o seu brilho era semelhante a uma pedra preciosíssima, como se fosse jaspe cristalino;
12 e tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel.
13 Ao oriente havia três portas, ao norte três portas, ao sul três portas, e ao ocidente três portas.
14 O muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles estavam os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.
15 E aquele que falava comigo tinha por medida uma cana de ouro, para medir a cidade, as suas portas e o seu muro.
16 A cidade era quadrangular; e o seu comprimento era igual à sua largura. E mediu a cidade com a cana e tinha ela doze mil estádios; e o seu cumprimento, largura e altura eram iguais.
17 Também mediu o seu muro, e era de cento e quarenta e quatro côvados, segundo a medida de homem, isto é, de anjo.

———————————————-

A MEDIDA DE DISTÂNCIA “ESTÁDIO”

João mediu a cidade até doze mil estádios, isto é, mediu apenas uma de suas três dimensões.

A medida linear “estádio” teve vários valores equivalentes em metros na cultura das civilizações antigas. Na Grécia um estádio equivalia a 175 metros; no Egito equivalia a 185 metros. Eratóstenes, o primeiro que calculou o diâmetro da Terra, usou o valor de 185 m. Ainda há outros valores para estádio: 192, 200, 210 e 222 metros.

Alguns exegetas bíblicos usam o valor de 200 metros para 1 estádio. Na Bíblia há várias passagens que falam dessa medida de distância: Lucas 24.13; João 6:19; 11:18; Apoc. 14:20; 21:16.

O CÔVADO HUMANO E O CÔVADO DIVINO

Em Apoc. 21:17 o texto diz que um anjo mediu o muro da cidade de Nova Jerusalém, que foi igual a cento e quarenta e quatro côvados, segundo a medida de homem, isto é, de anjo.

O côvado humano, usado por vários povos, e utilizado para medir as dimensões do primeiro Templo de Salomão, em Israel, equivalia a 48 cm. Na verdade esse valor variava entre 45 cm e 52 cm. Portanto, 48 cm seria a média do côvado humano.

Nos capítulos 40 a 48 de Ezequiel foram dadas as medidas do novo Templo que será reconstruído durante o Reino Milenar do Messias. Só que lá o côvado é maior. E é dito que é medida de anjo, assim como foi dito também em Apoc. 21:17.

Antes pensava que o côvado do anjo era maior por ele ter o braço maior que o do homem.

Mas não é esta a explicação.

Na verdade, o côvado humano equivale a 6 mãos humanas (1 mão igual a 4 dedos).

Já o côvado de anjo, ou côvado divino equivale a medida de 7 mãos.

O número 6 é relativo ao homem, ser imperfeito, incompleto.

Porém, o número 7 é o número relativo a Deus e aos anjos, seres perfeitos.

A Nova Jerusalém é uma cidade de perfeição. Por isso o côvado usado nas suas medidas equivale a 7 mãos. O côvado divino, ou de anjo mede 56 cm.

Pegue uma trena e meça. Você vai ver que 1 côvado humano é igual a 6 mãos.

O VOLUME DA NOVA JERUSALÉM E DA ESFERA DA TERRA

Considerando que a medida de 1 estádio equivale a 185 metros. Temos:

12000*185 = 2220000 metros lineares, que divididos por 1000 dão 2220 km.

Como a cidade é um cubo perfeito (Hexaedro Regular), o seu volume é obtido multiplicando-se as três dimensões: largura, comprimento e altura.

V = largura*comprimento*altura
V = 2220*2220*2220
V = 10.941.048.000 km3

       Nova Jerusalém Celestial                                          Planeta Terra
Cidade em forma de um Hexaedro Regular

Cubo               Esfera terrestre

      V = 10.941.048.000 km3                                      V = 1.082.657.777.102 km3

O volume da Terra é 100 vezes maior que o volume da Nova Jerusalém, sem contar o volume da muralha.

Curiosidade: A largura da Nova Jerusalém mede 12 mil estádios. E o diâmetro do planeta Terra é de aproximadamente 12 mil km. Se 12*1000 = 12000 estádios; também 12*1000 = 12000 km. Interessante relação!

A CIDADE INSCRITA NUM CÍRCULO/ESFERA (MURALHA DE 12 FUNDAMENTOS)

A cidade de Nova Jerusalém é um cubo regular, e ele está inscrito num dodecágono, que no texto é dado por uma muralha de 12 fundamentos, cuja medida é igual a 144 côvados, isto é, 80 metros de altura (144*56 cm/100 = 80,64 m). No texto bíblico não está especificado se a medida da muralha, em côvados, refere-se à sua largura, ou à sua altura, ou a cada fundamento. Mas, acho que se refere à altura da muralha.

Se 144 côvados é a medida de cada fundamento, então, teremos 144*12 = 1728 côvados. Multiplicando-se 1728 côvados por 56 cm, teremos 96768 cm, que divididos por 100 vai dar 967,68 metros. Sendo, portanto, de quase 1 km o comprimento da muralha. Será que estou certo? No entanto, uma cidade de tão grande área não pode ter um muro de 1 km de distância.

Muralha de 12 fudamentos e planeta Terra

VOLUME DO PLANETA TERRA

Agora vejamos o volume do Planeta Terra (volume da esfera terrestre).

O diâmetro polar médio da terra é de 12.713,56 Km; ou 12.714 km.

O diâmetro equatorial médio da terra é de 12.756 Km.

Como a Terra é um pouco achatada nos polos, o diâmetro polar é menor.

Outros afirmam que o diâmetro da Terra é de aproximadamente 12742 km (média).

Sendo, portanto, o raio igual a 6371 km.

Cálculo volume da Terra

Agora, vejamos o volume da Nova Jerusalém somado ao volume da muralha.

VOLUME DA ESFERA CIRCUNSCRITA AO CUBO DE ARESTA IGUAL A 2220 KM

Ocorre quando o cubo está no interior da esfera.
Vamos imaginar que a muralha de 12 fundamentos seja uma esfera igual a da Terra.

Cubo inscrito na esfera

O diâmetro da esfera é igual à diagonal do cubo.

A diagonal do cubo é igual a aresta vezes a raiz quadrada de 3 (a√3).

Diâmetro = a√3, e √3= 1,7.
D = 2220*√3
D = 2220*1,7
D = 3774 km. Logo, o raio da esfera circunscrita ao cubo é de 1887 km.

Portanto, o raio da muralha de 12 fundamentos é de 1887 km.

Sendo assim, vamos calcular o volume da cidade de Nova Jerusalém com sua muralha, imaginando que a muralha seja uma esfera.

Cálculo volume da N. Jerusalém com a muralha

Com isso, vemos que o volume da Nova Jerusalém sem as muralhas é de 10.941.048.000 km3 e com as muralhas/esfera é de 28.130.929.684 km3.

VOLUME DO CUBO INSCRITO NUMA ESFERA DE RAIO IGUAL A 6371 KM
OU VOLUME DO CUBO INSCRITO NA ESFERA DA TERRA

Cubo inscrito na esfera da Terra

O diâmetro da esfera é igual a diagonal do cubo, e a diagonal do cubo é dada pela aresta vezes a raiz quadrada de 3 (D=a√3).

Diâmetro é 2 vezes o raio. Logo, D = 12742 km. E o diâmetro é igual a diagonal do cubo.

Temos: 12742 = a√3
A raiz quadrada de 3 é aproximadamente 1,7.
Assim, a = 12742/1,7
Logo, 7495,3 km é o valor da aresta.

Como as arestas do cubo regular são iguais, temos que largura, comprimento e altura são iguais.

V = (7495)3 km3
V = 421.031.812.375 km3

Comparando:
Volume da esfera da Terra é de : 1.082.657.777.102 km3.
Volume do cubo inscrito na esfera da Terra é de 421.031.812.375 km3.

Concluímos que o volume do cubo inscrito na esfera da Terra é muito maior que o volume da Nova Jerusalém (10.941.048.000 km3), que é uma cidade em forma de cubo regular.

***

A antiga cidade de Babilônia faz contraste com a Nova Jerusalém Celestial.

Enquanto a Babilônia terrestre representa o mundo atual (a Terra e seus sistemas políticos e religiosos), a Nova Jerusalém Celestial representa o Novo Planeta Terra restaurado.

Vejamos o que se diz sobre a antiga cidade de Babilônia.

Babilônia (também chamada de Babele, Babel ou Babil) era uma cidade da Mesopotâmia, às margens do rio Eufrates, cujas ruínas hoje coincidem com a cidade de Al Hillah, capital da província de Babil, no Iraque a cerca de 80 quilômetros a sul da capital do país, Bagdá. Era a cidade sagrada do reino do mesmo nome em 2300 a.C. e capital do Império Babilônico em 626 a.C.. Babilônia foi um exemplo de uma grande metrópole, bem organizada e com um caráter multi-étnico e multi-religioso. A cidade foi conquistada por Ciro II da Pérsia, em 539 a.C., tornando-se a nova capital persa.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Babil%C3%B4nia_(cidade)

Vejamos mais o que se diz sobre a grandiosa cidade de Babilônia:

A cidade estava situada em ambos os lados do rio Eufrates. Um sistema duplo de muralhas cercava Babilônia, fazendo-a parecer inexpugnável.

A fortificação interna, construída de tijolos de barro, consistia em duas muralhas. A muralha interna tinha 6,5 m de grossura. A muralha externa, situada a 7 m de distância, tinha cerca de 3,5 m de espessura. Estas muralhas eram reforçadas por torres defensivas, que também serviam para reforçar a estrutura das muralhas.

A fortificação externa ao leste do Eufrates foi acrescentada por Nabucodonosor II (que destruiu o templo de Salomão), cercando assim uma grande área da planície ao norte, ao leste e ao sul, para que aqueles que vivessem perto pudessem fugir para ali em caso de guerra. Esta fortificação externa também consistia em duas muralhas. A muralha interna, feita de tijolos não cozidos, tinha cerca de 7 m de espessura e estava reforçada com torres defensivas. Mais além dela, a uns 12 m, havia a muralha externa de tijolos cozidos, feita em duas partes, interligadas pelas suas torres: uma tinha quase 8 m de espessura, e a parte anexa tinha cerca de 3,5 m de espessura.

Nabonido ligou as extremidades da fortificação externa por construir uma muralha ao longo da margem oriental do rio. Esta muralha tinha cerca de 8,5 m de espessura e também tinha torres, bem como um cais de 3,5 m de espessura.

Heródoto, historiador grego do quinto século AEC, diz que o rio Eufrates era flanqueado em ambas as margens por um cais contínuo, separado da cidade propriamente dita por muralhas que tinham 25 portões. Segundo ele, as muralhas da cidade tinham cerca de 90 m de altura, 26,5 m de espessura e uns 95 km de comprimento. No entanto, parece que Heródoto exagerou os fatos a respeito de Babilônia. A evidência arqueológica mostra que Babilônia era muito menor em tamanho, sendo a fortificação externa muito menor em comprimento e altura. Não se encontrou nenhuma evidência para confirmar a existência dum cais beirando a margem ocidental do rio.

Havia ruas atravessando as cidades desde os portões nas muralhas maciças. O Caminho das Procissões, a avenida principal, era pavimentada, e os muros ao longo dela eram decorados com leões, dragões e touros, em símbolo dos deuses venerados. (FOTO, Vol. 2, p. 435) Nabucodonosor II consertou e ampliou o antigo palácio e construiu um palácio de verão a uns 2 km ao norte. Construiu também uma grande estrutura de arcadas, em fileiras sobrepostas umas às outras, conhecida como os Jardins Suspensos de Babilônia e famosa como ‘uma das maravilhas do mundo antigo’.

Esta vasta metrópole às margens do rio Eufrates era centro comercial e industrial de intercâmbio mundial. Além de ser importante centro manufatureiro, era depósito comercial para transações entre os povos do Oriente e do Ocidente, tanto por terra como por mar. De modo que suas frotas tinham acesso ao golfo Pérsico e aos mares longínquos.

FONTE: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200000530#h=4

Observe que Heródoto estimou a altura da muralha em cerca de 90 metros.

A Nova Jerusalém, sem contar a muralha, tem um perímetro de 8880 km (4*2220). Mas a altura da muralha não é especificada, embora acredite que seja de 80 metros (144 côvados).

————————————————————————
OBS: Se tiver algum cálculo feito de forma errada, por favor, avisem-me.
Se alguém souber de algum detalhe sobre as medidas da Nova Jerusalém que
não falei aqui no post, por favor, indique para que possamos analisar.
————————————————————————
Miquels7

Anúncios

12/08/2015 - Posted by | CASOS POLEMICOS, MISTÉRIOS DA BÍBLIA | , , , , ,

2 Comentários »

  1. Cara depois de tanto calculo não entendi nada!era só dizer que a cidade equivalia a uns 8 ou 9 continente ameericano e colocasse quntos bilhoes de habitantes caberiam la: sua explicação cientifica me confundiu de vez

    Curtir

    Comentário por Abdeel | 26/05/2017 | Responder

    • é aproximadamente o diâmetro da lua!!!

      Curtir

      Comentário por Laai-roi | 17/10/2017 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: