MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

PÉRGAMO É WASHINGTON (EUA) – O TRONO DE SATANÁS

**********************(ACRESCENTADO E CONCLUÍDO)*********************

O que vou expor aqui considero como uma das mais bombásticas revelações apocalípticas do século XXI.

A maioria dos crentes costuma dizer que o trono de Satanás é o Inferno/Hades. Outros dizem que o trono de Satanás é aqui mesmo na Terra.

Porém, a Bíblia diz claramente onde se localiza o Trono de Satanás.

“Ao anjo da igreja em Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois gumes: Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita” (Apocalipse 2:12-13).

****
O meu colega de estudos sobre escatologia bíblica, Moacir Júnior, de Igarapé Grande, no Maranhão, esforçou-se muito para tentar decifrar o enigma do “Pequeno Chifre” descrito nas profecias de Daniel e no Apocalipse. Devido à sua teologia e escatologia tradicional (arcaica), ele tentou localizar a região da terra ou país de onde surgirá o tal Anticristo. Chegou a cogitar entre Grécia e Turquia, e que o Anticristo seria muçulmano.

Já li muitos estudos sobre a suposta origem do Anticristo, de qual religião ele seria ou de onde surgiria. Mas são somente especulações. Alguns pensam que o Anticristo virá do Islamismo porque a religião muçulmana é a que mais tem crescido na Ásia e África, e avançado também nos países europeus.

No entanto, em Apocalipse 2 diz que o trono de Satanás estava na cidade de Pérgamo, na Ásia Menor, região da Turquia, e a religião que prevalece ali é a muçulmana. Porém, o Islamismo não nasceu lá; nasceu na Arábia Saudita, uma região distante da Turquia. Na época em que João escreveu o Apocalipse nem mesmo existia a religião muçulmana. Maomé, o fundador do Islamismo, nasceu em Meca, atual Arábia Saudita, no final do século VI, por volta do ano 570. Morreu em Medina, em 632. Vemos, então, que o berço da religião muçulmana foi a Arábia Saudita e não a Turquia.

Sabemos que no início da revolução islâmica, no século VI e VII, os muçulmanos não assumiam uma atitude anticristã. Porém, atualmente os praticantes do Islamismo assumem uma posição totalmente anticristã. Eles combatem o Cristianismo, proibem igrejas cristãs e perseguem os cristãos. No entanto, isso não é fator preponderante para se assegurar que esse tal Anticristo surgirá do Islamismo.

Veja o slide que Moacir Júnior produziu tentando explicar as 7 cabeças da Besta, os 10 chifres e o pequeno chifre:

085 – O MISTÉRIO DAS 7 CABEÇAS DA BESTA.pps

085 – O MISTÉRIO DAS 7 CABEÇAS DA BESTA.pdf

Sem dúvidas, esse slide escatológico produzido por Moacir Júnior está muito bem esquematizado. Mas ele peca por tentar explicar tudo à base de uma teologia e escatologia tradicional, arcaica. Parece que ele não pensa LONGE e GRANDE quando lê o Apocalipse.

No slide, Moacir Júnior esqueceu de relacionar o papel da 2ª Besta descrita em Apocalipse 13, que é também chamada de Falso Profeta. O “Pequeno Chifre” (Daniel 7:8 e 8:9), é a 2ª Besta, ou Falso Profeta (Apoc. 13:11; 19:20), que cresceu para o Sul, para o Oriente e para a Terra Formosa (Israel), o qual identifico como sendo o império mais poderoso da Terra atualmente: os Estados Unidos da América. Sei que o pequeno chifre de Daniel 7 surge de entre os dez grandes chifres (divisões) do Império Romano; e o pequeno chifre de Daniel 8 “PARECE” que surge da divisão do Império Grego. No entanto, Daniel 8:23 sugere que o pequeno chifre surgirá muito tempo depois, até mesmo depois da queda do Império Romano.

“Mas, no fim do reinado deles [dos quatro reinos], [e depois] quando os transgressores tiverem chegado ao cúmulo [término do tempo dado aos gentios/muçulmanos profanarem a Terra Santa], levantar-se-á um rei, feroz de semblante e que entende enigmas”.

Repare que esse “pequeno chifre” de Daniel 8 surge de um dos quatro ventos do céu, e não de um dos quatro chifres/reinos da Grécia.

“O bode [reino da Grécia], pois, se engrandeceu sobremaneira; e estando ele forte, aquele grande chifre foi quebrado, e no seu lugar outros quatro também notáveis nasceram para os quatro ventos do céu. Ainda de um deles [ventos do céu ou pontos cardeais] saiu um chifre pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa” (Daniel 8:8-9).

Tem um artigo importante, no link abaixo, onde o autor assegura que o “pequeno chifre” de Daniel 8 não é Antíoco Epifânio.

http://www.adventistas-bereanos.com.br/2006setembro/ochifrepequenodedaniel8naoeantioco.htm

Muitos escatologistas não decifram os enigmas do Apocalipse porque pensam pequeno, imaginam os fatos como se fossem acontecimentos locais, ou próximos, não muitos distantes. É tipo a pessoa que só sabe das coisas relativas ao seu bairro e sua cidade; não consegue enxergar longe, não tem uma visão de mundo.

Temos que pensar o Apocalipse como se fossem revelações relativas ao mundo ou ao planeta Terra. Temos que pensar nas 7 igrejas da Ásia como sendo sete tipos de comunidades cristãs, e que também representam os sete tipos de igrejas na Terra durante a dispensação da graça.

Os escatologistas tradicionais limitam as profecias do Apocalipse, selos, trombetas e taças do juízo a um período de 42 meses, isto é, três anos e meio. Ora, pensar assim é um absurdo! Isso é uma mesquinhez de pensamento interpretativo! O que está escrito no Apocalipse abrange tempos e eras, macro-tempos e não um pequeno período de 3 anos e meio, que chamam de Grande Tribulação! No Apocalipse de João está descrito os Períodos Históricos da Humanidade, que vão até o futuro Reino Milenar do Messias. O capítulo 12 de Apocalipse faz alusão a algo que já aconteceu no passado da humanidade e ao mesmo tempo faz alusão a algo no futuro. O Grande Dragão de Apocalipse 12 (Diabo/Satanás) também tem 7 cabeças e dez chifres. Ele deu o seu poder aos governos da Terra, por isso se diz que a Besta tem 7 cabeças e dez chifres. As Bestas 1 e 2 representam os antigos impérios, os dez reinos que surgiram após a queda do Império Romano e o governo humano atual, liderado pela ONU/EUA. A profecia pode ter dois cumprimentos: um local e imediato e outro distante para se cumprir em longo prazo.

“E o Dragão (Satanás) deu-lhe o seu poder e o seu trono e grande autoridade” (Apoc. 13:2).

Eu não sei por que os escatologistas tradicionais encontram tanta dificuldade para identificar as 7 cabeças da Besta e os dez chifres! Eles costumam pensar que a Besta de Apocalipse 13 é diferente dos quatro animais descritos em Daniel 7. A estátua do sonho de Nabucodonosor, de Daniel 2, os quatro animais que surgiram do Mar Grande, de Daniel 7, e a Besta de 7 cabeças e dez chifres, de Apocalipse 13, SÃO A MESMA COISA. Trata-se da narrativa dos mesmos eventos, só que de formas diferentes.

Moacir Júnior se pergunta: “Será que o 4º animal é a Besta de Apocalipse?”. Mas depois ele assevera: “Mas o 4º animal de Daniel só possui UMA cabeça, e a Besta de Apocalipse tem 7”. Ele acha que há contradição porque se bitolou numa escatologia viciada, que acha que a Besta descrita em Apocalipse 13 só vai aparecer após o arrebatamento, cujo domínio só durará 3 anos e meio.

As profecias sobre os reinos retratados no livro de Daniel 2 e 7 referem-se aos GOVERNOS HUMANOS do ponto de vista local. Já a profecia de Apocalipse 13 sobre a Besta de 7 cabeças e dez chifres refere-se AOS GOVERNOS HUMANOS do ponto de vista global.

Vou mostrar resumidamente que os 4 animais (reinos) de Daniel 2 e 7 são os mesmos relatados em Apocalipse 13 e 17.

A BESTA QUE SURGE DAS ÁGUAS

“Falou Daniel, e disse: Eu estava olhando, numa visão noturna, e eis que os quatro ventos do céu agitavam o Mar Grande. E quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, subiam do mar” (Daniel 7:2-3).

“Então vi subir do mar [Mar Grande] uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças, e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre as suas cabeças nomes de blasfêmia. E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão” (Apoc. 13:1-2).

“Aqui está a mente que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada; são também sete reis: cinco já caíram; um existe; e o outro ainda não é vindo; e quando vier, deve permanecer pouco tempo. A besta que era e já não é, é também o oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição. Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam o reino, mas receberão autoridade, como reis, por uma hora, juntamente com a besta” (Apoc. 17:9-12).

Nas referências, supracitadas, está claro que a Besta de Apocalipse 13 são os mesmos quatro reinos (quatro animais) de Daniel 7, só que descritos numa visão mais global.

A descrição de Besta em Apocalipse 17 é dado a nível global. Tem vários significados as 7 cabeças ou 7 montes. Como a descrição é a nível global, os 7 montes podem ser os 7 continentes ou regiões da Terra onde estão os governos humanos. Mas os 5 reinos que já haviam caído na visão FUTURA de João podem estar se referindo à Babilônia, Assíria, Média-Pérsia, Grécia e Roma; e o reino que prevalecia na época da visão futurística trata-se dos reinos dos 10 chifres. O reino que ainda não era vindo, refere-se ao “Pequeno Chifre”, a 2ª Besta. O reino da 2ª Besta é muito curto e terminará com a primeira parte da Batalha do Armagedom. O oitavo reino surgirá após o Reino Milenar, e culminará com a segunda parte da Batalha do Armagedom, momento em que Deus porá fim aos governos humanos e estabelecerá o reino do Messias para sempre aqui na Terra. Diz-se que o oitavo reino é dos sete porque ele é a continuação do sétimo reino, o reino do “Pequeno Chifre”. Devemos também entender que no Calendário de Deus o 7º Grande Reino na Terra será o governo mundial do Messias durante mil anos. O sétimo reino humano é um governo misto entre EUA/Europa/ONU.

Observe que em Daniel 7 surgiram das águas 4 reinos: o primeiro reino simbolizado pelo LEÃO era a Babilônia (cabeça de ouro da estátua do sonho de Nabucodonosor); o segundo animal simbolizado pelo URSO era a Média e Pérsia (tórax e braços de prata); o terceiro animal simbolizado pelo LEOPARDO era a Grécia (quadril de bronze). Só que esse terceiro animal tinha 4 cabeças. O quarto animal era um animal selvático monstruoso e indescritível, e representava o Império Romano (pernas e pés misturado de ferro e barro). O quarto animal tinha 10 chifres.

Agora preste atenção: três animais (leão, urso e monstruosa besta selvagem) tinham cada um uma cabeça apenas; porém, o terceiro animal tinha 4 cabeças. Somando-se as cabeças, vemos que haviam 7 cabeças. Por essa razão João descreveu a Besta de Apocalipse como tendo 7 cabeças: 4 cabeças do leopardo + 3 cabeças dos outros três animais, totalizando 7 cabeças. E os 10 chifres de Apocalipse 13 refere-se aos 10 chifres do quarto animal monstruoso, de Daniel 7, e representam os 10 reinos em que se dividiu o Império Romano ocidental após sua queda em 476 d.C.

Observe a figura abaixo, e conte quantas CABEÇAS e quantos CHIFRES há, e compare com Apocalipse 13.

7 cabeças e 10 chifres

Esses quatro animais (reinos) de Daniel 7 representam a Besta que surgiu das águas (de Apocalipse 13), águas do Grande Mar (Mar Mediterrâneo).

A BESTA QUE SURGE DA TERRA

O “Pequeno Chifre”, de Daniel, refere-se à 2ª Besta, a besta que surge da terra.

“Ainda de um deles saiu um chifre pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa; e se engrandeceu até o exército do céu; e lançou por terra algumas das estrelas desse exército, e as pisou. Sim, ele se engrandeceu até o príncipe do exército; e lhe tirou o holocausto contínuo, e o lugar do seu santuário foi deitado abaixo. E o exército lhe foi entregue, juntamente com o holocausto contínuo, por causa da transgressão; lançou a verdade por terra; e fez o que era do seu agrado, e prosperou. Depois ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão relativamente ao holocausto contínuo e à transgressão assoladora, e à entrega do santuário e do exército, para serem pisados? Ele me respondeu: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; então o santuário será purificado (….) Mas, no fim do reinado deles, quando os transgressores tiverem chegado ao cúmulo, levantar-se-á um rei [REINO ou GOVERNO], feroz de semblante e que entende enigmas. Grande será o seu poder, mas não de si mesmo [por que o Dragão lhe deu o poder a autoridade]; e destruirá terrivelmente, e prosperará, e fará o que lhe aprouver; e destruirá os poderosos e o povo santo. Pela sua sutileza fará prosperar o engano na sua mão; no seu coração se engrandecerá, e destruirá a muitos que vivem em segurança; e se levantará contra o príncipe dos príncipes; mas será quebrado sem intervir mão de homem. E a visão da tarde e da manhã, que foi dita, é verdadeira. Tu, porém, cerra a visão, porque se refere a dias mui distantes” (Daniel 8:9-14; 23-26).

Em parte, esta profecia de Daniel 8 refere-se ao poder exercido pelo Império Romano. Só que esse império esfacelou-se em dez reinos (10 chifres). E do meio desses dez chifres surgiu um “Chifre Pequeno”. E em Apocalipse 13 esse “Pequeno Chifre” é a segunda Besta que surge da terra, a nova terra, a América. Os escatologistas tradicionais ensinam que essa “terra”, de onde a 2ª Besta surge, é Israel. E dizem também que a Besta é o tal Anticristo, e este virá da tribo perdida de Dã.

“E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como dragão. Também exercia toda a autoridade da primeira besta na sua presença; e fazia que a terra e os que nela habitavam adorassem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. E operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens; e, por meio dos sinais que lhe foi permitido fazer na presença da besta, enganava os que habitavam sobre a terra e lhes dizia que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. Foi-lhe concedido também dar fôlego à imagem da besta, para que a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. E fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte, para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis” (Apoc. 13:11-18).

A segunda Besta, essa que surge da Terra, refere-se ao governo dominante dos últimos dias. Em Apocalipse 16:13, 19:20 e 20:10 fala-se a respeito de um FALSO PROFETA. Pelo que está dito em Apoc. 19:20 dá para se notar que esse Falso Profeta é a 2ª Besta.

“E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta, vi saírem três espíritos imundos, semelhantes a rãs” (Apoc. 16:13).

“E a besta foi presa, e com ela o falso profeta que fizera diante dela os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e os que adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre” (Apoc. 19:20).

“E o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos” (Apoc. 20:10).

Em Apoc. 13 diz-se que a 2ª Besta fazia sinais e prodígios com os quais enganava os habitantes da Terra. E a mesma coisa se diz do Falso Profeta em Apoc. 19:20.

O que significa a expressão “e operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens”?

Ora, isso nada mais é do que uma alusão ao desenvolvimento da tecnologia de foguetes espaciais desenvolvido pela NASA/EUA. “Descer fogo do céu” faz alusão ao ônibus espacial que, ao entrar na atmosfera da Terra, vindo do espaço, pega fogo e desce como se fosse uma tocha ardente descendo do céu.

Agora, coisa mais absurda e pura meninice teológica é o que os escatologistas tradicionais já disseram sobre a imagem da besta que fala, a qual obriga os habitantes da Terra a adorá-la. Alguns teólogos de araque já disseram que a imagem da Besta que fala será um robô falante controlado por um super-computador, o qual terá poder telepático, e obrigará os humanos a adorá-lo durante a Grande Tribulação. Onde já se viu em pleno século XXI uma pessoa de bom senso acreditar que alguém vai se prostrar diante de um robô falante, e o adorará?!!! Quanta ingenuidade desses escatologistas de araque!

“Foi-lhe concedido também dar fôlego à imagem da besta, para que a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta” (Apoc. 13:15).

A imagem da Besta, que fala, nada mais é do que uma alusão à tecnologia da TV, rádio e computador. No tempo que João escreveu o Apocalipse jamais alguém imaginaria que iria existir uma IMAGEM FALANTE. O rádio é uma imagem que fala; a televisão também é uma imagem falante. E o computador é a principal imagem que fala e controla as pessoas. Uma pessoa sentada diante do computador faz parecer que ela o está adorando e sendo controlada por ele.

Hoje em dia a Internet está dominando e tornando as pessoas presas e dependentes da tecnologia no mundo todo. Num futuro próximo o dinheiro em forma de moedas e cédulas será extinto e usado somente o dinheiro virtual. E todas as transações financeiras, de compra e venda, serão efetuadas por meios eletrônicos e por meio do computador. Quem não for incluído digitalmente não vai receber o salário, não poderá comprar e nem vender, a não ser com o dinheiro virtual. A primeira forma da marca da Besta é o dinheiro em moeda de bronze/metal, na qual fica estampada a imagem/foto da Besta/governante. A segunda forma é o dinheiro em cédulas, onde também vem estampado a imagem da Besta/Governantes. Mas a forma principal e final da marca da Besta será o dinheiro virtual, operado através de cartões de crédito ou chip sob a pele, e dos aparelhos eletrônicos interligados aos computadores. Se alguém quiser ficar fora do controle da Besta deve se isolar da sociedade, das grandes cidades, e ir morar em local afastado, e sobreviver à base da agricultura, da pesca, da caça e do escambo. Embora eu esteja morando na cidade grande, sou obrigado a utilizar o dinheiro e o cartão de crédito, mas estou ciente de que tudo isso faz parte do governo da Besta. Não estou adorando a Besta e nem aprovando a Democracia, o sonho de liberdade inspirado em Lúcifer, que ela proporcionou.

****
LOCALIZANDO O TRONO DE SATANÁS

Daniel 8:9 diz que o Chifre Pequeno cresceria em direção ao Sul, ao Oriente e à Terra Formosa (Israel).

“Ainda de um deles saiu um chifre pequeno, o qual cresceu muito para o Sul, e para o Oriente, e para a Terra Formosa” (Dan. 8:9).

Apocalipse 13 afirma que a 2ª Besta, ou Falso Profeta, fará coisas espantosas na Terra, até piores do que a primeira Besta.

“E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como dragão. Também exercia toda a autoridade da primeira besta na sua presença; e fazia que a terra e os que nela habitavam adorassem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. E operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens; e, por meio dos sinais que lhe foi permitido fazer na presença da besta, enganava os que habitavam sobre a terra e lhes dizia que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia” (Apoc. 13:11-14).

Por que considero a 2ª Besta como sendo os EUA?

Apocalipse 13 diz que a 2ª Besta tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro (chifres pequenos). Considero esses dois chifres como sendo a Inglaterra e os Estados Unidos da América. Os EUA foram uma colônia da Inglaterra na nova terra, a América. O chifre pequeno, de Daniel 8:9, refere-se à Inglaterra. Na verdade, o chifre pequeno ramificou-se e se tornou em dois chifres de cordeiros (chifre pequeno).

Apocalipse 13 também diz que a 2ª Besta falava como um dragão. Significa que ela exerce também o poder e autoridade do Grande Dragão (Satanás).

“E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele” (Apoc. 12:9).

Ao comparar a 2ª Besta com um “cordeiro”, significa que os EUA parecem ser uma nação cristã, um governo cristão bom e inofensivo. Mas ele ruge como dragão, pois está investido do poder do Grande Dragão! Como todos sabem, o “cordeiro” é símbolo do Judaísmo e do Cristianismo. E o primeiro país moderno cristão, de grande poder, a se posicionar defensor e propagador do Cristianismo foi a Grã-Bretanha (Inglaterra), na Europa. Depois, o outro maior defensor e propagador do Cristianismo foi os EUA, uma colônia da Inglaterra.

Agora, o que temos que prestar atenção é no período de tempo que esses reinos, Inglaterra/EUA, devem exercer. A duração dos governos humanos é dado pelos múltiplos de 6 com 7: 42 meses ou anos, 126 anos, 420 anos ou 1260 anos.

A Grã-Bretanha/Inglaterra foi fundada no ano de 927 d.C. Então devemos sugerir 1260 anos o tempo do seu domínio na Terra. 927 + 1260 = 2187 d.C.

Os Estados Unidos da América foi fundado em 1776 d.C. O seu tempo de domínio sugerido deve ser de 420 anos. 1776 + 420 = 2196 d.C.

Podemos ver que o tempo de duração do governo dos EUA termina quase no mesmo período do governo da Inglaterra.

Só lembrando que, mesmo após a implantação do Reino Milenar do Messias, essas e outras nações da Terra continuarão existindo. Até a implantação do Reino, nenhuma nação da Terra será exterminada. O extermínio e a destruição completa das nações só ocorrerá no final do Reino Milenar, com a 2ª Batalha do Armagedom, no Vale de Megiddo, nas planícies iraquianas.

O VATICANO – TRONO DO PAPA

Sem dúvidas, o Império Romano foi o primeiro propagador do Cristianismo em parceria com a ICAR – Igreja Católica Apostólica Romana. Em Roma, na Itália/Europa, está o Vaticano, o trono do Papa. Mas o Vaticano não exerce poder político, e sim, religioso. Porém, a ICAR representa um poder religioso corrompido; representa um cristianismo pagão, corrompido. O Papa e a ICAR fazem parte do sistema religioso corrompido da Terra, a Grande Babilônia. O Papa exerce um poder em nome de Cristo e do Evangelho, mas é um poder corrompido. Os católicos idólatras e pagãos são joios no meio do trigo. O trigo representa os verdadeiros cristãos. O trono de Satanás não está no Vaticano, mas o Papa e o catolicismo romano fazem parte do jogo político da Besta, bem como o movimento sionista judeu. Quem está fora do controle da Besta são os judeus ortodoxos, os católicos que não veneram imagens, e as igrejas protestantes tradicionais ou primitivas.

O Papa e o Vaticano não podem ser o “Pequeno Chifre”, pois o pequeno chifre representa poder político, e o Papa exerce poder religioso. O “Pequeno Chifre” surge de entre os 7 chifres maiores da Besta; não surge da Meretriz. A Meretriz representa os poderes religiosos idólatras e corrompidos. Não é a Besta que está sobre a Meretriz, mas, sim, a Meretriz que está sentada sobre a Besta (Apoc. 17/18). É certo que o Papa exerceu poder sobre reis e imperadores da antiguidade. Mas ele exercia um poder e autoridade divina e não poder humano. Daniel 8:9 sugere que o chifre pequeno sairia de um dos 4 “ventos” (veja o final do v. 8), ou seja, de um dos 4 pontos cardeais da Terra. Apocalipse 13 diz que a segunda besta tinha dois chifres pequenos semelhantes aos de um cordeiro. Logo, vemos que o “Chifre Pequeno” é chifre de cordeiro. E o CORDEIRO/OVELHA é símbolo do Cristianismo e Judaísmo. Só que tanto o pequeno chifre de Daniel 8 e a segunda Besta com dois chifres pequenos representam governos humanos, e não poder religioso.

Os Adventistas do Sétimo Dia são os que mais batem na tecla afirmando que o “Chifre Pequeno” é a Roma Papal, ou o Papado.

Mas os adventistas são parciais em seus estudos, não mostram as referências que implicam em suas teses doutrinárias. Eles acusam o Papa e os bispos católicos de blasfemar ao usar a autoridade de perdoar pecados. Porém, eles omitem propositalmente o fato de Jesus ter ordenado e dado aos discípulos/apóstolos autoridade para perdoar pecados.

“Disse-lhes, então, Jesus segunda vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. E havendo dito isso, assoprou sobre eles, e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, são-lhes perdoados; e àqueles a quem os retiverdes, são-lhes retidos” (João 20:21-23).

Segundo, os próprios adventistas, o Evangelho de Mateus é o evangelho do Rei; o de Marcos é o evangelho do Servo; o de Lucas é o evangelho do Filho do Homem; e o de João é o evangelho do Filho de Deus. Se eles acreditam que Jesus é Deus e como Deus, delegou poderes de perdoar pecados aos seus discípulos, por que o Papa e os bispos não podem exercer essa mesma autoridade do Filho de Deus?

No link, abaixo, há um artigo explicando com detalhes por que o pequeno chifre de Daniel 8 não é o mesmo de Daniel 7. O de Daniel 8 surge do império grego; já o de Daniel 7 surge do meio dos dez reinos do Império Romano. Portanto, o ensino dos adventistas do sétimo dia não é correto?

http://gracamaior.com.br/estudos/ibsd-x-adventistas-do-setimo-dia/146-os-dois-chifres-pequenos.html

O Estado do Vaticano foi fundado em 1929. Se a implantação do Papado em 1929 representa o ressurgimento da Besta (Império Romano) que havia sido ferida de morte (Apocalipse 13), então a duração desse poder deve durar 42 meses ou 3 anos e meio, conforme ensinam os Adventistas do Sétimo Dia. Se 1929 + 3,5 anos = 1932,5 quer dizer que o poder papal já se encerrou há muito tempo. E se esses 42 meses são 1260 dias proféticos, e 1260 dias equivalem a 1260 anos, então o verdadeiro poder papal restaurado será exercido até o ano 3189 d.C. E isso é um absurdo.

Mas, se porventura a Roma Papal é a 2ª Besta, podemos sugerir um tempo de 126 anos (6×21 ou 3×42) para o tempo do seu domínio, e deixando 42 meses (3 anos e meio) para sua atuação final. Temos, então, que 1929 + 126 = 2055 d.C. Porém, não acredito nisso. Fiz essa sugestão a título de curiosidade.

Lembrando que, mesmo com a implantação do Reino Milenar do Messias, as nações da Terra continuarão existindo, mas todas terão que obedecer ao Grande Rei que governará a partir de Israel. Sendo assim, não seria um absurdo imaginar que o tempo de duração do Papado seria até o ano 3189, pois aí já estaria incluído os 1000 anos do Reino Milenar. O reino do Papa, o Vaticano, seria o que mais tempo duraria na Terra.

O MOVIMENTO SIONISTA E OS JUDEUS ORTODOXOS E ULTRA-ORTODOXOS

Sem dúvidas, o Movimento Sionista judeu foi o responsável pela criação do atual Estado de Israel. Só que os sionistas adotaram a democracia, o capitalismo e todo o sistema controlado pela Besta. Os judeus ortodoxos não aceitam o Sionismo porque eles esperam o governo do verdadeiro Messias, que não adotará os sistemas de coisas da Besta. Eles esperam pela providência de Deus e não pela vontade do homem. Eles acham que a criação do Estado de Israel foi da vontade do homem e não de Deus. E o pior é que eles estão certos! Essa parceria que os sionistas estão fazendo com o sistema da Besta não vai dar certo. Um dia eles irão se desentender e a nação de Israel ficará isolada e nua, sem apoio do seu principal aliado, os EUA, que é a atual Besta da Terra. Os sionistas e todos os seus apoiadores serão abandonados e Israel ficará sozinho a sofrer ataque dos seus maiores inimigos: Palestina, Líbano (Hezbollah e Hamás), Irã, Síria e Turquia.

“E os dez chifres que viste, e a besta, estes odiarão a prostituta e a tornarão desolada e nua, e comerão as suas carnes, e a queimarão no fogo. Porque Deus lhes pôs nos corações o executarem o intento dele, chegarem a um acordo, e entregarem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus” (Apoc. 17:16-17).

Assim como os dez chifres (reinos) entregaram o seu poder à Besta, também Israel chegou a um acordo e entregou o seu reino à Besta.

Em muitas passagens das Escrituras a cidade de Jerusalém é identificada como uma prostituta. Com isso, entendemos que a cidade de Jerusalém atual é um local poluído, centro de várias religiões pagãs, centro de comércio e turismo. Isso só está acontecendo por causa do governo sionista que controla Israel e Jerusalém. Mas os judeus ainda sofrerão muito por causa do que os sionistas estão fazendo com Israel, se aliando e fazendo acordos com o governo da Besta.

Veja uma amostra da preparação para a grande Batalha do Armagedom. Vídeo mostra planos do Irã para invadir Israel e tomar Jerusalém. É uma prévia do que está escrito em Ezequiel 38/39:

Vídeo mostra planos do Irã para invadir Israel e tomar Jerusalém

AS IGREJAS PROTESTANTES – FILHAS DA ICAR

A maioria das igrejas protestantes são filhas da ICAR e exercem um poder religioso corrompido. Elas também estão dentro do sistema religioso corrompido da Terra. E o sistema religioso corrompido, juntamente com a democracia e o capitalismo, faz parte da Grande Babilônia, que um dia será destruída (Apocalipse 18).

As igrejas protestantes da nova era, principalmente as pentecostais, que prezam a Democracia/Capitalismo, e que adotaram o movimento G12 e a teologia da prosperidade, fazem parte da Grande Babilônia, e estão sob o controle da Besta. Os cantores gospel, que se tornaram ídolos e fazem shows, e que passaram a viver da exploração em nome do Evangelho, também fazem parte da Grande Babilônia. Esses cantores que se tornaram ídolos gospel enriqueceram ou estão enriquecendo explorando o Evangelho. Jesus não ordenou ninguém a ficar rico em nome do Evangelho. Da mesma forma, pastores que vivem da exploração da fé, e que ficaram ricos, também fazem parte da Grande Babilônia, pois são pastores mercenários. Silas Malafaia diz que não vive da exploração do Evangelho porque possui uma editora, isso e aquilo. Porém, ele adquiriu essas coisas enquanto exercia o ministério, recebendo gordos salários. Antes de ser pastor ele não tinha nada. Tudo que adquiriu foi devido à exploração do Evangelho, vendendo bíblias e recebendo dízimos dos fiéis. Além do gordo salário fixo que recebe da igreja a qual domina, Silas Malafaia é quem toma conta do caixa e administra os dízimos e ofertas, e não paga nenhum tostão de imposto de renda sobre o que fatura todo mês. Os templos das igrejas evangélicas e da ICAR são modelos de templos dos deuses pagãos gregos e romanos. Nenhum modelo de templo evangélico ou da ICAR são iguais ao modelo do Templo que Deus ordenou construir em Israel. Quem adota o modelo do Templo ordenado por Deus são os maçons/Maçonaria. Mas a Maçonaria também está sob o controle da Besta. Edir Macedo foi o único até agora que mandou construir um templo idêntico ao verdadeiro ordenado por Deus. Mas ele fez isso sem a ordem de Deus. Repito: as igrejas evangélicas são pagãs porque adotaram modelos de templos dos deuses da Grécia e de Roma. As igrejas cristãs não deviam adotar nenhum modelo de templo. Jesus não ordenou os apóstolos a construir templos. O próprio crente é o templo do Espírito de Deus. O que deviam construir eram casas de oração, tipo as sinagogas dos judeus.

O TRONO DE SATANÁS NOS ÚLTIMOS DIAS

Em Apocalipse 2 foi dito onde está localizado o Trono de Satanás (a Besta/Dragão).

“Ao anjo da igreja em Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois gumes: Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita” (Apoc. 2:12-13).

Se no início da Era Cristã o trono de Satanás estava localizado em Pérgamo, na Ásia Menor, onde está localizado atualmente o trono do Dragão?

Moacir Júnior fica encucado sobre o por que de Jesus enviar as cartas somente a exatas 7 igrejas da Ásia Menor, na região da Turquia. Por que Jesus não enviou cartas às igrejas ou congregações localizadas no mundo todo? Por que não enviou cartas às cidades de Israel? Até mesmo em Roma havia uma igreja/congregação de cristãos naquela época (I Pedro 5:13). Por que Jesus não enviou cartas a essas igrejas, também?

Simples! As 7 igrejas da Ásia Menor foram tomadas como modelos de igrejas durante a dispensação da graça. E a localização delas exatamente na região da Turquia, na Ásia Menor, foi proposital, para que servisse de parâmetro para os estudiosos das profecias no futuro.

Em Apocalipse 2:12 diz que o Trono de Satanás/Besta/Dragão está em Pérgamo. E a cidade de Pérgamo fica na parte ocidental da Turquia, exatamente como está localizada a cidade de Washington, também na parte ocidental dos Estados Unidos da América.

Compare nos mapas as localizações de Pérgamo e Washington.

2 Pérgamo - Mapa antigo

2 Mapa Estados Unidos da America

Pérgamo - Turquia

Ligação entre Roma, Pérgamo e Babilônia

Observe no Mapa-Mundi que os Estados Unidos da América e a Turquia estão localizados na mesma linha ou no mesmo paralelo do Planeta. E que EUA e Turquia parecem ter a mesma proporção territorial.

2 Mapa-mundi

Repare no antigo mapa da Turquia que a cidade de Pérgamo está localizada ACIMA das outras cidades para onde foram dirigidas as 7 cartas do Apocalipse. Da mesma forma a cidade de Washington também está localizada ACIMA das demais cidades americanas.

Pérgamo está localizado no lado OCIDENTAL da Turquia; da mesma forma, a capital dos EUA, Washington, está localizada no lado OCIDENTAL do país. Se observarmos bem, podemos ver que os Estados Unidos da América são um país que se localiza no lado OCIDENTAL do planeta Terra.

Portanto, como diz a profecia de Daniel 8:9, o Chifre Pequeno cresceu muito para o Sul (América do Sul), para o Oriente (Europa, Ásia Maior e África), e para a Terra Formosa (Israel e Ásia Menor).

O PENTÁGONO

O Pentágono é o Departamento de Defesa Americano, e se localiza em Washington. Ele é a base das forças armadas americana (exército, marinha e aeronáutica).

O Pentágono - Departamento de Defesa Americano

É a partir de Washington e do Pentágono que os EUA controlam ou tentam controlar o mundo.

O Pentágono foi inaugurado em 15 de janeiro de 1943 e continua sendo um dos edifícios mais famosos do mundo. Sempre foi parte das forças armadas dos Estados Unidos desde sua construção durante a Segunda Guerra Mundial. Durante a primeira metade de 1941 o departamento de guerra encontrou cada vez mais dificuldade de fornecer um espaço para a equipe de funcionários das matrizes de seu exército em expansão. O presidente pediu para o Congresso construir edifícios adicionais. O chefe da construção, o brigadeiro general Brehon B. Somervell do departamento de guerra, teve uma ideia melhor, um esquema de abrigar todas as forças armadas (exército, marinha, aeronáutica, fuzileiros navais e guarda costeira) sob um telhado. Assim surgiu o conceito atual do Pentágono. (Fonte: Wikipédia).

ONDE SE LOCALIZA A ANTIGA CIDADE DE PÉRGAMO, ATUALMENTE?

Pérgamo (em grego: Πέργαμος, transl. Pérgamos), é uma antiga cidade grega que situava-se na Mísia, no noroeste da Anatólia, a mais de 20 km do Mar Egeu numa colina isolada do vale do Rio Caicos (atual Bakırçay). Seu nome antigo era Teutrania. Hoje em dia localiza-se na região norte e oeste da moderna cidade de Bergama, na Turquia. (Fonte: Wikipédia).

O ANTICRISTO

Ponha isso na sua cabeça: ANTICRISTO não é um homem e nem será um governante mundial, um ditador com extraordinários poderes. Quem coloca isso na cabeça dos crentes são esses teólogos de araque que não tem visão de mundo.

Anticristos sempre existiram desde a época da Igreja Primitiva.

“Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora” (I João 2:18).

“Anticristo” não é uma pessoa ou um ditador. É um sistema político, religioso e ateísta que, juntos e unidos, lutam para combater o Cristianismo.

Nem mesmo no Apocalipse aparece o nome ANTICRISTO. No entanto, os teólogos tradicionais insistem em dizer que a Besta de Apocalipse 13 é esse tal Anticristo.

Os teólogos e escatologistas tradicionais não se dão conta de que, defendendo ser a Besta um homem poderoso, um governante com poderes sobrenaturais, eles estão ensinando que haverá DOIS ANTICRISTOS: um chamado de Besta do mar e outro chamado de Besta da Terra. Será que eles não percebem que alisando assim a profecia estão incorrendo em grande erro/contradição e tamanha discrepância?!

CONCLUINDO

Agora vem a pergunta crucial:

– O que os Estados Unidos da América (EUA) tem a ver com a Besta, já que este país é uma nação cristã, adota o cristianismo como religião oficial, não persegue os cristãos e apoia Israel?

Caro internauta, entenda que a maioria das pessoas tem uma visão curta, e consequentemente o seu modo de entender as coisas também é superficial.

Os crentes esperam um arrebatamento IMINENTE, e já fazem quase dois mil anos que esperam e…, nada de acontecer! Da mesma forma também os cristãos viveram com a mesma forma de pensar durante a História, imaginando que os piores acontecimentos preditos no Apocalipse já estavam acontecendo no período do ano 900 a 1200 d.C, e na verdade, ainda não aconteceram. Pensaram, também, que o Apocalipse estava se cumprindo no período da 1ª Guerra Mundial, e igualmente, no período da 2ª Guerra Mundial. Nem mesmo o Holocausto judeu está relacionado no Apocalipse, mas aconteceu; o lançamento da bomba atômica perecia ser algo apocalíptico, mas não foi. E por aí vai a imaginação dos crentes! Eles pensam que os últimos acontecimentos preditos no Apocalipse vão acontecer em BREVE, de forma iminente. Mas é pura ilusão. Esse “em BREVE” nunca é breve. Multiplique esse “breve” por 100 ou 200 anos.

Entenda-me. Ainda vai durar muito tempo para se cumprir os acontecimentos finais preditos no Apocalipse. Ponha suas barbas de molho, ou espere sentado, porque em pé, cansa. O tal arrebatamento não será para esta geração. E será apenas para judeus espalhados em toda a Terra.

A não ser que haja uma mudança brusca na História humana, o Apocalipse pode se cumprir já. Mas se tudo seguir conforme vem se desenrolando a História, então, os últimos acontecimentos apocalípticos só serão presenciados por nossos filhos e netos.

Segundo o biógrafo de Isaac Newton, ele previu o fim da humanidade para além do ano 2060 d.C. E eu acredito que as piores coisas só sobrevirão ao mundo a partir de 2050. Em meados de 2050 vai haver escassez de água potável na Terra; haverá muita falta de alimentos; e a terra estará inchada devido ao grande crescimento populacional; haverá guerras civis em vários países; outros países se protegerão para que não haja invasão, assim como está acontecendo hoje na Europa.

Jesus nos avisou que quando retornasse, não encontraria fé na Terra. Ele fez a AFIRMAÇÃO em forma de uma pergunta que não necessitava de resposta, pois a resposta era óbvia.

“Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Contudo quando vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?” (Lucas 18:8).

No tempo que Jesus retornará, a maior parte da humanidade estará voltada completamente para o ateísmo, para o pecado, para o consumismo, para a luxúria e prazeres do mundo. Tudo de ruim que sobrevirá à Terra, todas as calamidades, eles pensarão que são coisas naturais, que não são castigos vindos da parte de Deus. Por conta disso, eles não se arrependerão de suas más obras.

“Também não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua prostituição, nem dos seus furtos” (Apoc. 9:21).

“E os homens foram abrasados com grande calor; e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória” (Apoc. 16:9).

“E por causa das suas dores, e por causa das suas chagas, blasfemaram o Deus do céu; e não se arrependeram das suas obras” (Apoc. 16:11).

A humanidade está caminhando para o completo ateísmo e distanciamento de Deus. E um dos países que mais está promovendo isso é os EUA. Grande parte da Europa já se rendeu ao ateísmo.

Com o desenvolvimento da nanotecnologia, da tecnologia de foguetes, sondas, telescópios e ônibus espaciais, os americanos estão buscando sinais de vida fora da Terra, em planetas até fora de nossa galáxia. Com as descobertas da astronomia, as pessoas ficarão cada vez mais desconfiadas de que Deus exista. A Ciência está descobrindo coisas terríveis e colocando dúvidas sobre a existência de Deus. A instalação do Colisor de Partículas, na Europa, onde os cientistas estão em busca da “partícula de deus”, isso nada mais é que um deboche sobre a existência de Deus. Eles querem provar que as primeiras partículas da matéria não surgiram pelo poder de um suposto deus, mas que surgiu por um fenômeno natural que ocorre no Universo: a colisão de partículas.

Muitos analistas cristãos e pessoas entendidas já disseram que tudo o que não presta vem dos Estados Unidos da América. Tudo o que você pensar em fazer, eles já pensaram e já fizeram; depois, eles só fazem exportar para os países que adotam a Democracia. A violência e a mudança no comportamento de muitas sociedades são devidas ao Cinema Americano. As músicas de Rock que as bandas satânicas exportam para o mundo todo também influenciam o comportamento e a mente de milhões de jovens. Da mesma forma o indústria dos Games/Jogos eletrônicos. Muitos países europeus e os EUA estão promovendo a desestruturação familiar cristã, estão aprovando casamento gay, aprovando aborto e liberação do consumo de maconha. E o pior é que muitos líderes evangélicos afirmam que os EUA são um EXEMPLO para todos os países seguirem. No entanto, as coisas contra as religiões e os mandamentos de Deus que os americanos estão promovendo é só o começo. Com o crescimento do ateísmo, da aprovação dos direitos dos homossexuais e abortistas e da liberação das drogas, o governo americano adotará coisas terríveis e fará com que a cristandade e o resto do mundo também adotem.

Que outro país na Terra exerce tanta influência sobre os outros povos, com o Cinema, a música de Rock e os Games violentos, além dos EUA? Que país exerce poder sobre os demais países do mudo?

Os Estados Unidos da América exercem poder sobre os demais países da Terra, com apoio da ONU. Em todos os países pequenos os EUA exercem poder, e impõe a Democracia. Aqueles países pequenos, com governos nacionalistas (Cuba, Venezuela, etc), e que não aceitam o domínio americano, a Besta os pune com o EMBARGO econômico, até que eles se rendam. Mas com países de grande poderio militar e bélico os EUA não falam grosso. E os países árabes? Aos países árabes que relutam em acatar as ordens dos EUA/ONU e não respeitam os supostos “direitos humanos”, a Besta também os pune com o EMBARGO econômico e outras sanções.

Será que as características do “Chifre Pequeno”, ou seja, da 2ª Besta de Daniel 7/8 e Apocalipse 13 se aplicam aos EUA?

Em Daniel 7 diz que o chifre pequeno: (1) Será diferente dos primeiros; (2) Proferirá palavras contra o Altíssimo; (3) Perseguirá/magoará os santos do Altíssimo; (4) Cuidará em mudar os tempos e a Lei/Lei Mosaica.

Em Apocalipse diz que a 2ª Besta, com dois chifres pequenos: (1) Operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra; (2) deu fôlego à imagem da besta, para que a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta; (3) E fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte, para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.

1) Quanto ao “proferirá palavras contra o Altíssimo”: Ora, nenhum governante fará isso, exceto se ele for um declarado satanista. Nem mesmo os ateus ou marxistas, de caráter, proferem palavras contra Deus. Ateus sem caráter são os que debocham da Bíblia e de Deus. Só profere palavras blasfemas contra Deus o próprio Satanás, ou os seus seguidores. Os roqueiros de bandas satânicas são grandes blasfemadores de Deus. Os teólogos adventistas insistem em dizer que é o Papa, com seus títulos divinos, de suposto representante de Deus na Terra, é quem profere palavras de blasfêmias contra Deus. Só que isso é uma grande idiotice dos adventistas. O Papa não profere palavras contra Deus, não blasfema e nem se opõe a Deus. Na verdade, com o desenvolvimento científico e tecnológico, são os CIENTISTAS que estão  debochando de Deus e da Bíblia. Quando o país ou governante despreza a Bíblia e os mandamentos de Deus, isso se constitui em um ato de deboche e blasfêmia contra o Altíssimo e suas leis. Pois eles estão fazendo o contrário do que Deus determinou ou estão fazendo o que o Diabo determina. A corrupção das igrejas protestantes começou nos EUA. De lá vieram os maiores hereges com suas heresias, dos últimos tempos.

2) Quanto ao “perseguirá/magoará os santos do Altíssimo”: As leis que atentam contra os preceitos da Bíblia, que governos europeu e Americano vêm promovendo, tem magoado e perseguido os cristãos, e até os muçulmanos. As leis que favorecem o aborto, o casamento gay e a liberação das drogas têm desagradado os cristãos. A primeira Besta perseguiu e matou literalmente milhões de judeus e cristãos durante a História. Porém, a perseguição que a 2ª Besta promove no mundo não é para matar o corpo, mas para destruir a alma, a fé e a esperança dos cristãos. O crescimento da Ciência e do Ateísmo tem desestimulado os cristãos e muitos já perderam a fé.

3) Quanto ao “cuidará em mudar os tempos e a Lei/Lei Mosaica”: Sobre esse aspecto da Besta, os adventistas do sétimo dia não vêem outro personagem, senão o Papa e seu Papado. É certo que o Calendário que a maioria dos países adota é o Gregoriano, elaborado pelo Papa e seus estudiosos, em 1582. A nova contagem dos tempos foi idealizada pela Igreja Católica, a partir do Ano Domini, ano do nascimento de Cristo. Porém, o Papa que idealizou o novo calendário, o fez na época em que predominava os dez chifres/reinos europeus que surgiram a partir da queda do Império Romano. E o Papado floresceu antes do surgimento do “Chifre Pequeno”. Os adventistas ainda acusam o Papado de ter trocado a guarda do santo Sábado pelo Domingo. Só que isso foi feito ainda no governo de Constantino, antes do surgimento do “Chifre Pequeno”. Como os adventistas querem acusar o Papado, se na época do estabelecimento da guarda do domingo o império que prevalecia ainda era o Romano (primeira Besta)?! O domingo foi instituído pelo imperador romano Constantino em 7 de março de 321 d.C, como Dia do Sol (Sunday), dia pagão que já era observado no 1º dia da semana. A Igreja Católica aderiu em 364 d.C, através do Concílio de Laodicéia, o Domingo como dia do Senhor, abolindo o Sábado, que eles alegaram ser somente dos judeus. Se essa característica da Besta se encaixa no Papado, então toda a cristandade está envolvida; pois até os protestantes adotaram o Calendário Gregoriano, e também adotaram a guarda do Domingo, ordenado pelo Papa. E quais seriam as mudanças no tempo e na lei promovidas pela 2ª Besta nos últimos dias? Posso garantir que muitas coisas ainda poderão ser mudadas no mundo. Os cientistas evolucionistas, os antropólogos e os astrônomos estão constantemente medindo o tempo passado. E as leis naturais e de Deus estão sendo modificadas pela homem, especialmente agora nos últimos tempos.

“O calendário gregoriano é um calendário de origem europeia, utilizado oficialmente pela maioria dos países. Foi promulgado pelo Papa Gregório XIII (1502–1585) em 24 de Fevereiro do ano 1582 pela bula Inter gravissimas em substituição do calendário juliano implantado pelo líder romano Júlio César (100–44 a.C.) em 46 a.C. Como convenção e por praticidade, o calendário gregoriano é adotado para demarcar o ano civil no mundo inteiro, facilitando o relacionamento entre as nações. Essa unificação decorre do fato de a Europa ter, historicamente, exportado seus padrões para o resto do globo”. (Wikipédia).

“Em 7 de Março de 321, Constantino Primeiro, o Grande, decreta que o domingo seria observado como dia de repouso civil obrigatório: ‘Que no venerável dia do sol os magistrados e as pessoas residentes nas cidades descansem, e que todas as oficinas, estejam fechadas, No campo ainda assim que as pessoas ocupadas na agricultura possam livremente continuar seus afazeres pois pode acontecer que qualquer outro dia não seja apto para a plantação de vinhas ou de sementes…’” (Wikipédia).

4) Quanto ao “deu fôlego à imagem da besta, para que a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta”: Já falei sobre a imagem da Besta como sendo a tecnologia do Rádio, TV e computador. Mas pode ter outros significados essa imagem da Besta. Os adventistas do sétimo dia são taxativos em afirmar que o Vaticano (império romano restaurado) é a imagem da Besta. Mas desde quando o Papa ordenou a morte de todos os que não acatam suas ordens e não aceitam o Cristianismo? Burrice essa suposição. Devemos entender que atualmente o sentido de “MORTE” não é morte literal, morte do corpo físico. A “morte”, aí, pode estar se referindo à morte espiritual, morte do Cristianismo, morte das religiões. Afirmei anteriormente que a humanidade caminha para o completo ATEÍSMO. Mas também afirmei que Satanás é o autor das várias religiões pagãs, politeístas, e que ele não aceita ser ignorado; sempre arranja uma forma dos humanos o adorá-lo. Então, se a humanidade caminha para o completo ateísmo, como explicar que a Besta obriga os humanos a adorar a sua imagem? Entenda que a Besta também é o Grande Dragão (Diabo e Satanás). A adoração ao Dragão, atualmente, não é de forma direta; é de forma sutil e disfarçada. Ninguém vai fazer uma estátua/imagem do Dragão/Lúcifer e o adorar! Muito menos adorar o Papa ou o Vaticano! A adoração ao Lúcifer se faz através da Arte e do Cinema, das músicas de Rock satânico, dos Games eletrônicos, Novelas, da idolatria aos times de Futebol, da idolatria aos cantores mundanos e cantores gospel, etc. Portanto, a IMAGEM DA BESTA pode ser todas essas coisas que constituem objetos de adoração, veneração, fanatismo.

5) Quanto ao “e fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte, para que ninguém pudesse comprar ou vender, senão aquele que tivesse o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome”: Já falei anteriormente que as primeiras formas da marca da Besta são o dinheiro em moeda, em cédulas, e por último, o cartão de crédito com chip. No entanto, a marca verdadeira da Besta será algo mais moderno, mais sofisticado, mais tecnológico. Como o dinheiro de moeda e papel será abolido futuramente, prevalecerá o dinheiro virtual. Em consequência disso, todos os habitantes da Terra terão que aderir às novas tecnologias para fazer transações comerciais, comprar e vender. Quando todos os países europeus, da américa do norte, central e do sul se tornarem 100% democráticos (por imposição da Besta), a maioria da população se tornará atéia, e relegarão a Bíblia a um livro de contos de fada; passarão a acreditar totalmente na Ciência; e todos aderirão às novas tecnologias sem constrangimento nenhum. Então, chipar o corpo, a mão, a testa, será algo natural para os terráqueos. Que Deus nos guarde!

———————————-
Miquels7 – 21/08/2015

Anúncios

21/08/2015 - Posted by | ESCATOLOGIA BÍBLICA, REVELAÇÕES APOCALIPTICAS | , , ,

2 Comentários »

  1. bem, como washington é a capital não me surpreende onde estaria seu trono já que na sequencia de sete reis partindo do egito, chegamos a sétima potência e última na história da humanidade, isto é os EUA.

    Curtir

    Comentário por Lafa | 22/08/2015 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: