UMA CONVERSA SÉRIA COM OS CRENTES QUE ACREDITAM QUE DEUS CRIOU O MUNDO EM 6 DIAS

**********
É inadmissível que em pleno século XXI, com o grande avanço do conhecimento científico, com modernos telescópios que vasculham os céus e observam bilhões de estrelas e centenas de galáxias, os crentes ainda persistem nessa crença boba de que o mundo foi criado por Deus em 6 dias e que a Terra possui pouco mais de 6 mil anos de existência.

A Criação do Mundo

É verdade que a Carta Sobre os Direitos do Homem, das Nações Unidas, e a Constituição Brasileira garantem a liberdade de culto e de crença a qualquer pessoa. Também é certo que o homem possui o livre arbítrio para ser o que quiser e acreditar no que der na telha. Mas isso não dá o direito a ninguém de ser burro por teimosia. Em dado momento as pessoas têm que entender que estão erradas e saber que devem usar de sua racionalidade para compreender a realidade.

Porém, pessoas que se dizem cultas, doutores e teólogos graduados em várias áreas do conhecimento ainda persistem nessa crença boba de que o mundo foi criado em 6 dias de 24 horas, e que o nosso planeta Terra tem pouco mais de 6 mil anos de existência. Quem não possui conhecimento científico ou conhecimento escolar (os pobres de espírito) até podem ter desculpa de acreditar em bobagens e coisas infantis. Mas, pessoas que se julgam cultas acreditar de forma literal em textos com linguagem figurada (ou oculta) escritos na Bíblia, como esse que fala sobre a “cobra falante” que conversou com Eva no paraíso, aí já é ingenuidade e tolice.

Os crentes acreditam que o que existe nos céus acima das nuvens é um mundo espiritual, o mundo dos espíritos, onde Deus e os anjos habitam. E eles vêm repassando essa crença medieval de geração a geração até os nossos dias, como se fosse uma verdade.

Achados arqueológicos, os fósseis enterrados há milhares de anos sob camadas mais profundas da terra, atestam que o planeta Terra existe há milhares de anos. Fósseis de dinossauros, animais gigantes pré-históricos que existiram há milhões de anos, atestam que a Terra não apareceu recentemente. As camadas geológicas duraram milhares ou milhões de anos para que se formassem. Os continentes se formaram devido a um processo gradual de separação (deriva continental) que durou milhões de anos e isso é comprovado por diversos estudos comparativos. A costa leste brasileira, do lado do Atlântico, se afastou da África num processo gradual que durou milhões de anos. A costa da África não se separou da costa brasileira há 6 mil anos atrás.

O diamante, a pedra preciosa mais dura (rígida) que existe no planeta Terra, leva milhões de anos para se formar nos rochedos. Mas os religiosos fanáticos dizem que Deus criou algumas pedras de diamante há 6 mil anos atrás e as espalhou por vários lugares do planeta, para sorte de quem as encontrar.

A Bíblia diz que Deus criou Adão e Eva, e desse casal surgiram todas as raças de seres humanos da Terra: brancos europeus, arianos de olhos azuis, negros africanos, esquimós, índios americanos de pele vermelha, aborígenes australianos e pigmeus africanos. Mas os descendentes de Sem, Cam e Jafé, filhos de Noé, que sobreviveram ao dilúvio não povoaram as Américas, principalmente a América do Sul. E de quais ancestrais os índios americanos descenderam? Como os brancos europeus ou negros africanos atravessaram o Oceano Atlântico vindo para as Américas se os humanos só inventaram as grandes caravelas para navegação nos oceanos no século XV? E como brancos e negros se tornaram peles vermelhas vivendo nas Américas? Por que os negros e brancos que migram da Europa e da África para o Brasil não se tornam índios de peles vermelhas? Por que os índios americanos andavam nus e não sabiam fazer fogo nem fabricar ferramentas com metais fundidos, visto que os descendentes dos filhos de Noé, sendo civilizados, usavam roupas e sabiam fabricar ferramentas? Como um povo civilizado migrou de uma parte do planeta para outra e se tornou selvagem, sem cultura e sem conhecimento dos seus antepassados?

O problema dos religiosos é que querem tomar a Bíblia como um livro científico, o qual eles dizem que contém a verdade absoluta, e desdenham do conhecimento científico. Mas a Bíblia não expressa a verdade do ponto de vista científico. O conhecimento científico que existe na Bíblia sobre o Universo e o planeta Terra é primitivo e até infantil. A Bíblia expressa uma verdade sobre a realidade decaída dos seres humanos e o plano de aperfeiçoamento dos que estão dispostos a se aperfeiçoar, mas ninguém pode tomá-la para nortear o conhecimento científico.

Na Bíblia está comprovada a maneira como os primeiros seres humanos, até meados do século XV, compreendiam o mundo e o planeta Terra. Eles acreditavam que a Terra era o centro do Universo, e que o Sol girava ao redor da Terra. Os escritores da Bíblia não sabiam nada a respeito da composição do Sistema Solar. Quem na verdade sabia alguma coisa sobre a composição do Sistema Solar eram os estudiosos do antigo Egito, os da antiga Suméria e, depois, os da Babilônia. Os escritores bíblicos não sabiam nada sobre os céus, sobre os astros, estrelas, planetas, cometas, asteroides e luas. Há citação das Plêiades (Sete-Estrelo), das constelações de Órion e Ursa Maior na Bíblia, mas isso os profetas hebreus aprenderam com os sábios da Babilônia (Jó 9:9; Amós 5:8).

Constelação de Órion

Os profetas e escritores da Bíblia acreditavam que as estrelas eram pequenos luzeiros suspensos sob a abóbada celeste, que serviam para alumiar durante a noite. Achavam que a queda de meteoritos eram estrelas que caiam do céu. Acreditavam que a abóbada celeste era sustentada por sete colunas e que a mesma era como uma laje sólida, e que acima dela existia um mundo espiritual onde Deus e os anjos habitavam. Também acreditavam que os trovões eram a voz de Deus. E essa crença infantil ainda persiste na mente dos crentes até os dias de hoje.

Podem falar o que quiserem a respeito dessa minha atitude em criticar a crença infantil dos crentes. Mas alguém tem que se levantar e dizer “basta!”. Não é possível que os crentes continuem levando de geração a geração essas crenças infantis, e pautando suas vidas por certas crenças absurdas.

Acreditar que Deus criou o homem aqui na Terra, que criou as plantas e os animais, até que não é uma atitude tão absurda. Mas, acreditar que o mundo ou Universo foi criado em 6 dias e que o nosso planeta Terra possui pouco mais de 6 mil anos, aí já é tolice demais! A crença dos crentes em coisas absurdas é tão ridícula que chegam ao ponto de dizer que Deus poderia ter criado o mundo num piscar de olhos ou num estalar de dedo, mas ele preferiu trabalhar durante seis dias para ensinar ao homem que no sétimo dia ele deve descansar. Aí é pra acabar!!!

Infelizmente o ser humano é teimoso, e morre na sua teimosia. Até os que se julgam cultos também são teimosos. Já os crentes “pobres de espírito” acreditam em fantasias da mente porque os religiosos assim os ensinaram. Eles não têm condições e capacidade de estudar e de investigar por si só as coisas para saber da verdade, e se conformam apenas em ouvir seus mentores espirituais. Preferem obedecer cegamente ao que seus mentores ou líderes religiosos ensinam.

E assim caminha a humanidade!

———————-
Miquels7

Sobre Miquels7

Músico, educador, pensador, blogueiro irado. Quer saber mais? Então leia os meus artigos.
Esse post foi publicado em FANATISMO RELIGIOSO, MENSAGENS ESPECIAIS, REFLEXÃO e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para UMA CONVERSA SÉRIA COM OS CRENTES QUE ACREDITAM QUE DEUS CRIOU O MUNDO EM 6 DIAS

  1. Cleber disse:

    Pra alguém que se julga acima dessas tolices, vc se dar ao trabalho de ler e conhecer a bíblia só pra contradizer o que a crença alheia me parece mais fanatismo do que o que vc diz dos crentes. Além disso desde sempre aparece alguém tentando acabar com as crenças. Porém aqui estamos.
    Um abraço e fique com Deus

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s