MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

AS REVELAÇÕES DO APOCALIPSE NÃO SÃO VISÕES LITERAIS DO FUTURO, NINGUÉM PODE VISUALIZAR O FUTURO

PODEMOS APENAS PREVER OU PLANEJAR O QUE IRÁ ACONTECER NO FUTURO. MAS, NINGUÉM PODE VISUALIZAR O FUTURO. TALVEZ O PASSADO REMOTO, MAS ATRAVÉS DE ALGUM REGISTRO.

By Miquels7 – 100% Racionalidade Pura

**********
A visão literal do futuro não é possível

Uma regra que deveria ser incluída na Hermenêutica sobre profecias é esta:

REGRA Nº 1) Nem toda profecia é feita para ser cumprida; tem profecias que foram feitas como aviso, para que o povo tema e se arrependa; se não se arrepender, a profecia se cumprirá. Outras profecias foram feitas baseadas em suposições a respeito do que haveria ou aconteceria num futuro distante. E outras profecias foram dadas para se cumprir na data programada, como por exemplo, o evento do nascimento de Yesu Cristo.

Essa regra é bíblica. Podemos comprovar que muitas profecias foram dadas como aviso, e não como algo literal e inevitável que aconteceria num futuro próximo ou distante.

Tendo em vista essa verdade, devemos entender que as profecias do Apocalipse concernentes ao futuro não são revelações de coisas que já aconteceram literalmente na visão futurística de João, e que por isso, não podem ser evitadas ou mudadas. Algumas profecias do Apocalipse foram feitas como aviso sobre o que vai acontecer se a humanidade não se arrepender, e se os religiosos não se arrependerem dos erros que estão cometendo. E outras profecias foram feitas como previsões de catástrofes naturais que irão acontecer na Terra. A guerra nos céus, retratada em Apocalipse 12, já havia acontecido mesmo antes de João ter sido exilado na ilha de Patmos. Yesu Cristo e os anjos descendo sobre as nuvens é apenas uma encenação do que Deus planejou para acontecer. A guerra do Armagedom, a prisão de Satanás, o juízo do grande Trono Branco, nada disso aconteceu. Tudo foi apenas uma encenação futurística do que está previsto acontecer.

E muitas coisas podem não acontecer exatamente como foram previstas no Apocalipse.

VEJA O DISPARATE SOBRE PROFECIAS E PREVISÕES DO FUTURO

Veja bem. Se uma profecia bíblica relativa a um futuro distante for a revelação exata de algo que já aconteceu na visão futurística do profeta, isso significa que ela não poderá ser mudada, porque não se pode mudar o que já aconteceu. E se Deus vê o futuro e nos revela o que acontecerá (o que já aconteceu), logo, pela lógica o que aconteceu não poderá ser mudado nem alterado, pois tal atitude violaria a regra da ética de um ser onisciente. E se por acaso, por causa do temor da profecia a humanidade se arrependesse dos seus maus caminhos, então a profecia seria alterada, o que aconteceria (ou já aconteceu) seria cancelado. Ora! Ora! Ora! O que é isso? Isso seria simplesmente a manipulação do tempo, seria a intromissão de Deus no curso da História. Em outras palavras, Deus estaria mudando o curso da História apenas para atender aos seus interesses. E tal atitude contraria a essência de um ser onisciente e onipresente. Um ser onisciente não poderia ficar alterando nada no decorrer da História, porque tudo o que Ele fez foi planejado milimetricamente; ou seja, Ele já teria detectado o erro antes que o mesmo ocorresse, e teria feito o devido reparo. E se Deus faz uma profecia esperando que alguém se arrependa, logo, isso indica que ele não é onisciente. Pois, se fosse, Ele não daria uma profecia; Ele simplesmente alteraria o tempo e os acontecimentos a seu bel-prazer.

Acredito que Deus e os anjos não previram que os homens conseguiriam dominar a matéria e fazer coisas inimagináveis.

Repare que nas revelações futurísticas do Apocalipse apenas se fala em guerra com espadas e flechas. Não se fala em guerra com armas de fogo nem com aviões nem com bomba dinamite ou atômica. Ou seja, os anjos (os deuses) não previram que a Ciência humana iria avançar de forma incontrolável num futuro próximo.

No capitulo 12 de Daniel apenas foi previsto que a o SABER ou a CIÊNCIA IRIA SE MULTIPLICAR. Mas não foi especificado nada sobre o que os homens criariam ou inventariam. Os anjos (os deuses) imaginavam que a humanidade continuaria com o mesmo nível cultural e não mudaria de forma tão drástica o conhecimento humano. Só que depois da 2ª Guerra Mundial, logo após a criação do Estado de Israel, o conhecimento humano deu um salto gigantesco. E desde 1950 para cá a Ciência não só se multiplicou, mas moldou toda vida e comportamento humano na Terra. Em 1981 a IBM inventou o primeiro computador pessoal. Em 1989 inventaram o CD de músicas e dados lidos através de raio laser. Nos anos 1990 inventaram o telefone celular. E no início do ano 2001 inventaram o cartão de memória e o pendrive. Até 2008 ainda se produziam TVs de tubo de imagem. Desde 2009 para cá a nanotecnologia tem avançado sem limites.

Os anjos não previram a invenção do avião, do computador, do motor a explosão, da bomba atômica, e da cura de diversas doenças. E nem passou pela mente deles que o homem dominaria a matéria ao inventar a NANOTECNOLOGIA. Antes os cientistas só pensavam em explorar para fora da Terra, explorar os limites do Universo. Agora eles estão explorando para dentro da matéria, dominando e controlando as leis da física. Todos os equipamentos e aparelhos eletrônicos e digitais, como celulares, computadores, TVs, etc, estão sendo feitos com a nanotecnologia. Em breve, minúsculos chips feitos com a nanotecnologia serão implantados nos cérebros das pessoas. O Pentágono – Comando Militar, Científico e Bélico ultrassecreto Americano – tem usado a nanotecnologia para criar minúsculos robôs voadores parecidos com moscas para entrarem em território inimigo para filmar ou levar carga explosiva para danificar os equipamentos. Até pequenos robôs já estão sendo usados na medicina para entrar nas veias e artérias do corpo humano para filmar e localizar doenças e tumores; ou até mesmo para realizar cirurgias microscópicas.

E olha que o que aconteceu até agora é somente o começo da aventura humana! Até o ano 2050, se nada de extraordinário acontecer aqui na Terra, o homem terá inventado coisas inimagináveis. Assistam aos filmes “No Mundo de 2020” e “2001: Uma Odisseia no Espaço”. Vocês poderão notar que em relação ao avanço científico, não chegou nem perto o que os produtores desses filmes previram.

Acho que alguém andou ensinando coisas indevidas aos homens. Quem será que foi esse safado?!!!

———————-
Miquels7

 

Anúncios

01/05/2018 Posted by | CASOS POLEMICOS, CIÊNCIA, CIÊNCIA & TECNOLOGIA, ESCATOLOGIA BÍBLICA, REVELAÇÕES APOCALIPTICAS, TEMAS DIFÍCEIS | , , , , | Deixe um comentário

Fundamentalismo Religioso Pode Ser Tratado Como Doença Mental, diz Neurocientista

*******
Neurocientista afirma que a religiosidade poderia ser tratada como doença mental.

Essa notícia não está de forma isolada na internet. Ela foi repercutida até em sites e blogs cristãos.

Confira outros links para esta notícia:

Pragmatismo Político:
http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/06/religiosidade-poderia-ser-tratada-como-doenca-mental-diz-neurocientista.html

Notícias Gospel +
https://noticias.gospelmais.com.br/neurocientista-religiosidade-tratada-doenca-mental-54753.html

Fãs da Psicanálise:
http://www.fasdapsicanalise.com.br/fundamentalismo-religioso-pode-ser-tratado-como-doenca-mental-diz-neurocientista/

Revista Galileu:
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI339436-17770,00-FUNDAMENTALISMO+RELIGIOSO+PODE+SER+TRATADO+COMO+DOENCA+MENTAL+DIZ+NEUROCIEN.html

Huffpost:

http://www.huffpostbrasil.com/entry/kathleen-taylor-religious-fundamentalism-mental-illness_n_3365896

*******

*******
ANTES DE LER, VEJA MINHA OPINIÃO

Alguém poderá dizer que o partidarismo de uma pessoa por uma ideologia política também pode ser considerado uma doença. Tanto é que os de Direita (direitopatas) tratam os de Esquerda como esquerdopatas. Ou seja, eles dizem que os defensores do Comunismo ou Socialismo são doentes mentais. Enquanto que é mais danoso ao cérebro ser fundamentalista religioso em favor de uma causa utópica, fantasiosa, que não pode ser realizada neste plano físico.

O certo é que os defensores do Fundamentalismo Religioso são piores. Sabe por quê? Porque eles lutam por uma ideologia fantasiosa, fundamentada em teorias. Ao contrário disso, o Socialismo ou Comunismo são fundamentados em teorias que podem ser realizadas na prática, neste plano físico, neste mundo. O Socialismo não é uma ideologia utópica. Enquanto que a ideologia dos fundamentalistas religiosos se baseia em teorias ou crenças que estão além da compreensão humana. Portanto, pura utopia.

Por exemplo, a ideologia comunista ou socialista busca estabelecer uma sociedade justa, igualitária, visando o bem comum de todos, sem a opressão dos ricos sobre os mais pobres.

Já a ideologia dos fundamentalistas religiosos cristãos busca uma sociedade justa e igualitária num plano espiritual, para além desta vida, não para este mundo. Por isso, o fundamentalismo religioso é patológico, pois causa mais danos ao cérebro das pessoas.

Se ao menos os fundamentalistas religiosos vivessem e pregassem o que o Evangelho de Cristo ensina, o fundamentalismo deles não seria tão danoso ao cérebro. No entanto, a preocupação dos fundamentalistas religiosos é somente com a questão da salvação da alma, como se isso fosse o foco principal do Evangelho de Cristo. Nosso Senhor Jesus Cristo primou pela saúde e o bem-estar de seu povo sofrido e explorado. E o Evangelho é voltado para construção de uma sociedade justa e igualitária para todos, sem opressão dos pobres. E Jesus constituiu discípulos e apóstolos para que pregassem as boas-novas do seu reino, um reino de paz e de justiça para todos.

Portanto, é mais danoso ao cérebro defender um fundamentalismo religioso utópico, fantasioso, que se baseia em teorias sobre coisas que não podem ser realizadas neste plano físico.

*******
Fundamentalismo Religioso Pode Ser Tratado Como Doença Mental, diz Neurocientista

O fundamentalismo religioso poderá um dia ser tratado como doença mental – e curado. Quem diz isso é Kathleen Taylor, pesquisadora em neurociência da Universidade de Oxford. A afirmação foi feita  em um festival literário no Reino Unido.

Quando foi questionada sobre o futuro da neurociência, Kathleen afirmou que “uma das surpresas pode ser ver pessoas com certas crenças como pessoas que podem ser tratadas”, descreveu o jornal Times of London.

“Alguém que se tornou, por exemplo, radical em relação a uma ideologia – podemos deixar de ver isso como uma escolha pessoal resultante do puro livre-arbítrio e podemos começar a tratar isso como algum tipo de distúrbio mental”, disse a pesquisadora. “De várias formas isso pode ser uma coisa muito positiva porque sem dúvida as crenças em nossas sociedade podem provocar muitos danos.”

A autora deixou claro que não estava se referindo apenas ao fundamentalismo islâmico, mas também a crenças como a de que espancar crianças é aceitável.

Kathleen é autora do livro Brainwashing: The Science of Thought Control (Lavagem cerebral: a ciência do controle de pensamentos, em tradução livre), em que explora a ciência por trás das táticas de persuação de grupos como a Al Qaeda.

“Todos nós mudamos as nossas crenças. Todos nós persuadimos uns aos outros para fazer coisas; todos nós assistimos publicidade; somos todos educados e experimentamos religiões; a lavagem cerebral é o extremo disso; é coercitiva, forte, um tipo de tortura psíquica”, disse ela em um vídeo no YouTube. A pesquisadora também é uma das que se preocupam com a ética de se aprofundar muito no cérebro humano, como as tecnologias que podem escanear ou manipular neurônios.

(Autora: Tatiana de Mello Dias)

FONTE: Revista Galileu

02/05/2017 Posted by | CASOS POLEMICOS, CIÊNCIA, FANATISMO RELIGIOSO, MENSAGENS ESPECIAIS, NEUROCIÊNCIA | , , | Deixe um comentário