MENSAGENS PARA A GERAÇÃO DOS ÚLTIMOS DIAS

Blog com mensagens e artigos diferentes sobre Deus e a Bíblia

RÉPLICA DO TEMPLO DE SALOMÃO NO BRASIL É “PARA A GLÓRIA DO BISPO MACEDO”

******************************************************
POSTO ESTE ARTIGO PORQUE É PRECISO ALERTAR O POVO CRISTÃO QUE AMA OS JUDEUS E RESPEITA OS SEUS DIREITOS.
O BISPO EDIR MACEDO, COM SUA MEGALOMANIA, ESTÁ ATRAINDO A IRA DE YHVH (JEOVÁ) PARA O BRASIL.
MESMO QUE O MEGA-TEMPLO SEJA APENAS UMA RÉPLICA, EDIR MACEDO NÃO TEM AUTORIDADE PARA CONSTRUIR ALGO QUE É DE ALÇADA E DIREITO DO POVO SANTO E ESCOLHIDO DE YHVH.
EDIR MACEDO NÃO RECEBEU AUTORIZAÇÃO DE DEUS PARA CONSTRUIR A RÉPLICA DO TEMPLO. ISSO ELE ESTÁ FAZENDO PARA A SUA PRÓPRIA GLÓRIA.
A RÉPLICA DO TEMPLO SERÁ PROFANADO PORQUE NELE SERÁ GLORIFICADO MAIS A PESSOA DO FILHO, JESUS, QUE A DO PAI, O DEUS TODO-PODEROSO. OUTRAS ABERRAÇÕES TAMBÉM SERÃO FEITAS DENTRO DO TEMPLO, NO LUGAR SANTO, INCLUSIVE RITUAIS PAGÃOS, INVENTADOS PELOS EVANGÉLICOS NEOPENTECOTAIS DA NOVA ERA.
*******************************************************
FONTE: Shalom Israel

A controversa faraónica construção da réplica do Templo de Salomão a ser edificada em São Paulo, Brasil, é, segundo os comentários do Instituto do Templo em Jerusalém “para sua (do bispo Macedo) própria glória.”

A obra anunciada pelo chefe da IURD custará cerca de 360 milhões de Reais (uns “escassos” 156 milhões de euros…), terá uma altura de 55 metros, o equivalente a 18 andares, e espaço para 10.000 pessoas sentadas. O espaço disporá ainda de um estacionamento para 1.000 carros, estúdios de rádio e televisão, salas para aulas, etc.

Segundo Macedo, a obra “vai ser sensacional”, anunciando ainda que o lado de fora “será exactamente igual ao que foi construído em Jerusalém.”

14,4 milhões de reais já foram gastos para trazer pedras de Israel, e prevê-se a instalação de uma réplica da Arca da Aliança no meio do santuário.

A opinião dos judeus responsáveis pelo Instituto do Templo é contudo muito menos positiva. Lembremo-nos que o Instituto do Templo tem preparados os materiais para instalação no 3º Templo, uma ânsia e expectativa no coração de todos os judeus. Nas instalações do Instituto, que já visitámos diversas vezes, podem encontrar-se os utensílios para os sacrifícios, as vestes sacerdotais, etc., estando o grande candelabro banhado a ouro já exposto no exterior, voltado paro Muro Ocidental. É um trabalho muito sério e sempre nos causa uma grande sensação ouvi-los falar das expectativas de que em breve o 3º Templo será construído na esplanada, ou Monte Moriá.

São eles que contestam as motivações do chefe da IURD, comentando que a construção da réplica do templo em S.Paulo por ordem de Macedo “é um acto de arrogância voltado para a sua própria glória. Esse plano é motivo de escárnio, e vai directamete contra tudo aquilo que o Templo Santo de Jerusalém representa.”

Chaim Richman, rabi responsável pelo Instituto, escreveu sobre o assunto: “Somos hoje testemunhas de um fenómeno que tenta tirar a legitimidade da relação de Israel com Jerusalém. Esse plano para construir uma mega igreja representa o próximo passo para tirar toda essa legitimidade de Jerusalém.” E acrescentou: “A Bíblia ensina que a essência de Jerusalém é a presença de Deus. Segundo a profecia de Isaías 2:2, ‘nos últimos dias, acontecerá que o Monte da Casa do Senhor será estabelecido no cimo dos montes e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão todos os povos. Irão muitas nações e dirão: Vinde, e subamos ao Monte do Senhor e à Casa do Deus de Jacob, porque de Sião sairá a Lei, e a Palavra do Senhor, de Jerusalém.”

Segundo o rabi, “A mega igreja planeada pelo bispo Macedo é um usurpação e um abuso do espaço sagrado e do conceito de Templo Santo representado na Bíblia, e é também uma brusca forma de se apropriar de valores sagrados do Judaísmo. A Divina Presença de Deus não pode ser copiada ou simplesmente usurpada e transportada para outro lugar. Isso não é nada mais que uma tentativa cínica e manipuladora da Igreja Universal do Reino de Deus de encaixar a mensagem universal da Bíblia na sua própria agenda”.
O bispo Macedo, líder da IURD e mentor deste projecto megalómano, esteve preso durante 11 dias em 1992, acusado de fraude. Um processo lavrado no ano passado em S. Paulo acusa Macedo e outro capanga de embolsarem biliões de dólares de doações dos fiéis (leia-se: vítimas da organização) para a compra de propriedades e carros pessoais. O bispo é um acérrimo defensor da teologia da prosperidade, é detentor de um avião a jacto estimado em 81 milhões de reais, proprietário de um valiosíssimo património, e quer agora obviamente deixar o seu nome num dos pontos principais da cidade de S.Paulo, utilizando uma fortuna assinalável que ele usa e da qual abusa em nome da fé dos desgraçados que caiem no “conto do vigário”, acreditndo que em troca das suas muitas vezes sacrificadas ofertas obterão a graça e as bênçãos de Deus para resolução dos seus problemas.

Edir Macedo faria bem se ao invés de gastar uma fortuna para uma obra que nada mais fará que impressionar e glorificar o seu nome e organização, investisse tais valores em obras sociais que libertassem milhares de vidas da escravidão da fome e da miséria social…

O Novo Testamento ensina que Deus não mais habita em templos feitos por mãos de homens, por mais sumptuosos que eles possam ser, pelo que a obra faraónica que Macedo quer erguer não traz certamente qualquer honra e glória para Deus, mas antes para o homem que não mede esforços (leia-se: uso e abuso dos bens alheios) para promover a sua própria glória…

A Seu tempo, Deus tratará com ele de forma justa para lhe dar a respectiva recompensa…

Shalom, Israel!

03/04/2011 Posted by | CRISTIANISMO EM CRISE, MENSAGENS DE ALERTA | , | 2 Comentários

A POSSÍVEL PROFANAÇÃO DA RÉPLICA DO TEMPLO DE SALOMÃO, QUE SERÁ CONSTRUÍDO EM SÃO PAULO

***************************

“Ó Deus, as nações invadiram a tua herança; contaminaram o teu santo templo; reduziram Jerusalém a ruínas” (Salmo 79:1). 

“Quem, Senhor, habitará no teu Santuário? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda irrepreensivelmente e pratica a justiça, e do coração fala a verdade” (Salmo 15:1-2).

Representação artística do Templo Edir Macedo

Até onde vai chegar o espírito de megalomania do Bispo Edir Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD)? 

Será que estamos perto de ver outra profanação do Templo do Deus de Israel? 

Já havia dito anteriormente que o homem vil e perverso, chamado de Anti-cristo, seria ungido por um bispo da Igreja Universal do Reino de Deus. Disse também que quem o ungiria seria um dos sucessores do Bispo Edir Macedo. 

Falei, também, que Jesus não pode ser adorado ou cultuado no Templo do Senhor “em Israel” da mesma forma que se cultua Deus-Pai, Javé. Assim como também não se pode colocar a imagem de Jesus Cristo ou crucifixo, nem a imagem de “Nossa Senhora”, mãe de Jesus no Templo, para ser adorada ou venerada. 

A frase “Jesus Cristo é o Senhor” também não pode ser colocada na fachada do Templo, porque só o Senhor Jeová dos Exércitos é Senhor dos senhores e o Deus dos deuses. Apesar de Jesus ter prometido que faria dos vencedores colunas no Templo do Senhor Javé, e que sobre eles escreveria o nome de seu Pai, o nome da Cidade Santa e também o seu novo nome, devemos entender essa promessa no sentido figurado, simbólico, e não no sentido literal. Leia Apocalipse 3:12. 

A profanação se dará, também, porque será escrito na fachada do templo o nome da igreja: Igreja Universal do Reino de Deus.

Veja que o Deus Javé é chamado de “Deus dos deuses” e o Senhor dos senhores, conforme diz Deuteronômio 10.17: 

“Pois o Senhor vosso Deus, é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem recebe peitas”. 

Porém, Jesus Cristo nunca pode ser chamado de Deus dos deuses. Cristo é chamado de Rei dos reis e Senhor dos senhores, mas isso é um título temporário, pois Ele está realizando uma missão em nome do Pai, ou em função do Pai. Quando todas as coisas estiverem consumadas, Cristo se sujeitará ao Pai e lhe entregará todo o poder e autoridade. Ver Apoc. 17:14. 

“No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores” (Apoc. 19:16). 

“E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o próprio Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos” (I Cor. 15:28). 

Mais claro é o versículo anterior que diz: 

“Pois é necessário que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo de seus pés” (I Cor, 15:25). 

*** 

Em 2008, o bispo Macedo, da IURD, inaugurou, no Rio de Janeiro, uma maquete da réplica da Cidade de Jerusalém e do Segundo Templo construído por Herodes. Porém, não imaginava que ele fosse construir literalmente a réplica do Templo, como casa de adoração para os fiéis da IURD. 

Veja fotos da maquete da cidade de Jerusalém:

http://viagem.uol.com.br/ultnot/2008/06/17/ult4466u317.jhtm

http://viagem.uol.com.br/album/jerusalem_maquete_album.jhtm 

Para espanto do mundo, saiu novamente a notícia, no programa “Domingo Espetacular” da Record, de que a réplica do Templo será construída no bairro do Brás, em São Paulo, exatamente como foi construído o primeiro Templo de Salomão, descrito na Bíblia, e será a Sede mundial da Igreja Universal. 

Nem o Papa teve a audácia de fazer tamanha profanação! 

Imagina se a construção da réplica do 1º Templo de Salomão tivesse sido construída pelo Papa?! A profanação seria ainda maior, porque iam colocar imagens de santos, principalmente a de Nossa Senhora Aparecida. 

Os próprios judeus não tiveram a audácia de construir o Terceiro Templo em outro local porque eles sabem que esta não é a ordem de Deus e nem o tempo certo. O verdadeiro Templo deve ser construído no local do antigo templo, no Monte Moriá, em Israel, próximo da mesquita dos muçulmanos. 

Imagina que barbaridades não farão os pastores e bispos da IURD depois que o templo estiver construído?! Será pura profanação. 

“A notícia sobre a construção da réplica do Templo está sendo repercutida pelo mundo e já foi publicada em dois dos principais jornais de língua inglesa: o The Guardian, da Inglaterra, e o The New York Times, dos Estados Unidos”. 

Leia mais:

http://www.guiame.com.br/v4/52666-1692-Imprensa-mundial-repercute-constru-o-da-r-plica-do-Templo-de-Salom-o.html 

Segundo o site Adonai News, a “réplica do Templo de Salomão no Brasil é vista como uma ‘gozação’. O Instituto do Templo de Jerusalém disse que o plano da Igreja Universal de construir uma réplica monstruosa do Templo de Salomão, que custará aproximadamente R$ 360 milhões, está sendo ‘para sua própria glória’”.

 

“A Bíblia ensina que a essência de Jerusalém é a presença de Deus”, disse o Rabino Richman, que continua citando uma profecia do livro de Isaias 2:2 : “Nos últimos dias, acontecerá que o monte da Casa do Senhor será estabelecido no cimos dos montes e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão todos os povos. Irão muitas nações e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor e à casa do Deus de Jacó, porque de Sião sairá a lei, e a palavra do Senhor, de Jerusalém”. 

 

“A mega igreja planejada pelo Bispo Macedo”, diz o Rabino Richamn, “é uma usurpação e um abuso ao espaço sagrado e ao conceito de Templo Santo que é representado na Bíblia, e também é uma brusca forma de se apropriar de valores sagrados do Judaísmo. A Divina Presença de Deus não pode ser copiada ou simplesmente usurpada e transportada para outro lugar. Isso não é nada mais que uma tentativa cínica e manipuladora da Igreja Universal do Reino de Deus de encaixar a mensagem universal da Bíblia em sua própria agenda”.

Leia mais: 

http://www.adonainews.com.br/blog/2010/08/11/replica-do-templo-de-salomao-no-brasil-e-vista-como-uma-gozacao/ 

As dimensões da réplica do Templo serão maiores do que as originais, descritas na Bíblia. Será uma réplica monstruosa. 

Segundo a Wikipédia, “o [primeiro] templo (de Salomão] tinha uma planta muito similar à tenda ou tabernáculo que anteriormente servia de centro da adoração ao Deus de Israel. A diferença residia nas dimensões internas do Santo e do Santo dos Santos ou Santíssimo, sendo maiores do que as do tabernáculo. O Santo tinha 60 côvados (27 m) de comprimento, 20 côvados (8,9 m) de largura e, evidentemente, 30 côvados (13,4 m) de altura. (1 Reis 6:2) O Santo dos Santos, ou Santíssimo, era um cubo de 20 côvados de lado. (1 Reis 6:20; 2 Crónicas 3:8). 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Templo_de_Salom%C3%A3o 

Ainda, segundo a imprescindível Wikipédia, a capacidade do Templo da IURD “será de aproximadamente 10 a 13 mil pessoas sentadas, bem com uma área de 70 mil m2, o equivalente a 16 campos de futebol. O custo estimado será de R$ 300 milhões. O altar e a fachada do templo serão feitos com pedras nativas de Israel.

O Templo de Salomão contará com 126 metros de comprimento, 104 metros de largura, 55 metros de altura com dois subsolos, que corresponde a de um prédio de 18 andares, quase duas vezes a altura da estátua do Cristo Redentor, diz o blog oficial do Bispo Edir Macedo. E o complexo terá 36 Escolas Bíblicas com capacidade para receber mais de 1,3 mil crianças, estúdios de televisão e rádio, auditório para 500 pessoas, e estacionamento para mais de mil carros”.

Confira no site Arca Universal o projeto de construção da réplica do Templo:

http://www.arcauniversal.com/ 

Veja no site Movimento Universal o lançamento da pedra fundamental da réplica do Templo de Salomão. 

http://www.movimentouniversal.com.br/lancamento-da-pedra-fundamental-da-replica-do-templo-de-salomao/ 

*** 

Sobre a Profanação do Terceiro Templo 

A planta do Terceiro Templo do Senhor Deus de Israel está descrita nos capítulos 40 a 48 do livro de Ezequiel. E as medidas desse templo são um pouco maiores, pois, o côvado da cana usada na medição é baseado em medida de anjo (50 cm). 

Só que o Terceiro Templo, conforme a planta de Ezequiel, só será construído no período do Reino Milenar de Cristo, com os 144 mil judeus e a Igreja. 

Porém, existe um templo referido no capítulo 11 de Apocalipse. Veja: 

“Foi-me dada uma cana semelhante a uma vara; e foi-me dito: Levanta-te, mede o santuário de Deus, e o altar, e os que nele adoram. Mas deixa o átrio que está fora do santuário, e não o meças; porque foi dado aos gentios; e eles pisarão a cidade santa por quarenta e dois meses. E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por mil duzentos e sessenta dias (42 meses). Estas são as duas oliveiras e os dois candeeiros que estão diante do Senhor da terra”. 

Que templo é este? 

Para alguns teólogos, esse templo é o mesmo que foi destruído e queimado pelos romanos no século I (ano 70 d.C.), pois, conforme a exegese bíblica, quando é dada uma cana para medir as dependências do templo, significa que ele será destruído. E, conforme sabemos, os gentios (palestinos e árabes) estão profanando as ruínas do templo até hoje (átrio fora do santuário), no local chamado de Muro das Lamentações. Sabemos, também, que, profeticamente, o número de dias se refere a anos. Isso quer dizer que 1260 dias seriam, na verdade, 1260 anos. Porém, a maioria dos teólogos tradicionais interpreta os 1260 dias como dias literais mesmos (42 meses ou 3 anos e meio). 

O templo referido no capítulo 11 de Apocalipse não pode ser o segundo Templo, construído por Herodes. Pois, sabemos que as revelações do Apocalipse foram dadas a João no final do século I (ano 96, provavelmente). Mas, será mesmo que as revelações do Apocalipse foram dadas no ano 96 d.C? Ou será que foram dadas antes do ano 70 d.C? 

Há um detalhe que deixa bem claro que o templo referido no capitulo 11 de Apocalipse não é o Templo de Herodes. É o caso da referência a duas testemunhas que profetizariam por mil duzentos e sessenta dias. E sabemos que isso ainda não aconteceu. 

A conclusão mais plausível que posso fazer é que este templo, referido no Apocalipse, é o terceiro templo NÃO AUTORIZADO que será reconstruído em Israel, com a ajuda do governo americano e inglês. Só que essa reconstrução tem apoio dos judeus maçons e dos judeus ortodoxos

É este o templo que será profanado e destruído no período chamado de Grande Tribulação, onde será colocada a abominação desoladora. Veja: 

“E estarão ao lado dele forças que profanarão o santuário, isto é, a fortaleza, e tirarão o holocausto contínuo, estabelecendo a abominação desoladora” (Daniel 11:31). 

“E desde o tempo em que o holocausto contínuo for tirado, e estabelecida a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias (mais de 42 meses) (Daniel 12:11). 

Acho que os 1290 dias referidos em Daniel é o mesmo número 1260 dias referido em Apocalipse.  

Sobre a não Adoração Explícita de Jesus no Templo em Israel

Como muitos já sabem, não creio na doutrina da trindade. Creio em Deus-Pai, Deus Javé (YHWH) de Israel, único Deus a quem devemos dar honra, glória, adoração e louvor; e creio em Jesus, Filho de Deus, o Messias enviado para morrer por nós e tomar o poder das mãos de Satanás. 

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste” (João 17:3).

Jesus foi bem claro ao dizer: “Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás” (Mateus 4:10). 

Satanás não sabia quem era Jesus? Sabia. Se não soubesse, não o teria tentado. Se Jesus fosse um deus igual ao Pai, por que Satanás, ao invés de adorá-lo, pediu para que Jesus o adorasse em troca de riquezas do mundo?

Jesus jamais ordenou os discípulos a orar diretamente para Ele, mas, sim, que orassem e pedissem tudo ao Pai, em seu nome. Lembra da oração que Jesus ensinou aos discípulos? Veja em Mateus 6. A quem se deve orar: ao Deus-Pai ou a Jesus? Ou a ambos?

Em Apocalipse 5:11-12 o Cordeiro é incluído na glorificação explícita dos anjos. Porém, a expressão “adoração” ao Cordeiro não é referida explicitamente. 

“E olhei, e vi a voz de muitos anjos ao redor do trono e dos seres viventes e dos anciãos; e o número deles era miríades de miríades; e o número deles era miríades de miríades e milhares de milhares, que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor”. 

Jesus recebia honra e louvor dos anjos, mas Ele não era adorado na mesma medida que adoravam a Deus-Pai, Todo-Poderoso. 

“Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse” (João 17:5). 

“E outra vez, ao introduzir no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem (Hebreus 1:6). 

O autor da carta aos Hebreus baseou seus argumentos em textos extraídos do Antigo Testamento, a Tanach dos judeus. Podemos conferir no AT quase todos os textos que cita para corroborar seus argumentos. Porém, quanto ao texto do versículo 6, citado acima, não há referência no Antigo Testamento. Alguns teólogos acham que a referida frase foi extraída de um texto apócrifo. A maioria dos apologistas utiliza-se desse versículo para provar a divindade de Jesus e justificar a sua adoração explícita. Reafirmo, novamente, que a frase “E todos os anjos de Deus o adorem” não se encontra no Antigo Testamento, exceto em texto apócrifo. 

Jesus é o Filho Unigênito de Deus, o princípio da criação de Deus. Ele pode receber honra e louvor, e pode ser venerado dentro do Templo em Israel, nas sinagogas dos judeus messiânicos e nas casas de orações dos cristãos, mas não pode receber adoração explícita, em igualdade com o Pai. 

Lúcifer também recebia veneração dos anjos. Só que quando ele vinha aqui na Terra, exigia adoração explícita dos humanos, e ofuscava a pessoa de Deus Jave, como se ele não existisse. Jesus não podia cometer o mesmo erro de Lúcifer, por isso, ele não buscava sua própria glória. 

“Quem fala por si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça” (João 7:18). 

“Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue” (João 8:50). Referia-se a Lúcifer. 

“Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do mundo (João 17:24). 

Alguns teimosos dizem que, em virtude de Jesus ser Filho de Deus, logo, ele é Deus também, e pode e deve ser adorado. Mas, discordo dessa interpretação. 

Por que não concordo?

Porque aqueles que creem no nome de Jesus e o aceitam como salvador também são chamados de filhos de Deus por direito. Portanto, se sou filho de Deus, logo sou um deus também.

“Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus (João 1:12).

No Antigo Testamento, somente os anjos eram tratados como filhos de Deus (leia-se Jó 2).

Os anjos são seres espirituais, e eles existem desde antes da fundação do mundo. Os anjos não foram criados na semana em que Deus criou o mundo em seis dias. Os anjos já existiam antes de Jesus criar as coisas visíveis. Logo, os anjos estavam com Deus no princípio e antes do princípio, mas nem por isso eles são considerados deuses, exceto para aqueles que acham que todo ser superior aos humanos deve ser considerado um deus. Os anjos são superiores aos homens, podem até ser considerados semi-deuses, mas jamais podem receber glória e adoração, exceto se Deus-Pai determinar, como determinou no caso da pessoa de Jesus Cristo.

Jesus também estava no princípio e antes do princípio com Deus.

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gên. 1:26).

O verbo “façamos” indica um plural de pessoas. Quem eram essas pessoas? Deus-Pai, Jesus e os anjos? A trindade? Só Deus-Pai e Jesus ou só Deus-Pai e os anjos?

“Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam. Eia, desçamos, e confundamos ali a sua linguagem, para que não entenda um a língua do outro” (Gên. 11:5 e 7).

Sobre os Templos Construídos Pelos Cristãos Católicos e Evangélicos 

Os cristãos evangélicos e católicos não deviam construir templos tentando imitar o Templo do Senhor em Israel. 

Os modelos de templos ou catedrais católicas são imitação dos templos dos deuses romanos e gregos cultuados pelos pagãos. Até os evangélicos caíram nessa cilada, construindo templos suntuosos, como os pagãos. 

O que os cristãos devem construir é uma casa simples, chamada de Casa de Oração ou local de encontro para adoração a Deus, a exemplo do que faziam os judeus, na Sinagoga

“Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade” (João 4:21-24). 

“Eis que farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem, eis que farei que venham, e adorem prostrados aos teus pés, e saibam que eu te amo” (Apocalipse 3:9). 

************************************
Falou e disse Miquels – 14/09/2010. 

14/09/2010 Posted by | CRISTIANISMO EM CRISE, ESCATOLOGIA BÍBLICA, MENSAGENS DE ALERTA | , , , , , | 21 Comentários