DEUS NÃO EXISTE SEM AS CRIATURAS INTELIGENTES

**********
Segundo a poesia da música do cantor gospel Delino Marçal, Deus é Deus, não importa as circunstâncias. Se fizer algo ou não fizer nada, Ele é Deus; se matar ou fizer viver, se agir ou ficar inerte, se curar ou deixar alguém morrer, continua sendo Deus. E assim vai os devaneios da mente do crente dominado por fanatismo religioso, que diz coisas sem pensar.

Na hipótese de que Deus exista, e na qualidade de crente fanático, posso garantir que Deus não é nada sem as coisas criadas. Pois, quem tomaria conhecimento de Deus se não existisse nada criado?

Sem as coisas criadas Deus não poderia se vangloriar de nada. Pois, quem iria ouvi-lo? De que valeria todo o seu poder se não houvesse ninguém a quem pudesse demonstrar a sua grandeza?

Em outras palavras, Deus só existe porque existem criaturas inteligentes. Se houvesse apenas criaturas irracionais, Deus seria um ente ignorado, ninguém falaria nem escreveria nada sobre Ele.

Deus não existiria, seria um nada se não existisse alguma criatura racional e inteligente para tomar conhecimento de sua existência. Se não existisse nenhuma criatura para saber da existência de Deus, Ele seria um nada. E se por hipótese ele destruir tudo que criou, tornar-se-á um nada. Voltará a ficar eternamente adormecido no éter, até um dia (em bilhões de anos) em que Ele despertará e criará seres inteligentes para saber que Ele existe.

Incrível isso, não!!!

Miquels7

Publicado em MENSAGENS ESPECIAIS | Marcado com , , | Deixe um comentário

A GENTE MESMO É QUE SE CURA ATRAVÉS DA FÉ

**********
Olha, o que vou falar a seguir não é questão de incredulidade, mas questão de coerência e racionalidade.

Os crentes dizem que Deus protege as crianças, as livra de desastres e acidentes, assim como livra os bêbados. Dizem também que Deus está no controle de tudo, e que tudo vê, que está atento ao que acontece com seus filhos aqui na Terra, e que acampa os anjos ao lado dos que o temem para os livrar de todo mal.

Porém, o que quero falar é a respeito da proteção às crianças indefesas.

Por que Deus fica inerte e finge que não vê crianças que são violentadas e estupradas? Até mesmo dentro de igrejas acontecem estupros de crianças. Será que esse Deus dos crentes, onisciente e onipresente, vê crianças indefesas sendo estupradas, mas finge que não vê? Será que Ele só protege de quedas e desastres, mas de estupros não consegue proteger?

Os cristãos fanáticos dizem que os filhos dos ímpios é que não são protegidos, porque Deus não tem compromisso com os ímpios. Porém, isso é uma inverdade. Pois, os filhos dos crentes também sofrem acidentes, também morrem em tragédias e são acometidos de doenças, e muitos morrem. Muitos crentes fanáticos, como os da seita Testemunhas de Jeová, não aceitam fazer transfusão de sangue, e por causa disso, muitas crianças morreram. E outros crentes fanáticos confiam mais nas orações e na fé em Deus e não levam seus filhos doentes para o hospital ou pronto-socorro. E muitas crianças tem morrido por causa de fanatismo religioso. E muitos pais têm sido processados e condenados por negligência e irresponsabilidade, por causa de fanatismo religioso.

E os crentes dizem que Deus cura, mas mesmo assim tomam remédios, tomam chás, remédios pra febre, dor de cabeça, e tenho visto muitos crentes famosos fazer tratamento contra o câncer através de quimioterapia. Um desses crentes famosos é a cantora Ludmila Ferber, que está fazendo quimioterapia contra um câncer no pulmão. Essa cantora gospel é uma das que mais cantam músicas dizendo que Deus cura.

Se você quer saber a resposta que dou para essas coisas, acesse o meu site e leia todos os textos que tenho publicado. Entender essas coisas é questão de racionalidade, é questão de uso do cérebro. Não sejam manipulados por religiosos fanáticos.

RESUMO RÁPIDO:

Não é Deus que cura nossas enfermidades. Somos nós mesmos que nos curamos através da fé. Mas essa fé que falo é fé sinônimo de otimismo e confiança. A gente toma um remédio ou um chá confiando que ele irá nos curar. Porém, os crentes misturam a fé no remédio com a crença em Deus e depois dizem que foi Deus que os curou.

Na verdade, a fé em Deus até pode ajudar na cura de uma pessoa. Mas não é Deus propriamente que intervém e tira a enfermidade. É a nossa fé que nos cura. A fé é um mecanismo do nosso intelecto que estimula certas glândulas do cérebro a produzir hormônios que agem contra a dor e a febre, e também fazem o nosso corpo produzir anticorpos para expulsar bactérias e vírus causadores de enfermidades. Já os antibióticos agem diretamente sobre as bactérias patogênicas. Assim como a cafeína, a dipirona, o ácido acetilsalicílico (aspirina, AAS) estimulam o cérebro a produzir uma substância (hormônio) que faz parar a dor, da mesma forma a fé pode estimular o cérebro a produzir substância que estacam a dor e baixam a febre, de tal forma que até curam inchaços e inflamações. Os analgésicos e antipiréticos não agem diretamente no problemas, eles agem apenas como estimulantes do cérebro, para que o corpo possa produzir substância e anticorpos. Assim também funciona a fé. Ela funciona como estimulante do cérebro.

Porém, nem todas as doenças e enfermidades podem ser curadas através da fé. Há terríveis enfermidades e doenças, tais como o câncer, que só mesmo através de quimioterapia e radioterapia podemos alcançar a cura. Muitos crentes são curados de câncer benigno, e geralmente atribuem a cura a Deus e às orações. A fé em Deus pode ajudar, sim, mas não é Deus que cura.

Costumo dizer que a fé em Deus e a fé num ídolo feito de barro tem o mesmo efeito.

Jesus disse que através da fé podemos fazer até o impossível. Veja:

“Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé; pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar; e nada vos será impossível” (Mateus 17:20).

Jesus ensinou que a nossa fé pode mover montanhas. Essa comparação é uma metáfora. Nenhum crente, por mais fé que tenha, irá mover um palito de lugar, quanto mais uma montanha. Montanha quer dizer “problemas difíceis” de serem solucionados. Através da fé, isto é, confiança e otimismos, podemos resolver nossos próprios problemas.

Jesus intermediou a cura de muitas pessoas, mas jamais afirmou que Deus havia curado as pessoas. Ele apenas dizia “a tua fé te curou”. Jesus incentivava a fé das pessoas para que elas se curassem.

E os padres fanáticos traduziram de forma tendenciosa as palavras de Jesus, traduzindo erroneamente a frase “a tua fé te curou” como “a tua fé te salvou”. Jesus curou um cego, e depois disse “a tua fé te curou”. Mas os tradutores tendenciosos colocaram “a tua fé te salvou”. E a palavra “salvou” não tem nada a ver com o episódio.”

Você pode notar que os tradutores trocaram a palavra CUROU por SALVOU em todos os casos em que Jesus intermediou a cura de pessoas.

Mateus 9:22
Mas Jesus, voltando-se e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou [te curou]. E desde aquela hora a mulher ficou sã.

Marcos 5:34
Disse-lhe ele: Filha, a tua fé te salvou [te curou]; vai-te em paz, e fica livre desse teu mal.

Marcos 10:52
Disse-lhe Jesus: Vai, a tua fé te salvou [te curou]. E imediatamente recuperou a vista, e foi seguindo pelo caminho.

Lucas 7:50
Jesus, porém, disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.

Lucas 8:48
Disse-lhe ele: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz.

Lucas 17:19
E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.

Lucas 18:42
Disse-lhe Jesus: Vê; a tua fé te salvou.

Miquels7

Publicado em MENSAGENS ESPECIAIS | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

VERDADE INÉDITA NO MUNDO QUE SÓ MIQUELS7 PODE REVELAR

**********
Os rituais de queima de animais limpos em holocausto como cheiro suave para Jeová e a queima de animais impuros em sacrifícios pelos pecados foram ordenados apenas como passatempo para os seres humanos decaídos, para que eles se ocupassem com essas coisas, a fim de se limparem de culpas, e vivessem em constante submissão e medo de pecar.

Deus (os Deuses Santos) não se alimenta de sangue e nem se compraz na morte de animais. Leia Isaías capítulo 1 e perceba que sacrifícios de animais não interessam para Deus. Perceba que Deus ficou irado com os hebreus porque a prática de sacrifícios de animais não estava mais surtindo efeito, pois eles haviam banalizado os rituais. O que Deus queria era que eles se tornassem pessoas boas, que se aperfeiçoassem, que praticassem o bem e amassem o próximo, ajudassem os pobres. Porém, eles viviam pecando constantemente, e ofereciam sacrifícios e holocaustos, mas não se aperfeiçoavam. E isso deixou os Deuses Santos irados, pois os rituais haviam se tornado uma rotina enfadonha. E tudo isso evidencia que os rituais de sacrifícios eram apenas uma ocupação, um passatempo para que os humanos vivessem em submissão e pudessem ter a mente livre da culpa e passassem a praticar o bem e ajudar o pobre necessitado.

Não sei se você já percebeu, mas na Bíblia, de ponta a ponta, vemos a preocupação de Deus com os pobres e necessitados. Vemos sempre Deus usando os profetas para chamar a atenção do povo sobre a causa dos órfãos e das viúvas, e estrangeiros que peregrinavam em Israel. E a preocupação maior de Jesus Cristo também foi com os pobres e injustiçados.

Agora os crentes pecadores decaídos devem se ocupar com o sacrifício de Jesus. Olhando para a Serpente pendurada no madeiro os pecadores podem se aliviar da culpa, podem receber perdão dos pecados simbolicamente. Jesus pendurado na cruz agora é o substituto dos antigos rituais de sacrifícios. E tudo isso é apenas passatempo para que os humanos pecadores andem em submissão e trilhem no caminho da obediência e deixem a maldade e a impiedade, e possam amar o próximo necessitado, pois, quem ama a Deus, ama o próximo.

Se Deus não tivesse instituído a lei dos sacrifícios pelos pecados e pela culpa, que outro mecanismo Ele poderia exigir para que os humanos se livrassem da culpa e não vivessem na prática do pecado? ISSO QUE É UM VERDADEIRO REVELARE!

O modelo de ser humano aperfeiçoado que os Deuses Santos sempre desejaram está descrito no capítulo 18 de Ezequiel. Leia, por favor, este capítulo, e veja se você se enquadra nas exigências de Deus para que um ser humano seja considerado aperfeiçoado.

Um dos grandes erros do ensino teológico cristão é com relação à finalidade dos sacrifícios de cordeiros durante a festa da Páscoa e durante as festas do povo hebreu. Cordeiros nunca foram oferecidos em sacrifícios ou holocaustos para obtenção de perdão dos pecados ou para alguém se livrar de alguma culpa. Cordeiros eram oferecidos em holocaustos como oferta pacífica, oferta de cheiro suave a Jeová, como forma de prestar honra e adoração a Deus. Somente bodes e novilhos eram oferecidos em sacrifícios como oferta pelos pecados e pela culpa. Sendo assim, é um equívoco afirmar que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo, pois, sangue de cordeiros jamais foi usado para tirar pecado de alguém. Foi usado, sim, como símbolo de “purificação” do altar, e na verdade não era nem símbolo de purificação, mas de proteção, pois, até os utensílios do tabernáculo receberam aspersão de sangue de cordeiros como forma de proteção. O autor da Carta aos Hebreus fala de forma equivocada que Moisés usou sangue de bodes e de touros para aspergir os utensílios do tabernáculo e até o livro da Lei. E podemos verificar no Pentateuco que Moisés JAMAIS utilizou sangue de bodes para aspergir alguma coisa sagrada. O que ele usou para aspergir os utensílios sagrados do Santuário foi sangue de cordeiro. O sangue dos cordeiros imolados, que eram aspergidos nos umbrais das portas das casas durante a festa da Páscoa, servia apenas como símbolo de proteção, e não de purificação [CORRIGIDO A PARTE DESTACADA]. Paulo disse que sangue de touros e bodes não tira pecados de ninguém. E da mesma forma digo que sangue humano não tira pecado de ninguém, por mais que o sangue seja de um inocente. Pois o sangue de Jesus era sangue humano. João disse que quem nega que Jesus veio em carne e sangue é um anticristo.

Jesus foi morto fora da porta do Tabernáculo, ou fora do Templo. Os cordeiros eram sacrificados dentro do Templo, sobre um altar limpo e o sangue era usado para aspergir as pontas do altar como símbolo de proteção, e não de purificação. Touros e bodes eram oferecidos como oferta pelos pecados fora do Templo, sobre um altar imundo. Se Jesus morreu pelos pecados, ele foi sacrificado como um touro ou bode. Portanto, Ele não teria morrido como um cordeiro. E também na Lei de Moisés está escrito que maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. E Paulo disse que Jesus se fez maldito por nossa causa. E na verdade, Jesus não morreu em sacrifícios pelos pecados de ninguém. A sua morte na cruz foi uma prova de amor pela humanidade que ele teve que cumprir. Sua morte na cruz tem o mesmo significado da serpente de bronze pendurada numa haste no deserto, quando o povo foi atacado por víboras venenosas. Moisés pendurou uma serpente de metal numa cruz e toda pessoa mordida que a olhasse não morria, o veneno não surtia efeito. A figura de Jesus na cruz é apenas um simbolismo tal como a serpente de bronze pendurada numa haste. A fé no Cristo pendurado na cruz é apenas um passatempo para que os humanos abandonem seus pecados, recebam o perdão e vivam em novidade de vida, deixem a impiedade e passem a amar a Deus e ao próximo. Quem ama a Deus, ama o próximo. Quem diz que ama a Deus, mas odeio o seu semelhante é mentiroso.

Apesar de ter dito que os santos anjos não se comprazem na morte de animais, porém, eles praticaram um grande crime contra os animais e contra a natureza ao instituírem os rituais de sacrifícios. Pois, que culpa tinham os animais inocentes e inofensivos (cordeiros, carneiros, cabritos, novilhos e pombos) para que fossem utilizados como cobaias em sacrifícios pelos pecados dos humanos?

Na verdade, os Deuses Santos (santos anjos) não eram muito diferentes dos deuses caídos quanto à questão de exigências de sacrifícios. Os deuses caídos exigiram sacrifícios humanos. Já os Deuses Santos exigiram sacrifícios de animais. No entanto, a vontade dos Deuses Santos era que humanos oferecessem sacrifícios de humanos. Só que houve um entendimento entre eles a tal ponto de decidirem por não aceitar sacrifícios humanos. Então eles decidiram que os filhos primogênitos dos humanos deveriam ser trocados por cordeiros primogênitos de uma ano de idade, para que fossem oferecidos em sacrifício em lugar dos primogênitos humanos. Os próprios Deuses Santos disseram que todos os primogênitos tanto dos animais quanto dos humanos seriam deles, e deveriam ser oferecidos em holocaustos.

Apesar de ter dito que os santos anjos não se compraziam na morte de animais, mas ao afirmarem que todos os primogênitos dos animais eram deles, e que deveriam ser oferecidos em holocaustos em cheiro suave, dá a entender que eles sentiam prazer na morte dos animais.

Se o Terceiro Templo for construído, conforme está predito nos capítulos 40 a 48 de Ezequiel, e os judeus tentarem restabelecer os rituais de sacrifícios de animais, acredito que o mundo todo irá repudiar o massacre de animais, usados como cobaias, para satisfazer caprichos de religiosos fanáticos.

Miquels7

Publicado em CASOS POLEMICOS, ESTUDOS BÍBLICOS, FESTAS JUDAICAS, MENSAGENS ESPECIAIS, MISTÉRIOS DA BÍBLIA | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O LIVRO DE EZEQUIEL NÃO ESTÁ EM ORDEM CRONOLÓGICA

**********
Por que não vejo nenhum teólogo ou estudioso da Bíblia afirmar que o livro do profeta Ezequiel não começa no capítulo 1, e sim no capítulo 8? Será que não existe um crítico literário que possa analisar o livro de Ezequiel sem fanatismo? Será que somente Miquels7 enxerga evidências no livro de Ezequiel que outros críticos não enxergam? Pois Ezequiel começou a receber o chamado de Deus estando em Jerusalém no meio dos anciãos em sua casa, antes da cidade ser destruída e o povo levado cativo para Babilônia, conforme ele mesmo relata no capítulo 8. Ele continuou tendo as visões já estando no cativeiro babilônico, junto à comunidade de judeus que se estabeleceu às margens do rio Quebar. O relato do capítulo 1 não é o início do livro. Os capítulos do livro de Ezequiel não estão em ordem cronológica.

Repare as datas do relato indicadas nos capítulos 1 e 8:

“Ora aconteceu no trigésimo ano, no quarto mês, no dia quinto do mês, que estando eu no meio dos cativos, junto ao rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de Deus. No quinto dia do mês, já no quinto ano do cativeiro do rei Joaquim, veio expressamente a palavra do Senhor a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar; e ali esteve sobre ele a mão do Senhor” (Ezequiel 1:1-3).

“Sucedeu pois, no sexto ano, no mês sexto, no quinto dia do mês, estando eu assentado na minha casa, e os anciãos de Judá assentados diante de mim, que ali a mão do Senhor Deus caiu sobre mim” (Ezequiel 8:1).

Repito: a visão do capítulo 8 aconteceu antes da destruição de Jerusalém, e antes do povo ser levado cativo. Já a visão do capítulo 1 aconteceu na Babilônia, quando o profeta se encontrava entre os cativos.

Quando Ezequiel diz no capítulo 10: “E os querubins se elevaram ao alto. Eles são os mesmos seres viventes que vi junto ao rio Quebar“, está se referindo a um fato que o mesmo iria narrar mais na frente, o relato do capítulo 1. A frase sublinhada devia ser feita em nota de rodapé. Ou seja, Ezequiel está escrevendo os relatos muito tempo depois do ocorrido. Possivelmente escreveu os relatos depois que os judeus voltaram do cativeiro. 

Esses erros de registros de fatos futuros inseridos em relatos do passado são comuns na Bíblia. Por exemplo, no início do livro de Gênesis, Moisés insere informações sobre a Lei do Sábado (dia do descanso) após o relato do 6º dia da criação, fato que devia ter registrado no rodapé da página, como acontece atualmente nas narrativas de fatos ocorridos no passado. Deus não estabeleceu a Lei do descanso após o sexto dia da criação . Moisés inseria informações de fatos do futuro junto aos relatos do passado que deveriam ser registradas em notas de rodapé, pois ele não entendia nada de composição literária. Ele também faz referência à Lei do casamento que ocorreria séculos depois, na narrativa da criação da mulher. Ele devia ter feito essa menção em nota de rodapé, pois, Adão e Eva não tiveram nem pai nem mãe. Moisés também faz referência indevida sobre o dízimo no relato do encontro de Abraão com o sacerdote Melquisedeque. O que Abraão deu a Melquisedeque não foi dízimo da sua fazenda ou do seu rebanho, mas deu parte do despojo de guerra.

Miquels7

Publicado em CRÍTICA LITERÁRIA, ESTUDOS BÍBLICOS | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

A ALIENAÇÃO DE NOSSA JUVENTUDE ESTÁ FICANDO CADA VEZ MAIS INSUSTENTÁVEL

********** ********** **********
A ALIENAÇÃO DE NOSSOS JOVENS ESTÁ SE TORNANDO TÃO ABSURDA E AS AUTORIDADES NÃO FAZEM NADA PARA CONTER ESSE MAL.

Se eu fosse um empresário e tivesse alguns milhões de reais, construiria urgentemente em minha cidade um centro de pesquisas espaciais com vários telescópios potentes para que estudantes e demais pessoas pudessem observar os astros do espaço sideral e os demais planetas do sistema solar bem como a Lua e o Sol, pra ver se tira de vez essa gente da ignorância e alienação. Não é possível que as autoridades científicas vão continuar inertes diante de tanta alienação de nossos jovens. E a alienação não está relacionada somente à questão da teoria da Terra plana. Há muita alienação e enganação sendo propagada na Internet, nas redes sociais e nas igrejas evangélicas.

1) Alienação sobre teoria da Terra plana.

2) Alienação sobre a não vacinação, segundo a qual os governos querem reduzir as populações através de envenenamento e infertilidade por vacinas contaminadas.

3) Alienação religiosa, que manipula a mente dos crentes, afirmando que Jesus está voltando, e que o tal arrebatamento e o fim do mundo está próximo.

4) Alienação sobre a tal Nova Ordem Mundial e a chegada do tal anticristo. Um dos maiores propagadores dessa alienação é o youtuber Rubens Sodré do canal Verdade Oculta.

Pelo menos os líderes padres católicos não ficam alarmando o povo com esse negócio de volta de Jesus, arrebatamento e fim do mundo. Porém, os líderes evangélicos passam o tempo todo alienando os crentes com essas coisas, que nem eles mesmos têm certeza de nada. Tudo não passa de fanatismo baseado em teorias.

Quem mais tem autoridade pra interpretar a Bíblia são os cardeais da Igreja Católica porque foram os sábios católicos que organizaram e traduziram os livros do Novo Testamento e depois canonizaram. Os cardeais da Igreja Católica são formados nos mais altos graus da teologia, falam vários idiomas, conhecem o hebraico e o grego, as línguas originais da Bíblia, e sabem que na Biblioteca do Vaticano estão as cópias mais antigas dos livros do Novo Testamento. E os padres católicos sabem que não haverá arrebatamento para os crentes cristãos gentios. Só haverá arrebatamento para 144 mil judeus vivos. Se esse número é simbólico, não importa. O que importa é que não haverá arrebatamento para os crentes gentios. Os crentes gentios têm que ter apenas a esperança na ressurreição dos justos no último dia.

Apesar dos cardeais católicos terem muito conhecimento sobre o Novo Testamento, porém, o conjunto de dogmas e doutrinas da Igreja ainda é baseado exclusivamente na fé cega. Sem fé não existe teologia. Tudo mudaria e seria ensinado de forma correta se fizessem a interpretação da Bíblia com racionalidade. Não adianta ter altos graus de formação teológica, ter mestrado e doutorado em Bíblia se continuar interpretando e formulando as doutrinas através da fé. Pois, se continuarem usando a fé, tudo não passará de TEORIAS.

**********
“A ignorância é uma bênção”, diz palestrante da 1ª Convenção da Terra Plana.

Paulo Sampaio
12/11/2019 04h00

Em sua fala durante a 1ª Convenção Nacional da Terra Plana (FlatCon), no domingo, em São Paulo, o maqueteiro Siddartha Chaibub citou o filme “Matrix” (1999) para afirmar que a humanidade é manipulada pelos “globolóides” — como ele se refere à comunidade cientifica internacional, composta por estudiosos que definem a Terra como um planeta esférico. “Eles nos tratam como gado, disciplinam as leis e as normas. Somos todos doutrinados. Ninguém nasce acreditando que a Terra é uma bola. A ignorância é uma bênção.”  Chaibub é apresentado no flyer do evento como “Prof. Terra Plana”.


Prof Terra Plana: “Os globolóides nos tratam como gado” (Foto: Ricardo Sena/Divulgação Flat Con)

99,9% de certeza

Promovida pelo jornalista Jean Ricardo Gonçalves, 44 anos, a convenção atraiu ao Teatro Liberdade, na zona central de SP, 400 pagantes (R$ 80, primeiro lote; R$ 110, segundo). Casado, sem filhos (“só gatos”), Gonçalves mora em Jaú, a cerca de 300 km de São Paulo, e diz que começou a pesquisar o verdadeiro formato da Terra em 2015. Hoje, tem “99,9% de certeza” de que ela é plana.

O grosso de sua investigação foi feita em redes sociais “do Brasil e de fora”, onde ele tomou conhecimento de que as fotos da Terra feitas pela Nasa (agência espacial americana) não seriam reais, e sim produzidas com um compilado de imagens. Desde então, algumas perguntas o encafifaram: “Por que o homem não foi de novo à Lua, se a tecnologia hoje está tão mais avançada? Por que outros países não foram? Por que os EUA tem essa hegemonia?”

No discurso de boas vindas ao evento, ele solta uma saudação em tom de hip hurra!: “A FlatCon veio para ficar! Esse processo era necessário! Hoje conquistamos definitivamente nosso espaço merecido! Sejam bem-vindos!” Antes de chamar o primeiro palestrante, ele anuncia um número musical com o baiano Douglas Souza, que “canta até em alemão” e compôs uma canção chamada “A Terra é Plana”.

FONTE: https://paulosampaio.blogosfera.uol.com.br/2019/11/12/a-ignorancia-e-uma-bencao-diz-palestrante-da-1a-convencao-da-terra-plana/

Publicado em CASOS POLEMICOS, CONSPIRAÇÃO, HERESIAS | Deixe um comentário

PRONUNCIAMENTO DE LULA APÓS DEIXAR A PRISÃO NO SINDICATO DOS METALÚRGICOS

**********
Vídeo do discurso do ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos em 09.11.2019 que estão pegando partes de sua fala e usando como fake news nas redes sociais, para fazer a cabeça dos coxas e de pessoas safadas, espalhadoras de mentiras.


((https://www.youtube.com/watch?v=_YlQde-kzMg))

Pegaram apenas uma parte do discurso do ex-presidente Lula e colocaram o vídeo nas redes sociais para difamarem sua pessoa, para maldarem, para criticarem com palavrões e desprezo o ex-presidente. E até crentes patifes estão ajudando a espalhar essa fake news.

A parte do vídeo que pegaram para falar mal de Lula é esta:

“Eu não posso ver mais jovens de 14, 15 anos assaltando e sendo violentada, assassinados pela polícia, às vezes inocente, ou às vezes porque roubou um celular” (Lula).

Nessas palavras Lula não está defendendo jovens que roubam celulares. Ele está lamentando que jovens de 14, 15 anos estejam sendo assassinados pela polícia, muitas vezes inocentes, e outras vezes só porque roubaram um celular. Ou seja, ele lamenta que jovens estejam morrendo por motivo de simples roubo devido ao aumento da criminalidade no país nos últimos governos que lhe sucederam, e que mergulharam o país na crise econômica. Lula não estava defendendo adolescentes ladrões de celulares. Estava apenas lamentando a morte precoce desses adolescentes que entram para a criminalidade por não terem oportunidade de trabalho ou emprego.

Assista a um trecho do discurso do ex-presidente Lula neste vídeo que posto, acima. Agora, veja o vídeo completo do discurso do ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, em São Paulo, após deixar a prisão: 


((https://www.youtube.com/watch?v=KOouZrM3m_I))

Agora, veja uma parte desse pronunciamento de Lula que transcrevo aqui. Observe que não há quase nenhum erro de português ou de concordância verbal em sua fala. Ele fala de forma perfeita. Enquanto o idiota do Bozo, além de erros de português em suas falas, tem dificuldade de articular frases lógicas.

“Eu não posso aos 74 anos de idade ver essa gente destruir o país que nós construímos. Eu não posso ver aumentar o número de gente dormindo na rua. Eu não posso ver aumentar o número de mulheres jovens vendendo o seu corpo a troco de um prato de comida. Eu não posso ver mais jovens de 14, 15 anos assaltando e sendo violentada, assassinados pela polícia, às vezes inocente, ou às vezes porque roubou um celular. Se as pessoas tiverem onde trabalhar, se as pessoas tiverem salário, se as pessoas tiverem onde estudar, se as pessoas tiverem acesso à cultura, a violência vai cair, e nós temos que dizer: ‘Contra a distribuição de armas de Bolsonaro nós vamos distribuir livros, vamos distribuir empregos, vamos distribuir acesso à cultura’. É esse o país que queremos e sabemos como construir” (Lula, em 09.11.2019, no Sindicato dos Metalúrgicos, após deixar a prisão).

———————-
Miquels7

Publicado em POLÍTICA | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

SERÁ QUE EU, MIQUELS7, SOU O ÚNICO CRENTE PLENAMENTE CONSCIENTE?

**********
Será que eu, Miquels7, sou o único crente plenamente consciente, que usa a racionalidade pura para entender a realidade das coisas e da vida, que explica a Bíblia de forma racional e coerente?

Será que mais nenhum crente evoluiu o bastante para entender a realidade do mundo em que vivemos? Por que as maiores autoridades religiosas cristãs não põem a mão na consciência e parem de acreditar em fantasias da mente, em contos da fada?

A resposta é simples: Porque todos estão dominados por fanatismo religioso, por lavagem cerebral. Eles pensam com o fígado, e não com o cérebro.

Chegou o tempo de chutar o pau da barraca da ignorância religiosa.

Nem todos os seres humanos são naturalmente 100% racionais. Nem todos sabem o que significa “racionalidade”, porque não desenvolvem plenamente essa função.

Os animais também sabem o que é certo e errado, o que é bom e ruim, que se cair do alto pode se machucar, pode morrer. Mas a racionalidade dos animais é muito baixa. Racionalidade não é o mesmo que consciência. Os animais possuem certo grau de racionalidade, mas não possuem consciência. Já os crentes fanáticos possuem a consciência atrofiada. Certos animais conseguem desenvolver a racionalidade através de muito treinamento.

Para aperfeiçoar a racionalidade e a consciência é preciso muito estudo. É preciso buscar a verdade das coisas através de estudo independente. Se o ser humano vive isolado como os indígenas com suas crenças infantis, ou se começa a ser doutrinado por religiosos fanáticos, será quase impossível atingir a racionalidade plena, porque sua mente fica atrofiada, devido à lavagem cerebral. O crente fica proibido de pensar além daquilo que ele foi doutrinado. Ele fica proibido de buscar a verdade das coisas em outras fontes independentes.

Olha! Quem acredita piamente que seres espirituais descerão literalmente dos céus montados em cavalos alados, não funciona bem da cabeça. Quem acredita que um deus desceu do céu e engravidou uma virgem para que o filho gerado salvasse a humanidade dos pecados, não é diferente dos pagãos da antiguidade que acreditavam que os deuses desciam do monte Olimpo para tomar as filhas dos homens. Quem acredita que depois que morre vai direto para o céu habitar num lindo paraíso não faz uso pleno da racionalidade. Simplesmente usa a ignorância para se alimentar de tais crenças.

O absurdo dos absurdos é a crença num ser imaginário, fictício, todo-poderoso, criador do mundo, que controla tudo, que está em todo lugar, que sabe de tudo e que lê até nossos pensamentos. Essa crença é a mais absurda de todas. E quem se alimenta dessa crença não é plenamente racional. Eu explico aqui neste blog porque o Deus Todo-Poderoso não existe.

Eu explico de forma diferente, coerente e convincente a Bíblia Sagrada, explico de forma racional o motivo da vinda de Jesus, o ser alienígena enviado em missão especial, para preparar humanos decaídos, para que possam ser salvos da grande catástrofe e possam habitar no reino dos Deuses Santos aqui mesmo na Terra.

Os ateus usam a racionalidade para não crer na existência de Deus; enquanto que os crentes usam a ignorância para acreditar na existência de Deus e de um céu fictício.

O tal paraíso celestial não existe. Céu não se refere a um lugar localizado, paradisíaco, onde os crentes pensam que vão habitar. “Céu” refere-se tão somente ao espaço sideral infinito. Jesus desceu dos céus e subiu aos céus (espaço infinito). Ele prometeu que voltará novamente dos céus. Portanto, ele foi para os céus em corpo físico, e voltará como um ser alienígena, de carne e osso. O lugar para onde ele foi ninguém sabe. Porém, creio que ele foi levado por uma nave alienígena para um dos planetas do Sistema Solar. Em Atos dos Apóstolos, capitulo 1, diz que ele foi elevado aos céus, isto é, foi abduzido, e uma nuvem o encobriu da vista de todos. Ou seja, uma nave alienígena que estava oculta entre uma nuvem o tomou e o levou para o espaço sideral (isto é, o levou para o céu). Em nenhum momento Jesus prometeu levar os seus escolhidos para o céu ou para os céus.

Os cristãos vivem de crença em mitologia igualmente como outros povos, que acreditam que deuses desceram à Terra e engravidaram mulheres virgens. Da mesma forma a fé cristã começa dessa maneira. Um Deus desce à Terra e engravida uma virgem, e o filho gerado é um grande herói (Jesus Cristo).

**********
OS CRENTES FANÁTICOS PREFEREM A IGNORÂNCIA MAIS QUE O CONHECIMENTO

Os crentes fanáticos odeiam a racionalidade, ou seja, eles não aceitam a compreensão das coisas através da Ciência e da razão. Preferem compreender e acreditar nas coisas através da fé cega. Preferem agir na ignorância, pois, baseiam-se no que diz o apóstolo Paulo a respeito da sabedoria humana, afirmando que a mesma é loucura diante de Deus.

“Ninguém se engane a si mesmo; se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para se tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia” (I Coríntios 3:18-18).

Os crentes fanáticos acreditam pela fé que o mundo foi criado por Deus. Ou seja, segundo o autor da Carta aos Hebreus, como os crentes não tinham como provar através de provas concretas que Deus criou o mundo, então eles tiveram que apelar para a fé cega.

“Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê” (Hebreus 11:3).

E fé não é prova de nada; fé não prova nada. O mesmo autor da Carta aos Hebreus dá uma definição inusitada sobre a palavra fé. Segundo ele, “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1). Disse também que “sem fé é impossível agradar a Deus”. Porém, essa definição não é totalmente correta. Apenas a primeira parte da frase é correta (fé é o firme fundamento das coisas que se esperam). Dizer que fé é a prova das coisas que não se vêem é um disparate, um absurdo, algo falado sem reflexão, sem juízo.

Para mim, a fé religiosa usada como base científica é o firme fundamento da estupidez e a prova da ignorância. Na verdade, os Deuses Santos querem que os humanos acreditem neles e nas coisas através da fé, e nada através de conhecimento científico.

Sem se darem conta, os crentes fanáticos agem como o casal Adão e Eva no paraíso primitivo, quando viviam alienados sobre a realidade do mundo que os cercava.

Os Deuses Santos mantiveram o primeiro casal, Adão e Eva, recluso e alienado no paraíso primitivo. A intenção dos Deuses Santos era mantê-los alienados, sem tomarem conhecimento da civilização. A intenção dos santos anjos em mantê-los dessa forma era boa, pois eles não queriam que a nova raça criada (Raça Adâmica) tomasse conhecimento da civilização e da Ciência, pois esta poderia causar a sua própria destruição; e também poderiam destruir a Terra, destruir a natureza, como está acontecendo hoje. Os santos anjos queriam que o primeiro casal vivesse como os nativos, que andam nus e não se envergonham. Ao tomar conhecimento da civilização, o primeiro casal de humanos da Raça Adâmica “pecou”, e por esse motivo foi expulso do paraíso, e perderam o direito de viver eternamente se alimento do fruto da Árvore da Vida. Satanás, a antiga Serpente, o querubim caído, assediou Eva, a seduziu e a levou até o reino dos Atlantes, uma raça de humanos anterior à Raça Adâmica, que habitava no centro do Éden, o Grande Jardim, que depois ficou conhecido como planeta Terra. A raça dos Atlantes era a tal Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. Satanás não entrou no Jardim Santo, o paraíso criado pelos Deuses Santos para Adão e Eva ao oriente do Éden. Ele esperou que Eva saísse das dependências do Jardim Santo para poder abordá-la. Após abordá-la, ele a levou para conhecer o reino dos Atlantes. Lá Eva pode contemplar os atlantes se trajando de vestes. A partir daí ela teve noção de que não era adequado andar nu, e passou a ter vergonha de andar nu. Depois ela retornou ao paraíso e contou o que viu a Adão, e ambos passaram a fazer vestimentas para si.

E os crentes fanáticos atuais querem continuar vivendo alienados, assim como Adão e Eva viviam no paraíso, sem tomar conhecimento do mundo que os cercava, sem ter conhecimento da Ciência e da civilização.

A intenção dos santos anjos em manter alienados os primeiros seres humanos da Raça Adâmica até que era boa. Mas esses humanos não poderiam passar a vida toda sendo enganados. Algum dia alguém com certeza iria se rebelar, iria chutar o pau da barraca, iria descobrir a verdade das coisas.

Assim também eu, Miquels7, descobri a verdade das coisas, descobri a verdade real por trás dos relatos bíblicos, e estou chutando o pau da barraca das religiões, tirando o véu que encobre a mente dos crentes. E não foi nenhum querubim caído que me revelou a verdade das coisas. Fui eu mesmo, através de muito estudo, que descobri a verdade de tudo.

A Bíblia é a maior conspiração de todos os tempos.

Já que nos tornamos civilizados, então não há porque continuarmos na ignorância, sendo enganados. O que temos que fazer agora é analisar as coisas com cuidado, é estudar a Ciência com cuidado, para não irmos além do que é preciso ir. Sabemos que os cientistas têm ido longe demais em busca de respostas para a origem deste mundo, e com isso podem até causar a destruição da própria raça humana. Tudo isso apenas para provar que Deus não existe, e que tudo que existe é fruto do acaso.

Sei que é muito perigoso o fato do homem ter tomado conhecimento do mundo que o cerca e ter descoberto a Ciência, pois, sua aventura desenfreada em busca de respostas para o motivo da nossa existência e a causa do origem do Universo pode levar à extinção da própria espécie e a destruição do planeta. No entanto, os Deuses Santos traçaram um plano para pôr fim aos piores intentos humanos. O homem não poderá ir além dos limites determinados pelos Deuses Santos. Eles são poderosos. O Apocalipse está aí para demonstrar que os santos anjos não estão nada satisfeitos com os humanos decaídos.

Embora os homens tenham sido impedidos de desenvolver o conhecimento científico, mas através do enfrentamento aos líderes religiosos conseguiram tirar a humanidade da ignorância e alienação. Conseguiram inventar o avião, o computador, o rádio, a televisão, o telefone, os motores a combustão, e principalmente encontram a cura para várias doenças, essas que os Deuses Santos usavam para castigar os humanos, como a lepra, a tuberculose, a poliomielite, a febre amarela, e etc.

Os Deuses Santos fizeram de tudo para manter os humanos alienados, sem tomarem conhecimento do mundo que os cercava. E isso durou até o início do século XVII, depois que o cientista Galileu Galilei inventou o primeiro telescópio e pode estudar os céus e os planetas do Sistema Solar, e descobrir que o Sol era o centro do mundo. Antes da invenção do telescópio os cientistas acreditavam que a Terra era o centro do Universo.

A confusão das línguas e o impedimento da construção da Torre de Babel pelos humanos após o grande dilúvio não se deu em razão de Deus temer que os tais chegassem até o céu. Na verdade, os Deuses Santos impediram a construção da Torre de Babel porque não queriam que os humanos tomassem conhecimento do espaço sideral, não queriam que soubessem o que existia além das nuvens dos céus. Pois tudo que os humanos viam e imaginavam olhando daqui de baixo era uma abóbada azul, um teto sólido onde ficavam presas e suspensas as estrelas, chamadas de luzeiros, e que do lado de cima era a habitação de Deus e dos anjos.

“Ora, toda a terra tinha uma só língua e um só idioma. E deslocando-se os homens para o oriente, acharam um vale na terra de Sinar; e ali habitaram. Disseram uns aos outros: Eia pois, façamos tijolos, e queimemo-los bem. Os tijolos lhes serviram de pedras e o betume de argamassa. Disseram mais: Eia, edifiquemos para nós uma cidade e uma torre cujo cume toque no céu, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; e disse: Eis que o povo é um e todos têm uma só língua; e isto é o que começam a fazer; agora não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer. Eia, desçamos, e confundamos ali a sua linguagem, para que não entenda um a língua do outro. Assim o Senhor os espalhou dali sobre a face de toda a terra; e cessaram de edificar a cidade. Por isso se chamou o seu nome Babel, porquanto ali confundiu o Senhor a linguagem de toda a terra, e dali o Senhor os espalhou sobre a face de toda a terra” (Gênesis 11:1-9).

Notem que o narrador diz que os Deuses Santos desceram à Terra para ver as construções dos homens, pois cita o diálogo dos anjos no plural: “Eia, desçamos, e confundamos ali a sua linguagem, para que não entenda um a língua do outro”.

Não foi Deus Todo-Poderoso que desceu à Terra com seus anjos para ver as construções dos homens. Foram os santos anjos, esses que chamo de Deuses Santos, que desceram à Terra. Se o suposto Deus dos crentes fanáticos é onisciente e onipresente, por que Ele teria a necessidade de descer à Terra para ver o que os homens estavam construindo? Logo, percebe-se que não se trata de um suposto Deus Todo-Poderoso. Trata-se de seres alienígenas que desceram à Terra.

Leiam os textos do meu blog e saiam da ignorância religiosa.

———————-
Miquels7

Publicado em MENSAGENS ESPECIAIS | Deixe um comentário